Gestão Anastasia: Conselho capacita 2.500 mulheres em Minas Gerais

A capacitação busca fortalecer a organização social e política das mulheres mineiras

O Conselho Estadual da Mulher de Minas Gerais (CEM), vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), em parceria com o Movimento do Graal no Brasil, está qualificando cerca de 2.500 mulheres, em Minas Gerais, no curso de Capacitação de Conselheiras Municipais de Direitos da Mulher. O projeto é realizado em dez macrorregiões do Estado, por meio de teleconferências nos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs), da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior (Sectes).

A capacitação busca fortalecer a organização social e política das mulheres, com a perspectiva de trabalho em rede, cooperativo e solidário na busca da efetivação de seus direitos. Estão sendo promovidas ações nas quais o público feminino pode debater e refletir sobre como se organizar e fortalecer seus espaços, com a criação de Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher, associações e até mesmo a formação de grupos para implementação e fomento de políticas públicas para as mulheres e o combate às desigualdades de gênero.

Estão sendo beneficiadas com a qualificação: conselheiras municipais dos Direitos da Mulher, lideranças femininas e comunitárias, representantes do poder público, bem como da sociedade civil organizada. Os cursos, que estão sendo levados a 250 municípios mineiros, tiveram início na segunda-feira (23), na região Sul do Estado.

A qualificação já foi estendida às regiões Norte, Nordeste, Vale do Jequitinhonha, Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba, Centro Oeste e Zona da Mata. Nesta quinta-feira (26), as teleconferências serão levadas também à região Central e ao Vale do Rio Doce.

A capacitação a distância está sendo feita pela coordenadora do projeto Centro da Mulher do Graal, Maria Beatriz de Oliveira, e pelas técnicas do Movimento, Maria Aparecida da Silva, Alejandra Gavilanes e Maria Luiza Maia, além da conselheira do CEM, Kátia Ferraz Ferreira, representante da Sectes, e pela presidente do CEN, Jovita Levi Ginja.

Em sua exposição na teleconferência, Jovita Levi enfatizou a necessidade de união das mulheres para a criação dos Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher. “Este é um momento muito importante para a criação desses instrumentos democráticos de parceria entre poder público e sociedade civil, para o monitoramento e implementação das políticas públicas para as mulheres, pois uma voz sozinha não encontra eco”, enfatizou.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/conselho-capacita-2500-mulheres-em-minas-gerais/

Governo de Minas: Expocafé aposta na diversificação da programação em 2012

O evento chega à 15ª edição apostando nas diversas atrações programadas

A Expocafé 2012 será realizada entre os dias 19 e 22 de junho, na Fazenda Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), em Três Pontas, no Sul de Minas. Considerado a maior feira nacional do agronegócio café, o evento chega à 15ª edição apostando na diversificação da programação. Além da exposição de máquinas, a Expocafé contará com o 3º Simpósio de Mecanização da Lavoura; Dinâmicas de Campo; Audiência Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG); Encontro de Inovação realizado em parceria com o Sistema Mineiro de Inovação (Simi), da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior; e palestra sobre o projeto Exportaminas do Governo do Estado.

O 3º Simpósio da Mecanização da Lavoura Cafeeira, promovido pela Epamig em parceria com a Universidade Federal de Lavras, acontece no dia 19 de junho. O evento, que é exclusivo para participantes previamente inscritos, vai abordar temas como: Manejo mecanizado; tecnologia de aplicação de defensivos na cafeicultura; certificação; cafeicultura de precisão e mecanização de lavouras.

De 20 a 22 de junho, a Expocafé será aberta ao público, que terá a oportunidade de conhecer e adquirir novidades em máquinas, equipamentos e insumos expostas por cerca de 130 empresas.  Os produtores e operadores também poderão acompanhar em campo o funcionamento de máquinas e implementos agrícola em demonstrações feitas pelas empresas participantes das dinâmicas de máquinas.

Pelo segundo ano consecutivo será realizada durante a Expocafé uma audiência pública da Assembleia Legislativa. No dia 21 de junho, lideranças políticas e cafeicultores vão discutir sobre o Código Florestal e impactos na cafeicultura. ”Este ano queremos intensificar os debates durante a audiência pública, por isso optamos por uma palestra sobre o tema central e abertura das discussões entre os participantes”, informa o coordenador-geral da feira, Mairon Mesquita.

Outro destaque segundo Mairon será a palestra “Central Exportaminas: O mercado externo ao alcance do produtor mineiro”, apresentada pela Coordenadoria de Comércio Exterior da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais. “Com a palestra do Exportaminas e a realização do 2º Encontro de Inovação vamos oferecer mais opções de negócios para o público da Expocafé”, afirma.

Em 2011, a Expocafé recebeu mais de 22 mil visitantes e movimentou R$228 milhões em negócios.

Ampliação da praça de alimentação

Com o intuito de ampliar a oferta de produtos alimentícios aos frequentadores da Expocafé, os organizadores do evento viabilizaram a criação de uma praça de alimentação composta por um restaurante e quatro lanchonetes. “No ano passado tivemos um restaurante, mas vimos que há demanda para mais estabelecimentos”, afirma Mairon Mesquita.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/expocafe-aposta-na-diversificacao-da-programacao-em-2012/