Governo de Minas: Anastasia inaugura Centro de Assistência Social em Caldas

Na abertura das comemorações do bicentenário do município, governador recebe título de cidadão honorário

Omar Freire/Imprensa MG
Antonio Anastasia em visita ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Maria Ophélia Pacheco Paschoal
Antonio Anastasia em visita ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Maria Ophélia Pacheco Paschoal

O governador Antonio Anastasia inaugurou, neste domingo (25), em Caldas, no Sul de Minas, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Maria Ophélia Pacheco Paschoal. Com investimento de R$ 50 mil, o centro tem capacidade de atendimento de 500 famílias por ano. Recebido pelo prefeito de Caldas, Hugo Camacho, Anastasia participou da abertura das comemorações do bicentenário da cidade, que completará 200 anos em 2013. No próximo dia 27, Caldas completa 199 anos de fundação.

Acompanhado dos secretários de Estado Agostinho Patrus (Turismo), Bilac Pinto (Desenvolvimento Regional e Política Urbana) e Maria Coeli Simões Pires (Casa Civil), Anastasia visitou as instalações do Cras. Depois seguiu para a praça Doutor Paiva de Oliveira, no centro da cidade, onde recebeu o título de cidadão honorário de Caldas. A homenagem foi proposta pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Francisco Chavier Faria Júnior (DEM), e pela secretária da Câmara, vereadora Maria Inêz de Carvalho (PR).

Anastasia assistiu às apresentações culturais da Banda de Música de Caldas, do grupo de Capoeira “Filhos do Bonfim” e da tribo indígena Xucuru Kariri, além de receber uma cesta de doces típicos da região.

“Caldas é uma cidade que está no imaginário de todos os mineiros. Fiquei muito honrado de voltar aqui como governador, receber essa homenagem e relembrar os meus antepassados que vinham aqui aproveitar das belezas dessa região”, disse.

Balneário

O governador aproveitou a oportunidade para anunciar a reforma da Instância Hidromineral de Pocinhos de Rio Verde, distrito de Caldas, cujo projeto encontra-se concluído. O balneário é um dos mais importantes pontos turísticos da região.

“Vamos reformar aqui a Instância Hidromineral de Pocinhos do Rio Verde, que é um patrimônio não só da cidade, mas também de toda Minas Gerais. Vou determinar à Codemig (o início das obras) de tal modo que, no ano que vem, quando aqui estiver para o coroamento dos festejos dos 200 anos, visite as obras”, afirmou o governador do Estado.

Cras

O Cras é uma unidade pública estatal que funciona como porta de entrada dos usuários na rede de proteção social básica. Desenvolve serviços de informação, orientação, apoio e inclusão social às famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social residentes na sua área de abrangência.

Os serviços ofertados no Cras são de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF0; e o de convivência e fortalecimento de vínculos para crianças de até 6 anos, crianças e adolescentes de 6 a 15 anos, adolescentes e jovens de 15 a17 anos, e idosos. O prédio onde funcionará o Cras do município de Caldas recebeu o nome de Maria Ophélia Pacheco Paschoal, uma benemérita de Caldas na área da assistência social.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-inaugura-centro-de-assistencia-social-em-caldas/

Gestão em Minas: Antonio Anastasia recebe homenagem oficial da comunidade de Pisciotta

Governador foi recebido por autoridades da região italiana da Campânia, terra natal do seu avô paterno

Soraya Ursine/Imprensa MG
Governador Anastasia e o prefeito de Pisciotta, Vittorio Marsicano
Governador Anastasia e o prefeito de Pisciotta, Vittorio Marsicano

O governador Antonio Anastasia recebeu, neste sábado (10), homenagem oficial da comunidade de Pisciotta, região italiana da Campânia, terra natal de seu avô paterno Aniello Anastasia. O governador foi recebido por autoridades, populares e familiares, que expressaram a admiração e a honra em receber a maior autoridade política de um dos mais importantes estados brasileiros.

“Sua presença, governador Anastasia, é motivo de orgulho e glória para nós. Sabemos o que o senhor representa para Minas Gerais e para o Brasil. Somos gratos por Pisciotta ser a terra natal de uma personalidade reconhecida no mundo”, disse o prefeito Vittorio Marsicano.

O governador agradeceu, em nome dos dois milhões de descendentes italianos que vivem em Minas, e dos 20 milhões de mineiros, a homenagem recebida. “Minas é uma terra de muitas famílias de italianos. Por isso, agradeço de forma muito emotiva esta homenagem. Nossa missão, aqui na Itália, irá ampliar as oportunidades e propiciar uma maior aproximação econômica, social e cultural entre Minas, Campânia e Pisciotta”, disse o governador.

O governador também participou de um seminário, no qual empresários da região apresentaram as características econômicas da região de Cilento.

