Governo de Minas e o Dia Mundial da Água

Gestão Anastasia: Governo de Minas anuncia ações em comemoração ao Dia Mundial da Água

Foram anunciados novos projetos e lançados o e-book que conta a história do rio São Francisco e o selo alusivo ao ano internacional da água

Sectes-MG/Divulgação
Secretário Narcio Rodrigues assina quatro atos para implantação de projetos referentes ao meio ambiente
Secretário Narcio Rodrigues assina quatro atos para implantação de projetos referentes ao meio ambiente

Uma extensa programação marcou as comemorações do Dia Mundial da Água e do Ano Internacional de Cooperação pela Água nesta sexta-feira (22), em Frutal, no Triângulo Mineiro. O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, e o presidente do Unesco-HidroEX, Octávio Elísio, participaram das atividades. O vice-governador, Alberto Pinto Coelho, em mensagem de vídeo, saudou os participantes.

Entre as ações, está o lançamento do selo alusivo ao Ano Internacional de Cooperação pela Água. O selo também foi lançado em outras duas cidades, em Brasília (DF) e Foz do Iguaçu (PR).

A programação incluiu também a assinatura de quatro atos, que visam a implantar o projeto piloto de Capacitação Tecnológica da Agricultura Irrigada e cursos que permitirão requalificar cerca de mil técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) em meio ambiente. Além destes, foram formalizados os atos de implementação da metodologia de certificação do uso da água em bacia hidrográfica e revitalização das bacias

O Unesco-HidroEX anunciou ainda a abertura, no site do CNPq, do edital para cursos de pós-graduação no exterior, dentro do Programa Ciência sem Fronteiras. São 50 bolsas e as inscrições vão até 3 de maio deste ano.

A iniciativa é uma parceria do Unesco-HidroEX com a Universidade Federal de Ouro Preto, com o objetivo de implantação o mestrado profissionalizante em Sustentabilidade Socioeconômica e Ambiental. Também foram anunciados o projeto de revitalização dos rios São Francisco e Grande, com implantação de barcos-escola, a partir de termo de cooperação assinado com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

O secretário Narcio destacou a consolidação do espaço físico do Unesco-HidroEX, que conta com recursos de cerca de R$ 76 milhões. “A água é um elemento muito importante. Temos que tratá-la com muito respeito e possibilitar mecanismos para que possamos desenvolver tecnologias que beneficiem a preservação dos recursos hídricos. Neste momento temos que unir forçar para que este projeto sirva de modelo e cumpra com os seus objetivos”, afirmou.

Projeto Escolas-Irmãs

Outro momento marcante foi a abertura oficial do Programa Escolas-Irmãs de Educação para as Águas. Por meio de videoconferência, os alunos da Escola Hermann Gmeiner, localizada na capital do Cabo Verde (Praia) e os estudantes da Escola Estadual Vicente Macedo, de Frutal, trocaram experiências.

Trata-se de um programa que visa estreitar os laços entre os países da língua portuguesa a partir das comunidades escolares, para que sejam intercambiadas experiências ambientais, focadas no tema água.

O presidente da instituição do Unesco-HidroEX, Octávio Elísio, ressaltou a importância do projeto. “As crianças são peças fundamentais do processo de educação para águas. Precisamos refletir o papel do ser humano na conservação do meio ambiente. Daí a importância de se educar os jovens. Temos que levar isto através das fronteiras do país”, destacou.
Faz parte do programa a realização da “Feira Ambiental Escola e Meio Ambiente – o meu mundo pelo seu mundo”, que visa conectar comunidades escolares de países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) para o intercâmbio de experiências práticas ambientais, por meio das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs).
“A proposta é divulgar experiências, práticas, saberes e cultura para melhor compreensão das questões ambientais, a partir da subjetividade de alunos dos países que compõem a CPLP”, explicou o professor responsável pelo projeto, Romes José Lopes.

Durante a videoconferência, o secretário Narcio saudou os alunos e a ministra da Educação de Cabo Verde, Fernanda Maria de Brito Marques. A ministra agradeceu a oportunidade e disse  ser este um momento histórico para Cabo Verde. “Este é um projeto que une dois países irmãos, Cabo Verde ao Brasil. A água é fundamental para a luta contra a pobreza e precisamos saber usá-la. Vamos fazer deste um grande projeto em favor da sustentabilidade”, prometeu.

Educação e tecnologia

Durante a cerimônia aconteceu também o lançamento oficial da cartilha Agente Cousteau para 2ª etapa do programa Educação para as Águas, que tem como objetivo alertar, instruir e incutir senso de ética ambiental nos alunos do ensino fundamental da 1ª à 6ª série.

