Governo de Minas: governador em exercício visita Ibirité e determina conclusão de estudos para integrar FHA à Uemg

Interinamente à frente do governo, Dinis Pinheiro também entregou obras de construção de quadra poliesportiva

O governador em exercício, Dinis Pinheiro, foi recebido com festa nesta terça-feira (8) em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Durante evento na Fundação Helena Antipoff (FHA), Dinis assinou ato em que determina a conclusão dos estudos para encampação dos cursos superiores da instituição pela Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg).

O governador em exercício também premiou o município que, no ano passado, foi destaque no cumprimento das metas do Poupança Jovem, que tem o objetivo de estimular a capacidade de planejar o futuro e criar melhores condições de ingresso dos jovens que cursam o ensino médio no mercado de trabalho. Os estudantes que concluem o curso têm direito ao saque de bolsa no valor de R$ 3 mil. Na Escola Estadual João Antônio Siqueira, Dinis ainda entregou as obras de nova quadra poliesportiva.

Segundo o governador em exercício, Minas vai continuar a investir em educação para que a melhoria na qualidade de vida dos mineiros possa continuar constante. “É dessa forma que vamos continuar esse processo de revolução que vai melhorar o futuro do nosso povo”, afirmou.

Os cursos superiores oferecidos hoje pela Fundação Helena Antipoff — que têm 1700 alunos matriculados — são gratuitos desde 2009. São oferecidas na instituição 350 vagas semestrais para os cursos de Ciências Biológicas, Pedagogia, Matemática, Letras e Educação Física.

A presidente da fundação, Irene de Melo Pinheiro, agradeceu o esforço do Governo de Minasem transformar a instituição em novo campus da Uemg. “Sou uma das poucas testemunhas vivas. Em 1955, essa casa foi inaugurada para ser universidade. Só agora, nesse governo, o sonho vai ser realizado. A nossa gratidão é eterna, como eterna é a obra da educação”, afirmou.

A proposta para Ibirité sediar um campus da Uemg faz parte do projeto de expansão do ensino superior do Governo de Minas para ser concluído em 2014. “Inicia-se, nesta tarde, a realização de um sonho de todos. Era um sonho também da Uemg poder participar da construção do trabalho aqui realizado. A Uemg começa hoje a sua efetiva reestruturação. A determinação do governador Antonio Anastasia é de qualificar a Universidade Estadual e expandir o ensino superior em Minas Gerais. E estamos dando hoje o pontapé inicial”, afirmou o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, durante a solenidade.

Poupança Jovem

O governador em exercício entregou ao prefeito de Ibirité, Laércio Marinho Dias, placa de melhor desempenho do programa Poupança Jovem em 2011. No ano passado, Ibirité ficou em primeiro lugar no ranking de execução das metas estipuladas pelo programa. Desde 2008, quando foi implantado no município, o Poupança Jovem atendeu 8.300 alunos. No ano passado, 1.832 jovens aderiram à iniciativa. A previsão, para este ano, é de que outros 2 mil alunos sejam atendidos na cidade.

Criado em 2007, o Poupança Jovem é destinado a estudantes do ensino médio público estadual que residem em municípios com alto índice de evasão escolar e vulnerabilidade social.

Além de Ibirité, o programa atende alunos de Ribeirão das Neves, Esmeraldas, Governador Valadares, Sabará, Montes Claros, Teófilo Otoni, Juiz de Fora e Pouso Alegre. O Poupança Jovem beneficiou 76.690 jovens, nos nove municípios. Até abril último, 7.690 alunos concluíram as atividades e receberam a bolsa.

Nova Quadra

O governador em exercício entregou também a quadra poliesportiva da Escola Estadual João Antônio Siqueira, para a qual o Governo de Minas destinou R$ 18,9 mil. A inauguração foi comemorada pelos alunos não apenas como importante espaço para a prática do esporte, mas também como lugar de convívio social e prática de atividades diversas de lazer.

A EE João Antônio Siqueira tem 27 anos e está localizada no bairro Washington Pires, uma das áreas mais carentes da cidade. A escola tem 364 alunos matriculados em turmas do ensino fundamental. Dentre os 40 servidores que formam o quadro de funcionários da escola, 26 são professores.

