Aécio Neves: senador critica incentivos fiscais

Aécio Neves: senador critica incentivos fiscais que discirmina do projeto as regiões dos vales do Jequitinhonha, do Mucuri e São Mateus.

Aécio Neves: senador

Aécio Neves: Governo ignora regiões mineiras em incentivo previstos em projeto da LDO

Fonte: Assessoria de Imprensa do senador Aécio Neves

Aécio Neves senador

O senador Aécio Neves (PSDB/MG) criticou, nesta quarta-feira (09/05), a exclusão feita pelo governo federal dos municípios dos Vales do Jequitinhonha, São Mateus e do Mucuri, em Minas Gerais, do conjunto de cidades credenciadas a receber incentivos fiscais para instalação de empresas.

O senador disse que o projeto de lei das Diretrizes Orçamentárias enviado ontem ao Congresso, pelo Ministério do Planejamento, corrige uma grave injustiça cometida ano passado pelo governo federal contra os municípios da região do semiárido mineiro, mas promove nova discriminação ao excluir do projeto as regiões dos Vales do Jequitinhonha, do Mucuri e São Mateus.

“O governo federal corrige pela metade seu equívoco, certamente alertado pelo que fizemos ano passado, e inclui o Norte mineiro nos benefícios. É justo e necessário, mas é tão e justo e necessário que também possamos incluir as esquecidas regiões dos Vales. Vamos continuar alertas para que não continue havendo discriminação para com os mineiros por parte do governo federal”, disse o senador.

Ano passado, Medida Provisória 512 do governo federal concedeu incentivos fiscais para implantação de indústrias em toda região do Nordeste brasileiro, mas não estendeu o mesmo benefício para a Área Mineira da Sudene.  O senador Aécio Neves apresentou emenda incluindo os municípios mineiros. A emenda foi vetada pela presidente Dilma Rousseff.

A proposta de LDO enviada ontem pelo governo corrige a exclusão cometida contra o Norte de Minas, mas deixa de fora o conjunto de municípios que formam a Área Mineira da Sudene. Todos eles com baixos índices de desenvolvimento social e econômico.

“A concessão ou ampliação de incentivos ou benefícios de natureza tributária, financeira, creditícia ou patrimonial, destinados à região do semiárido incluirão a Região Norte de Minas Gerais”, diz o texto do projeto.

Aécio afirmou que apresentará emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias para que os benefícios fiscais conferidos pelo governo federal atendam sempre a toda Área Mineira da Sudene.

“Apresentarei emenda à LDO garantindo que todos os investimentos subsidiados no semiárido brasileiro, em sua região Nordeste, sejam também os mesmos incentivos dados à nossa região do semiárido”, afirmou Aécio Neves

Semiárido Mineiro

Aécio Neves lembrou a importância de políticas públicas voltadas especificamente para o desenvolvimento das regiões mais pobres de Minas Gerais. Ele destacou que, em seu primeiro ano como governador de Minas, em 2003, foi criada a Secretaria de Estado Extraordinária para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, com políticas públicas dirigidas ao atendimento da região do semiárido.

“O governo federal do PT vem insistindo em desconhecer a realidade do semiárido mineiro. Quando fui governador do Estado por  dois mandatos, instalei e fortaleci a Secretaria Extraordinária dos Vales e do Norte de Minas, com o objetivo de chamar atenção para a necessidade de políticas especiais para essa região. Ao final do meu mandato, consagramos o inédito investimento três vezes maior per capita nessa região do que no restante do Estado”, afirmou Aécio.

Aécio Neves – Link da matéria: http://www.aecioneves.net.br/sala-de-imprensa/

Gestão Eficiente: governo de Minas lança Núcleo de Interiorização da Cultura em Uberlândia

Haverá também encontro de secretários municipais de Cultura e gestores culturais

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) lança nesta segunda-feira (16), às 18h, mais um Núcleo de Interiorização, desta vez, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O lançamento faz parte da estratégia da SEC de descentralizar e regionalizar suas ações, aumentando o diálogo com o interior de Minas Gerais e promovendo a gestão compartilhada da política cultural do Estado. O Núcleo de Interiorização de Uberlândia atenderá as demandas de artistas, produtores culturais e gestores públicos das macrorregiões do Triângulo Mineiro e do Alto Paranaíba, num total de 66 municípios.

