Gestão: Anastasia ganha prêmio Eficiência na Administração Pública

Gestão no Brasil: governador de Minas ganha prêmio Eficiência na Administração Pública. Ele auxiliou Aécio na criação do Choque de Gestão.

Gestão Pública Eficiente: Minas Gerais

Fonte: Jogo do Poder

 Gestão Pública: Anastasia é eleito líder em eficiência

Gestão Pública – Durante os dois mandatos de Aécio Neves como governador de Minas Gerais, ele foi o seu principal coordenador de políticas públicas. Já em 2010, quando anunciou sua retirada do governo para disputar uma vaga no Senado Federal, Aécio o indicou para a sucessão e causou surpresa no meio da crônica política. Dois anos depois, o então braço-direito do governador Aécio Neves, Antonio Anastasia, é eleito líder em Eficiência na Administração Pública 2012.

Anastasia foi um dos agraciados pelo 2º Prêmio Líderes do Brasil, promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais (LIDE). A premiação tem como objetivo projetar empresas e líderes em reconhecimento aos esforços empreendidos para posicionar o Brasil em patamar de liderança mundial.

Em 2002, quando Aécio Neves se candidatou a governador pela primeira vez, coube a Anastasia desenvolver o seu Plano de Governo que viria a se tornar a base para o Choque de Gestão, modelo de gestão pública inovador implantando em Minas Gerais no ano seguinte.

Em 2006, ao tentar sua reeleição como governador, Aécio Neves convocou Anastasia para formar a chapa, sendo seu vice-governador. Vencida a eleição, coube a ele coordenar a segunda geração do Choque de Gestão, conhecida como Estado para Resultados, que colocouMinas Gerais como resultados acima da média nacional na área social.

Ao assumir o governo quando Aécio Neves deixou de ser governador para se candidatar a senador, Anastasia mostrou habilidade política e reuniu um grande número de partidos em torno de sua candidatura. Hoje completa dois anos como governador e já solidifica a terceira geração do Choque de Gestão, a chamada Gestão para Cidadania, que aos poucos se torna referência em gestão pública. Nela, propõe a união de esforços entre governos, sociedade civil e empresários para desenvolvimento sustentável, total e completo, do Estado.

O prêmio recebido por Antonio Anastasia de líder em Eficiência na Administração Pública 2012 é mais um reconhecimento à inovadora contribuição dada ao país pelo modelo de gestão pública eficiente criado em 2003 pelo então governador Aécio Neves.

Gestão Pública: Anastasiahttp://www.jogodopoder.com/blog/gestao-publica-2/gestao-publica-anastasia-e-eleito-lider-em-eficiencia/#ixzz2EnYOtK00

Anastasia: santuário da Piedade ganha decreto

Anastasia: santuário da Piedade ganha decreto – Conjunto paisagístico, artístico e cultural é o primeiro atrativo de Minas considerado de Especial Relevância.

Anastasia: governador

Fonte: Agência Minas

 Anastasia: santuário da Piedade ganha decreto

Antonio Anastasia assina decreto para valorizar potencial turístico da Serra da Piedade

Governador declara o conjunto Atrativo Turístico de Especial Relevância e dá ordem para segunda etapa de implantação do Caminho Religioso, ligando os santuários da Piedade e de Aparecida

O governador Antonio Anastasia assinou, nesta terça-feira (31), na Serra da Piedade, decreto que declara Atrativo Turístico de Especial Relevância o conjunto paisagístico, artístico e cultural do Santuário Estadual Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O título aumentará a visibilidade do local, além de fomentar o turismo e atrair recursos, gerando mais empregos de qualidade, mais cultura e mais renda para os mineiros. O decreto prevê a adoção de políticas públicas como a preservação da biodiversidade do entorno do Santuário. Este é o primeiro atrativo de Estado considerado de Especial Relevância.

O ato, que coincide com a celebração dos 52 anos da proclamação de Nossa Senhora da Piedade Padroeira de Minas, foi citado pelo governador como importante ação de preservação do conjunto religioso, histórico e cultural da Serra da Piedade.

 Anastasia: santuário da Piedade ganha decreto

Anastasia: santuário da Piedade ganha decreto

“Ao fazer esta declaração, estamos determinando às áreas de governo que realizem ações voltadas para as grandes potencialidades que temos, não só no turismo religioso, mas, de todo esse acervo que é único. A Serra da Piedade é um dos maiores patrimônios de Minas Gerais e do Brasil pela sua beleza física, pelo seu significado religioso, histórico e cultural”, destacou Anastasia.