Foi realizando ainda o lançamento do livro eletrônico interativo sobre os aspectos culturais e naturais da bacia do rio São Francisco. Com o conceito de um livro interativo, o trabalho traz em sua essência uma panorâmica sobre a trajetória do São Francisco, pontuando em suas paisagens mais significativas.

Utilizando os recursos técnicos dos dispositivos móveis, o e-book, que é rico em elementos animados, músicas e sons temáticos, apresenta diversas formas de interação. O aplicativo pode ser baixado em tablets e smartphones com sistema operacional Android. Clique aqui para baixar.

Exposição

Após a solenidade, todos foram convidados para visitar a exposição “Homem x Natureza” que está acontecendo na sede do Unesco-HidroEX durante toda a semana, em parceria com o Siccob Credicitrus. A exposição faz um percurso pelos quatro elementos  terra, água, fogo e ar – e promove uma reflexão a respeito do impacto que o homem vem causando no planeta. Ela apresenta também alternativas para tornar a convivência mais harmônica e sustentável .

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-anuncia-acoes-em-comemoracao-ao-dia-mundial-da-agua/

Aécio fortaleceu pólo de aviação em Minas

Aécio Neves fortaleceu pólo de aviação, criou empresas de base tecnológicas ligadas ao setor e inaugurou conceito de aeroporto indústria.

 Aécio Neves e o pólo de aviação

Fonte: Jogo do Poder

Indústria da aviação: um case de sucesso do Governo Aécio Neves

Aeroporto Indústria, novas empresas, polo de mão de obra especializada, opção por produtos com valor agregado. Toda uma cadeia que surge graças à gestão eficiente de um governo estadual
Aécio Neves: um case de sucesso do Governo de Minas na aviação

Aécio Neves: um case de sucesso do Governo de Minas na aviação

Uma frase sempre marcou os discursos do senador Aécio Neves quando era governador de Minas: “o mundo vai se dividir entre os países que possuem o conhecimento e os que dependem dele”. E foi em cima deste pensamento que, desde os últimos anos, Minas Gerais vem transformando seu perfil industrial, deixando de exportar apenas “quantidade” e passando a vender “qualidade”.

Já se foi o tempo em que os mineiros se orgulhavam por serem apenas o maior produtor de minério, café e leite do Brasil. Hoje, já começa até a ser ameaçado nestas lideranças, como é caso da mineração, onde o Pará desponta no cenário nacional. E mesmo assim, não existe motivo para preocupação.

O então governador e hoje senador, Aécio Neves e sua equipe econômica apostaram no conhecimento, sendo o primeiro governante na história de Minas a cumprir a Constituição Mineira e aplicar 1% do orçamento do Estado em pesquisa científica; ampliou as parcerias com a iniciativa privada para multiplicar as vagas em cursos profissionalizantes, mas, principalmente, trabalhou para atrair indústrias modernas, produtoras de manufaturas de alto valor agregado.

E a aviação foi uma destas apostas, tanto em relação ao apoio às indústrias que aqui já estavam quanto no investimento em infraestrutura para que outras em Minas se instalassem.

A primeira vitória veio ainda quando o senador Aécio Neves era governador. A Gol Linhas Aéreas trouxe para Belo Horizonte a sua área de manutenção de aeronaves. E junto da Gol, outras empresas de tecnologia se instalaram nas proximidades do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins.

Em Itajubá, no Sul de Minas, a Helibras, produtora de helicópteros, ampliou sua fábrica e fechou grandes negócios para venda de aeronaves de grande porte e para fins militares.

Já em Belo Horizonte, a Embraer abriu seu primeiro escritório de engenharia fora do Estado de São Paulo e, declaradamente, escolheu a capital mineira em função do interesse do Governo de Minas em apoiar a indústria da aviação. São 16 engenheiros altamente qualificados contratados para o escritório da empresa instalado no Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTec), o que deve se multiplicar quando a empresa se mudar para Lagoa Santa, o que já faz parte de seu plano de expansão em Minas Gerais.

Outra estratégia de apoio às empresas de base tecnológicas ligadas à aviação, lançada ainda à época do, hoje senador, Aécio Neves como governador de Minas foi a criação do Aeroporto Indústria, em Confins, com seus 46 mil metros quadrados.

A boa notícia veio ontem, quando a Infraero aprovou o estudo de viabilidade econômica do empreendimento. É o sinal verde para fechar com chave de ouro a estratégia de tornar o entorno do aeroporto internacional é um grande polo de tecnologia industrial.

Somados a estas conquistas, o Governo de Minas ainda vem trabalhando para incrementar outros três polos da cadeia da indústria da aviação no Estado: em Lagoa Santa, para formação de mão de obra; Zona da Mata, para transformar o aeroporto regional de Goianá em um polo logístico e no Triângulo Mineiro, onde uma empresa produtora de asas fixas se prepara para se instalar em Tupaciguara.

