Governo de Minas: cidades mineiras se preparam para Conferência da Pessoa com Deficiência

Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até 30 de abril, conferências municipais ou regionais

Os municípios mineiros estão se mobilizando, desde março deste ano, para promover melhorias das políticas públicas destinadas às pessoas com deficiência. Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até o dia 30 de abril, conferências municipais ou regionais para discutir e elaborar propostas a serem apresentadas no encontro estadual, marcado para 19 a 21 de junho, em Belo Horizonte.

Com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), os municípios provocam discussões divididas em quatro eixos: Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional; acessibilidade, comunicação, transporte e moradia; saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses; segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Os municípios de Varginha, Timóteo, Governador Valadares, São Tomé das Letras, Araguari, Três Corações e Itabira já realizaram suas conferências e apresentaram demandas que podem ser transformadas em políticas públicas em prol das pessoas com deficiência de todo o Estado.

“Com a apresentação das propostas, vamos saber o que os municípios precisam e querem do Estado. Além disso, teremos discussões importantes para a elaboração do Plano Estadual de Políticas para Pessoas com Deficiência”, destacou a coordenadora Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência, Ana Lúcia Oliveira.

Cada conferência elege delegados para representarem os respectivos municípios na III Conferência Estadual ‘Um Olhar para a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência’. O evento será promovido pela Sedese, por meio da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (Caade), e pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conped).

O encontro estadual visa o processo de construção e reestruturação das Redes Estadual e Nacional de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, além de identificar avanços, desafios e priorizar as demandas no âmbito estadual e federal. A expectativa é que cerca de 40 propostas, oriundas da conferência estadual, sejam levadas à Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília, de 3 a 6 de dezembro.

Próximas conferências

24 de abril – Limeira, Rosário de Limeira, Sabará, São Lourenço, Três Marias e Martinho Campos

25 de abril – Itajubá, São Tomé das Letras, Uberlândia.

26 de abril – Araxá, Barbacena, Capelinha, Cássia, Cláudio, Coronel Fabriciano, Lassance, Lavras, Piraúba, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Uberaba.

27 de abril – Brumadinho, Cataguases, Guarani, Itapecirica, Ouro Preto, Poços de Caldas, Santa Luzia e São João do Paraíso.

28 de abril – Divinópolis, Ipatinga,

30 de abril – Piumhi, São João del-Rei.

Informações sobre as conferências municipais devem ser solicitadas por meio do e-mail: conferenciapcd@social.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cidades-mineiras-se-preparam-para-conferencia-da-pessoa-com-deficiencia/

Gestão Anastasia: Sectes realiza Fórum para discutir a internacionalização do ensino superior em Minas

Objetivo é incentivar a internacionalização do ensino superior e pesquisa de Minas

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), juntamente com o Fórum dos dirigentes das Instituições Públicas de Ensino Superior (Ipes) realizam no dia 20 de março, o “I Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália”.

O objetivo do evento é incentivar a internacionalização do ensino superior e pesquisa de Minas Gerais através da apresentação dos trabalhos desenvolvidos no Estado às universidades da Austrália que compõem o Group of Eight, criando espaço aberto para a cooperação entre as instituições.

O Group of Eight (Go8) é um consórcio das principais e melhores universidades australianas. Juntas elas representam 70% das pesquisas em universidades australianas, recebendo grandes financiamentos governamentais e da indústria para pesquisa. São componentes do grupo: University of Queensland, The University of Melbourne, The University of Sydney, University of Western Australia, Monash University, Australian National University, The University of Adelaide e The University of New South Wales.

As áreas de excelência das oito universidades são bastante abrangentes. Entre as que convergem com Minas Gerais, pode-se destacar: exploração mineral, tecnologia da informação, biotecnologia (vacinas e estudos com células tronco), meio ambiente, águas, energias limpas.

O seminário destina-se, principalmente, a reitores, pró-reitores, professores acadêmicos e diretores de relações internacionais. A abertura do evento contará com a presença do encontro embaixador da Austrália no Brasil, Brett Hackett, do Diretor Executivo do Group of Eight, Austrália, Michael Gallagher, do Presidente das IPES, Paulo Márcio de Faria e Silva, e do presidente da Fapemig, Mário Neto Borges. O início do Fórum terá por intuito apresentar brevemente a Sectes, a Fapemig e as universidades mineiras, seguida de apresentação das Instituições australianas. Haverá também espaço para apresentação de parcerias de sucesso entre Austrália e Minas Gerais e discussão de possibilidades de novas parcerias.

