Governo Anastasia investe mais de R$ 2 bilhões em infraestrutura

Gestão Anastasia: De 2013 a 2015, o aporte total será de mais R$ 1,2 bi. Das 182 obras executadas, em andamento ou licitadas, o investimento foi superior a R$ 1,1 bi.

Plug Minas/Divulgação
O Plug Minas foi um dos contemplados com o investimento do Deop-MG
O Plug Minas foi um dos contemplados com o investimento do Deop-MG

Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop-MG), para atender à implementação de políticas públicas das secretarias estaduais, foi responsável por planejar, coordenar e executar 182 obras de engenharia em 2012, o que representa investimento superior a R$ 1,1 bilhão.

São 70 obras concluídas, 83 em andamento e 29 licitadas ou em processos de licitação a serem executadas neste ano.

“Os números alcançados em 2012 são significativos, mas a grande satisfação está em poder oferecer à população mineira serviços de qualidade, levando em conta o custo, a rapidez e a funcionalidade das obras que são projetadas e executadas”, comenta osecretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles.

De acordo com o diretor-geral do Deop-MG, Fernando Jannotti, as obras são executadas para atender às comunidades, como a construção de escolas, aeroportos e hospitais. “Como destaques de 2012, não posso deixar de mencionar a construção da fábrica de remédios da Fundação Ezequiel Dias, o centro de cultura, esporte e inclusão social Point Barreiro e o Centro de Tecido Biológico, em Lagoa Santa”, cita Fernando.

“Encerramos uma etapa do Plug Minas e estamos construindo o Parque das Águas, em Frutal. Temos, também, a Requalificação Urbana e Ambiental do Ribeirão Arrudas, que está em fase de conclusão e possui imenso alcance social e conta com investimentos da ordem de R$ 261 milhões”, acrescenta o diretor.

Para os 2013, há um amplo programa de obras previstas para serem licitadas, como a complementação dos PACs Arrudas, Ferrugem, Drenagem e Prevenção de Desastres. Os terminais metropolitanos de integração e obras em infraestrutura aeroportuária, educação, segurança, turismo, esportes e cultura também serão contemplados.

O investimento total será de R$ 1,2 bilhão, de 2013 a 2015, assegurados por operações de crédito junto ao Banco do Brasil, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e Caixa Econômica Federal.

Dentre as obras previstas para este ano, Fernando Jannotti destaca o início da reforma da escola Barão do Rio Branco, em Belo Horizonte, o projeto de revitalização do prédio verde da Praça da Liberdade e investimentos em diversos aeroportos do estado.

“Outras obras que já estão sendo licitadas e vamos começar a fazer neste ano de 2013 são as estações do BRT. Da mesma forma que a prefeitura da capital está fazendo as estações do BRT ao longo da Cristiano Machado e da Pedro I, o Deop, por meio da Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop), implantará o BRT metropolitano, para fortalecer a mobilidade”, destaca.

Gerenciamento de obras públicas

Ao longo de 2012, a Superintendência de Infraestrutura Governamental da Setop deu seguimento ao projeto de implantação do Modelo de Governança de Obras Públicas, cujo objetivo é possibilitar melhor articulação do órgão com o Deop-MG, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e clientes, ampliando a aderência entre o planejamento e a execução dos empreendimentos.

Este modelo, que vem sendo implantado desde 2011, integra a estruturação de um Escritório de Gerenciamento de Obras Públicas que, atualmente, gerencia obras e projetos na metodologia de Gerenciamento Intensivo e contempla 26 empreendimentos executados pelo Deop-MG em diversas áreas, como segurança, saúde, infraestrutura e meio ambiente.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/departamento-de-obras-publicas-investe-mais-de-r-2-bilhoes-em-infraestrutura/

Anúncios

Governo de Minas: DER/MG comemora 66 anos de atividades nesta sexta-feira

Órgão foi responsável pela execução de vários programas importantes no Estado, como o Proacesso e o ProMG

Bernadete Amado / DER
Levar asfalto a todos municípios mineiros foi um dos maiores desafios concluídos pelo DER/MG
Levar asfalto a todos municípios mineiros foi um dos maiores desafios concluídos pelo DER/MG

O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG) comemora, nesta sexta-feira (04), 66 anos de atividades. Desde 1946, o órgão tem como marca de sua história a vanguarda no setor rodoviário nacional e vem cumprindo importante trajetória na área logística ao ampliar a rede rodoviária pavimentada e recuperar as rodovias existentes através de programas estruturadores do Governo de Minas. Neste sentido, destacam-se o Proacesso, que visa ligar por asfalto todos os municípios ainda sem acesso pavimentado, o ProMG, que recupera e mantém em boas condições as estradas mineiras pavimentadas, e mais recentemente o programa Caminhos de Minas.