A criação da nova cadeia da indústria da aviação em Minas Gerais é um bom exemplo de uma gestão pública moderna, embasada no planejamento e na presença do estado na economia como deve ser: induzindo o desenvolvimento, com ganhos sociais e mudanças de paradigmas. E não apenas visando o crescimento puro e simples.

Aécio Neves – link do site do senador: http://www.aecioneves.net.br/biografia

Governo de Minas: educadores formulam criação do Curso de Extensão em Educação Musical

Especialistas e professores de conservatórios estaduais participam de planejamento.

Professores e especialistas dos 12 conservatórios estaduais de música de Minas Gerais iniciaram o planejamento para a criação do Curso de Extensão em Educação Musical. O objetivo é oferecer formação inicial e continuada em educação musical para professores da rede pública de educação básica. As reuniões começaram nesta semana na Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores (Magistra). O curso está previsto para começar no segundo semestre deste ano.

“Nesse encontro, pegamos as experiências que os Conservatórios Estaduais de Música têm para formular um plano de curso para trabalhar de forma criativa e inovadora com os professores das escolas regulares”, destacou Gilbert Gouvêa, coordenador dos Conservatórios.

Entre os temas discutidos no encontro estão: os componentes curriculares, a ementa, a carga horária, a metodologia, os procedimentos didáticos, as formas de monitoramento e avaliação e a organização do atendimento a partir das demandas dos candidatos. Todo o trabalho será construído a partir de uma articulação entres os conservatórios, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) e a Magistra.

Nas reuniões, também foram debatidas as possíveis ferramentas de apoio que os participantes poderão contar durante o curso de formação. O Centro de Referência Virtual do professor (CRV) é uma dessas possibilidades para os educadores durante o curso.

O curso será desenvolvido pelos conservatórios em módulos semestrais e abordará conhecimentos teóricos e práticos da área musical. “Essa será uma retomada em uma das funções das escolas de música que é a da formação musical”, lembra Gilbert Gouvêa.

Em um primeiro momento, os cursos seriam ofertados para professores de arte, supervisores pedagógicos e estudantes dos cursos de Magistério e Pedagogia. Para a primeira fase. estão previstos 50 participantes distribuídos em duas turmas. Até o final do ano, a previsão é que o curso de extensão atenda a 600 cursistas.

 Conservatórios

Minas é o único estado do Brasil que conta com escolas de música na rede pública de ensino. São 12 Conservatórios de Música mantidos pela Secretaria de Estado de Educação. Com o objetivo de atender a diversas regiões do estado, Minas conta com escolas nas cidades de Araguari, Ituiutaba, Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em São João Del Rei, Juiz de Fora, Leopoldina e Visconde do Rio Banco, cidades da Zona da Mata, em Montes Claros no Norte de Minas, Diamantina no Vale do Jequitinhonha, e em Pouso Alegre e Varginha, cidades do Sul do Estado. As escolas de música atendem cerca de 30 mil alunos com a oferta de cursos técnicos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/educadores-formulam-criacao-do-curso-de-extensao-em-educacao-musical/

Gestão da Saúde: Hemominas faz coleta de sangue em Belo Horizonte e Uberlândia

Expectativa é que compareçam 50 candidatos à doação de sangue em cada dia de coleta.

A Fundação Hemominas realiza coleta de sangue, nesta quinta-feira (10), na Caixa de Assistência dos Advogados, no bairro Barro Preto, em Belo Horizonte. Já nesta quarta (09) e quinta-feira (10), a Fundação Hemominas realiza coleta de sangue na Faculdade Esamc, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A expectativa é que compareçam 50 candidatos à doação de sangue em cada dia de coleta.

Segundo a Portaria 1.353/2011 do Ministério da Saúde, podem doar sangue cidadãos com boa saúde, idade entre 18 e 67 anos. Os candidatos devem pesar acima de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, e que não tenham doença de Chagas.

Jovens com 16 e 17 anos, somente poderão se candidatar à doação de sangue com a presença dos responsáveis legais ou autorização dos responsáveis com firma reconhecida em cartório, cujo modelo de autorização está disponível no site www.hemominas.mg.gov.br.

A idade máxima para a primeira doação de sangue é 60 anos. Os candidatos, que já tiverem doado pelo menos uma vez antes dos 60 anos, poderão doar até a idade de 67 anos.

Para mais informações sobre os critérios para doação de sangue acessar http://www.hemominas.mg.gov.br/hemominas/menu/cidadao/doacao/condicoes_doacao ou ligar para o 155. Com foco no público jovem, o hotsite www.projetonaveia.com.br promove interatividade e participação também na divulgação da doação. Acesse e conheça o Projeto na Veia.