Acompanharam o governador Anastasia os secretários Bráulio Braz (Esporte e Juventude) e Agostinho Patrus Filho (Turismo), o deputado Rômulo Generoso e o presidente da Câmara de Comércio Italiana de Minas, Giacomo Regaldo.

Nascido em 1888, na pequena cidade italiana da Campânia, Aniello Anastasia migrou-se para Minas Gerais, em 1896, em busca de mais oportunidades.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: defesa social inicia ações de segurança para o Carnaval com blitz educativa contra drogas

Em todo o Estado, mais de 33 mil policiais militares, civis e bombeiros trabalharão durante o feriado, com foco na proteção ao cidadão, fiscalização e investigação de crimes e prevenção de acidentes em estradas e rodovias
Divulgação/Seds MG
Campanhas de conscientização e fiscalização serão reforçadas em Minas
Campanhas de conscientização e fiscalização serão reforçadas em Minas

As ações de segurança elaboradas pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) para o Carnaval 2012 começaram nesta quarta-feira (15), com o lançamento da campanha “Expresso legal, carnaval sem drogas”, em Belo Horizonte. A ação, realizada pela da Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas (Supod) da Seds, em parceria com a Polícia Militar (PMMG) e com as Secretarias de Estado de Saúde, Desenvolvimento Social e Turismo, contou com uma blitz educativa próxima ao BH Shopping, no bairro Belvedere. Motoristas foram abordados e receberam preservativos, leques e materiais informativos alertando sobre as consequências do uso das drogas e os cuidados que devem ser tomados para evitar doenças sexualmente transmissíveis (DST’s).

Depois da ação na capital, dois ônibus plotados saíram nos sentidos Norte e Sul de Minas Gerais. Até o dia 22 de fevereiro, eles passarão por mais de 80 cidades e irão parar em pelo menos 33, para conscientizar os foliões. No total, serão mais de três mil quilômetros rodados. Entre os municípios contemplados estão as cidades históricas, destinos de grande número de turistas durante o Carnaval. Além das drogas e DST´s, os agentes alertarão sobre cuidados no trânsito e contra a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Está prevista a distribuição de 100 mil preservativos e 450 mil kits de prevenção, com leques, adesivos e materiais informativos. Haverá, ainda, grupos de animação e folia de carnaval, formados por jovens que participam do projeto Juventude e Polícia, da Polícia Militar.

De acordo com o subsecretário de Políticas Sobre Drogas, Cloves Benevides, o objetivo da campanha é aproximar as ações de prevenção às pessoas nessa época carnavalesca, com enfoque também no interior do Estado. “O Expresso Legal vai percorrer as cidades levando essa mensagem, de que o importante é curtir a folia com responsabilidade e consciência, sem uso de drogas”, disse. O subsecretário ressalta que, além das cidades que receberão a equipe da Supod, a campanha será potencializada por uma parceria com os conselhos municipais antidrogas, que distribuirão os materiais em 100 blitz educativas.

Os ônibus passarão pelos municípios de Belo Horizonte, Lagoa Santa, Jaboticatubas, Sabará, Itabira, Timóteo, Ipatinga, Governador Valadares, Guanhães, Teófilo Otoni, Serro, Diamantina, Bocaiúva, Montes Claros, Pirapora, Três Marias, Curvelo e Corinto, Nova Lima, Rio Acima, Itabirito, Ouro Preto, Mariana, Ouro Branco, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Carandaí, Barbacena, Tiradentes, São João del-Rei, Oliveira, Cláudio e Divinópolis.

Efetivo

Além da campanha de conscientização, a Seds elaborou uma série de ações para o Carnaval, que vão desde o aumento do efetivo até o maior rigor na fiscalização das estradas. Em todo o Estado, mais de 33 mil policiais militares, civis e bombeiros trabalharão durante o Carnaval, com foco na proteção ao cidadão, fiscalização e investigação de crimes e prevenção de acidentes em estradas e rodovias. As ações repressivas e preventivas terão como foco as cidades históricas de Minas que recebem o maior número de visitantes nos quatro dias de folia, além de Belo Horizonte e Região Metropolitana (RMBH).

Nas cidades de Ouro Preto, Mariana, Sabará, Tiradentes, São João del-Rei e Diamantina a Polícia Militar terá 405 homens a mais nas ruas, o que representa um aumento de 43%. Estes municípios também terão aumentos que variam de 50% a 70% no efetivo da Polícia Civil (PCMG) e delegacias de plantões 24 horas. Na região metropolitana, haverá 19 mil policiais militares em atuação, sendo 7 mil apenas em Belo Horizonte.

As rodovias estaduais e federais também ganharão reforço de fiscalização entre a sexta-feira (17) e a quarta-feira de cinzas (22), principalmente nos trechos que levam aos destinos mais visados. Para garantir a segurança no trânsito, foi elaborado o “Plano Operacional Integrado Carnaval 2012”, com definições de ações conjuntas entre a Seds, a PMMG, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros (CBMMG), além do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a BHTrans, a Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) e a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec).