Programa Novo Somma

Durante o evento, foi assinado, ainda, contrato entre o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e a Prefeitura de Ibirité visando à participação do município no Programa Novo Somma Urbaniza. Serão destinados R$ 15 milhões para financiar obras de melhoria no bairro Redenção e para construção de avenida sanitária no vale do Córrego do Fubá e da via de ligação do estádio municipal com a rua Ambrosina de Freitas. O prazo para pagamento é de até 15 anos, com juros de 4% ao ano mais correção pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP).

O Novo Somma é uma linha de crédito especial do BDMG para apoiar a modernização dos municípios e a melhoria da qualidade de vida da população mineira.

“Estamos tendo a oportunidade de anunciar um grande programa de investimento em infraestrutura com a canalização de córregos, pavimentação de vias e, sobretudo, um apoio maciço ao bairro Redenção, que é uma demanda antiga da cidade. Vai ser um bairro totalmente reestruturado, mais alegre, mais feliz e muito mais humano”, afirmou Dinis.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-em-exercicio-visita-ibirite-e-determina-conclusao-de-estudos-para-integrar-fha-a-uemg/

Governo de Minas: mobilização do Poupança Jovem arrecada cerca de 1.200 livros para distribuição no Ação Global

Programa é destinado a alunos da rede estadual que residem em áreas de vulnerabilidade social

Cristiane Soares/Poupança Jovem
Durante a Ação Global, em Betim, Cantinho da Leitura arrecadou cententas de livros
Durante a Ação Global, em Betim, Cantinho da Leitura arrecadou cententas de livros

A mobilização dos alunos do Poupança Jovem de Sabará e Esmeraldas resultou na doação de quase 1.200 livros literários para os moradores de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As obras foram disponibilizadas durante a Ação Global, realizada no último sábado (5). O Cantinho da Leitura ainda contou com os estudantes como voluntários. “É a primeira vez que participo da Ação Global. Vejo que valeu a pena ter coletado os livros, pois muitos deles, que ficam parados em nossas casas, serão úteis para outras pessoas”, destacou a estudante Adriele Fernanda, de 17 anos.

A coordenadora do Processo Estratégico Poupança Jovem em Esmeraldas, Marilane Rodrigues, garantiu que a iniciativa não vai se resumir à Ação Global. “A partir dessa ideia, o Poupança Jovem de Esmeraldas criará um espaço na biblioteca municipal da cidade e outro na Associação Nossa Senhora Aparecida. Vamos potencializar a ação que, com certeza, vai ajudar os jovens a pontuarem no cardápio de atividades”, ressaltou.

Criado em 2007, e coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), o Poupança Jovem é destinado a estudantes do ensino médio público estadual que residem em municípios com alto índice de evasão escolar e vulnerabilidade social. Ao final dos três anos, o jovem aprovado e concluinte das atividades do Poupança Jovem tem direito ao saque da bolsa, no valor de R$ 3 mil.

Combate à violência contra a mulher

O Conselho Estadual da Mulher (CEM), vinculado à Sedese, também aproveitou a Ação Global para sensibilizar a população a denunciar casos de violência contra a mulher, por meio do Disque Direitos Humanos (0800 031 11 19).

Durante o evento, a equipe do CEM distribuiu cartilhas da Lei Maria da Penha, que prevê punições para os agressores de mulheres, divulgou as ações que têm sido desenvolvidas pelo conselho e incentivou as adesões à Campanha do Laço Branco: Homens de Minas pelo Fim da Violência contra a Mulher.

A Ação Global, promovida pela Rede Globo e pelo Serviço Social da Indústria (Sesi),  prestou uma série de serviços gratuitos à população  nas áreas de saúde, meio ambiente, cultura, esporte, lazer, cidadania e inclusão social. Os serviços foram disponibilizados por meio da mobilização de instituições públicas e privadas, bem como por profissionais voluntários.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/mobilizacao-do-poupanca-jovem-arrecada-cerca-de-1200-livros-para-distribuicao-no-acao-global/

Governo de Minas: Seplag anuncia investimentos para as regiões do Jequitinhonha e Mucuri

Os anúncios foram feitos durante reunião com representantes da bancada parlamentar das regiões
José Carlos Paiva/Imprensa MG
Secretária Renata Vilhena durante reunião com parlamentares
Secretária Renata Vilhena durante reunião com parlamentares

Representantes da bancada parlamentar das regiões do Jequitinhonha e do Mucuri foram recebidos, nesta quinta-feira (9), pela secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, pelo subsecretário de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto, André Reis, e pela subsecretária de Gestão Estratégica, Adriane Ricieri.