“Tenho certeza de que estamos, em fidelidade ao passado e a muitos personagens, abrindo um horizonte cada vez largo, de modo que o futuro religioso, turístico e cultural de Minas Gerais possa ganhar mais espaço e grandes incentivos”, disse o arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, Dom Walmor de Azevedo.

Mais infraestrutura

O governador anunciou que a Cemig vai iluminar o portal da Serra da Piedade e eletrificar a bomba d´água (em nascente ao pé da Serra) para regular o abastecimento no topo do Santuário. Ele falou sobre a importância de investimentos em infraestrutura para o estímulo e segurança dos turistas.

“Estamos autorizando a Cemig a fazer a iluminação da entrada e do alto da Serra. Pretendemos, juntamente com a prefeitura de Caeté, no próximo ano, fazer a iluminação do trecho da estrada municipal que liga a rodovia ao topo da Serra. E, claro, fazemos eco ao pedido de duplicação da BR-381, fundamental não só para Caeté, mas para todo Leste do Estado, para o desenvolvimento econômico e segurança de todos que trafegam por esta artéria. São obras de infraestrutura fundamentais para o bem de Minas e dos mineiros”, ressaltou. As obras da BR-381 são de responsabilidade do Governo Federal.

Rota de Peregrinação

A Serra da Piedade será um dos pontos de partida do Caminho Religioso Estrada Real (Crer), cuja segunda etapa de implantação foi oficializada pelo governador e pelo secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, durante a solenidade.

O Caminho será um trajeto para peregrinação de aproximadamente 850 quilômetros de extensão, que liga os santuários da Padroeira de Minas e da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo. A rota coincidirá com parte da Estrada Real, passando por 37 cidades, sendo 32 em Minas e cinco em São Paulo. O projeto abrange, ao todo, 86 municípios mineiros.

Com recursos de R$ 2 milhões, a etapa de implantação do Crer será concluída até maio de 2013, a tempo da Jornada Mundial da Juventude no Brasil. Na primeira etapa, iniciada em 2011, foram elaborados projetos para estruturação do Caminho e investidos R$ 299 mil.

Minas Gerais já tem, pela sua tradição histórica, uma força muito grande da religiosidade da sua gente e dos turistas que vem aqui também sob o aspecto religioso. Ao construirmos esse caminho da Serra da Piedade até Aparecida, no Estado de São Paulo, onde está a basílica da Padroeira do Brasil, vamos estimular o turismo, permitir o conhecimento de belas paisagens entre Minas Gerais e São Paulo e, sobretudo, estimular a fé das pessoas”, disse Anastasia.

O Caminho Religioso poderá ser percorrido a pé, de bicicleta ou a cavalo, e disponibilizará infraestrutura de apoio para os peregrinos como quiosques para descanso, bebedouros, paraciclos e estrutura para cavalo. Em trilhas serão feitas correção do solo e instalação de guarda-corpo.

“O percurso será sinalizado e serão confeccionados guias ilustrados com mapas para orientação. Será instituída uma credencial a ser carimbada em pontos pré-estabelecidos e, ao final do percurso, um Certificado de Conclusão do Caminho Religioso será emitido para aqueles que tiverem todos os carimbos”, explicou o secretário Agostinho Patrus Filho. O projeto é inspirado no Caminho de Santiago de Compostela, famoso em todo o mundo, que percorre um trajeto da França à Espanha em 750 km.

Proteção do Santuário e da Serra da Piedade

Caeté é um dos municípios eleitos pela Secretaria de Turismo como destino indutor do desenvolvimento turístico regional de Minas, devido à importância do turismo religioso. Recentemente, numa votação popular pela internet, para escolha das Sete Maravilhas da Estrada Real, a Serra da Piedade foi premiada como hors-concours.

O Conjunto Arquitetônico e Paisagístico foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1956, e pelo Estado em 1989, que o declarou como Monumento Natural e Cultural de Minas Gerais, e pelo município de Caeté, em 2001. Lei estadual de 2004 definiu os limites da Área de Proteção Ambiental da Serra da Piedade.

Em 2005, a Unesco entregou o título de “reserva da biosfera” ao trecho mineiro do maciço da Serra do Espinhaço, que inclui a Serra da Piedade. Em maio de 2006, o governador Aécio Neves homologou a extensão do tombamento do Conjunto Paisagístico da Serra da Piedade nos municípios de Caeté e Sabará, que foi aprovado pelo Iphan em 2010.