As rodovias estaduais ganharão o reforço de 800 policiais militares e de policiais rodoviários federais, que participaram da elaboração do Plano Integrado. As principais áreas de atuação e atenção são a BR 356 e MGT 383 (região de Ouro Preto); BR 356, MG 262 e MG 129 (região de Mariana); BR 494, BR 383, BR 265, MG 494 (região de São João del-Rei); BR 265 (na altura de Tiradentes); BR 367, MG 367 e MG 259 (região de Diamantina); e BR 262 e MG 262 (Sabará). A RMBH e as rodovias de acesso aos litorais capixaba e fluminense também terão reforço. Além das blitz repressivas, serão distribuídos, em todo o Estado, panfletos com dicas para segurança no trânsito.

Álcool e excesso de velocidade

Todos os 383 etilômetros da polícia militar serão utilizados para repressão ao trânsito de motoristas alcoolizados, além de outros 140 aparelhos da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que serão distribuídos por pontos estratégicos das rodovias.

Em Belo Horizonte, a “Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, terá 12 blitze repressivas durante o Carnaval para evitar excessos na capital. Belo Horizonte, especificamente, contará com 330 policiais militares na fiscalização do trânsito.

Para coibir o excesso de velocidade, serão colocados em ação 18 radares móveis da PM e quatro da PRF, reforçando o papel dos radares fixos já instalados na malha rodoviária.

Os bombeiros desenvolverão atividades preventivas em 150 municípios, com um efetivo de aproximadamente 1.500 militares. Nas cidades históricas, haverá reforço de 88 homens. Serão montados 61 pontos base em rodovias, 85 equipes em balneário e 66 equipes em eventos, para prevenção contra incêndio e acidentes. Para a operação, serão disponibilizadas 340 viaturas.

Além disso, o Batalhão de Operações Aéreas (BOA) disponibilizará duas equipes por dia para operação com helicópteros e uma equipe de sobreaviso para atuação em casos de emergência. Como no ano passado, em um dos helicópteros haverá uma equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para realizar atendimento pré-hospitalar.

Transporte clandestino

O DER, por sua vez, contará com 256 fiscais durante o carnaval e 103 veículos caracterizados com acesso remoto à internet, para fiscalização dos condutores e dos transportadores regulares e clandestinos e para a verificação preventiva da situação das vias. Também haverá 22 pontos onde serão desenvolvidas ações educativas, com orientação e distribuição de materiais informativos.

As blitze acontecerão, principalmente, nos acessos às regiões mais procuradas nesse período: Serrra do Cipó, Diamantina, Pirapora, Ouro Preto, Mariana, São João del-Rei, RMBH e outros pontos mais regionalizados.

Já o transporte de cargas e passageiros será fiscalizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, que empregará 36 servidores nos terminais rodoviários de Belo Horizonte (15), Juiz de Fora (7), Montes Claros (2), Pouso Alegre (3), Uberlândia (4), Uberaba (3) e Teófilo Otoni (2).

O foco do trabalho da ANTT é o transporte interestadual de passageiros e o reforço na operação começa nos dias anteriores ao carnaval, quando um número maior de pessoas utiliza o transporte rodoviário. São dadas orientações ao passageiros e feitas fiscalizações dos veículos, verificando, por exemplo, as condições dos pneus, retrovisores, entre outros aspectos que atestam a condição de fazer a viagem.

Fonte: Agência Minas

Anastasia participa de lançamento do Carnaval 2012

Apenas nas cidades históricas de Minas Gerais, a expectativa é de que a folia atraia cerca de 500 mil turistas, gerando emprego e movimentando a economia dos municípios
Wellington Pedro/Imprensa MG
Ações integradas vão garantir a tranquilidade dos cidadãos e a preservação do patrimônio histórico
Ações integradas vão garantir a tranquilidade dos cidadãos e a preservação do patrimônio histórico

O governador Antonio Anastasia participou, nesta terça-feira (14), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, do lançamento do Carnaval 2012. O Governo de Minas vai realizar ações, por meio das secretarias de Estado de Turismo, Cultura, Saúde, Defesa Social e Desenvolvimento Social, além de instituições como Cemig e Hemominas, visando garantir a tranquilidade dos cidadãos e a preservação do patrimônio histórico mineiro.

Mais de 33 mil policiais Militares, Civis e Bombeiros vão trabalhar durante o Carnaval, com foco na proteção ao cidadão. Na área da saúde, está prevista a distribuição de guia do viajante saudável. Campanhas de conscientização contra o uso de álcool e drogas, contra a violência infantil e doméstica e contra doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a distribuição de 3,4 milhões de preservativos, serão intensificadas. Ações de estímulo à doação de sangue, de combate à homofobia e de valorização dos direitos humanos também serão implementadas. A Cemig participa do Carnaval de Belo Horizonte, apoiando blocos e escolas de samba da capital mineira.