Os Núcleos de Interiorização correspondem a representações físicas da Secretaria de Estado de Cultura no interior, com atuação em diversas frentes como mapeamento de manifestações, espaços e eventos culturais; dando apoio técnico a gestores de cultura e contribuindo para a implementação da rede de serviços da SEC nas localidades. Os núcleos serão responsáveis também por oferecer informações sobre os serviços do Sistema Estadual de Cultura; estimular parcerias; divulgar e apoiar as ações realizadas pela Secretaria e parceiros.

Em 2011, foram lançados os Núcleos de Interiorização de Araçuaí, com atuação nas macrorregiões dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas; e de São João del-Rei, com presença nas macrorregiões Central e Noroeste. Neste ano, a Secretaria de Estado de Cultura lançou outros dois Núcleos: em Pouso Alegre, que atenderá às macrorregiões Sul e Centro-Oeste do Estado; e em Governador Valadares, com âmbito de atuação nas macrorregiões do Vale do Rio Doce e da Zona da Mata.

A secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, explica que os Núcleos de Interiorização da SEC fazem parte de uma estratégia inovadora de planejamento compartilhado da política cultural do Estado. “Cultura deve ser compreendida como instrumento de desenvolvimento, por meio de uma política cultural bem articulada, descentralizada e regionalizada. Nesse sentido, queremos qualificar o diálogo da SEC com os representantes do setor cultural do interior do Estado, localizando e atendendo às demandas específicas de cada macrorregião”, explica.

Atividades

O lançamento do Núcleo de Interiorização de Uberlândia terá início com a realização do I Encontro de Secretários Municipais de Cultura e Gestores Culturais das macrorregiões, onde serão definidas as prioridades dos gestores culturais públicos e privados. Em seguida, será criado um plano de orientação para a seleção das prioridades e elaboração de um cronograma de trabalho. Todo o processo será acompanhado pela equipe da Superintendência de Interiorização da SEC.

Posteriormente ao lançamento, serão realizados Encontros de Secretários Municipais de Cultura e Gestores Culturais em cada região. O evento terá a finalidade de qualificar os gestores e entidades culturais públicas e privadas com informações sobre fomento, investimento cultural e relações com o mercado.

O encontro terá como objetivos: apresentar os serviços oferecidos pelo Sistema Estadual de Cultura, incentivar o intercâmbio cultural, ampliar a capilaridade no acesso às informações culturais e intensificar a rede de articuladores da cultura em Minas Gerais. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas por e-mail (interiorizacao@cultura.mg.gov.br) ou telefone (31- 3915-2688).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-lanca-nucleo-de-interiorizacao-da-cultura-em-uberlandia/

Gestão Anastasia: levantamento do Governo Federal indica que exportação de mel cresce em Minas Gerais

Jequitinhonha e Mucuri destacam-se como regiões produtoras. Estados Unidos são o principal destino.

Divulgação/CBA
Apicultura gera 13 mil empregos em Minas Gerais, grande parte em regime de economia familiar
Apicultura gera 13 mil empregos em Minas Gerais, grande parte em regime de economia familiar

Café, açúcar, carne e soja não foram os únicos produtos que se destacaram no cenário das exportações do agronegócio de Minas Gerais em 2011. De acordo com informações da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), com base nos dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC), as exportações do mel vêm se destacando em Minas Gerais e somaram US$ 1,7 milhão em 2011, apontando um crescimento de 18% em relação ao  ano anterior. O volume de exportações também cresceu: foram 559 toneladas, o maior volume desde 2004, quando 290 toneladas do produto deixaram o país.

De acordo a assessora técnica da Seapa, Márcia Aparecida de Paiva Silva, a apicultura mineira é favorecida em decorrência ambiente natural propício para o desenvolvimento da atividade. “A atividade pode ser desenvolvida em consórcio com várias culturas agrícolas, como espécies de árvores frutíferas, silvicultura, café, dentre outros, que são beneficiadas pela polinização das abelhas”, avalia.

Segundo dados Federação Mineira de Apicultura (Femap), Minas Gerais produz quatro mil toneladas de mel por ano, que geram 13 mil empregos, grande parte em regime de economia familiar. São 4,5 mil apicultores, 85 associações e quatro cooperativas que garantem condições ideais para a produção de produtos de extrema qualidade.

“Os fatores positivos para o estado são a resistência e vitalidade das abelhas brasileiras aliadas à diversidade da flora, a abundância de recursos hídricos, o clima, a temperatura e a altitude adequadas”, destaca o presidente da Femap, Irone Martins Sampaio.

