Governo de Minas: Belo Horizonte registra recorde de ocupação hoteleira em 2011

O mês de novembro de 2011 foi o de maior destaque, com 141.390 registros

Pesquisa realizada pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur), por meio do levantamento de dados dos boletins de ocupação hoteleira da capital mineira, contabiliza 1,49 milhão de hóspedes nos hotéis e pequenos meios de hospedagem durante o ano de 2011. O número é 1,17% maior em relação a 2010, quando foram registrados 1,48 milhão de hóspedes. Comparando-se a 2008, quando foi realizado o primeiro levantamento da pesquisa, o valor é 4,85% maior. O mês de novembro de 2011 foi o de maior destaque, com 141.390 registros.

De acordo com o secretário Agostinho Patrus, estes números mostram o aquecimento do mercado turístico e a permanente necessidade de novos investimentos. “A atração de novos empreendimentos hoteleiros comprova a eficácia da política executada pelo Governo de Minas e prefeitura de Belo Horizonte em oferecer mais conforto e um número adequado de leitos para o turista de 2014, e para todo o público que vem à capital para lazer ou negócios”, disse Patrus Filho.

O secretário lembrou ainda que o índice de aprovação dos visitantes nacionais e estrangeiros em Minas Gerais em relação à organização da Copa do Mundo no Estado foi, em novembro de 2011, 12,3% maior do que a média Brasil. A avaliação de Minas Gerais durante o mês de novembro subiu 5,5% em relação ao mês de julho de 2011. Em uma escala de 0 a 10, a organização do Estado atingiu o valor de 6,55, enquanto que a avaliação nacional foi de 5,83. “Estamos no caminho certo. O turista tem avaliado bem o nosso trabalho. Minas Gerais dá exemplo ao Brasil de pontualidade e organização para recepção de grandes eventos”, ressaltou Patrus.

Rede hoteleira

Levantamento realizado pelo Governo de Minas aponta que o número de leitos no setor hoteleiro na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) pode aumentar 85% até a Copa do Mundo Fifa 2014. Estão em construção na capital 34 hotéis, outros 17 empreendimentos estão na reta final do processo de licenciamento e na região metropolitana serão mais 24 hotéis até a Copa. Com isso, a Grande BH terá 75 hotéis a mais, que acrescentarão 25.438 leitos. Atualmente, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais, existe em Belo Horizonte 107 hotéis, com 17.921 leitos. Quando incluímos a RMBH e o raio de 100 km da capital, passamos para um total de 314 hotéis e 30.194 leitos.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Secretaria de Estado de Turismo monitora cidades afetadas pelas chuvas

Trabalho realizado pelo Governo de Minas para divulgar situação de normalidade nos municípios turísticos minimizou prejuízos com os cancelamentos das viagens

As 27 cidades turísticas afetadas pelas chuvas no mês de janeiro vêm sendo monitoradas pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur). Estimativas apontam que a média da diminuição da taxa de ocupação hoteleira nesses municípios ficou em torno de 13,3% no último mês.

De acordo com o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, o trabalho realizado pelo Governo de Minas e parceiros para divulgação da situação de normalidade nos municípios turísticos atingidos foi importante para que os prejuízos com os cancelamentos das viagens fossem minimizados.

“Entidades do trade, prefeituras e circuitos turísticos participaram da iniciativa de informar à sociedade de que essas cidades estavam com acessos e atrativos turísticos sem restrições e, por isso, de portas abertas para receber o visitante. Sem essa iniciativa, a queda da taxa de ocupação hoteleira poderia ter sido maior”, ressalta Patrus Filho.

Casos semelhantes ocorridos no Rio de Janeiro no ano passado trouxeram prejuízos maiores às cidades atingidas pelas chuvas. Angra dos Reis, por exemplo, que passou por deslizamentos de terra com dezenas de vítimas no Réveillon, de 2010 para 2011, apresentou redução de 53% das reservas no mês de janeiro de 2011. Já o município de Petrópolis, que sofreu com a mesma situação, teve 79% das reservas do mesmo mês canceladas e 87,25% de cancelamentos no Carnaval do ano passado, segundo pesquisa do Petrópolis Convention & Visitors Bureau.

Boas perspectivas

Em Ouro Preto, um dos mais tradicionais e procurados destinos turísticos de Minas Gerais, conhecido internacionalmente por sua riqueza e arquitetura colonial de estilo barroco, houve queda no percentual de ocupação hoteleira de cerca de 20% em relação a janeiro do ano passado, devido às quedas de barreiras e obstrução das estradas no período chuvoso.