“Como funcionário de carreira do DER/MG, sou, como muitos outros, testemunha ocular do papel desempenhado pelo departamento no desenvolvimento do nosso Estado. Nesses 66 anos de história, que hoje comemoramos, o DER nunca faltou à sua destinação precípua de traçar os caminhos de Minas, unindo todos os municípios através de uma malha rodoviária de excelente qualidade técnica. A visão de progresso e desenvolvimento dos nossos governantes, especialmente nos governos Aécio Neves e Antonio Anastasia, se torna realidade e se alicerça”, declarou o diretor geral do DER, engenheiro José Elcio Santos Monteze.

Monteze destaca ainda a importância de toda a equipe do DER, dos diretores ao mais humilde funcionário, sem cuja dedicação, empenho, amor ao trabalho e competência, o órgão não teria superado tantos desafios.

Na avaliação do secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles,  comemorar 66 anos de atividade ininterrupta é um atestado indiscutível de excelência dos serviços prestados ao nosso Estado pelo DER/MG. “Mais de meio século promovendo o desenvolvimento, o progresso, o transporte, o escoamento da produção, diminuindo distâncias, irmanando comunidades, tornando possível a integração de todos os rincões desta nossa Minas Gerais.  Parabéns ao DER, ao seu corpo técnico,  aos seus funcionários, a todos os que hoje estão aqui, aos que já se foram e deixaram um legado de competência, amor ao trabalho e visão de futuro”, disse o secretário.

Em Belo Horizonte, a programação do aniversário do DER/MG começa às 9 horas, na sede do órgão (avenida dos Andradas 1120, Centro), com hasteamento das bandeiras e apresentação da Banda de Música da Polícia Militar de Minas Gerais.

Resultados

Nos últimos anos, foram mais de cinco mil quilômetros de novas rodovias, somente no Processo, com a ligação por asfalto a 200 municípios. Em manutenção e recuperação permanente com o ProMG, em contratos de quatro anos, existem mais de 5,7 mil quilômetros atendidos.

Elcio Monteze destaca ainda o salto quantitativo e qualitativo da malha estadual mineira “Saímos de aproximados 14 mil quilômetros e chegamos a mais de 20,3 mil quilômetros de rodovias pavimentadas em Minas. Com o programa Caminhos de Minas, a perspectiva é de acrescentar à malha rodoviária estadual pavimentada mais de sete mil quilômetros de novas rodovias pavimentadas”, destacou.

A dimensão do trabalho desenvolvido pelo DER/MG, divididos por 40 coordenadorias regionais espalhadas por todo o Estado, vai muito além de ser apenas um órgão construtor e gerenciador de estradas, acumulando a responsabilidade pela fiscalização do transporte de cerca de sete milhões de passageiros por mês entre as cidades mineiras, e outros 18 milhões de pessoas mensalmente na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Nos últimos anos, o DER instalou 218 radares nas rodovias mineiras. Esta ação está prevista no programa estruturador de Aumento de Capacidade de Segurança dos Corredores de Transporte (Proseg), cujo objetivo é aumentar a segurança nas rodovias estaduais mineiras.

Está em andamento a licitação do maior conjunto de obras previsto no Pro-MG. O sistema será implantado ao longo do corredor da BR-120 e vias alimentadoras, além de toda a malha pertencente a 12ª Coordenadoria Regional do órgão, em Itabira. São 38 segmentos rodoviários, que passarão por obras de recuperação e manutenção através de um contrato de quatro anos, em uma extensão total de 939,55 quilômetros.