Jequitinhonha e Mucuri destacam-se na produção

Minas Gerais é o quinto maior produtor de mel do Brasil. A região que mais produz é Jequitinhonha/Mucuri, representando 22,7%, seguido por Central (15,2%), Sul de Minas (14,5%), Rio Doce (12,8%), Zona da Mata (11,3%), Norte de Minas (9,3%), Centro Oeste (6,4%), Triângulo (4,2%), Alto Paranaíba (2,3%) e Noroeste (1,2%).

Irone Sampaio, da Femap, destaca a orientação de entidades como a Emater e Idene que garantem qualificação junto aos produtores. “Esse auxílio contribui muito para a formação e capacitação dos apicultores. São pequenos produtores que trabalham com várias frentes de atividades rurais e precisam de alguém para mostrar a importância do conhecimento. Por isso estamos estimulando a criação de associações apícolas nas diversas regiões”, explica.

Estados Unidos são o principal destino

O mel brasileiro teve como principal destino o Estados Unidos. As compras americanas aumentaram 66,4% entre 2010 e 2011. O país comprou, em 2011, US$ 1 milhão, correspondendo 58,7% da produção exportada, totalizando 327,2 toneladas. O segundo maior comprador é o Reino Unido, com US$ 342,6 mil, o equivalente a 19,8% das exportações do produto. O terceiro lugar ficou com a Alemanha, com US$ 245,7 mil (14,2%). Os demais países importadores do produto mineiro são Bélgica, Canadá, Japão e Bolívia.

“O significativo consumo contribui para que os Estados Unidos se posicionem na liderança entre os principais importadores mundiais de mel, segundo dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO)”, comenta Márcia Paiva Silva, da Seapa.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas realiza nova reunião de avaliação do período chuvoso

Próximas ações desenvolvidas serão focadas na reconstrução das cidades afetadas pelas chuvas e na prevenção para evitar desastres nos próximos anos

Carlos Alberto/Imprensa MG
O encontro foi promovido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais
O encontro foi promovido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais

O Governo de Minas realizou, nesta segunda-feira (13), na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), na Cidade Administrativa, a oitava reunião quinzenal de avaliação do período chuvoso no Estado. O encontro promovido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) definiu novas ações de resposta aos eventos adversos causados pelas chuvas – tanto para o atendimento emergencial quanto para o apoio operacional nas eventuais ocorrências.

Dentre elas, destaca-se o auxílio dado pelo Governo de Minas aos municípios que decretaram situação de emergência, para captação de recursos para a realização de obras de reconstrução das cidades junto ao governo federal. A Sedru, em parceria com a Cedec-MG, durante a última semana, prestou apoio técnico a 103 prefeituras para a elaboração e envio do Plano de Trabalho com as demandas de necessidades para recuperar os estragos causados pelas chuvas.

Ao todo, os municípios enviaram uma demanda de R$ 199,5 milhões em investimentos, que será apresentada e negociada, na próxima quarta-feira (15), em Brasília, pela Força Tarefa do Governo de Minas, comandada pelo Secretário da Sedru, Bilac Pinto. A Força Tarefa é encarregada de captar recursos para obras de prevenção de riscos e de recuperação dos estragos das chuvas no Estado, junto à Secretaria Nacional de Defesa Civil.

Ainda durante a reunião, foi apresentado o plano de capacitação técnica, que será implementado durante este ano, para que os municípios mais afetados pelas chuvas tenham condições de desenvolver e implementar seus planos e projetos específicos de recuperação e prevenção. O plano consiste na realização de dois cursos, um voltado para a realização de vistorias em locais atingidos por desastres e o outro para o planejamento de ações preventivas e de captação de recursos.

Para o secretário-adjunto da Sedru, Alencar Viana, o objetivo é que estas ações, realizadas em conjunto pelos diferentes órgãos do Estado, resultem em menos prejuízos e trabalho nos próximos períodos de chuva. “Os encontros promovidos pela Cedec-MG são importantes para que o Estado se alinhe para executar essas ações tão necessárias nas nossas cidades. Com o engajamento de vários órgãos do governo estamos voltando a uma normalidade e já pensando nas ações pros próximos anos, para diminuir a ocorrência de novas tragédias”, disse.

As reuniões técnicas da Cedec-MG fazem parte do conjunto de ações previstas no Plano de Emergências Pluviométricas (PEP) 2011/2012, lançado em outubro de 2011 pelo Governo de Minas. O PEP abrange detalhes sobre os recursos humanos e logísticos de todos os órgãos do Estado envolvidos no enfrentamento ao período chuvoso, com constante apoio às prefeituras.

Chuvas dão trégua

A previsão do tempo para os próximos dias aponta a diminuição de chuvas em todo o Estado. De acordo com o instituto Minas Tempo, a partir da próxima quarta-feira até o final do mês, a tendência é de que haja sol entre nuvens e pancadas de chuvas isoladas no fim do dia.