Para o governador Antonio Anastasia, o trabalho integrado vai garantir mais segurança e tranquilidade ao cidadão. Segundo ele, os acessos às cidades que foram afetadas pelas chuvas e têm potencial turístico estão prontos, sem qualquer problema de interrupção nas estradas.

“As cidades mineiras, especialmente as cidades históricas, estão prontas para receber o Carnaval. Todas as pessoas querem participar da folia, se divertir, com toda estrutura. Vamos lembrar nas campanhas que o Carnaval em Minas Gerais vai ser de diversão, de paz, de tranquilidade nas estradas e nas cidades”, disse.

Cidades Históricas

Durante a solenidade, foi assinado Acordo de Cooperação Técnica entre o Governo de Minas e o Ministério Público estabelecendo ações integradas com vistas à realização do Carnaval das Cidades Históricas e sua valorização como produto turístico cultural relevante de Minas Gerais. Pelo acordo será possível o compartilhamento de informações e estratégias, a articulação institucional, a assessoria técnica recíproca e o estabelecimento de uma matriz de responsabilidades institucionais. Seis municípios mineiros – São João del Rei, Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, Sabará e Diamantina, estão inseridos no projeto do Carnaval das Cidades Históricas, que está na quarta edição.

O secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, lembrou ser importante a preservação do patrimônio histórico mineiro. Ao mesmo tempo, ressaltou a relevância do Carnaval para o desenvolvimento econômico das regiões. “Nas cidades históricas que participam do projeto são esperados cerca de 500 mil visitantes. A estimativa é que tenhamos uma movimentação nesses municípios próxima a R$ 30 milhões, principalmente na economia local, envolvendo pequenos comerciantes, donos de hotéis, pousadas, restaurantes, vendedores ambulantes. O Carnaval também é importante socialmente, porque gera em torno de 5 mil empregos durante o período, distribui renda e dá oportunidades”, afirmou.

Clima de Carnaval

O térreo do Prédio Gerais, na Cidade Administrativa, local do lançamento do Carnaval 2012, foi tomado por baterias de escolas e blocos da capital e do interior. Portas-bandeira, bonecos gigantes e passistas também se apresentaram. Estandes das entidades públicas envolvidas, com orientação para os foliões foram montados para dar informações aos interessados.

Também participaram do evento os secretários de Estado Lafayette Andrada (Defesa Social), Eliane Parreiras (Cultura), Desenvolvimento Social (Cássio Soares), além do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, o procurador geral de Justiça, Alceu Marques, o presidente da Cemig, Djalma Morais, prefeitos de cidades históricas, entre outras autoridades.

Principais ações do Governo de Minas

Defesa Social

Aumento de efetivo – Em todo o Estado, 33 mil policiais militares, civis e bombeiros, incluindo policiamento ostensivo nas cidades históricas, estarão nas ruas. O efetivo da Polícia Civil será reforçado e haverá plantão 24 horas nas delegacias.

Fiscalização nas estradas – As rodovias estaduais ganharão o reforço de 800 policiais militares e de policiais rodoviários federais, que participaram do Plano Integrado Carnaval 2012. Além das blitzen repressivas, serão distribuídos, panfletos com dicas para segurança no trânsito. Para coibir o excesso de velocidade, além dos radares fixos já existentes, serão colocados em ação 18 radares móveis da PM e quatro da PRF.

Álcool e excesso de velocidade – Os 383 bafômetros da Polícia Militar serão utilizados para repressão ao trânsito de motoristas alcoolizados, além de outros 140 aparelhos da PRF. Em Belo Horizonte, a “Campanha Sou pela Vida. Dirijo sem Bebida”, vai realizar 12 blitzen durante o carnaval. Belo Horizonte contará com reforço de 330 policiais militares na fiscalização do trânsito.

Bombeiros – Os bombeiros desenvolverão atividades preventivas em 150 municípios mineiros, com um efetivo de 1,5 mil militares. Haverá reforço nas cidades com maior fluxo de turistas, bases nas principais rodovias e em balneários. Para a operação, serão disponibilizadas 340 viaturas.

Prevenção ao uso de drogas e álcool – Dois ônibus vão percorrer cerca de trinta cidades, a partir de quinta-feira (16/02), no contexto da campanha “Expresso legal, carnaval sem drogas”. Com o objetivo de conscientizar os foliões, serão distribuídos 450 mil kits com leques, adesivos e materiais informativos sobre abuso de álcool e drogas, além de 100 mil preservativos.

Transporte

Transporte clandestino – O DER contará com 256 fiscais e 103 veículos caracterizados com acesso remoto à internet, para fiscalização dos motoristas regulares e clandestinos e verificar preventivamente a situação das vias. Haverá 22 pontos onde serão desenvolvidas ações educativas, com orientação e distribuição de materiais informativos.