Serviço:

Fundação Hemominas promove coleta de sangue

Belo Horizonte

Local: Caixa de Assistência dos Advogados, rua Ouro Preto, 67, Barro Preto.

Data: 10 de maio.

Horário: De 8h às 11h30.

Uberlândia

Local: Faculdade Esamc, Av. Vasconcelos Costa, 270, bairro Martins

Data: 09 e 10 de maio.

Horário: De 7h30 às 11h30.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/hemominas-faz-coleta-de-sangue-em-belo-horizonte-e-uberlandia/

Gestão em Minas: Governador em exercício preside assinatura de acordo com o CNPq

Acordo prevê a liberação de bolsas de estudo para o Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas

O governador em exercício, Dinis Pinheiro, presidiu, nesta sexta-feira (04), no Palácio Tiradentes, solenidade de assinatura de acordo de cooperação entre o Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas (Unesco-Hidroex), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Instituto de Educação para as Águas da Unesco (IHE). O acordo autoriza a liberação de um edital do programa Ciência sem Fronteiras voltado para as águas.

O plano de trabalho firmado com o Ciência sem Fronteiras prevê a oferta de 68 bolsas de estudos a estudantes brasileiros e pesquisadores estrangeiros, que se interessarem em desenvolver atividades no IHE, em Delft (Holanda), e na Cidade das Águas, em Frutal, no Triângulo Mineiro.

“Esse acordo prevê o que é preconizado pelo governador Antonio Anastasia que é o de qualificar cada dia mais o nosso povo e buscar o aprimoramento do ser humano. Por meio do conhecimento, buscaremos dias melhores e assim elevaremos o desenvolvimento da nossa sociedade. Não há desenvolvimento sem atitudes e sem a educação do nosso povo. Somente o conhecimento nos apresentará novos rumos”, afirmou o governador em exercício, Dinis Pinheiro.

Para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), Nárcio Rodrigues, Minas sai na frente ao realizar parceria com governo federal por meio do programa Ciência sem Fronteiras.

“Tivemos a preocupação, ao elaborar a nossa proposta, de escolher a água, que é um tema universal, a gestão de recursos hídricos, o tratamento da água como elemento de vida e conseguimos realizar uma parceria internacional muito importante com a Unesco”, enfatizou o secretário.

O Ciência sem Fronteiras é um programa do governo gederal que fomenta a internacionalização da ciência e tecnologia brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. Ele foi criado pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Educação (MEC), por meio do CNPq e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O acordo de cooperação vai agilizar o intercâmbio de técnicos, estudantes, professores e pesquisadores do Brasil para áreas de excelência em águas no exterior, bem como de especialistas de outros países para a Cidade das Águas, em Minas Gerais.

O diretor do CNPq, Paulo Sérgio Beirão, ressaltou que o acordo de cooperação com o Governo de MInas traduz o objetivo do programa Ciência sem Fronteiras que é o de trabalhar com áreas que são de interesse estratégico do país, no caso a água. “O acordo é importante para o país e principalmente para Minas Gerais”, pontuou Beirão.

Reitor do Instituto de Educação para as Águas da Unesco (IHE), András Szöllösi-Nagy, destacou a importância do intercâmbio de conhecimento previsto no programa. “A ciência e a água não têm fronteiras, temos que compartilhar conhecimentos”, disse Nagy.

Cidade das Águas

Com inauguração prevista para 2014, a Cidade das Águas Unesco-Hidroex é uma iniciativa do Governo de Minas frente ao desafio de conservação da água. Em setembro de 2011, o vice-governador Alberto Pinto Coelho lançou oficialmente o projeto durante a inauguração da nova sede do Unesco-Hidroex em Frutal.

O Unesco-Hidroex foi criado em 2009 pelo Governo de Minas, com o objetivo de planejar, coordenar, executar, controlar e avaliar programas e projetos de defesa e preservação do meio ambiente, relativos à gestão das águas e dos recursos hídricos. Também se dedica à capacitação de recursos humanos e à prestação de serviços de interesse público.

Os governos mineiro e federal já investiram R$ 80 milhões na elaboração de projetos, intercâmbios e na infraestrutura do Hidroex e do campus da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) em Frutal, que já atende aproximadamente 1.500 alunos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-em-exercicio-preside-assinatura-de-acordo-com-o-cnpq/

Gestão Anastasia: Governo de Minas e parceiros mostram sequenciamento do zebu leiteiro

O projeto, inédito no mundo, significa informações expressivas para o melhoramento genético dos rebanhos

Divulgação/Sectes MG
Criadores  e pesquisadores assistem à apresenção do sequenciamento do genoma do zebu leiteiro
Criadores e pesquisadores assistem à apresenção do sequenciamento do genoma do zebu leiteiro

Apesar da forte tradição, Minas Gerais sabe que pode avançar ainda mais em muitas áreas ao agregar conhecimento e tecnologia aos produtos. Na genética bovina, sob a liderança do Polo de Excelência da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), foi apresentado, nesta sexta-feira (4), durante a 78ª Expozebu, em Uberaba, Triângulo Mineiro, o sequenciamento do genoma do zebu leiteiro. O projeto, inédito no mundo, significa informações expressivas para o melhoramento genético dos rebanhos.