Consciente do papel que deve desempenhar junto ao público, o DER mantém um planejamento voltado ao aprimoramento dos padrões de eficiência, qualidade e segurança para os usuários das rodovias mineira, seguindo as metas do Governo de Minas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/dermg-comemora-66-anos-de-atividades-nesta-sexta-feira/

Governo de Minas: Alberto Pinto Coelho participa do lançamento da SuperAgro 2012

Vice-governador ressalta importância do agronegócio mineiro para o país

Carlos Alberto/Imprensa MG
Alberto Pinto Coelho afirmou, durante pronunciamento, que o Governo de Minas estuda alternativas para não transferir o Parque da Gameleira para outro local
Alberto Pinto Coelho afirmou, durante pronunciamento, que o Governo de Minas estuda alternativas para não transferir o Parque da Gameleira para outro local

O vice-governador Alberto Pinto Coelho participou, nesta quinta-feira (19), do lançamento da Superagro 2012, maior e mais diversificada mostra do agronegócio mineiro, que na edição deste ano será realizada entre os dias 3 e 10 de junho, no Parque de Exposições da Gameleira/Expominas. Durante o lançamento do evento, na sede da Federação de Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), o vice-governador ressaltou a importância do Estado para o agronegócio do Brasil.

“Minas Gerais tem a felicidade de ter um sistema operacional de primeira linha no Estado. Temos as universidades e, mais do que isso, fundamentalmente, temos aqueles que se dedicam à atividade e que fazem de Minas Gerais uma referência no setor do agronegócio, que a cada dia ganha maior expressão e maior representatividade na economia de nosso Estado e país”, destacou o vice-governador.

Os promotores da feira estão otimistas para a edição 2012 e esperam bons negócios, após o recorde alcançado pelo Produto Interno Bruto (PIB) agrícola mineiro em 2011, de R$ 118 bilhões, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da USP. A Superagro é realizada pelo Governo de Minas Gerais – por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) – em parceria com a Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) e Sebrae Minas.

O presidente da Faemg, Roberto Simões, agradeceu o apoio do vice-governador Alberto Pinto Coelho na realização da mostra. “A Superagro tem um significado maior do que exposições comuns. Além da exposição agropecuária, temos uma série de eventos e novidades. A Superagro vai além dos objetivos normais de uma promoção dessa natureza. Além dos negócios, a feira tem o aspecto educativo e social”, afirmou Roberto Simões.

Parque da Gameleira

Durante o lançamento da Superagro 2012, Alberto Pinto Coelho afirmou que o Governo de Minas estuda alternativas para não transferir o Parque da Gameleira para outro local, mantendo as principais exposições agropecuárias.

“Essa é uma discussão que se arrasta há anos. O Estado está buscando soluções, já que as atividades no parque aumentam a cada ano”, disse o vice-governador. Alberto Pinto Coelho afirmou que as associações do Parque da Gameleira estão sendo ouvidas para agregar o parque ao Expominas, de forma que o local se transforme em um centro de convenções completo.

“Essa dicotomia de separar o Expominas do Parque da Gameleira caiu por terra e estamos estudando uma solução para integrar os dois espaços”, afirmou o vice-governador. Ele explicou que já foi aberta a consulta pública para coletar sugestões a essas mudanças. A ideia é construir no parque por meio de uma parceria público-privada, um complexo multiuso, mantendo o espaço para as exposições agropecuárias.

Alberto Pinto Coelho disse, ainda, que quatro parceiros já manifestaram interesse em participar da parceria público-privada para a reforma do parque de exposições. “Estamos na consulta pública e quatro parceiros já se manifestaram. Seguiremos no prazo para colher as sugestões para aprimorar a proposta de reforma inicialmente colocada. Em nenhum momento o setor do agronegócio, assim como o setor de eventos e o trade turístico, deixará de estar presente com voz e vez para contribuir na solução que queremos encontrar”, afirmou Alberto Pinto Coelho.

Também participaram da cerimônia o secretário de Estado de Transportes e Obras públicas, Carlos Melles; o ex-secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilman Viana; o presidente do Conselho Regional de Veterinária, Nivaldo de Freitas; além de deputados estaduais e autoridades.

Superagro

A Superagro abriga dois importantes eventos de abrangência nacional, representados pela Exposição Estadual Agropecuária e pela Feira e Festival Internacional da Cachaça (Expocachaça), incorporada à feira em 2005.

A exposição conta com a presença de animais, entre bovinos, equídeos, caprinos, ovinos e bubalinos, de propriedade de criadores de Minas Gerais e de vários outros estados brasileiros. A Expocachaça oferece um amplo leque de marcas da bebida para a venda no atacado e no varejo, procedentes de Minas e outros estados, e também equipamentos e máquinas utilizadas em toda a cadeia produtiva da cachaça.