Transporte de cargas e passageiros – Será fiscalizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, que contará com 36 servidores nos terminais rodoviários de Belo Horizonte, Juiz de Fora, Montes Claros, Pouso Alegre, Uberlândia, Uberaba e Teófilo Otoni.

Saúde

Dengue – A Força Tarefa “Carnaval nas Cidades Históricas – DENGUE” percorrerá nove municípios onde há alto risco de infestação da dengue: São João del Rei, Pompéu, Pirapora, Sabará, Ouro Preto, Itabirito, Mariana, Diamantina e Abaeté. O caminhão “Dengue Móvel” fará a troca de material escolar por garrafas pet, latinhas, pneus e outros objetos que possam acumular água.Em 2011, o número de casos notificados em Minas caiu 77%. O incentivo a novas ações é fundamental em razão do verão, das chuvas, o surgimento de novos tipos da doença.

Saúde do Viajante – O Guia do Viajante Saudável será enviado para as secretarias Municipais de Saúde e Turismo, para distribuição em hotéis.As peças incentivam hábitos saudáveis de higiene, buscam reduzir acidentes e doenças associadas à viagem. Serão 200 mil cartilhas bilíngues – português e inglês – e 50 mil adesivos de banheiro.

DST/AIDS – O slogan da campanha é “Curta o carnaval com camisinha”. Serão distribuídos 3,4 milhões de preservativos masculinos e 58 mil géis lubrificantes. Serão distribuídos 500 mil cartazes sobre a importância do uso da camisinha.

Hemominas – Campanha da Hemominas chama a população para coletas extras de sangue para garantir atendimento adequado nos hospitais durante o feriado. No período que antecede feriados prolongados, há uma queda no comparecimento de doadores de 30% nas 20 unidades do Estado. Os endereços, horários de funcionamento e notícias sobre coletas extras estão no site www.hemominas.mg.gov.br.

Assistência Social

Campanha Proteja Nossas Crianças – Durante o carnaval serão distribuídos adesivos e panfletos sobre a campanha nas cidades e rodovias que cortam o Estado. O número do Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19), estará disponível.

Campanha do Laço Branco – Serão distribuídas cartilhas sobre a Lei Maria da Penha e adesivos para fortalecer a Campanha do Laço Branco “Homens de Minas pelo fim da violência contra as mulheres”. O lema da campanha em Minas é “Jamais cometer um ato de violência contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência”.

Turismo

O Governo de Minas está monitorando a situação nas cidades turísticas afetadas pelas chuvas de dezembro e janeiro. Todas elas estão prontas para receber os turistas, com acesso liberado e a situação normalizada. Esse monitoramento é feito por meio de contato com as prefeituras e secretarias municipais de turismo, circuitos turísticos e órgãos responsáveis pela manutenção das estradas. O resultado do monitoramento está no Portal do Turismo Mineiro: www.minasgerais.com.br.

Fonte: Agência Minas

Governo Anastasia : Pesquisa indica que cultura é o principal atrativo turístico em Minas

Turismo mineiro,  Minas Criativa

Fonte: Opinião – Agostinho Patrus Filho – Secretário de Turismo do Estado de Minas Gerais – Estado de Minas

O turismo criativo em Minas

Minas Gerais tem rica tradição cultural e talento intelectual abundante, apresentando assim os alicerces necessários para o desenvolvimento do turismo criativo. Pesquisa de demanda realizada em 44 destinos turísticos mineiros, em 2010, aponta o turismo cultural como o principal interesse dos turistas de lazer que recebemos. Sensível a essas características e à tendência do turismo mundial, o governo de Minas lançou, no portfólio dos projetos estratégicos da atual gestão, o Minas Criativa.

De natureza multidisciplinar e intersetorial, o projeto visa a integrar os setores criativos emergentes, buscando a formação de um sistema capaz de conferir maior valor econômico aos bens e serviços produzidos no estado. Para tanto, o Minas Criativa propõe uma gestão pautada pela cooperação entre governos, mercados, empreendedores, organizações públicas e privadas, instituições acadêmicas e participação popular.

Para se ter ideia, o turismo criativo existe como forma de turismo cultural desde a origem da atividade do setor. Suas raízes européias remontam ao tempo das grandes viagens (grand tours), quando filhos da aristocracia europeia viajavam ao exterior para vivenciar experiências interativas.

Mais recentemente, o turismo criativo recebeu nomenclatura própria e foi definido pela Unesco como direcionado para uma experiência de envolvimento e autenticidade, com aprendizado participativo em artes, patrimônio ou qualquer característica do lugar, propiciando uma conexão com aqueles que ali vivem e criam a cultura local. Vários países já oferecem exemplos desse tipo de desenvolvimento turístico.