Na oportunidade, os deputados Délio Malheiros e Luiz Henrique puderam conhecer os principais investimentos previstos no Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG – 2012-2015) para essas regiões.

A secretária Renata Vilhena esclareceu que com a implementação da terceira fase do Choque de Gestão, a Gestão para a Cidadania, as metas e investimentos governamentais serão priorizados por meio da regionalização da gestão, um dos pilares do projeto Estado em Rede.

Ela citou o projeto-piloto do Estado em Rede, já bastante avançado nas regiões do Norte de Minas e Rio Doce, onde a sociedade civil definiu estratégias e prioridades para as regiões. “Com a gestão regionalizada, já em curso no Norte e no Rio Doce, e em breve no Jequitinhonha e Mucuri, os atores locais priorizam as estratégias e metas que serão acompanhadas e monitoradas pelo Acordo de Resultados. Dessa forma, o governo busca soluções para problemas locais e regionais em conjunto com a sociedade civil”, declarou a secretária.

Investimentos

A subsecretária Adriane Ricieri destacou o investimento do governo nas áreas de saúde, defesa e segurança, desenvolvimento social e educação para as regiões do Jequitinhonha e do Mucuri.

Para a área de saúde, entre outros investimentos, está previsto para 2012 a implantação de um Centro Hiperdia, no valor de R$ 3,5 milhões, voltado para atendimento secundário de pacientes com hipertensão e diabetes. Para reduzir a mortalidade infantil e materna, nos próximos quatro anos, R$ 9,4 milhões serão dedicados ao programa Viva Vida – Mães de Minas, por meio da implantação de cinco pontos de atenção. Para o mesmo período, o Governo de Minas dedicará R$ 33,5 milhões para construção e reforma de Unidades Básicas de Saúde.

Para universalizar a implantação do Piso Mineiro de Assistência Social nos municípios das duas regiões, serão gastos, a partir de 2013, R$ 15,3 milhões. Instituído em dezembro de 2010, o Piso Mineiro de Assistência Social consiste em um valor básico de financiamento estadual, em complementaridade aos financiamentos federal e municipal destinados ao pagamento de benefícios eventuais e serviços socioassistenciais.

Também terá início o projeto-piloto com 170 agricultores familiares para que eles se tornem aptos a fornecer alimentos para a rede pública de ensino. Inserido no programa de Combate à Pobreza Rural e à Migração Laboral, serão aplicados R$ 24,1 milhões, até 2015, no apoio a 441 projetos comunitários que contemplam a inclusão produtiva, infraestrutura básica e de natureza social. Outros R$ 13,6 milhões serão dedicados à ampliação e aprimoramento do programa Poupança Jovem, beneficiando 4.600 jovens/ano.

Na área de Educação serão R$ 8,7 milhões para implantação do Plano de Intervenção Pedagógica (PIP- 2) em 506 escolas, em 2012 e 2013. O PIP orienta o processo de planejamento focado no desempenho dos alunos. Já para o Programa de Desenvolvimento da Educação Profissional (PEP), serão R$ 28,6 milhões, valor que permitirá o acesso de 1.500 alunos/ano a cursos técnicos e profissionalizantes.

No ensino fundamental, serão investidos R$ 58,3 milhões para reforma, aquisição de mobiliários, equipamentos, tecnologia da informação e transporte para atender 252 escolas/ano. Essas mesmas ações serão desenvolvidas para o ensino médio, ao custo de R$ 47,6 milhões, o que beneficiará 171 escolas/ano.

Em infraestrutura estão previstos investimentos de R$ 188,3 milhões para manutenção de cerca de 3 mil quilômetros de rodovia para o período de 2012-2015.