Mesmo com a trégua dada pela chuva, a Defesa Civil de Minas Gerais continua atenta para novas ocorrências, uma vez que o período chuvoso vai até o final de março. “Embora a meteorologia aponte um período de calmaria nos próximos dias, a Defesa Civil vai continuar focada em todas as ocorrências”, destacou o Diretor de Controle de Emergências da Cedec-MG, capitão BM Paulo Afonso Montezano.

Além da Sedru, participaram da reunião, representantes do Corpo de Bombeiros, das Polícias Militar e Civil, da Cemig, Copasa, Feam, Igam, Emater, Ruralminas e das secretarias de Estado de Transportes e Obras Públicas, Saúde, Planejamento e Gestão, Meio Ambiente, Desenvolvimento Social, e dos Vales Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas. Desde agosto do ano passado, o grupo promove reuniões de avaliação das ações do Governo de Minas durante o período de chuvas.

Medidas preventivas

Desde o início de 2011, o Governo de Minas vem realizando uma série de ações preparatórias para o enfrentamento ao período chuvoso, com foco nas medidas preventivas. A capacitação de agentes para atuação em situações de risco e os treinamentos para criação de Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec) nas cidades mineiras estão entre as principais providências tomadas pelo Estado.

Nos últimos oito anos, o número de Comdecs quase dobrou em Minas – saltando de 374, em 2004, para 696 atualmente. Apenas em 2011, o Governo de Minas estruturou a criação de 15 Comdecs. Além de oferecer a estrutura necessária para que todas as cidades mineiras criem coordenadorias locais, o governo oferece cursos de capacitação para agentes municipais e disponibiliza suporte técnico permanente a todas as Comdecs do Estado.

As ações do Estado também incluem a prorrogação de prazo para recolhimento do ICMS e a remissão do pagamento de IPVA, além de inúmeras facilidades para pagamento das contas de água e luz de moradores das cidades atingidas pelas chuvas. O Governo assegurou ainda a reconstrução de pelo menos 650 casas destruídas pelas enchentes, criou linhas de crédito especiais do BDMG para empresários e produtores rurais que sofreram prejuízos em decorrência dos temporais e decidiu adiantar os recursos do Piso Mineiro de Assistência Social aos municípios em situação de emergência.

Fonte: Agência Minas

Blog do Anastasia – Governo de Minas libera mantimentos para as populações de São João del-Rei e Carandaí

BELO HORIZONTE (11/01/12) – As populações de São João del-Rei e Carandaí, no Campo das Vertentes, começarão a receber mantimentos enviados pelo Governo de Minas para auxiliar as famílias mais afetadas pelas chuvas dos últimos dias. Os donativos já foram liberados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) e incluem colchões, cobertores e cestas básicas.

Em Carandaí, de acordo com a Defesa Civil Municipal, o rio que corta a cidade subiu mais de seis metros acima do nível normal. Oito bairros da cidade foram inundados e a estimativa é de que tenha chovido 120 milímetros na madrugada do último dia 9. Já em São João del-Rei, o Rio das Mortes e o Córrego do Lenheiro transbordaram, deixando, segundo a Defesa Civil do município, cerca de 300 pessoas desalojadas e 16 desabrigadas.

Neste ano de 2012, o Governo de Minas já enviou comboios com mantimentos para 40 cidades afetadas, mas as ações do Estado de enfrentamento aos efeitos das chuvas não param por aí. O governo também está arrecadando donativos (roupas e alimentos), que podem ser entregues pela população nos Batalhões da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Além disso, esta semana, o governador Antonio Anastasia lançou a Força Estadual de Saúde, que, por meio de médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais, vai atender às populações dos municípios mais atingidos pelas chuvas. Segundo Anastasia, os voluntários começarão, em primeiro lugar, por Guidoval e Dona Euzébia, na Zona da Mata, e dali deverão circular pela região.

“Temos em torno de 450 voluntários e o cadastramento ainda está aberto. Foi feito um cadastramento pela internet e telefone. Temos profissionais que são do Estado e que não são de Minas. Essas pessoas devem receber sempre o nosso aplauso. Vamos montar 20 equipes, com 60 profissionais. Eles irão em uma caminhonete com tração para poderem chegar a lugares com dificuldade de acesso. Cada caminhonete vai ter uma equipe com um motorista e três profissionais de saúde”, explica o governador.