O turista, na atualidade, procura por experiências de aprendizagem e envolvimento na vida cotidiana dos lugares que o recebem. Atividades como degustar a bebida local, participar de aulas de gastronomia especializada na culinária do lugar ou confeccionar seu próprio suvenir estão na ordem do dia da agenda turística. O mercado, por sua vez, vem oferecendo novos produtos no intuito de atender ao caráter experimental e multisensorial do turismo criativo.

Além disso, os turistas contemporâneos buscam ainda por originalidade. Eles não querem recriar suas experiências nos destinos que visitam, mas aproveitar o que o destino tem a oferecer. O local garante, portanto, autenticidade à experiência vivida. Por não depender exclusivamente dos atrativos tradicionais, esse tipo de atividade democratiza os negócios turísticos ao possibilitar o uso da criatividade como insumo produtivo, o que beneficia localidades que até então não haviam manifestado vocação turística.

Da construção da identidade à atração de novos talentos, as indústrias criativas florescem e contribuem para o desenvolvimento das comunidades locais. Com o incremento da indústria criativa a partir da demanda do turismo, os benefícios tangíveis ganham musculatura, representados por mais e melhores negócios, construção erecuperação do patrimônio e formação e aumento do capital humano.

Minas Gerais tem no turismo criativo uma oportunidade de revelar novas habilidades. A diversidade de quadros econômicos e culturais no estado sinalizam para a necessidade de articular e dar sentido a propostas diversas e, muitas vezes, fragmentadas. Este é o objetivo central do Minas Criativa: promover conexões entre os elos produtivo, institucional, empresarial, acadêmico e social dessa importante cadeia criativa.

Favorecer a convergência de ações, respeitada a multiplicidade de interesses; fortalecer a identidade mineira, para uma Minas que é plural; fomentar a autoestima e o senso de pertencimento dos mineiros – de berço ou por escolha – são ações que demandam capacidade de mobilização e coesão. O desafio é grande, mas a experiência internacional demonstra que quanto maior o desafio, mais criativo e atrativo o destino turístico se torna.

Programa Turismo Solidário: experiências gastronômicas de comunidades do Vale do Jequitinhonha são contadas em verso e prosa

As experiências gastronômicas de comunidades do Vale do Jequitinhonha foram contadas em verso e prosa pelo projeto Ambiente Gastronômico no Vale, uma iniciativa do Sebrae/MG, em parceria com o Programa Turismo Solidário, do sistema Sedvan/Idene.

Moradores das comunidades de Mendanha, distrito de Diamantina; Bonfim e Alecrim, distritos de São Gonçalo do Rio Preto; e Capivari, distrito do Serro, todos contemplados pelo Turismo Solidário, foram convidados pelo Sebrae/MG para participar do projeto, que tem o intuito de trocar receitas da culinária local e compartilhar os saberes e fazeres da região. O resultado dessa iniciativa foi reunido em quatro livros que foram lançados, no mês de dezembro, em cada uma das localidades.

A coordenadora do projeto, Maria Sônia Madureira Pinho, conta que a pesquisa, que teve início em agosto de 2008 e durou cinco meses, se deu de forma coletiva e organizada. Em cada um dos quatro distritos, o grupo gestor do Programa Turismo Solidário reuniu cerca de 20 pessoas, que passaram a relatar e registrar em cadernos as experiências gastronômicas da sua região norteadas por cinco eixos: Receitas Salgadas, Receitas Doces, Ambiente Gastronômico, Hábitos e Costumes e Manifestações Culturais.

“Esse foi um emocionante processo de resgate da memória gustativa, olfativa e, principalmente, afetiva dos lugares e das pessoas que nos acolheram e com quem convivemos estreitamente. Pura história de Minas Gerais transformada em quitandas, salgados, doces, garrafadas e infusões. Receitas de vida e de fé”, define Maria Sônia.

Cultura de gerações

Segundo Maria Sônia, o relacionamento entre as mulheres pesquisadas determinou a estratégia do trabalho. “A culinária mineira é marcada pela oralidade, com receitas transmitidas por gerações. E o caderno de receitas é percebido como um verdadeiro patrimônio familiar, sinônimo de vivências compartilhadas”, explica.

Com base nessa constatação, foi incorporado às pesquisas o conceito do caderno de receitas, que se tornou o elo entre as mulheres e as suas comunidades, entre pesquisador e pesquisados. A partir daí, a principal missão foi expandir o olhar das envolvidas de dentro de casa para fora dela, do familiar para o social.

Com essa visão inovadora, as mulheres tornaram-se as protagonistas do resgate da sua cultura, de suas tradições e dos seus rituais, escrevendo a própria história por meio das receitas de suas famílias e do seu território. “Na riqueza do convívio, em conversas e trocas, revelaram-se os hábitos do cultivar, do colher e das diferentes maneiras de criar e recriar o alimento. As experiências do campo trouxeram respostas inusitadas”, diz Maria Sônia.