Fonte: Agência Minas

Ao lançar Plano de Governo, Anastasia disse que Minas hoje tem os melhores indicadores sociais e econômicos do país – ações tiveram início do Governo Aécio

Anastasia destaca liderança de Minas na redução da pobreza e nos investimentos em saúde

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Indicadores sociais e econômicos do Estado são os melhores entre os estados brasileiros

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, destacou nesta quinta-feira (09/09) que Minas Gerais é o estado brasileiro que apresenta os melhores resultados do país, tanto nos indicadores sociais quanto no crescimento da economia. O governador comemorou o novo salto do PIB (Produto Interno Bruto) de Minas de 11,2%, resultado superior ao PIB nacional de 8,8%, divulgado ontem, e que comprova o crescimento da economia mineira maior que a média do Brasil, e disse que Minas tem hoje os melhores resultados do país na redução da pobreza e nos avanços sociais.

“Minas é o estado que tem mais gerado empregos no Brasil, apresenta um crescimento do PIB superior ao do país. Tem se apresentado em políticas, como saneamento, redução de miséria, desigualdade social, superior à média do Brasil. Então, ficamos muito satisfeitos que ao longo desses anos todas as nossas políticas sociais, econômicas e de infraestrutura estão dando certo”, afirmou o governador, nesta manhã, em entrevista durante o lançamento do seu Plano de Governo.

Anastasia destacou que a liderança de Minas no país é atestada por diferentes estudos realizados pelo Governo Federal, entidades civis e até mesmo internacionalmente, mas tem o principal reconhecimento, que é o da população. Para o governador, mais importante que estabelecer uma competição entre os estados é garantir serviços públicos de qualidade às pessoas.

“Fizemos mais que os outros estados da federação. Por quê? Porque tivemos um governo de parceria, de muito esforço, que teve planejamento e que teve o apoio das pessoas. Temos dados muito positivos a mostrar. Mas veja bem, governo também não é uma corrida de obstáculos, para fazer comparações. O importante é entregarmos às pessoas serviços públicos de qualidade, que sejam serviços públicos que as pessoas reconheçam o bom desenvolvimento do governo. Em Minas, as pessoas reconhecem o que foi feito pelo Governo do Estado, tanto assim que há um índice de satisfação muito grande com a administração estadual”, afirmou o governador.

Pioneirismo e liderança nas políticas sociais
Antonio Anastasia destacou a posição de liderança que Minas Gerais ocupa hoje na redução da pobreza e na implantação de políticas assistenciais a pessoas pobres. Levantamento realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, publicado em 2008, mostrou Minas em primeiro lugar entre os estados brasileiros a cumprir as metas definidas pelo governo federal no desenvolvimento de ações sociais. O ranking mediu a implantação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Em julho passado, levantamento do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA), órgão do governo federal, mostrou que Minas antecipará em três anos a meta nacional de erradicação da pobreza absoluta. O estudo mostrou que o Brasil deverá erradicar já pobreza em 2016. Em Minas, essa meta será atingida em 2013.

“Enquanto havia o ranking do Ministério do Desenvolvimento Social, Minas Gerais sempre esteve em primeiro lugar. Depois o ranking foi extinto”, lembrou o governador.

O levantamento “Metas do Milênio”,  realizado no mundo pela ONU, também demonstra a qualidade das ações e dos programas socais desenvolvidos em Minas. Do total de oito metas estipuladas pela ONU para erradicação da pobreza, Minas já cumpriu cinco. São elas: acabar com a fome e a miséria; reduzir a taxa de mortalidade infantil; combater a Aids, malária e outras doenças; garantir a sustentabilidade ambiental; e estabelecer parcerias para promover o desenvolvimento.

“Temos investimentos expressivos em programas extremamente inovadores como o Travessia e o Poupança Jovem. Minas foi o primeiro estado a declarar que o Estado financiaria o Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Depois de Minas, outros estados aderiram. Fomos pioneiros nisso. Temos exemplos excepcionais da boa gestão social. Aliás, os resultados concretos dessa ação são, cada dia mais, perceptíveis pela população, não só na geração de empregos, na melhoria da renda, mas até na diminuição da desigualdade pelo famoso Índice Gini”, afirmou Anastasia.