Kits de Atendimento às Calamidades

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) também está atuando junto aos municípios afetados pelas chuvas e está disponibilizando Kits de Atendimento às Calamidades para a população. Estão sendo distribuídos também medicamentos, de acordo com a demanda apresentada pela Cedec.

Os kits contêm itens que atendem às principais necessidades dos municípios para a prevenção e o atendimento em casos de enfermidades decorrentes do período chuvoso, como amoxicilina, analgésicos, paracetamol, sais de reidratação e sulfametoxazol. A SES garante também a vacinação nos municípios mais afetados. A vacina contra o tétano (dupla adulto) é a mais solicitada no período chuvoso. As 28 Superintendências / Gerências Regionais de Saúde estão com estoque garantido e as doses são encaminhadas de acordo com demanda dos municípios.

Novas medidas

O governador Antonio Anastasia anunciou, ainda, uma série de medidas para minorar os efeitos das chuvas para a população e as atividades empresariais, no âmbito da Copasa, Cemig, Banco de Desenvolvimento (BDMG) e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese).

Ações preventivas

Desde setembro de 2011 – antes do início do período chuvoso –, foram realizadas reuniões técnicas quinzenais, envolvendo Corpo de Bombeiros, Polícias Militar e Civil, Cemig, Copasa, Feam, Igam, Emater e Ruralminas, além das secretarias de Transportes e Obras Públicas, Saúde, Planejamento e Gestão, Meio Ambiente, Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Desenvolvimento Social, e dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Norte de Minas.

Durante as reuniões, foram definidas as ações de preparação e resposta aos eventos adversos causados pelas chuvas, tanto para o atendimento emergencial quanto para o apoio operacional durante as ocorrências.

Fonte: Agência Minas

Aécio Neves comemora incentivos dados por Anastasia para empresas se instalarem na Área mineira da Sudene

Aécio Neves comemora novos incentivos para empresas e empregos na Área mineira da Sudene

Fonte: Assessoria de imprensa do senador Aécio Neves

Senador Aécio Neves comemora novos incentivos para empresas e empregos na Área mineira da Sudene

“O que vemos hoje é o Governo do Estado tratando o Norte e os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri com a dignidade e o respeito que merecem, e o governo federal virando as costas para essa região”, diz Aécio.

O senador Aécio Neves elogiou, nessa sexta-feira (15), o projeto de lei do governador Antonio Anastasia que cria linhas de crédito e incentivos tributários para empresas que se instalarem no Norte de Minas e nos Vales do Jequitinhonha e do Mucuri. Aécio Neves disse que, ao contrário do governo federal, a iniciativa demonstra que o governo de Minas vem priorizando, há nove anos, a área mais pobre do Estado, investindo ali três vezes mais por habitante do que no restante do estado.

“O governador Anastasia dá sequência àquilo que acreditamos vital para o governo do Estado. Priorizar a nossa região da Sudene. O Norte de Minas, o Vale do Jequitinhonha e o Vale do Mucuri devem ter instrumentos para alcançar o nível de desenvolvimento das outras regiões do Estado”, disse.

O senador destacou que o projeto anunciado por Anastasia mostra a diferença entre a ação do governo de Minas e a do governo federal, que vetou a emenda proposta por ele pela inclusão dos municípios mineiros da área da Sudene no conjunto de benefícios fiscais concedidos a Pernambuco pela Medida Provisória 512.

“O que vemos hoje é o Governo do Estado tratando o Norte e os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri com a dignidade e o respeito que merecem, e o governo federal virando as costas para essa região. Criamos mecanismos para que alguns fornecedores pudessem vir para Montes Claros, para o Norte de Minas e para os nossos Vales. Infelizmente, o governo do PT vetou esses benefícios. O governador Anastasia faz o inverso. Prioriza com esse projeto essa região, cria quase que uma nova Sudene, estadual, permitindo que continue a haver investimentos como os da Alpargatas”, declarou Aécio.

Investimentos anunciados na região já geram mais 32 mil empregos

A empresa Alpargatas anunciou, este mês, que irá instalar uma fábrica de sandálias Havaianas em Montes Claros, no Norte de Minas. Também foram anunciados este ano a implantação de uma unidade de exploração de minério de ferro da Vale, em Porteirinha, enquanto o município de Chapada Gaúcha receberá a implantação de uma indústria de beneficiamento de borracha da Imbó Beneficiamento. Esses projetos representam R$ 785 milhões em investimentos gerando mais de 32 mil empregos diretos e indiretos.