O Santuário atrai peregrinos desde o século XVIII, quando os portugueses Antônio da Silva Bracarena e Irmão Lourenço construíram um eremitério e uma igreja dedicada a Nossa Senhora, no alto da montanha, a 1.746 metros de altitude.

Turismo religioso

O segmento de Turismo religioso é um dos que mais cresce no mundo. Levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisas da Universidade de São Paulo mostra que existem cerca de 15 milhões de brasileiros interessados em destinos religiosos. Mais de 8,1 milhões de viagens domésticas no Brasil são motivadas pela fé.

Em 2013, Belo Horizonte vai sediar o II Congresso Mundial de Universidades Católicas (CMUC), que deverá reunir cerca de quatro mil pessoas. O CMUC é um dos eventos que antecede a Jornada Mundial da Juventude, que será realizada no Rio de Janeiro.

Anastasia: governador – Link da matéria: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/multimidia/galerias/antonio-anastasia-assina-decreto-para-valorizar-potencial-turistico-da-serra-da-piedade/

Rio+20: Governo de Minas dá exemplo em sustentabilidade

Rio+20: Governo de Minas dá exemplo. Graças ao trabalho iniciado por Aécio Neves em 2002, Minas já é referência em sustentabilidade.

Rio+20: Minas Sustentável

Fonte: Agência Minas

Minas assume protagonismo nos debates sobre desenvolvimento sustentável na Rio+20

Para o secretário de Meio Ambiente, Adriano Magalhães, “Minas é um resumo do Brasil”, referindo-se à biodiversidade que o Estado reúne

Minas assume debate sobre desenvolvimento sustentável

Minas assume debate sobre desenvolvimento sustentável

Rio+20 – As políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável, criadas pelo Governo de Minas, bem como as demais ações realizadas pelo Estado na área de preservação do meio ambiente, ganharam destaque durante a realização da Rio+20, a Conferência da Organização das Nações Unidas para Desenvolvimento Sustentável, que está sendo realizada no Rio de Janeiro.  O Governo de Minas assume um papel de protagonista dos principais debates em torno da sustentabilidade.

A delegação mineira presente no evento coordenou debates sobre a conservação de biomas, biodiversidade e recursos hídricos, bem como discussões sobre a implementação de medidas capazes de conter os efeitos das mudanças climáticas. Também vêm sendo abordadas pelos representantes do Governo de Minas interfaces relativas a outras áreas, como a chamada economia verde, o crescimento urbano e o desenvolvimento rural sustentável.

Minas integra a Delegação Brasileira da Rio+20 com representantes do Sistema Estadual de Meio Ambiente (Sisema) e das Secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas (Sedvan), de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), de Trabalho e Emprego, de Desenvolvimento Regional Urbano (Sedru) e da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa).

Órgãos vinculados ao Governo do Estado, como o Instituto Estadual de Florestas (IEF), a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), a Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam) e a Fundação Centro Internacional de Educação (Unesco HidroEX), também compõem o grupo.

A Delegação Brasileira da Rio+20 é um colegiado formado por órgãos públicos e instituições de diversos estados, com a responsabilidade de coordenar a conferência.

Estande com materiais recicláveis

O Governo de Minas conta com um dos maiores estandes da Rio+20, com 100 metros quadrados. O espaço foi desenvolvido com materiais sustentáveis, como o piso reciclado, feito com material composto por 70% de caixas de embalagens longa vida recicláveis, 30% de fibras vegetais, plástico e outros materiais reciclados, além da cobertura das paredes feita de pastilha de coco, obtida a partir da casca do coco.

De acordo com o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Adriano Magalhães Chaves, Minas desenvolve, desde 2002, um trabalho de aprimoramento da gestão pública onde foram incorporadas questões relacionadas à sustentabilidade. “O trabalho realizado no Estado serve de exemplo para iniciativas semelhantes em todo o país”, afirma. De acordo com o secretário que “Minas é um resumo do Brasil”, em função da grande diversidade de ambientes e condições que o Estado reúne.

“Minas sem lixões” é referência

As principais iniciativas ligadas à gestão ambiental em Minas são coordenadas pelo Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema). A disposição adequada de resíduos sólidos é uma vertente da gestão ambiental em Minas, e o gerenciamento é feito pela Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam).

