Governo de Minas: cidades mineiras se preparam para Conferência da Pessoa com Deficiência

Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até 30 de abril, conferências municipais ou regionais

Os municípios mineiros estão se mobilizando, desde março deste ano, para promover melhorias das políticas públicas destinadas às pessoas com deficiência. Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até o dia 30 de abril, conferências municipais ou regionais para discutir e elaborar propostas a serem apresentadas no encontro estadual, marcado para 19 a 21 de junho, em Belo Horizonte.

Com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), os municípios provocam discussões divididas em quatro eixos: Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional; acessibilidade, comunicação, transporte e moradia; saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses; segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Os municípios de Varginha, Timóteo, Governador Valadares, São Tomé das Letras, Araguari, Três Corações e Itabira já realizaram suas conferências e apresentaram demandas que podem ser transformadas em políticas públicas em prol das pessoas com deficiência de todo o Estado.

“Com a apresentação das propostas, vamos saber o que os municípios precisam e querem do Estado. Além disso, teremos discussões importantes para a elaboração do Plano Estadual de Políticas para Pessoas com Deficiência”, destacou a coordenadora Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência, Ana Lúcia Oliveira.

Cada conferência elege delegados para representarem os respectivos municípios na III Conferência Estadual ‘Um Olhar para a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência’. O evento será promovido pela Sedese, por meio da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (Caade), e pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conped).

O encontro estadual visa o processo de construção e reestruturação das Redes Estadual e Nacional de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, além de identificar avanços, desafios e priorizar as demandas no âmbito estadual e federal. A expectativa é que cerca de 40 propostas, oriundas da conferência estadual, sejam levadas à Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília, de 3 a 6 de dezembro.

Próximas conferências

24 de abril – Limeira, Rosário de Limeira, Sabará, São Lourenço, Três Marias e Martinho Campos

25 de abril – Itajubá, São Tomé das Letras, Uberlândia.

26 de abril – Araxá, Barbacena, Capelinha, Cássia, Cláudio, Coronel Fabriciano, Lassance, Lavras, Piraúba, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Uberaba.

27 de abril – Brumadinho, Cataguases, Guarani, Itapecirica, Ouro Preto, Poços de Caldas, Santa Luzia e São João do Paraíso.

28 de abril – Divinópolis, Ipatinga,

30 de abril – Piumhi, São João del-Rei.

Informações sobre as conferências municipais devem ser solicitadas por meio do e-mail: conferenciapcd@social.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cidades-mineiras-se-preparam-para-conferencia-da-pessoa-com-deficiencia/

Gestão da Educação: alunos da rede pública buscam manter hegemonia de Minas na Olimpíada de Matemática

Mineiros representam 10% dos inscritos na 8ª edição do torneio nacional. Estado lidera a competição há cinco edições.

Divulgação
Com duas medalhas de ouro em 2011, alunos da Escola Francisca Pereira Rodrigues, em Piraúba, já se preparam para a Obmep 2012
Com duas medalhas de ouro em 2011, alunos da Escola Francisca Pereira Rodrigues, em Piraúba, já se preparam para a Obmep 2012

Escolas da rede pública em Minas já definiram os seus representantes na 8ª Edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Segundo a Secretaria de Estado da Educação (SEE), em 2012, o Estado terá 2.017.608 alunos dos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e ensino médio inscritos na competição, o que representa cerca de 10% do número de participantes de todo país (19,1 milhões). Ao todo, estudantes de 4.464 escolas de todos os 853 municípios mineiros vão buscar manter o desempenho do Estado, que liderou as últimas cinco edições da Obmep.

Entre as inscritas, está a Escola Estadual Professora Francisca Pereira Rodrigues, no município de Piraúba, Zona da Mata. A escola vai participar com cerca de 950 alunos nos três níveis da competição. “No ano passado, nossa escola conquistou duas medalhas de ouro e 20 menções honrosas. Também tivemos uma educadora entre os professores premiados, a professora Arlete Aparecida Marchioni Juste. Este ano, queremos repetir o bom desempenho ou ser ainda melhores”, adianta a diretora Andressa Maria Retondaró Demolinari Neiva.

Para a preparação dos alunos, a escola não mede esforços. “Além do trabalho feito pelos professores em sala de aula, com a resolução de exercícios do banco de questões da Obmep, nós também temos uma parceria com estudantes de licenciatura que auxiliam nossos alunos no esclarecimento de dúvidas. Os alunos do ensino médio ainda contam com o Aprofundamento de Estudos, em que eles têm um estudo complementar em várias disciplinas, entre elas, a Matemática”, explica Andressa.

Um dos alunos premiados em 2011, no nível I (6º e 7º anos do ensino fundamental), Ricardo Vidal Teixeira, de 13 anos, diz que já vai tentar repetir o sucesso. “Não esperava que fosse ganhar uma medalha de ouro. Este ano, tenho que me empenhar de novo, pois no começo da competição todos têm as mesmas chances. Começo meus estudos fazendo os exercícios de provas das edições passadas”, detalha o estudante que atualmente está no 8º ano.

Motivação

A Escola Estadual João de Freitas Neto, de Montes Claros, Norte de Minas, terá 830 alunos na 8ª edição da Obmep. De acordo com a vice-diretora da escola, Maria das Dores Rodrigues Alencar Dias, os alunos são motivados a participarem, pois a Olimpíada é uma atividade complementar. “Nós sempre procuramos estimular os nossos alunos a participar da Obmep. Divulgamos esse trabalho na escola, porque é uma atividade complementar à que a escola realiza. Os alunos adquirem hábito de estudos e dedicação”, avalia.

A primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas ocorrerá no dia 5 de junho, em horário a ser definido pelas escolas. Nessa fase da competição, os alunos realizam prova de múltipla escolha composta de 20 questões. Já a segunda etapa está prevista para o dia 30 de setembro, com as provas são compostas por seis questões discursivas com locais de provas a serem definidos. Entre os assuntos avaliados nos exames estão aritmética, Geometria, Álgebra, Combinatória e probabilidade.

Preparação dos alunos

A preparação dos alunos para a 8ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas conta com um reforço. Já está disponível no site da competição, o Banco de Questões 2012. O material serve de apoio para os professores na preparação dos alunos para as duas fases do torneio.

Desde o início da competição, em 2005, os alunos mineiros acumulam 4.138 medalhas de ouro, prata e bronze. O Estado é o primeiro lugar na Obmep desde a edição de 2007. Na última delas, ocorrida em 2011, Minas conquistou 816 medalhas, sendo 111 de ouro, 248 de prata e 457 de bronze. Já as menções honrosas representam um total de 8.110 certificados.

Passo a passo

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é dividida em três níveis. O primeiro é composto por estudantes do 6º e 7º anos do ensino fundamental. No segundo, fazem as avaliações alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental. Já o 3º nível é composto por estudantes do ensino médio.

A Obmep busca estimular e promover o estudo da Matemática entre os alunos das escolas públicas, além de contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica. A competição é promovida pelos ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia e é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alunos-da-rede-publica-buscam-manter-hegemonia-de-minas-na-olimpiada-de-matematica/