“Em 2011, já foram quase 32 mil empregos entre diretos e indiretos gerados nessa região. O que estamos sinalizando é que é fundamental que, assim como o Governo do Estado vem fazendo, o governo federal compreenda que essa região não pode sair do mapa. Felizmente, o governador Anastasia tem demonstrado a sensibilidade que nós, ao longo dos últimos 8 anos, também havíamos demonstrado, ao fazer com que para cada R$ 1 investido no restante do Estado, fossem investidos R$ 3 nessa região. No ProAcesso, nos investimentos na saúde, na educação de melhor qualidade”, lembrou o senador.

Sudene Mineira

O projeto que o governador Anastasia encaminhará à Assembleia Legislativa incentiva o crescimento das regiões Norte de Minas, Vale do Jequitinhonha e Vale do Mucuri por meio da criação de linhas de crédito com recursos do Fundo de Equalização do Estado de Minas e do Fundo de Incentivo ao Desenvolvimento (Findes). Além disso, serão estabelecidas condições tributárias diferenciadas, beneficiando empresas que se instalarem nas regiões. Os 165 municípios dessa região integram a Área Mineira da Sudene.

Anastasia, Aécio e Itamar são recebidos por multidão em Araçuaí

Antonio Anastasia, Aécio Neves e Itamar Franco são recebidos por multidão em Araçuaí

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Mais de 1.500 pessoas lotaram a Praça da Matriz para saudar o governador e apoiar sua candidatura à reeleição. Emocionado, Anastasia agradece apoio e afirma que manterá os vales do Jequitinhonha e Mucuri

e o Norte de Minas como prioridade no Estado

Uma multidão acompanhou a visita do governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, do ex-governador Aécio Neves e do ex-presidente Itamar Franco, candidatos ao Senado, em Araçuaí (Vale do Jequitinhonha). A Praça Matriz foi tomada por cerca de 1.500 pessoas, numa verdadeira demonstração de reconhecimento aos importantes avanços sociais promovidos pelo Governo de Minas no Vale do Jequitinhonha nos últimos oito anos.

Emocionado, o governador Anastasia agradeceu a recepção calorosa da população. Ele lembrou que os Vales do Jequitinhonha e Mucuri e o Norte de Minas foram as regiões que receberam o maior investimento per capita do Governo do Estado nos últimos anos. De 2003 a 2009, para cada um Real investidos nas outras regiões, o Estado investiu o dobro no Norte e vales do Jequitinhonha e Mucuri, totalizando R$ 4,7 bilhões em ações de redução da pobreza e das desigualdades regionais.

“É o reconhecimento do trabalho que o governador Aécio Neves fez ao longo dos últimos anos conosco e nesta região de modo especial. Ninguém melhor do que o pessoal do Jequitinhonha, do Mucuri e do Norte de Minas para reconhecer o que foi feito a favor dessa região. Estradas, saneamento, habitação, telefonia, educação, segurança, tudo feito de maneira extremamente positiva. Então, fico muito satisfeito e honrado com essa mudança nas pesquisas”, afirmou Antonio Anastasia.

Redução das desigualdades
O governador Antonio Anastasia destacou que, reeleito, o grande objetivo de seu Plano de Governo será reduzir ainda mais a desigualdade entre as regiões. Segundo ele, o próximo passo será criar atrativos para que empresas se instalem no Jequitinhonha e trabalhem com as vocações econômicas da região, gerando empregos e melhorando os indicadores sociais.

“O governo Aécio Neves e Antonio Anastasia conseguiu reduzir bastante a desigualdade. Agora, nosso grande esforço é trazer emprego de qualidade. Mas para trazer emprego tínhamos que ter infraestrutura, o que já está sendo feito”, afirmou Antonio Anastasia.

Grande recepção
Ao desembarcar na cidade, Antonio Anastasia, Aécio Neves Itamar Franco, foram recebidos por centenas de pessoas no aeroporto. De lá seguiram em grande carreata formada por cerca de 300 veículos, entre carros e motocicletas. A cidade parou para recepcionar os candidatos, que foram saudados ao logo de todo o percurso com muitas bandeiras e fogos de artifício.  Ao chegarem à Praça da Matriz, no centro de Araçuaí, cerca de 1.500 pessoas aguardavam os candidatos, de acordo com cálculos da Polícia Militar.

O prefeito de Araçuaí, Aécio Jardim (PDT), afirmou que a festa preparada pela população da cidade a Anastasia é uma demonstração de apoio de toda a região do Vale do Jequitinhonha à sua reeleição.
“Esta é uma festa de municípios mesmo. Estou sentindo aqui a volta das campanhas municipais, a volta de campanha de prefeitura. Então, virou uma festa no nosso próprio terreno. Estou feliz demais, muita gente, uma alegria total”, afirmou.