O trabalho teve início em 2001, quando menos de 20% da população do Estado era atendida por sistemas adequados. Após a criação do programa “Minas Sem Lixões”, em 2003, e a regulamentação da legislação estadual sobre a questão, aproximadamente 55% da população mineira passou a ter acesso a esse serviço.

Uma solução para a destinação de resíduos sólidos são os consórcios intermunicipais em resíduos sólidos, uma parceria da Feam com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional Urbano.  Entre 2007 e dezembro de 2011 foram formados 50 consórcios, atendendo 469 municípios.

Outra iniciativa pioneira do estado nessa área é Parceria Público Privada (PPP) de resíduos sólidos urbanos, que tem como objetivo fazer com que 100% dos resíduos sólidos da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) sejam eliminados de forma correta. Na última terça-feira (19), o governador Antonio Anastaia assinou convênio com 46 dos 48 municípios do Colar Metropolitano de Belo Horizonte para a gestão compartilhada dos serviços de transbordo, tratamento e disposição final de resíduos sólidos urbanos na região. Mais detalhes sobre esse projeto podem ser acessados aqui.

“Bolsa Verde” ajuda na conservação de biomas

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) gerencia o projeto para conservação e recuperação dos biomas no Estado: a Mata Atlântica, o Cerrado e a Caatinga. A previsão é de que sejam aplicados R$ 9 milhões em 2012 em ações com a implantação de corredores ecológicos, recuperação de matas ciliares e implantação de unidades de conservação.

O programa “Bolsa Verde”, uma ação do Estado importante para o meio ambiente, garante a remuneração pela conservação de áreas com cobertura vegetal nativa. No ano passado, 978 proprietários e posseiros rurais foram beneficiados pelo programa, garantindo a preservação de 32 mil hectares de vegetação em todo o Estado.

Anunciada criação da maior unidade de conversação do Estado

Dentre as principais ações debatidas na Rio+20, o secretário Adriano Magalhães Chaves anunciou a criação, até 2013, de uma unidade de conservação que protegerá áreas dos biomas de Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica em Minas.

A unidade de conservação será a maior do Estado, com área estimada em até 500 mil hectares. “Os estudos estão sendo elaborados pela equipe do Instituto Estadual de Florestas na região do rio Carinhanha, na divisa do Estado com a Bahia”, afirmou Magalhães.

A criação dessa unidade de conservação é uma das medidas que Minas vem tomando para ampliar os mecanismos de proteção dos biomas do Estado.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, outras ações importantes são os investimentos na prevenção e combate a incêndios florestais e o pagamento a proprietários rurais que conservam áreas de vegetação nativa que, em 2011, beneficiaram 978 famílias, com um investimento de R$ 6,8 milhões pela preservação de 32 mil hectares de vegetação em todo o Estado.

Sobre a Conferência Rio+20

A Rio+20 acontece entre os dias 20 e 22 de junho no Centro de Convenções Riocentro, no Rio de Janeiro. O evento tem a presença de chefes de Estado e de governos do mundo inteiro e marca o vigésimo aniversário da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento realizada no Rio de Janeiro em 1992 (Eco-92) e o décimo aniversário da Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável promovida em Johanesburgo, em 2002.

Site mostra modelo mineiro de gestão sustentável

Desde a semana passada está no ar um  hotsite, com informações sobre as iniciativas do Estado alinhadas com os temas debatidos na Rio+20. Produzido pela elaborado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), o site apresenta o modelo de gestão sustentável desenvolvido por várias áreas do Governo de Minas Gerais. O endereço para acessá-lo é o seguinte:www.minasmais20.mg.gov.br.

Clique aqui para saber mais sobre ações voltadas à sustentabilidade desenvolvidas por órgãos do Governo de Minas.

 

 

Rio+20 : Minas Sustentável – Link da matéria: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-assume-protagonismo-nos-debates-sobre-desenvolvimento-sustentavel-na-rio20/

PSDB: Pestana publica carta aberta aos municípios

PSDB: presidente do PSDB de Minas divulga carta aberta e os compromissos com a gestão pública de qualidade, transparência e controle social.

PSDB: Municípios mineiros

A carta aberta do PSDB à população .