A Feira reúne empresas fornecedoras de produtos, equipamentos, insumos em geral e novas tecnologias de suporte a diferentes atividades do agronegócio, especialmente nas áreas de saúde, genética e nutrição animal, equipamentos para manejo do gado, como troncos e balanças, máquinas agrícolas e veículos utilitários, entre muitos outros.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-participa-do-lancamento-da-superagro-2012/

Gestão Anastasia: governo de Minas investe R$ 1 milhão e anuncia novos investimentos para Lavras

Recursos foram aplicados na construção de uma Unidade Básica de Saúde, que terá serviço de fisioterapia e laboratório

Henrique Chendes
Secretário Antônio Jorge, acompanhado da prefeita Jussara Menicucci, visitou UBS em Lavras
Secretário Antônio Jorge, acompanhado da prefeita Jussara Menicucci, visitou UBS em Lavras

Lavras, no Sul de Minas, cidade que polariza outros dez municípios, recebeu, nesta terça-feira (10), do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), mais R$ 1 milhão para a construção de mais uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

Nessa UBS, que é diferenciada, os moradores do bairro Floresta, além de contar com assistência primária, também terão à disposição um centro de fisioterapia e um laboratório de análises clínicas. O convênio foi assinado pelo secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, pela prefeita Jussara Menicucci e pelo secretário municipal de Saúde, José Mourão Lasmar.

Ainda na solenidade, o secretário anunciou que o Governo de Minas vai investir na área de urgência e emergência do município, não somente no assessoramento técnico, mas também irá garantir recursos para a aquisição de aparelhos de raio X e ultrassonografia. “Vamos analisar também a possibilidade de disponibilizar um tomógrafo”.

Na solenidade realizada na sede da prefeitura, Antônio Jorge destacou que a assinatura desse convênio é resultado do esforço dos técnicos, que apresentaram um bom projeto de trabalho. O secretário lembrou que em todas as pesquisas de opinião pública a saúde é sempre citada como uma das principais preocupações do cidadão.

“Trata-se de um desafio mundial, que tem a ver com custos, novas tecnologias e um olhar mais crítico do cidadão acerca dos serviços ofertados pelos gestores públicos”, afirmou o secretário, lembrando que Lavras reflete o que acontece em Minas.  “Hoje, aqui, a saúde é melhor que ontem e, certamente, amanhã será melhor que hoje”, disse, destacando que no município, saúde se faz com técnica, com gestão. “Consideremos Lavras um modelo de saúde para Minas e para o Brasil. Aqui, há uma rede estruturada”, assegurou, citando como um bom exemplo de gestão o trabalho feito pelos gestores municipais no enfrentamento da dengue. “Se em 2009, o município registrou 700 casos, a realidade agora é bem diferente. Há dois anos não há qualquer notificação de dengue no município”, disse ele.

A prefeita Jussara Menicucci falou sobre a mudança do modelo de administração pública, que hoje trabalha com foco na gestão e nos resultados. “Pactuamos com as equipes de trabalho quais são as metas, para atendermos, de fato, as expectativas do cidadão de Lavras”, disse a prefeita, ao citar pesquisa, na qual foi identificado que 96% dos moradores se orgulham de morar na cidade.

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, destacou que em Lavras os administradores têm um olhar especial para o setor da saúde, elencando vários avanços, tanto no fortalecimento das unidades de saúde quanto nas obras de saneamento. “Aqui, tudo o que se faz é voltado para a satisfação do cidadão”, ressaltou.

Foco na atenção primária

Antes da assinatura do convênio, o secretário Antônio Jorge, acompanhado da prefeita Jussara Menicucci, visitou a Unidade Básica de Saúde do bairro Jardim Dona Wanda. Essa unidade atende a cerca de 4 mil moradores dos bairros Alterosa, Jardim Dona Wanda, Pitangui, Jardim América e Bandeirantes. Inaugurada em 2011, ela conta com oito consultórios médicos e odontológicos; salas de vacinação e de curativos; dependência para equipe de Vigilância Epidemiológica e autoclave para esterilização.

Essa UBS também abriga uma das 17 equipes do PSF que atuam no município. Nos últimos oito anos, a Prefeitura de Lavras aumentou em 185% o número de equipes PSF, saltando de 6, em abril/2004 para 17 em abril de 2012, quase três vezes mais.

Atualmente, as equipes de PSF em Lavras são responsáveis pela cobertura de aproximadamente 60% da população do município. Este índice está acima da média de cobertura do Programa Saúde da Família (PSF) no Brasil.