Pode-se perceber que cada município tem uma forma particular de lidar com as receitas e ingredientes. Na observação dos usos e costumes, a revelação da expressiva mobilidade das ervas e “matos”. A horta que se apresenta como elementar no cotidiano, possui funções diferenciadas que se interconectam, dependendo da missão: podem servir para benzer ou para temperar.

Lançamento

O lançamento dos livros reuniu as mulheres, suas comunidades e suas manifestações culturais. Em Alecrim e Bonfim, foi feita uma reza e todos dançaram o forró. Em Mendanha, o lançamento das obras teve a participação das crianças da comunidade e muita poesia. Em Capivari, uma peça de teatro homenageou quatro gerações, com a participação de crianças de dois anos e mulheres de 80, cujo enredo narrava o conteúdo dos livros.

Para a coordenadora do projeto Ambiente Gastronômico, Maria Sônia, o que deve ser ressaltado é o fato de que os tradicionais cadernos de receitas se transformaram em livros, escritos a muitas mãos, com a generosidade e a sabedoria de muitas gerações, que agora podem disseminar o conhecimento.

Os livros serão distribuídos para os representantes locais do setor de turismo, escolas, institutos culturais e universidades da região e entorno.

 

Secretaria de Turismo de Minas promove Enduro Escola 2010 em São João del-Rei

Secretaria de Estado de Turismo (Setur), órgão do Governo Antonio Anastasia, promove, nesta quinta (18) e na terça-feira (23), a terceira e quarta etapas do Enduro Escola 2010 nos municípios de São João del-Rei, no Campo das Vertentes, e Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, respectivamente. O evento contará com a participação de 300 alunos do ensino médio de escolas estaduais das duas cidades. A iniciativa integra as ações do Projeto Estruturador Destinos Turísticos Estratégicos do Governo Antonio Anastasia.

O objetivo do Enduro Escola é estimular, por meio da prática de caminhada ecológica, a preservação do meio ambiente e incentivar o conhecimento histórico, cultural e ambiental das comunidades participantes.

As duas primeiras etapas do Enduro Escola 2010 foram realizadas em São João Batista do Glória, no Sul de Minas, e Senhora de Oliveira, na Zona da Mata. O projeto conta com o apoio das associações de Circuitos Turísticos locais.

Material Pedagógico

A cada cidade percorrida, professores das escolas participantes recebem uma cartilha com orientações sobre projetos interdisciplinares que utilizam o turismo como ferramenta didática.

Os professores tornam-se multiplicadores desses conhecimentos e têm a missão de despertar nos jovens estudantes o interesse por questões que envolvem o exercício da cidadania, a convivência harmoniosa e respeitosa com a natureza e a prática sustentável do turismo ecológico.

Regras da competição

As provas duram em média de duas horas e meia, e os participantes percorrem, caminhando, aproximadamente seis quilômetros. As turmas são divididas em equipes de até seis pessoas. Os membros são responsáveis pela contagem de passos, pela medição da distância percorrida e pelo cálculo de tempo, além da navegação.

Durante o trajeto, os alunos respondem a perguntas referentes aos temas abordados em sala de aula. Para responder às perguntas, os alunos recebem orientação prévia dos professores das disciplinas de Geografia, Matemática, História e Ciências.

 

Governo Antonio Anastasia se prepara para receber famílias no feriado para os circuitos mineiros

Com a proximidade do Dia das Crianças, muitas pessoas pensam em como curtir o feriadão sem se deslocar para destinos distantes. Com localização estratégica, Minas Gerais é destino certeiro para quem busca diversão em apenas quatro dias de folga. O Estado oferece a diversão no Circuito das Águas, o sossego dos hotéis-fazenda e o alternativo “Mar de Minas”. Nos 42 Circuitos Turísticos existentes no Estado, o turista pode escolher aquele que mais o agrada.

Um mergulho para refrescar, brincadeiras para relaxar, um sol para se bronzear. Pode parecer enredo de praia, mas isso tudo é fácil de encontrar em Minas Gerais. As belezas naturais, os casarios seculares, a gastronomia farta, a variedade cultural e a hospitalidade dos mineiros fazem do Estado um destino único, propício para ser vivenciado ao lado da família em viagens inesquecíveis.

Minas Histórica

Para os pais que pretendem ficar perto de Belo Horizonte, mas que também não abrem mão de curtir a data ao lado dos filhos, as Cidades Históricas são uma ótima opção. Ouro Preto, Mariana, Sabará, Congonhas, São João del-Rei e Tiradentes são relativamente próximas à capital mineira e oferecem aulas de história ao ar livre.

Nos quatro dias do feriado é possível apreciar obras de arte nos museus e igrejas, como a de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, e os Profetas de Aleijadinho, em Congonhas. O passeio de Maria Fumaça entre São João del-Rei e Tiradentes e a infinidade de sabores das receitas à base de jabuticaba encontradas em Sabará, também fazem sucesso entre a criançada.