A voz de prefeitos e vereadores de Minas

Hoje gostaria de usar este espaço para dar voz a prefeitos, vereadores e pré-candidatos tucanos que no Encontro Estadual do PSDB, realizado no último dia 25 de maio, com a participação de mais de 1.800 pessoas, aprovaram na assembleia geral realizada a “Carta Aberta do PSDB aos Municípios Mineiros e à sua População”, onde se posicionam assim:

“Nós, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e pré-candidatos do PSDB-MG às eleições municipais de 2012, conscientes de que o poder local é aquele que proporciona o mais efetivo exercício da democracia e que é nas cidades que se desenrola o cotidiano das pessoas e que a qualidade de vida da população é definida pelo ambiente vivido em cada município, reafirmamos:

o compromisso com a participação da população na elaboração e acompanhamento das políticas públicas municipais;

a aposta na transparência, no controle social e no respeito às instituições democráticas como forma de garantir o bom uso dos recursos públicos;

a defesa da combinação da sensibilidade política e social com a profissionalização da gestão e da competência técnica;

a radical busca de um ensino fundamental e de uma educação infantil de qualidade; a prioridade para o acesso ao sistema público de saúde de qualidade; o esforço para a melhoria do transporte público e a mobilidade urbana;

a ação permanente em favor da geração de renda e emprego, como melhor alternativa para o combate às desigualdades e a promoção da cidadania;

o compromisso com práticas de desenvolvimento sustentável, cuidando com responsabilidade e competência da limpeza urbana, da destinação final de resíduos sólidos, do saneamento ambiental e da despoluição dos cursos d’água e do estímulo ao uso de energias limpas;

a dedicação central às políticas de atenção aos idosos, às crianças em situação de risco social, às pessoas com deficiências e à promoção da equidade de oportunidades entre cidadãos, independentemente de raça, gênero ou situação de renda;

a adesão integral aos princípios da ética e da moralidade pública; o forte empenho para o redesenho do pacto federativo;

a combinação das políticas compensatórias de renda com ações de qualificação profissional e reinserção no mercado de trabalho;

o combate ao populismo irresponsável e ao despreparo administrativo e ao amadorismo;

e o compromisso com a participação da juventude na administração municipal; o compromisso de estimular a participação feminina em todos os espaços de poder; a defesa dos direitos e da participação do trabalhador.

Certos de que o desenvolvimento nacional terá pés de barro se não conseguirmos êxito e resultados expressivos no plano municipal é que nos colocamos à disposição do eleitorado mineiro e disputaremos nas ruas, a partir de julho, o voto dos mineiros.

O PSDB-MG, liderado pelo senador Aécio Neves e pelo governador Antonio Anastasia, já deu provas de sua vocação e de seu compromisso com a gestão pública de qualidade“.

PSDB: Municípios mineiros – Link do artigo: http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=204751,OTE&IdCanal=2

Choque de Gestão é apresentado a prefeitos do PSDB

Choque de Gestão: PSDB –  partido apresenta modelo de política pública bem sucedido criado por Aécio Neves quando era governador de Minas.

Choque de Gestão: Aécio Neves

Choque de Gestão é apresentado a prefeitos do PSDB

Choque de Gestão é apresentado a prefeitos do PSDB

Que a corrupção não tome espaço das ideias durante as eleições…

Enquanto PSDB prepara seus pré-candidatos a prefeito para o embate das ideias e propostas, PT vai para as eleições com a tática do “abafa o caso”.

Começou em Minas Gerais, com o Choque de Gestão de Aécio Neves, e agora se estende a todo o Brasil: as boas práticas e políticas públicas adotadas por administrações do PSDB serão as bandeiras dos pré-candidatos tucanos nas eleições municipais deste ano. Este é um alento para um país que vive sob a batuta de um partido como o PT, que não respeita os recursos públicos e tampouco a liberdade dos poderes – vide a ousadia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em chantagear um ministro do Supremo Tribunal Federal para livrar seus álibis-réus do julgamento do mensalão.

Hoje em Brasília, o PSDB reúne seus pré-candidatos às prefeituras das cem maiores cidades brasileiras. Ao contrário do que se espera de um encontro entre caciques partidários e candidatos às vésperas do embate eleitoral, o encontro não ficará restrito ao tradicional jogo de cena de bandeiras levantadas, gritos de guerra e fotos para “santinhos”. O PSDB quer mostrar aos cidadãos brasileiros que suas políticas públicas de sucesso, como o Choque de Gestão de Aécio Neves implantado em Minas ou a responsabilidade econômica introduzida no Brasil por Fernando Henrique Cardoso, devem ser a bandeira contra o outro lado da disputa manchado pela corrupção e inércia administrativa.

