Governo de Minas: Secretaria de Estado de Saúde mobiliza Betim no Ação Global Nacional

Entre várias atividades, a SES promoveu vacinação contra a influenza e ações de mobilização contra a dengue

Henrique Chendes
A costureira Sara Santiago, grávida de 8 meses, foi se vacinar contra a gripe e aproveitou para se cadastrar no Mães de Minas.
A costureira Sara Santiago, grávida de 8 meses, foi se vacinar contra a gripe e aproveitou para se cadastrar no Mães de Minas.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), em mais uma parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) e Rede Globo, mobilizou a população de Betim, região metropolitana de Belo Horizonte, no sábado (05), durante a Ação Global Nacional. A SES ofereceu vacinas contra a Influenza, marcando a abertura da “14ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza”, que ocorre do dia 5 a 25 de maio. Atividades de mobilização para o combate à dengue e em prol do Projeto Mães de Minas, para redução da mortalidade materna e infantil, também foram promovidas. O evento ocorreu no Complexo Esportivo do bairro Jardim Terezópolis.

Idosos, gestantes, crianças com idade entre seis meses e dois anos compareceram ao estande da SES para serem imunizadas contra o vírus da gripe e do H1N1. O metalúrgico Cristiano Alves, 32, morador do bairro Jardim Terezópolis, levou a filha de oito meses de idade, Fernanda, para se proteger da influenza. “Fico com um pouco de pena, porque nessa idade deve doer um pouquinho, mas sem dúvida vale a pena, porque é uma segurança muito grande que recebemos”, disse.

Segundo a Diretora de Vigilância Epidemiológica da SES, Márcia Cortez, desde 1999 as constantes campanhas de vacinação têm reduzido substancialmente os casos de internação decorrentes da gripe. “A prevenção é o melhor caminho para promovermos a saúde. Imunizando o público prioritário, evitamos que os grandes surtos de gripe retornem”, afirmou. Em Minas Gerais, a meta é imunizar 80% do público alvo, durante as três semanas da campanha, o que representa 2.522.623 milhões de mineiros.

O Superintendente de Vigilância Epidemiológica, Ambiental e Saúde do Trabalhador, Vicente Augusto Jaú, alerta também para a prevenção de epidemias. “De 2009 para 2012 tivemos a ameaça de uma pandemia do vírus H1N1, por isso é importante estarmos alerta para mobilizar toda a população”, disse.

Outras atividades como oferta de vagas de emprego, oficinas de circo, teatro, consultoria e assessoria jurídica, limpeza de pele, como cuidar dos cabelos, corte feminino e masculino, dicas de beleza também foram realizadas no evento.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretaria-de-estado-de-saude-mobiliza-betim-no-acao-global-nacional/

Gestão Anastasia: Caravana Mães de Minas mobiliza população da Zona da Mata

Programa de atenção integral às mulheres e crianças do Governo de Minas estará em Juiz de Fora

Henrique Chendes
Caravana Mães de Minas visitará 12 municípios mineiros no período de 16 de março a 26 de setembro
Caravana Mães de Minas visitará 12 municípios mineiros no período de 16 de março a 26 de setembro

A partir desta sexta-feira (04), Juiz de Fora, na Zona da Mata, recebe a 4ª parada da Caravana Mães de Minas, parte do Programa Mães de Minas, realizado pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

A iniciativa conta com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde de Juiz de Fora, Pastoral da Criança, Polícia Militar de Minas Gerais, Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e a Unimed para redução da mortalidade materna e infantil no Estado. O evento ocorrerá de 9h às 17h30, até o próximo domingo (06), na quadra da Escola de Samba Feliz Lembrança, avenida Antônio Guimarães Peralva, nº126, Bairro Barbosa Lage.

Para o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, a caravana será fundamental para unir esforços que garantam a prioridade da causa em Minas. “Ao cuidarmos da concepção ao primeiro ano de vida, buscando mobilizar a sociedade para transformar a maternidade no maior patrimônio dos mineiros, nós estamos plantando uma infância mais saudável. E quem planta uma infância mais saudável, terá adiante uma sociedade mais saudável”, destacou.

Gestantes, mães com crianças de até um ano de idade e familiares poderão participar de diversas oficinas e atividades de formação e sensibilização voltadas ao acompanhamento da gravidez e da criança. A caravana é um espaço composto por estandes, nos quais o público terá acesso ao cadastramento no 155;  oficina de aleitamento materno; oficina de cuidados com o bebê e com a gestante; oficina sobre o parto normal; oficinas de brinquedos; cabine de vídeo e foto; roda de memória e a exposição do “túnel da vida”.

Caravana

A ação constitui importante frente de mobilização do Programa Mães de Minas e visitará 12 municípios mineiros no período de 16 de março a 26 de setembro, permanecendo em cada cidade durante três dias. A caravana que já passou por Belo Horizonte, Ribeirão das Neves e Divinópolis e visitará outros nove municípios: Juiz de Fora, Varginha, Diamantina, Governador Valadares, Montes Claros, Teófilo Otoni, Patos de Minas, Uberaba e Uberlândia.

A caravana é formada por uma equipe de 15 pessoas, entre técnicos da área de saúde, lideranças comunitárias e profissionais com experiência em trabalhos voltados para a mulher. A capacitação foi acompanhada pela SES e pelo Unicef, instituição que também desenvolve ações em parceiras com o Governo de Minas no combate à mortalidade infantil e materna no Norte e Nordeste do Estado.

Mães de Minas

Em 2003, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais implantou a Rede Viva Vida, que reúne uma série de medidas com a finalidade de oferecer atenção integral às mulheres e crianças e, também, reduzir as taxas de mortalidade infantil e materna neste Estado.

Para o ano de 2012, foi estruturado o Programa Mães de Minas, que é um recorte da rede Viva Vida de Atenção Integral à Saúde da Mulher e da Criança e, como tal, deverá estimular um processo de mobilização social que contemple monitoramento e acompanhamento das mães e de seus filhos até um ano de idade, pelo sistema telefônico. Esse processo deverá envolver Estado e sociedade civil para reunir esforços com vistas à redução da mortalidade infantil e materna.

Serviço 155

Para ser acompanhada e garantir uma gravidez saudável, a gestante assistida pela rede pública e particular deve ligar para o call center 155 e se cadastrar no Sistema de Identificação da Gravidez. Já foram cadastradas 9996 gestantes e mães, em 647 municípios mineiros. Feito o cadastro, as mulheres passam a ser acompanhadas.

A equipe de atendentes é formada por avós e mães treinadas para oferecer atendimento humanizado. Elas checam se a gestante foi à consulta agendada; ligam para saber sobre o parecer médico e resultado de exames, se foram diagnosticadas com gravidez de alto risco.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/caravana-maes-de-minas-mobiliza-populacao-da-zona-da-mata/