O Governo de Minas investiu R$ 1,3 milhão desde 2009 no projeto, por meio da Sectes e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). A parceria na execução do projeto contou com uma rede de pesquisadores da Embrapa Gado de Leite, Centro de Bioinformática (Cebio/Fiocruz Minas), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Associação dos Criadores da Raça Guzerá (ABCG) e Associação de Criadores da Raça Gir (ABCGIL).

O estudo foi apresentado pelos pesquisadores Marcos Vinicius Barbosa (Embrapa Gado de Leite) e Guilherme Oliveira (Fiocruz Minas). Eles expuseram a utilidade do sequenciamento para a pecuária leiteira nacional, visando a uma maior eficiência do setor. Guilherme Oliveira ressaltou que o trabalho não se encerra com uma versão apenas, e lembrou que o genoma humano já se encontra na versão de número 37. Explicou também que todo o processamento de bilhões de informações está sendo possível, por meio da infraestrutura construída na Fiocruz Minas (Cebio), com boa parte dos recursos do governo mineiro.

A gerente executiva do Polo de Genética, Beatriz Cordenonsi, disse que a obtenção do genoma do zebu leiteiro representa um marco na história da pecuária brasileira, pois vai permitir, num futuro próximo, a identificação de genes de relevância econômica para incrementar os sistemas de produção nacional. O chefe geral da Embrapa Gado de Leite, Duarte Vilela, e o diretor de Relações Internacionais da ABCZ, Rafael Cunha Mendes, expuseram a parceria no projeto e reconheceram a importância dele para o Brasil ganhar mais competitividade e qualidade no seu rebanho.

Representando o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, a superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação Ambiental, Déa Fonseca, homenageou pesquisadores integrantes da rede que estavam presentes no evento. Ela falou sobre a importância do Governo de Minas apoiar a ciência para entregar os produtos à sociedade, mas não se esqueceu de valorizar as parcerias com instituições e entidades para grandes conquistas como a do sequenciamento genético do zebu leiteiro.

Lançamento do livro

Também foi lançado pelo Polo de Excelência em Genética Bovina da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o livro “Genética Bovina Brasileira: Mercado Internacional e Mapeamento das Competências e Tecnologias Mineiras”. A publicação estará disponível para os interessados na sede do Polo em Uberaba. Posteriormente também estará em formato eletrônico na internet.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-e-parceiros-mostram-sequenciamento-do-zebu-leiteiro/

Governo de Minas: representante da Unesco visita obras do Hidroex

Para András Szöllösi-Nagy centro de pesquisa aplicada em água já é um modelo para o mundo

Divulgação / Sects
András Szöllösi-Nagy (de camisa branca) elogiou a estrutura que está sendo construída para o Hidroex
András Szöllösi-Nagy (de camisa branca) elogiou a estrutura que está sendo construída para o Hidroex

O Hidroex, centro de categoria II da Unesco dedicado a educação, capacitação e pesquisa aplicada em água, implantado pelo Governo de Minas – com o apoio do Governo Federal – em Frutal, no Triângulo Mineiro, já pode ser considerado um modelo para o mundo. A afirmação é do reitor do Instituto de Educação para as Águas da Unesco (IHE), András Szöllösi-Nagy, uma das maiores autoridades em recursos hídricos do mundo. Nesta quinta-feira (3), ele visitou as instalações do Unesco-Hidroex e conheceu o projeto da Cidade das Águas, que já está em obras.

Acompanhado do secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, e do consultor da Unesco, Richard Meganck, o reitor ficou impressionado com o crescimento do Unesco-Hidroex, graças aos investimentos  do Governo de Minas e do Governo Federal, que já somam mais de R$ 100 milhões.

András visitou Frutal há cinco anos, quando o Unesco-Hidroex foi inaugurado em sua sede provisória. “Dos 22 centros de categoria II da Unesco, em todo mundo, o Unesco-Hidroex com certeza é referência”, afirmou. O reitor disse também que, em médio prazo, o Unesco-Hidroex conseguirá se tornar um centro de categoria I, assim como o IHE. “Com certeza será um dos próximos a conquistar essa chancela”, completou.