Além do secretário Melles, também participaram da comitiva o secretário adjunto de Estado da Casa Civil, Flávio Unes, o secretário adjunto de Governo, Leonardo Couto, além dos secretários municipais de Saúde, José Lasmar Mourão, e de Planejamento, Silas Pereira, a coordenadora do PSF em Lavras, Sandra Ribeiro, além de médicos e profissionais da cidade.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-investe-r-1-milhao-e-anuncia-novos-investimentos-para-lavras/

Governo de Minas: DER inicia pavimentação do acesso à Usina Vale do Tijuco em Uberaba

Serão investidos R$ 23 milhões para a execução da pavimentação de 17,3 quilômetros da rodovia

Bernadete Amado
Representantes do Governo de Minas, da prefeitura e da Usina Vale do Tijuco durante solenidade em Uberaba
Representantes do Governo de Minas, da prefeitura e da Usina Vale do Tijuco durante solenidade em Uberaba

Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG) iniciou a ligação asfáltica da BR-050 até a Usina Vale do Tijuco, em Uberaba, por meio da empresa BT Construções Ltda. As máquinas já estão no trecho para a execução da pavimentação de 17,3 quilômetros da rodovia municipal, que faz a ligação da BR-050 a MGC-455, representando um investimento de cerca de R$ 23 milhões, a ser utilizado com base no sistema de Parceria de Reembolso Tributário (PRT).

secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, explicou que “esta obra terá uma extensão total de 82 quilômetros, partindo da BR-050, cortando a MGC-455 e terminando na MGC-497. Estamos na primeira etapa desta pavimentação, com a autorização dos serviços destes 17,3 quilômetros, nesta sexta-feira (23), resultado da parceria doGoverno de Minas, por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sede)Planejamento e Gestão (Seplag),Fazenda (SEF), a Setop, o DERMG e a Usina Vale do Tijuco”, concluiu o secretário.

O presidente da Companhia Mineira de Açúcar e do Álcool (CMAA), José Francisco Santos, destacou que “o Governo de Minas ofereceu uma parceria e está cumprindo tudo”. De acordo com o presidente Instituto de Desenvolvimento Integrado (Indi), José Frederico Álvares, “a preocupação da secretária Dorothea Werneck é com o desenvolvimento e a atração de investimentos, e o DER vem contribuindo com a logística necessária. No momento, estamos trabalhando com 162 protocolos de intenção de investimento no Estado”, finalizou.

O prefeito de Uberaba, Anderson Adauto, ressaltou que o Governo de Minas tem cumprido religiosamente com os compromissos assumidos e, com isto, tem incentivado a confiança e a participação dos empresários nesta modalidade de parceria, que alavanca o desenvolvimento da região.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/der-inicia-pavimentacao-do-acesso-a-usina-vale-do-tijuco-em-uberaba/

Gestão Anastasia: Coordenadoria Estadual de Defesa Civil traça novos avanços em Minas

Tenente-coronel Fabiano Villas Boas assume cargo de secretário-executivo da Cedec-MG
Lúcia Sebe/Imprensa MG
Tenente-coronel PM Fabiano Villas Boas promete assumir desafios com máximo de comprometimento e seriedade
Tenente-coronel PM Fabiano Villas Boas promete assumir desafios com máximo de comprometimento e seriedade

O tenente-coronel PM Fabiano Villas Boas assumiu, nesta quinta-feira (16), o cargo de secretário-executivo da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG). Ele substitui o coronel PM Eduardo César Reis, que deixa a função após ter sido promovido ao posto de diretor de Recursos Humanos da Polícia Militar.

A solenidade de transmissão do cargo foi presidida pelo chefe do Gabinete Militar do Governador e Coordenador Estadual de Defesa Civil, coronel PM Luis Carlos Dias Martins. O evento foi realizado no auditório do BDMG, em Belo Horizonte.

A alteração visa assegurar o êxito dos trabalhos que vêm sendo realizados pela Defesa Civil Estadual, bem como viabilizar novos avanços dentro das estratégias de respostas dos órgãos do Governo de Minas, sobretudo em ações de enfrentamento aos períodos de chuva e seca no Estado.

“Os trabalhos do coronel Eduardo César Reis foram vitoriosos, com a realização de parcerias inovadoras com a iniciativa privada, a integração de diversos órgãos públicos, além de treinamentos e capacitações por todo o interior do Estado. O êxito deste trabalho tão importante terá continuidade na gestão do tenente-coronel Fabiano Villas Boas, que com sua experiência e sua valorosa formação, assumirá essa nobre missão”, disse o coronel Martins.