Carinho da população
A chegada de Antonio Anastasia, Aécio Neves e Itamar Franco atraiu diversas pessoas às ruas, que expressaram o reconhecimento pela melhoria das condições de vida na região. É o caso da aposentada Rosélia Tanure, que fez questão de ir até o aeroporto e depois até a praça para prestigiar os candidatos.

“Chamei minhas amigas e o pessoal todo da rua. A vida no Jequitinhonha melhorou muito e, pra continuar melhorando, temos que votar no Anastasia, que sempre olhou para a nossa região com carinho especial”, disse ela, que colou vários botons na blusa.

A professora Márcia Ferreira levou os três filhos, a sogra e as duas cunhadas para ver de pertinho os candidatos. “Com Aécio e Anastasia, as escolas melhoraram e a pobreza na região diminuiu. Não podemos deixar que um trabalho tão sério seja interrompido. O Jequitinhonha está com o Anastasia”, afirmou.

Mais desenvolvimento
O prefeito de José Gonçalves de Minas, Edson Lago de Sousa (DEM), afirmou que o governo de Anastasia e Aécio se preocupou com a redução das desigualdades sociais. Até o final deste ano, o Governo de Minas investirá cerca de R$ 5,9 milhões para erradicar a pobreza nas três regiões mais carentes de Minas, os Vales do Jequitinhonha e do Mucuri e o Norte de Minas.

“Foi um governo que realmente olhou para a nossa região, procurou resolver a desigualdade do Estado, trazendo para o Jequitinhonha obras de infraestrutura. Foi um grande parceiro de nossos municípios para melhorar a qualidade de vida da população. Não só Minas, mas o Jequitinhonha, precisa de continuar com Anastasia”, disse.

O prefeito de Berilo,Lázaro Pereira Neves (PP), afirmou que o Vale do Jequitinhonha foi prioridade para o governo de Antonio Anastasia. “O Vale foi prioridade na administração tanto do ex-governador Aécio Neves e continuidade com o Governo Anastasia. É preciso dar continuidade. Isso fez a diferença para nós que moramos nos municípios que só sobrevivem de Fundo de Participação dos Municípios”, afirmou.

O prefeito de Ataleia, Geraldo Dias Amador (PRB), afirmou que Anastasia trata todos os prefeitos de forma igualitária sem distinção partidária. “Não percebemos tratamento diferente do governo para com os prefeitos dessa ou daquela legenda. O tratamento que ele dispensou à nossa prefeitura foi igual ao que ele dispensou à prefeitura da base aliada do Governo do Estado”, afirmou.

Obras terão continuidade
Aécio Jardim afirmou que a reeleição de Antonio Anastasia é a garantia da governabilidade dos prefeitos mineiros, que poderão certamente contar com recursos para a conclusão das obras e melhorar a qualidade de vida da população. “Anastasia significa a tranquilidade de administrar bem uma cidade. É a certeza de tudo o que começou vai terminar com toda tranquilidade”, afirmou. O prefeito de Caraí, Jenner Neiva (PSDC), afirmou que a parceria com o Governo Aécio Neves e Antonio Anastasia tem sido fundamental para o desenvolvimento do município do Médio Jequitinhonha, com 23 mil habitantes. Caraí foi beneficiada com a pavimentação de estradas e de ruas, obras de saneamento da Copanor.

“Devemos muito ao Governo de Aécio e Anastasia. Ele tem dado o apoio para que possamos sair do anonimato. Estávamos há muito tempo sem investimentos e, agora, podemos investir na saúde e na infraestrutura e dar condições para podermos administrar com maturidade, já que não temos receita própria, vivemos especificamente só de Fundo de Participação” afirmou.

Pesquisas confirmam crescimento de Anastasia
A nova pesquisa Datafolha divulgada hoje (03/09) confirma a disparada da candidatura de Antonio Anastasia na preferência dos eleitores mineiros. Na medição do Datafolha, o governador subiu 18 pontos nas intenções de voto no Estado em menos de um mês. Na pesquisa Datafolha realizada entre os dias 9 e 12 de agosto, Antonio Anastasia tinha 17% das intenções de voto. Nos números divulgados no dia 27 do mês passado, ele tinha 29%.  Agora Anastasia já tem 35% das intenções de voto.