De acordo com András Szöllösi-Nagy, a gestão de recursos hídricos é uma das maiores preocupações mundiais, e faltam profissionais capacitados para atuarem nesta área. Ele afirmou que o Governo de Minas, por meio do Unesco-Hidroex, vai contribuir muito neste sentido, formando gestores, pesquisadores e especialistas, não só no Brasil, mas também nos países da América Latina, Caribe e África.

“Vocês não imaginam a importância de um centro como este para o mundo, que está focado nas questões relacionadas à água, levando em consideração que em breve teremos nove bilhões de pessoas habitando o nosso planeta”, explicou Nagy.

Na oportunidade, o secretário Narcio Rodrigues reafirmou que o Unesco-Hidroex está preparando a documentação necessária para se transformar no campus do IHE dedicado à América Latina e o Caribe, passando a ser propriedade das Nações Unidas.

Após conhecer as instalações do Unesco-Hidroex e o projeto de implantação da Cidade das Águas, András Szöllösi-Nagy afirmou que o centro preenche todos os requisitos considerados para se tornar um campus do IHE.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/representante-da-unesco-visita-obras-do-hidroex/

Gestão da Saúde: com investimentos do Governo de Minas, hospital é ampliado em Uberaba

Hospital Hélio Angotti, referência em oncologia no Triângulo Mineiro, conta com 22 novos leitos

O Governo de Minas inaugurou, nesta quarta-feira (02), a ampliação do Hospital Hélio Angotti, em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Na solenidade, que contou com a presença do secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, foram entregues 22 novos leitos na unidade de saúde.

Até o final deste ano, outros 22 leitos serão entregues à população de Uberaba. “Investir nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) é uma prioridade. Por isso, vamos aplicar parte dos recursos do Programa Estadual de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do SUS (Pro-Hosp) para assegurar a construção da nova unidade”, anunciou o secretário.

Em junho deste ano, deverá ser entregue à população de Uberaba a Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (UPA 24h). Nesta obra, o Governo de Minas investiu cerca de R$ 2,5 milhões, sendo mais de R$ 987 mil na construção do complexo, além de mais R$ 198 mil para adequação visual e outros R$ 1,31 milhão para aquisição de equipamentos.

“Depois de viver uma grave crise, o Hospital Hélio Angotti deu a volta por cima. Isso se deve à sua capacidade de gestão, à qualidade do gasto e ao espírito republicano das lideranças que apoiam a instituição”, disse o secretário Antônio Jorge. “Este hospital tem sido exemplo e mostra que é possível acreditar no SUS”, completou o secretário.

Para aprimorar o atendimento à população local, o Governo de Minas ficará responsável pela manutenção dos 22 leitos entregues nesta quarta-feira, com os investimentos do Pro-Hosp. As obras de ampliação do Hospital Hélio Angotti contaram, ainda, com investimento Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), sediada em Araxá.

Investimentos

No ano passado, o Governo de Minas, por meio do Pro-Hosp, aplicou R$ 2 milhões na instituição. Para este ano, está previsto investimento no mesmo valor.  A inclusão do Hospital Hélio Angotti no Pro-Hosp, segundo o coordenador estadual do programa, Tiago Lucas, se deve à sua relevância nos serviços prestados em tratamentos contra o câncer.

Alguns números da instituição demonstram sua importância para o município e para a região do Triângulo Mineiro: 93,78% de atendimentos são feitos pelo SUS; a unidade realiza 16.325 consultas por ano, 4.319 internações e 3.993 cirurgias anuais, sendo que 11.315 são pacientes assistidos por mês na instituição.

Délcio Scandiuzzi, presidente do hospital, afirmou que a instituição preza pela qualidade do atendimento prestado aos usuários do SUS. “Para isso, contamos com investimentos cada vez maiores do Governo de Minas, visando à aquisição das tecnologias mais modernas de tratamento disponíveis no mercado”, destacou.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/com-investimentos-do-governo-de-minas-hospital-e-ampliado-em-uberaba/

Governo de Minas: Anastasia participa da abertura da Expozebu, maior feira de agronegócio do mundo

Governador defendeu o desenvolvimento constante da tecnologia no agronegócio em Minas para melhoria da economia do Estado e da qualidade de vida das pessoas

Na abertura do evento, Anastasia destacou a importância da feira para Minas Gerais e para o Brasil

O governador Antonio Anastasia participou, nesta quinta-feira (03), em Uberaba, no Triângulo Mineiro, da abertura oficial da Exposição Internacional das Raças Zebuínas, ExpoZebu 2012, uma das maiores feiras de genética, tecnologia e negócios do mundo, promovida anualmente pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). A ExpoZebu reúne as cadeias produtivas da carne e do leite do Brasil, além de empresas de diversos segmentos, especialmente as vinculadas ao agronegócio.