Ao despedir-se do cargo, Eduardo César Reis destacou o empenho das forças que integram a Defesa Civil Estadual. “Foi um trabalho de máxima dedicação, tanto minha, quanto da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e das demais forças de resposta do Estado. Mantenho-me à disposição para contribuir com as ações de segurança tão bem desempenhadas pelo Governo de Minas. Compartilho este momento com meus colegas, amigos e familiares, desejando êxito ao meu sucessor”, afirmou o coronel PM, agradecendo pela confiança que recebeu do governador Antonio Anastasia.

Ao ser empossado, o tenente-coronel Fabiano Villas Boas citou os desafios da nova função. “Os eventos adversos, de seca e chuva, exigem máximo comprometimento e seriedade. É com este pensamento que ocupo o cargo e assumo as missões, até hoje exemplarmente executadas pelo coronel Eduardo. Sinto-me grato e honrado por assumir a secretaria-executiva da Cedec, com o compromisso de assegurar, primordialmente, o bem-estar do cidadão mineiro”, enalteceu, também agradecendo o apoio de colegas, amigos e de sua esposa.

O secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan), Gil Pereira, representou o governador Antonio Anastasia na solenidade. “Trago aqui as palavras do professor Anastasia, de entusiasmo, responsabilidade e comprometimento, que são a marca da Defesa Civil Estadual. A Cedec-MG, hoje, é uma referência para o país, conforme já constatou a própria Secretaria Nacional de Defesa Civil. Esta transmissão de cargo é mais um passo importante dentro da coordenação das missões humanitárias realizadas em nosso Estado. O Governo de Minas reassume aqui o seu compromisso de se manter sempre ao lado do cidadão mineiro”, enalteceu o secretário.

Estiveram presentes à solenidade, o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, o secretário adjunto de Estado de Defesa Social, Robson Lucas da Silva, os deputados estaduais Luiz Henrique Maia Santiago e Antônio Júlio, o coronel BM João Luiz Ramos e o coronel PM Marco Antônio Bianchini. Autoridades civis e militares, prefeitos, vereadores e representantes de Coordenadorias Municipais de Defesa Civil também prestigiaram o evento.

Biografias

Natural de Belo Horizonte, casado, o tenente-coronel Fabiano Villas Boas é bacharel em Ciências Militares, com ênfase em Defesa Social pelo Curso de Formação de Oficiais. Também tem bacharelado em Direito. É pós-graduado na área de Segurança Pública e possui Especialização em Gestão Estratégica de Segurança. Atualmente, é mestrando em Direito Público.

Integrante da Polícia Militar há 24 anos, já serviu na Academia de Polícia Militar, no 17º Batalhão, no 3º Grupamento de Incêndio, no Grupamento de Radiopatrulhamento Aéreo, no Comando de Policiamento da Capital, na Assembleia Legislativa, no Estado-Maior e na Diretoria de Recursos Humanos. Como oficial superior da corporação, já foi chefe do cerimonial da PMMG, chefe da Assessoria Jurídica, sub-diretor de Recursos Humanos e comandante do 13º Batalhão.

O coronel Eduardo César Reis também é natural de Belo Horizonte, casado e pai de dois filhos. Ele é graduado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, com especialização em Segurança Pública pela Fundação João Pinheiro. Há 25 anos integra os quadros da Polícia Militar, já tendo prestado serviços no 16º Batalhão, no Estado-Maior, na Superintendência Operacional do Gabinete Militar e na própria Diretoria de Recursos Humanos.

Também exerceu missões no exterior, tendo sido adido diplomático na Itália, junto à embaixada brasileira em Roma. Ocupava o cargo de secretário-executivo da Cedec-MG desde 2010. Neste período, esteve à frente dos planos emergenciais de enfrentamento aos períodos de chuva e seca em Minas, com expressivos avanços na gestão da Defesa Civil Estadual.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Sistema de Gestão de Emergências faz diagnóstico das cidades atingidas pelas chuvas

Ferramenta irá diagnosticar a situação da infraestrutura desses municípios, auxiliando no atendimento de demandas que competem à Secretaria de Transportes e Obras, como doações de vigas e tabuleiros para pontes entre outros

Reprodução
Sigem permite o cadastro remoto das solicitações pelas prefeituras, evitando o deslocamento de representantes à capital
Sigem permite o cadastro remoto das solicitações pelas prefeituras, evitando o deslocamento de representantes à capital

Com objetivo de agilizar o atendimento aos municípios mineiros atingidos pelas chuvas no Estado, a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop) desenvolveu o Sistema de Gestão de Emergências (Sigem). A ferramenta irá diagnosticar a situação da infraestrutura desses municípios, auxiliando no atendimento de demandas que competem à Setop, como doações de vigas e tabuleiros para pontes, entre outros.