O PSDB sabe bem que cabe a ele, neste momento da história do Brasil, caminhar lado a lado com o povo brasileiro para defender o estado democrático de direito que o PT quer afanar do país para que não perca o poder. A corrupção e a ousadia criminosa enraizadas dentro do governo federal e do partido que o comanda estão em níveis nunca antes imaginados.

Este chamamento à luta pela moralidade será sim bandeira que o PSDB quer colocar nas mãos de cada um de seus pré-candidatos nas cem maiores cidades brasileiras. Mas quer mais, pois o Brasil precisa de mais

Seja o Choque de Gestão de Aécio Neves em Minas, o sucesso administrativo de José Serra à frente da prefeitura e do governo de São Paulo, os exemplos de urbanismos de Beto Richa quando prefeito de Curitiba, todas essas políticas públicas inovadoras e implantadas por administrações do PSDB serão oferecidas nestes grandes centros urbanos espalhados pelo país.

Afinal de contas, eleições municipais são momentos de se discutir ideias e propostas de política pública; e só acontecem durante três/quatro meses, de quatro em quatro anos.

Já chantagem – como a do ex-presidente Lula ao ministro Gilmar Mendes -, extorsão e corrupção são assuntos atemporais. Por isso mesmo, as delegacias e cadeias estão abertas todos os dias do ano, por 24 horas.

Choque de Gestão – Aécio Neves

Gestão Antonio Anastasia: Programa Ambientação e ações de sustentabilidade são apresentados a comitiva do Rio de Janeiro

Atualmente o programa está implantando em 75 instituições públicas e 84 prédios, abrangendo 25 mil servidores

A equipe do Programa Ambientação, desenvolvido pela Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), apresentou para uma comitiva carioca, nos dias 15 e 16 de março, o trabalho realizado e as ações de sustentabilidade desenvolvidas no âmbito do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) e do Complexo da Cidade Administrativa.

No primeiro dia de visitas o grupo formado por 12 servidores da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), do Ministério Público Estadual (MP) e do Tribunal de Justiça (TJ) do Estado do Rio de Janeiro, pôde conhecer a linha de trabalho desenvolvida pelo programa. A gestora do Ambientação, Míriam Dias, apresentou aos servidores o histórico do programa desde a sua criação, em 2003, enfatizando as linhas de trabalho relacionadas ao consumo consciente e à gestão de resíduos. “O programa cresceu bastante nos últimos anos e a implantação na Cidade Administrativa tem representado um grande desafio, já que as proporções são as mesmas de muitos municípios”, explicou Míriam.

Atualmente o programa está implantando em 75 instituições públicas e 84 prédios, abrangendo 25 mil servidores. Na cidade Administrativa, dos 46 órgãos, 43 já possuem o Ambientação implantando, com um forte trabalho de gestão de resíduos e promoção do consumo consciente, por meio de ações socioeducativas, de mobilização, gerenciamento técnico e monitoramento. “De março a dezembro de 2011 conseguimos uma economia de quase 200 mil copos descartáveis, somente nos dois andares onde o Sisema está presente”, frisou a gestora do Programa Ambientação, Fabiana Lúcia Costa Santos.

Relatório de Sustentabilidade

A coordenadora executiva do Relatório de Sustentabilidade do Sisema, Renata Martins Meirelles, apresentou aos servidores do Rio de Janeiro como é construído o processo de elaboração do relatório. Meireles destacou também que a visão do grupo que trabalha na construção do relatório é baseada na metodologia do Global Report Iniciative (GRI), reunindo num único documento as questões ambientais, econômicas e sociais. Para a versão do III Relatório, que será num único volume, contendo as informações de 2010 e 2011, está prevista e inclusão de mais 15 indicadores, totalizando 37. “Trabalhamos sempre com o tripé da Sustentabilidade e com o objetivo de apresentar os dados da instituição da forma mais transparente possível”, frisou.

O Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental da Seplag do Rio de Janeiro, Douglas das Chagas Almeida Lima, disse que ficou muito impressionado com o trabalho desenvolvido em Minas Gerais. “No Rio de Janeiro já temos algumas ações parecidas implantadas, mas queremos levar a experiência mineira para nosso Estado, no sentido de trabalhar de forma articulada e integrada entre as esferas do governo, como estamos percebendo em Minas”, frisou.

Fonte: Agência Minas