Anastasia destacou a importância da feira para Minas Gerais e para o Brasil. “A cada ano, no dia 3 de maio, nesse solo sagrado de Uberaba nos reunimos para uma cerimônia que é emocionante e que, fundamentalmente, representa a realização e a consagração de um dos ramos mais prósperos do nosso agronegócio. Desde a década de 1930, quando o presidente Getúlio Vargas, aqui, lançou as raízes e as sementes de um projeto, esse segmento se expandiu muito. Hoje temos a consagração, uma exposição com diversas e inúmeras raças do nosso gado para demonstrar de modo cabal a Minas, ao Brasil e ao mundo, a capacidade de realização de investimentos fundamentais não só para a alimentação, mas para a preservação da vida e o desenvolvimento da raça humana”, afirmou.

Esta é a 78ª edição da feira, cujo tema é o “Zebu: o futuro em boas mãos”. A sustentabilidade, com ênfase nas questões referentes ao setor pecuário, está entre os assuntos abordados. A temática envolve reflexões sobre a pecuária sustentável, especialmente motivada pela realização da Rio +20, conferência internacional sobre desenvolvimento sustentável, que ocorrerá no mês que vem no Brasil.

A expectativa é que a feira mantenha os bons números alcançados na edição de 2011, quando foram movimentados cerca de R$ 100 milhões. Em 2012, a ExpoZebu deverá reunir aproximadamente 3.000 bovinos e um público próximo de 300 mil pessoas, incluindo visitantes de mais de 20 países.

“Quando o campo produz bem, quando ele tem o reconhecimento da sociedade, observamos um circulo virtuoso da economia em todos os segmentos, porque aí as cidades menores e médias tem uma produção econômica importante a alimentar toda uma cadeia produtiva que inclui o comércio e a indústria”, lembrou Anastasia, destacando a importância do desenvolvimento do setor.

Certificação

Além do segmento de carnes, Minas Gerais agora terá leite, pescado e ovos reconhecidas dentro do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), do Ministério da Agricultura. Por meio de portaria, assinada durante o evento pelo ministro Mendes Ribeiro, o Instituto Mineiro de Agropecuário (IMA) está sendo integrado ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-Poa), do Suasa. A equivalência foi concedida pelo Ministério após uma auditoria na sede da Gerência de Inspeção de Produtos do IMA, na coordenadoria regional de Curvelo e em sete estabelecimentos.

“Neste ano de 2012, estamos chegando em um patamar tecnológico que nos permite muito mais conforto e tranquilidade. Essa portaria é o reconhecimento não só dos nossos avanços tecnológicos, mas também demonstra a capacidade e a eficiência desse setor em Minas. A inclusão desses dados vai facilitar em muito a vida dos produtores rurais e a expansão do setor em nosso Estado”, afirmou o governador.

Com a adesão ao sistema, os municípios do Estado podem qualificar indústrias locais que poderão comercializar sua produção para todo o país. Os fabricantes de produtos de origem animal receberão um selo que identifica os estabelecimentos, ou indústrias de alimentos, incluídos no Sisbi-Poa. A medida beneficia especialmente os pequenos agricultores.

O ingresso no Suasa é voluntário e pode ser solicitado nas Superintendências Federais de Agricultura (SFAs). Para obter a equivalência, é necessário comprovar a aptidão para certificar a qualidade e a inocuidade dos produtos de origem animal com a mesma eficiência do Ministério da Agricultura. Atualmente, quatro estados (Bahia, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul), sete serviços municipais, entre eles o de Uberlândia, e um consórcio de municípios (Consad – São Miguel do Oeste-SC) já aderiram ao Sistema.

Genoma Zebuínos

Anastasia anunciou, também, a conclusão do estudo de sequenciamento do Genoma de Zebuínos Leiteiros – raça Gir e Guzerá. Financiado pelo Governo de Minas, por meio da Fapemig, que investiu cerca de R$1,3 milhão, o projeto vai gerar e processar informações para estudos do genoma zebuíno leiteiro, incorporando-as aos programas de melhoramento genético. O projeto é o primeiro esforço significativo, no Brasil e no mundo, para geração e análise de sequências do genoma desses animais com tecnologias de última geração.

“A conclusão de parte desse belíssimo projeto, com o sequenciamento genético, vai identificar de forma mais precisa essas matrizes, permitindo um aperfeiçoamento genético e desenvolvendo cada vez mais as raças do gado. A tecnologia está a nosso dispor e ela nos permite avançar”, afirmou Anastasia

A obtenção do Genoma do Zebu Leiteiro será um marco na história da pecuária brasileira, porque permitirá, num futuro próximo, identificar genes de relevância econômica nos animais para incrementar os sistemas de produção de leite nacional. Oitenta por cento do rebanho brasileiro advém de genética zebuína ou de seus mestiços, enquanto 70% do leite do país vêm de rebanhos com diferentes graus de sangue zebu em sua composição.