Criado em plataforma web, o Sigem permite o cadastro remoto das solicitações pelas prefeituras, evitando o deslocamento de representantes à capital. Cinquenta e dois municípios já efetuaram cadastro no Sigem e a maior parte das demandas refere-se à contenção de encosta (33%), seguida por canalização de curso d’água (22%), drenagem de curso d’água (16%) e reconstrução de ponte (12%). São consideradas prioritárias as demandas referentes à reconstrução e restabelecimento da normalidade.

Para o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, esse sistema de informações foi criado pela Setop como resposta ao cenário de catástrofes que assolou os municípios de Minas durante as últimas chuvas. “Ciente de nosso papel estratégico nas ações voltadas à reconstrução das cidades devastadas, desenvolvemos o Sigem para trazer agilidade no diagnóstico dos problemas desta natureza, possibilitando, assim, ações mais imediatas”, disse.

Cadastro

O sistema pode ser acessado em http://www.sistop.mg.gov.br/sigem ou por meio da página da Setop (www.transportes.mg.gov.br), no ícone Sigem, localizado na página principal. Ao iniciar seu cadastro, as prefeituras devem ter em mãos informações gerais sobre o dano ocorrido, as intervenções sugeridas, custo estimado, localização, de forma a proporcionar um panorama geral sobre a solicitação.

Inicialmente, pretende-se realizar um diagnóstico preliminar das intervenções necessárias nos municípios, limitando-se àqueles com situação de emergência homologada pela Defesa Civil. As demandas estão subdividas em oito grupos, que englobam a reconstrução de pontes, passarelas, drenagem de cursos d’água; melhoramento de vias públicas, dentre outras solicitações na área de infraestrutura.

Atendimento

Uma vez concluída a etapa de cadastramento no Sigem, as solicitações que puderem ser atendidas pela Setop, como pontes, mata-burros e bueiros, vão passar por novas fases dentro da Subsecretaria de Infraestrutura. Uma destas fases é a análise preliminar da demanda, que poderá incluir a vistoria do local indicado para intervenção pela prefeitura.

Aquelas demandas sinalizadas como prioritárias, onde se inclui a reconstrução e o restabelecimento da normalidade, serão indicadas para atendimento e, a partir desse momento, a prefeitura será comunicada acerca da aprovação. Em seguida, nas fases de planejamento e preparação, serão estudadas as ações necessárias, as definições de custo e prazo, e os instrumentos formais a serem celebrados.

O atendimento à demanda selecionada só será considerado encerrado após a prestação de contas pela prefeitura.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: DER libera trecho da LMG-779 entre Itabira e João Monlevade

Homens e máquinas do DER-MG tiraram mais de 2.720 caminhões de terra do local, que estava interrompido por uma queda de barreira

O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG) liberou nesta terça-feira (31) o tráfego na LMG-779, no trecho que liga Itabira a João Monlevade, na região Central. Uma queda de barreira no quilômetro 18,5, com mais de 40 mil metros cúbicos de terra, impedia a passagem de veículos.

Homens e máquinas do DER-MG encheram mais de 2.720 caminhões de terra, que despejaram o material em três bota-foras próximos ao local. O tráfego médio no trecho é de cerca de dois mil veículos/dia e, com a interrupção, os motoristas foram obrigados a fazer um trajeto alternativo.

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, afirmou queo Governo de Minas, por meio do DER-MG, vem trabalhando de forma intensa e ininterrupta para garantir a volta da normalidade do tráfego nas rodovias mineiras.

Melles também elogiou o trabalho com as populações atingidas pelas chuvas. “Um belo trabalho, coordenado pela Defesa Civil, garantiu água, remédios, roupas e alimentos, oferecendo o mínimo de dignidade às comunidades atingidas, hoje assistidas e com a vida retornando em um ritmo de normalidade”, disse o secretário.

O diretor-geral do DER-MG, José Elcio Monteze, destacou os investimentos que o Estado vem fazendo na recuperação da infraestutura de Minas, através do Programa de Recuperação e Manutenção Rodoviária (ProMG). “Se não fossem esses investimentos, os prejuízos poderiam ser maiores, devido ao grande volume de chuva”, explicou.