Parcerias sociais
Antonio Anastasia destacou também que o Governo do Estado, nos últimos anos, ocupou posição de pioneirismo em relação aos programas sociais e às parcerias firmadas com o governo federal. Segundo ele, os resultados podem ser comprovados pelo Coeficiente Gini, índice internacional usado pelos países para medir o grau de desigualdade na distribuição de renda. Ano passado, o índice Gini de Minas foi de 0,504, superior ao registrado na média nacional de 0,524. Quanto mais próximo de zero, menor é a desigualdade de renda num país.

O Governo de Minas investiu R$ 4,7 bilhões em ações de redução da pobreza e das desigualdades regionais entre 2003 e 2009. Até o final de 2010, esse investimento somará R$ 5,9 bilhões. As regiões mais pobres do Norte e dos Vales do Jequitinhonha e do Mucuri receberam o maior volume de recursos da história do Estado. Somente ano passado foram investidos R$ 276 per capital nos vales, o que corresponde a três vezes mais que o realizado nas regiões mais desenvolvidas.

“Essas comparações acabam sempre mostrando que Minas Gerais, felizmente, ao longo desses últimos anos, graças ao nosso trabalho em parceria com o governo federal, prefeituras, sociedade civil e empresários, tem apresentado ao Brasil números excepcionais”, afirmou.

Investimento na saúde é 200% maior
O governador Antonio Anastasia afirmou, também, que os investimentos feitos pelo Estado na área da saúde aumentaram 200%, passando de R$ 1,1 bilhão, em 2003, para R$ 3,3 bilhões. Até o final deste ano serão mais R$ 3,6 bilhões, permitindo a redução dos mais importantes indicadores, como mortalidade infantil e materna e as taxas de desnutrição. Ele lembrou que, enquanto o governo federal não mobilizar suas bancadas no Congresso Nacional em favor da aprovação da Emenda 29, vários estados brasileiros deverão continuar cumprindo os limites estipulados pelos Tribunais de Contas estaduais para os investimentos na saúde.

“É um assunto antigo. Enquanto não for regulamentada a Emenda Constitucional 29, que tem de ser regulamentada pelo Congresso Nacional e, naturalmente, com a participação do próprio governo federal, que tem a maioria nas duas Casas, devemos ter sempre respeito às decisões dos Tribunais de Contas de cada estado. Nós atendemos plenamente o que determina o nosso Tribunal de Contas”, disse Anastasia.

Os investimentos do governo do Estado levaram a importantes avanços nos indicadores de saúde da população mais pobre.  Minas reduziu a taxa de mortalidade em 22,7%. Em 2003, a taxa era de 17,4 mortes por 1 mil nascidos vivos. Em 2009, a taxa caiu para 13,5. A taxa de desnutrição no Norte, no Jequitinhonha e do Mucuri  registrou queda de 55%, passando de 11,6 crianças, por grupos de 10 mil crianças de 0 a 4 anos, para 4,2 crianças atendidas nas unidades de saúde.

Na construção e melhoria da rede hospitalar, Minas investiu R$ 500 milhões, reforçando a qualidade do atendimento em 129 hospitais que atendem pelo SUS em 112 municípios de todas as regiões do Estado. Com esses investimentos, o Governo de Minas facilitou à população o acesso aos serviços públicos de saúde.

Lideranças ligadas à juventude em Minas declaram apoio a Antonio Anastasia, que ampliará as políticas públicas para o segmento

Antonio Anastasia convoca os jovens para ações no Governo de Minas

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Candidato à reeleição, Antonio Anastasia recebe apoio de lideranças de 20 entidades representativas de várias regiões do Estado

O governador Antonio Anastasia recebeu hoje (09/08) o apoio de 400 jovens lideranças representantes de 20 entidades da juventude de várias regiões do Estado à sua candidatura à reeleição. Acompanhado do vice pela coligação “Somos Minas Gerais”, deputado Alberto Pinto Coelho, Antonio Anastasia participou de encontro com entidades representativas da Juventude de Minas na sede do PSDB-MG, em Belo Horizonte, onde reafirmou seu compromisso em ampliar a participação dos jovens nas ações de governo.