Patrimônio Natural

A empresária Lilian Chagas é apaixonada por Minas Gerais. A cada feriado, segue com a filha Lara Chagas (três anos) e o marido, Gustavo Chagas, para um destino diferente. Os preferidos são Ouro Preto, Lavras Novas, Catas Altas, Mariana, Bonfim. Este ano, para comemorar o Dia das Crianças, o casal escolheu as belezas naturais do Circuito Turístico Parque Nacional da Serra do Cipó.

A Serra do Cipó oferece várias opções de Turismo de Aventura, com destaque para canyoning, cicloturismo, alpinismo, trekking e passeio de caiaque. Ideal para famílias que gostam de aliar esportes e contemplação da natureza.

Água para refrescar

O Circuito das Águas, localizado no Sul de Minas Gerais, é famoso pelas suas estâncias hidrominerais. Tanto pais como filhos podem aproveitar o sol do feriadão nas diversas nascentes, fontes, piscinas e balneários das estações de água termais. Ricas em propriedades terapêuticas, as águas de Caxambu e São Lourenço sempre superam as expectativas dos turistas.

E por falar em águas, o turista que viajar até Poços de Caldas, no Circuito Turístico Caminhos Gerais, poderá assistir nos dias 9 e 10 a Sinfonia das Águas. Promovido pela prefeitura desde 2006, o evento é um espetáculo musical com produção que envolve a Orquestra Sinfônica de Poços de Calas, atores, bailarinos, corais, músicos e cantores líricos em meio a um show de iluminação ao ar livre. O evento acontece em frente ao Parque Afonso Junqueira, a partir das 21 horas.

Mar Mineiro

Carinhosamente apelidado de “Mar de Minas”, o município de Capitólio, no Circuito Turístico Nascentes das Gerais, Sul do Estado, abriga a Represa de Furnas, um imenso lago artificial que deu origem ao apelido da região. Frequentado por famílias em busca de diversão, segurança e conforto, principalmente nos feriados prolongados, o lugar preserva as belezas de Furnas aliadas ao requinte dos condomínios de luxo existentes na região.

Mas o turismo no local não é feito apenas de mansões luxuosas, a região dispõe de hotéis, áreas para camping e pousadas, além da infraestrutura com restaurantes, clubes, pesque e pague, dentre outros atrativos. Um dos destaques é a Lagoa Azul, com águas cristalinas e de fácil acesso. O turista que quiser fazer um passeio de escuna pelo Lago de Furnas encontrará empresas que prestam este serviço. Outra dica é o passeio de lancha, que parte do Rio Turvo até chegar à Lagoa Azul. Durante o trajeto, o visitante pode conhecer os cânions, com paredões de 20 metros nas laterais. Cachoeiras também são avistadas ao longo do passeio.

Vida Rural

É nos feriados prolongados que boa parte dos moradores das grandes cidades mineiras escapa da correria e do estresse cotidiano. Acostumados com os barulhos das sirenes, ambulâncias e trânsito, muitos fogem das metrópoles em busca de um refúgio tranquilo e silencioso. E é nos hotéis-fazenda que muitos desfrutam momentos de prazer ao lado da família. O Circuito Turístico Villas e Fazendas dispõe de boa quantidade de fazendas coloniais ainda existentes na região, em sua maioria do século XVIII.

Os visitantes podem descobrir cenários bucólicos e se encantar com a história das comunidades de lugares inspiradores, como Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Conselheiro Lafaiete e Cristiano Otoni, entre outros.

Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) preparou algumas dicas para que a viagem no dia 12 de outubro seja perfeita:

• Leve na mochila: boné ou chapéu, roupas de banho, filtro solar, lenços de papel, repelente, e cantil.

• Respeite as comunidades locais.

• Para caminhada, prefira sempre carregar objetos numa mochila, assim o peso fica bem distribuído e as mãos livres.

• Cuidado com a alimentação – alimentos muito condimentados não são aconselháveis em regiões muito quentes.

• Avalie as condições climáticas e as distâncias a percorrer.

• Ao fazer passeios de barco, certifique-se sobre as condições de manutenção e se há coletes salva-vidas disponíveis.

• Fique atento! Banhos em rios e cachoeiras oferecem risco de afogamento e acidentes.

• Não jogue lixo na mata e nos rios. Em caminhadas pelas trilhas ou nos passeios de barco, carregue sempre um saco plástico para recolher o lixo que produzir.

• Evite apoiar-se na vegetação durante as caminhadas e colocar as mãos em buracos ou fendas.

• Não caminhe rapidamente em descidas íngremes ou perigosas.

• Registre cada momento de seu passeio! As melhores condições de luz acontecem ao amanhecer e entardecer.

• E o mais importante: cuide de nossas crianças!