Balanço

Outro ponto da LMG-779 que sofreu as consequências das chuvas intensas foi o quilômetro 22, que está com o tráfego em meia pista, em função de afundamento do asfalto. Técnicos do DER-MG estimam que até a próxima semana o pavimento seja recuperado e o problema, resolvido, com a reconstrução de um novo bueiro.

Desde o início do período chuvoso, o DER-MG já liberou mais de 66 trechos de estradas estaduais e federais delegadas, de um total de186 ocorrências. O órgão tem intensificado os trabalhos em diversas regiões atingidas pelas chuvas, com a mobilização de máquinas e homens para atuar na desobstrução e recuperação de estradas afetadas.

Atualmente há sete trechos totalmente interrompidos, 77 com tráfego em meia pista, 24 segmentos precários, nove operando com variantes e três com limite de peso. Todos os trechos estão sinalizados e monitorados pelas equipes do DER-MG.

Fonte: Agência Minas

Blog do Anastasia – Governo de Minas: secretário de obras vai a Brasília em busca de recursos para rodovias mineiras

BRASÍLIA (19/01/12) – O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, e o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), José Elcio Monteze, estiveram em Brasília para reuniões nos ministérios dos Transportes, Integração Nacional e Agricultura, com objetivo de pleitear recursos para a recuperação dos estragos provocados pelas chuvas em Minas. Uma quarta reunião foi realizada no Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (Dnit) para tratar do projeto de recuperação do Anel Rodoviário.

Os custos apresentados foram divididos entre as rodovias federais delegadas ao Estado, com investimento previsto de R$ 36 milhões, e as estradas estaduais com investimento de R$ 118 milhões. O secretário Carlos Melles explicou que o custo das MGs foi apresentado ao ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e o custo das rodovias federais delegadas, ao ministro dos Transportes, Paulo Sergio. “Ambos consideram os valores pertinentes. O próximo passo será a apresentação desses valores à presidente Dilma Roussef, na próxima semana”, afirmou Melles.

No total, o levantamento que o DER-MG fez, para a recuperação da malha rodoviária atingida pelas chuvas, representa um investimento de R$ 154 milhões. “No primeiro momento, o trabalho da Secretaria de Obras e o DER tem se concentrado na garantia das condições de tráfego nas rodovias estaduais mineiras e o apoio emergencial aos municípios atingidos pelas chuvas no estado”, explicou o secretário.

Agricultura

A reunião com o ministro de Estado, Interino, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Carlos Vaz, foi solicitada pelo Governo de Minas, em função da preocupação com relação à população do interior, onde predominam as estradas vicinais de terra. “A chuva causa muitos transtornos na comunicação do homem do campo com a cidade. Os caminhos ficam interrompidos, o que impede o transporte da produção e interrompe a chegada de bens e serviços. Com a aproximação do início do período letivo de 2012, a preocupação se volta para a rede de estradas vicinais, por onde as crianças buscam acesso a escola”, explicou o secretário.

Na avaliação feita pelo DER-MG, dos 174 municípios em estado de alerta decretado, a estimativa é de que existam cerca de 50 quilômetros de estradas vicinais, o que chegaria a um total de 8,7 mil quilômetros, onde seriam encontrados pontos críticos que necessitam de recuperação. O custo para a realização de intervenções, apresentado ao Ministério da Agricultura, foi de R$ 261 milhões. Somente com os levantamentos da Defesa Civil são mais 330 pontes destruídas e mais de 450 danificadas, o que prejudica o deslocamento das pessoas.

Para atender a essa demanda específica, o secretário Melles explicou que o governador Anastasia autorizou o procedimento para a aquisição de materiais necessários para montagem pelos municípios de cerca de 600 pontes. “Além disso, a Setop está colocando um sistema de gestão de informações de emergência, o Sigem, que deverá facilitar e acelerar o processo de comunicação entre as prefeituras e a secretaria, possibilitando um diagnóstico das intervenções de emergência, bem como de possíveis atendimentos a serem realizados através de doações de materiais”, concluiu Melles.

Anel Rodoviário

No Dnit o tema central da reunião com o diretor-geral Jorge Ernesto Pinto foi a licitação para execução do projeto executivo das obras de reforma do Anel Rodoviário de Belo Horizonte, com custo estimado de R$ 20 milhões.

Fonte: Agência Minas