“Estamos otimistas, pois na segunda quinzena de janeiro o município já teve uma boa procura por hospedagens, principalmente por famílias. Para fevereiro, nossos 100 hotéis e pousadas de pequeno porte, que totalizam dois mil leitos, têm garantia de 60% de suas reserva”, enfatizou a presidente regional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Regional/Circuito do Ouro (ABIH), Sônia Vianna.

O secretário municipal de Turismo de Tiradentes, Felipe Barbosa, afirma que as chuvas não trouxeram grandes danos ao turismo da cidade, de forma que a ocupação dos leitos totalizados no município não foi afetada. Segundo ele, a ocupação hoteleira da cidade gira agora em torno de 85%.

“Logo após as chuvas, nosso município realizou um de seus principais eventos, que é a Mostra de Cinema. A iniciativa aqueceu o movimento local, proporcionou lotação máxima da rede hoteleira e, ainda, foi uma oportunidade de mostrarmos que nossa a cidade continua linda e com todos os seus atrativos à disposição do público”, enfatizou Barbosa.

Levantamento

Das 224 cidades mineiras que decretaram situação de emergência até o momento, 27 têm o turismo como uma de suas principais atividades econômicas. São elas: Alfenas, Barbacena, Brumadinho, Capitólio, Conceição do Mato Dentro, Congonhas, Coronel Xavier Chaves, Diamantina, Divinópolis, Formiga, Governador Valadares, Itabirito, Lavras, Lima Duarte, Mariana, Moeda, Montes Claros, Muriaé, Nova Lima, Ouro Preto, Pirapora, Prados, Santa Bárbara, Santos Dumont, São João del-Rei, Serro e Tiradentes.

A situação das cidades quanto aos acessos e atrativos turísticos está disponível no endereço http://www.minasgerais.com.br .

Fonte: Agência Minas

Minas Gerais divulga roteiros turísticos durante evento em São Paulo

18º Workshop e Tradeshow CVC, em São Paulo, reunirá profissionais do trade turístico de todo o país

A Secretaria de Estado de Turismo (Setur) participa, nos dias 8 e 9 de fevereiro, do 18º Workshop e Tradeshow CVC, no Expo Center Norte, em São Paulo. No evento, que é destinado exclusivamente aos profissionais do trade turístico, serão apresentados roteiros mineiros aéreos e rodoviários que são trabalhados pela operadora, como Belo Horizonte, cidades históricas, Serra da Canastra, Serra do Cipó e região das malhas, no Sul de Minas.

Workshop e Tradeshow CVC

Reconhecido como um dos maiores eventos do turismo nacional, o 18º Workshop & Trade Show CVC reúne hotéis, companhias aéreas, receptivos, fornecedores, locadoras de automóveis, parques temáticos e órgãos de turismo nacionais e internacionais, além das principais lideranças do turismo e grandes empresários do setor. Nesta edição, são esperados 600 expositores de mais de 20 países, e a visita de 10 mil agentes de viagens de todo o Brasil.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: documentação para habilitação no ICMS Turístico poderá ser entregue até 15 de abril

O recurso será repassado aos municípios em 2013, como resultado das ações executadas durante o ano de 2011

A Secretaria de Estado de Turismo (Setur) prorrogou para o dia 15 de abril o prazo do recebimento de documentação referente à habilitação ao benefício do ICMS Turístico em 2012. O recurso será repassado aos municípios em 2013, como resultado das ações executadas durante o ano de 2011.  A prorrogação foi publicada nessa terça-feira (31), no Órgão Oficial do Estado – “Minas Gerais”, a Resolução SETUR nº 06, de 23 de janeiro de 2012.

O pedido de prorrogação foi feito pelos coordenadores das Câmaras Temáticas do Conselho Estadual de Turismo, permitindo aos municípios mineiros um tempo maior para a organização e entrega da documentação comprobatória, principalmente àqueles que foram atingidos pelas chuvas das últimas semanas.

“Minas Gerais continua dando exemplo de descentralização de recursos e de execução de política pública na ponta. Queremos dar oportunidade a todos os nossos municípios de se beneficiarem com o ICMS Turístico e fomentarem o desenvolvimento da atividade em suas regiões.” afirma o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho.

Os requisitos mínimos para habilitação do município são participar de um circuito turístico reconhecido pela Setur nos termos do Programa de Regionalização do Turismo; ter elaborada e em implementação uma política municipal de turismo; possuir Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) e Fundo Municipal de Turismo (FUMTUR) constituídos e em funcionamento.

Fonte: Agência Minas