Minas e o agronegócio

O Governo de Minas tem implantadas diversas ações para melhorar e qualificar cada vez mais a produção do agronegócio no Estado. Minas Gerais abriga o segundo maior rebanho bovino do país, com 23,8 milhões de cabeças, sendo também o maior produtor de leite do país, com 8,4 bilhões de litros/ano.

Em 2011, o produto interno bruto do agronegócio mineiro foi de R$ 118 bilhões. Os primeiros estudos apontam para expansão neste ano, sendo que, segundo o Cepea/USP, em janeiro foi registrado crescimento de 0,2%. O levantamento do Cepea/USP leva em consideração quatro grupos: atividades primárias (dentro da porteira), agroindústria, insumos e distribuição.

O Valor Bruto da Produção (VBP) Agrícola de Minas Gerais, que é a soma dos valores das 20 principais culturas do Estado, deve alcançar neste ano R$ 24,5 bilhões, ou seja, 10,4% superior ao de 2011. Já a produção de grãos na safra 2012 deverá ser recorde. O volume esperado é de 11,9 milhões de toneladas, 11,4% superior ao da safra de 2011. As principais culturas irão registrar crescimento: milho, soja, feijão. Para a produção nacional a expectativa é de queda de 2,2%.

A produção de cana-de-açúcar deve alcançar 54,4 milhões de toneladas, volume 9,1% superior ao registrado na safra passada. Minas Gerais é o segundo maior produtor de cana do país. A expectativa é de que a produção de café fique entre 35,5 milhões e 27,1 milhões de sacas (60 quilos). Minas é o maior produtor do país.

“Os números são bons, bem melhores que a média brasileira. Mas isso não pode nos fazer descansar em louros de vitória. Ao contrário, só pode nos aguçar mais a inspiração, a ousadia, o empreendedorismo e ampliar os esforços para susperarmos as dificuldades e conseguirmos resultados positivos em favor dos cidadãos de Minas e do Brasil, por meio de uma agropecuária moderna, avançada e inclusiva”, concluiu Anastasia.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-participa-da-abertura-da-expozebu-maior-feira-de-agronegocio-do-mundo/

Governo de Minas: Secretário de Agricultura participa da solenidade de abertura da Expozebu em Uberaba

Ações de apoio ao agronegócio, desenvolvidas em Minas, serão expostas em estande

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Elmiro Nascimento, participa nesta quinta-feira (03) da solenidade de abertura da 78ª Exposição Internacional de Gado Zebu (Expozebu). A feira, realizada anualmente em Uberaba, no Triângulo Mineiro, é considerada a maior mostra de zebuínos do mundo.

Além de exposição e julgamentos de animais das raças zebuínas, leilões, shoppings, concurso leiteiro, dentre outras atividades técnicas, o evento reúne lideranças e empresas de diversos segmentos, com destaque para aquelas que compõem o setor produtivo do agronegócio.

A Secretaria de Agricultura montou um estande na Expozebu, onde o público pode conhecer o trabalho desenvolvido pelo Governo de Minas, principalmente pela Emater, Epamig e IMA. O local também funciona como um plantão técnico.

“A Expozebu é um grande centro de debates sobre o desenvolvimento da pecuária nacional, destacando-se ainda como importante polo de encontro da cadeia produtiva da carne e do leite”, enfatiza o secretário Elmiro Nascimento.

Segundo a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), entidade promotora da feira, a Expozebu é a vitrine e o ponto de partida para o atual estágio de evolução e desenvolvimento genético em que se encontra o rebanho zebuíno brasileiro, que hoje corresponde a mais de 80% do rebanho bovino nacional. Ainda de acordo com a associação, a Expozebu deverá reunir este ano cerca de 3 mil exemplares de bovinos das raças nelore, gir, guzerá, indubrasil, entre outras.  O público esperado é de aproximadamente 300 mil pessoas, incluindo visitantes estrangeiros de mais de 20 países.

A 78ª Expozebu conta com o apoio do Governo de Minas e segue até o dia 10 de maio, no Parque de Exposições Fernando Costa, em Uberaba.

Serviço:

Abertura oficial da 78ª Expozebu – Exposição Internacional de Gado Zebu

Data: 3 de maio

Horário: 10 horas

Local: Parque de Exposições Fernando Costa, Uberaba

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretario-de-agricultura-participa-da-solenidade-de-abertura-da-expozebu-em-uberaba/