“Vamos fazer um trabalho integrado, no qual os jovens tenham inclusão na educação, no emprego, na segurança e na saúde. O jovem é, na realidade, o futuro do Estado e do país. São as futuras gerações que necessitam de uma atenção especial do governo. Conseguimos realizar muito nesses últimos anos a favor da juventude, mas agora precisamos dar qualidade de vida a esse jovem. Isso passa pelo empreendedorismo através de um governo jovem. Um governo inovador, avançado, moderno e comprometido com as ideias do seu tempo, e não do passado. Um governo de jovens, para os jovens e olhando o futuro das gerações”, afirmou Antonio Anastasia.

Durante o encontro, lideranças jovens representantes de partidos políticos, diretórios acadêmicos, entidades ambientalistas e religiosas, destacaram as inovadoras ações do Governo de Minas voltadas para o atendimento aos jovens mineiros. Entre os programas de destaque estão o Poupança Jovem, que atende 32 mil estudantes com o subsídio de R$ 3 mil para quem concluir sem reprovação o ensino médio, e o Programa de Ensino Profissional, que ampliou a oferta de vagas de ensino profissionalizante. Antonio Anastasia afirmou que para dar continuidade a essas ações é preciso governar pensando no futuro.

“Se ficarmos nas mãos das pessoas que não têm esse ânimo, com a cara do passado, com a cara do retrocesso, não vamos avante. É essa juventude, já antevendo esse futuro próximo, que vai estar ao nosso lado, governando Minas da maneira mais inovadora e moderna possível, porque vamos continuar no rumo certo que Aécio nos apontou”, afirmou Antonio Anastasia.

Desde o início da campanha, Antonio Anastasia recebeu o apoio de importantes segmentos da sociedade civil como de sindicatos e cooperativas de táxi, ambientalistas, artistas, presidentes e dirigentes das torcidas do Atlético Mineiro, Cruzeiro, América e Ipatinga, entidades de atendimento a dependentes químicos, Movimento das Donas de Casa e Consumidores, movimentos ligados aos direitos da mulher, além de prefeitos e lideranças municipais de todo o Estado, formando uma grande rede de apoio à reeleição do governador.

Movimento Jovens de Minas
Durante encontro, os jovens lançaram o movimento “Jovens de Minas” em apoio à candidatura de Antonio Anastasia e reconheceram as realizações da administração de Aécio Neves/Antonio Anastasia nos últimos oito anos. Eles destacaram as políticas que valorizaram a participação da juventude na sociedade, com ações direcionadas à educação, segurança, saúde e oportunidades de formação.
Os jovens entregaram ao governador Antonio Anastasia documento com propostas para o Plano de Governo, como a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os medicamentos e a valorização do empreendedorismo.

O manifesto ressalta que o governo Aécio/Anastasia priorizou as demandas da juventude, por meio da Secretaria de Esportes e Juventude, órgão específico que permitiu não apenas ao poder público formular ações que atendessem a esse segmento da sociedade, mas, principalmente, que fosse capaz de dar aos jovens mineiros o apoio necessário para que eles passassem a ser protagonistas de sua própria história.
“A juventude apoia o governador Antonio Anastasia porque é a melhor opção, é a opção que traz conhecimento, que vai continuar levando o nosso Estado pra frente, gerando mais oportunidades de emprego, oportunidades na educação”, disse Thiago Leão, presidente da Associação dos Moradores e Amigos de Formiga, no Centro-Oeste mineiro.

Mercado de trabalho
A presidente da ONG rede Mineira de Cidadania, Luciana Kinupe, afirma que a parceria com o Governo do Estado possibilitou o atendimento de seis mil jovens, por meio do programa “Diálogos da Juventude”, voltado aos oito objetivos do milênio estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). “Com esse governo é que foi aberta essa porta”, disse. O coordenador do grupo Vhiver, Pedro Henrique Siqueira Pereira, afirmou que os projetos do Governo do Estado, como Fica Vivo!, Podes Crer e Poupança Jovem, trouxeram mais oportunidades para a juventude.