O candidato do PMDB, Hélio Calixto Costa, continua caindo nas pesquisas. Ele ficou estacionado durante todo o mês de agosto e, na pesquisa de hoje, apresentou uma queda de três pontos, passando de 43% para 40%. A nova pesquisa Datafolha foi realizada nos dias 31 de agosto e 1º de setembro. Foram ouvidos 1.652 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) com o número 66737/2010.

O crescimento da candidatura do governador Antonio Anastasia também foi comprovado pela pesquisa DataTempo/CP2, divulgada hoje. Na medição onde os eleitores declaram espontaneamente o voto ao candidato escolhido, o governador Antonio Anastasia tem 25% da preferência da população e está à frente do seu principal adversário que tem 24%.

Lideranças em Teófilo Otoni pedem continuidade das políticas públicas para o Jequitinhonha, Mucuri e região

Jequitinhonha e Mucuri estão unidos pela reeleição de Antonio Anastasia

Fonte: Coligação ‘Somos Minas Gerais”

Em Teófilo Otoni, população e lideranças pedem a governador continuidade das ações que beneficiam regiões mais pobres de Minas

O governador Antonio Anastasia foi recebido hoje (11/08) em Teófilo Otoni (Vale do Mucuri) em grande ato público em apoio à sua reeleição. Acompanhado pelos candidatos ao Senado Federal, o ex-governador Aécio Neves e o ex-presidente, Itamar Franco, Antonio Anastasia recebeu manifesto de apoio assinado por 60 prefeitos das regiões e microrregiões do Mucuri e Jequitinhonha. Antonio Anastasia recebeu também apoio da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Minas Gerais (Fetraf-MG), além de homenagem do América Futebol Clube de Teófilo Otoni, pela parcerias na área do esporte.

O apoio maciço dos prefeitos foi anunciado pelo prefeito de Fronteira dos Vales, Rozinê Sena (PR) e presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Mucuri (Amuc) que destacou que os investimentos realizados pelo Governo de Minas nos últimos oito anos foram os maiores já executados na história do Estado.

investimentos e desse governo sério, que dedicou o trabalho na vida pública para trazer benefícios a todos os mineiros. É um sentimento de reconhecimento a Aécio Neves e Antonio Anastasia, pelo tratamento diferenciado que os municípios do Vale do Mucuri, do Jequitinhonha e do Norte de Minas, tiveram”, ressaltou o prefeito. “Nunca os municípios mineiros tiveram tantos investimentos do Governo do Estado, como foi agora no governo Aécio Neves e também na sequência com o governador Anastasia. Por isso confiamos na continuidade desse projeto de

Antonio Anastasia, Aécio Neves e Itamar Franco foram recebidos no aeroporto municipal pela prefeita da cidade, Maria José Haueisen, do PT. Do aeroporto, Antonio Anastasia, Aécio Neves e Itamar Franco seguiram em carreata pelas principais ruas da cidade, acompanhados por carros e motos. No trajeto de três quilômetros, apoiadores e a população da cidade saíram às ruas para saudar o governador e os candidatos.
Na Praça Tiradentes, coração da cidade, acompanhados do ex-deputado Aécio Cunha, pai de Aécio Neves, os candidatos fizeram caminhada na Praça Tiradentes, onde se encontraram com lideranças municipais da região. O quarteirão estava fechado e a praça foi tomada por cerca de mil pessoas, muitas com bandeiras de partidos da coligação.

Vales da esperança e da prosperidade
O manifesto foi assinado pelos prefeitos que integram a Associação dos Municípios da Microrregião do Mucuri (Amuc), Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Jequitinhonha (Ameje), Associação dos Municípios do Médio Rio Doce (Ardoce), Associação Municípios da Microrregião do Leste de Minas (Assoleste), Associação de Municípios do Baixo Jequitinhonha (Nova Ambaje) e da Associação dos Municípios da Microrregião do Alto Jequitinhonha (Amaje).
“Se no passado éramos os vales da miséria, hoje somos da esperança e prosperidade. Isso graças ao trabalho desenvolvido no governo de Aécio e Anastasia. Sabemos que muito ainda precisa ser feito. Nossa região não pode parar, não deve parar e somente Anastasia governador e Aécio senador nos dão essa tranqüilidade e certeza”, diz o texto do manifesto.

O documento afirma ainda que as políticas públicas, principalmente nas áreas sociais são realidades em todos os municípios das regiões mais pobres de Minas e não falsas promessas.
“O governador Antonio Anastasia tem que continuar para que os Vales do Mucuri e Jequitinhonha cresçam muito mais. O investimento que foi feito aqui na região foi muito importante para nós”, afirmou o prefeito de Ladainha, José Aécio dos Santos (PSDB).