Diversos reitores de universidades públicas  estarão no evento, como Renato de Aquino da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), Dijon Moraes da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), João dos Reis da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) e Clélio Campolina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Serviço:

“I Fórum para Internacionalização do Ensino Superior de Minas Gerais, Missão Group of Eight Austrália”

Dia 20 de março, às 9h no 9° andar do prédio Gerais da Cidade Administrativa de Minas Gerais (CAMG).

Confira a programação: http://www.tecnologia.mg.gov.br/images/stories/forum.jpg

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/sectes-realiza-forum-para-discutir-a-internacionalizacao-do-ensino-superior-em-minas/

Governo de Minas: Anastasia participa de lançamento do livro “A Execução Penal à Luz do Método Apac”

Para governador, resultados da metodologia de recuperação são muito melhores do que os alcançados pelas instituições prisionais tradicionais

Omar Freire/Imprensa MG
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa
Anastasia recebe livro das mãos do presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa

O governador Antonio Anastasia participou, nesta sexta-feira (16), no auditório da Unidade Raja Gabaglia do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), do lançamento do livro A Execução Penal à Luz do Método APAC. Organizado pela desembargadora Jane Ribeiro Silva, a publicação tem prefácio do governador Anastasia, posfácio do desembargador Joaquim Alves de Andrade e artigos de 23 advogados, juízes, procuradores e desembargadores de Justiça.

O objetivo do livro é divulgar o método da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) para recuperar e ressocializar presos que cumprem pena nas penitenciárias do país e que se tornou referência para a Lei de Execução Penal brasileira. As Apacs se tornaram importantes instrumentos para desafogar o sistema prisional.

O presidente do TJMG, desembargador Cláudio Costa, entregou um exemplar do livro ao governador Anastasia. Também participaram da solenidade, o presidente do Conselho da Apac, juiz Paulo Antônio de Carvalho, o segundo vice-presidente do TJMG, Joaquim Herculano Rodrigues, entre outras autoridades.

Antonio Anastasia classificou como fato memorável a organização e publicação do livro. “Há alguns anos, muitos duvidavam das ações do método Apac. Hoje, pelo esforço da doutora Jane e dos autores deste livro, já temos uma doutrina do método Apac. Temos de apostar e investir em uma metodologia muito mais racional, com resultados muito melhores de recuperação do que os das instituições prisionais tradicionais. A publicação desta obra é o reconhecimento publico de que estamos no caminho certo com reconhecimento judicial e da sociedade”, afirmou.

Apac

As unidades Apac funcionam como albergues, em que os condenados são mantidos em regime semiaberto. As ações de recuperação e ressocialização são baseadas na participação da comunidade, no trabalho, religião, na assistência jurídica e de saúde, na valorização humana e no apoio da família.

Em Minas, existem 36 unidades Apac. A primeira experiência foi implantada em 1986, em Itaúna, e hoje é reconhecida nacionalmente como modelo na recuperação de condenados. Desde 2003, o Governo de Minas celebrou 36 convênios com as Apacs, sendo nove para construção e 27 para manutenção e despesas, totalizando 2.164 vagas mantidas com verbas do Estado. Cumprem pena em Apacs 1.556 recuperandos. Em 2011, o Governo de Minas investiu R$ 15,2 milhões na manutenção e construção de unidades. Este ano, a previsão de investimentos é de R$ 16 milhões.

As Apacs conveniadas estão localizadas nos municípios de Alfenas, Araxá, Arcos, Campo Belo, Caratinga, Frutal, Governador Valadares, Inhapim, Itajubá, Itaúna, Ituiutaba, Januária, Lagoa da Prata, Leopoldina, Machado, Manhuaçu, Nova Lima, Paracatu, Passos, Patrocínio, Perdões, Pirapora, Pouso Alegre, Rio Piracicaba, Sacramento, Santa Bárbara, Santa Luzia, Santa Maria do Suaçuí, São João del-Rei, Sete Lagoas, Uberlândia e Viçosa.

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: dois mutuários do Norte de Minas recebem prêmios da Cohab

Os sorteados ganharam um microssystem e uma lavadora de roupas semiautomática

O sargento PM Antonio Marcio Reis Nascimento foi mais um mutuário da Cohab Minas no Norte de Minas a receber o seu prêmio da promoção “Eu Pago em Dia, e Você?”, promoção realizada para incentivar a adimplência nos financiamentos habitacionais com a companhia. Ele recebeu uma lavadora semiautomática com capacidade de 6 quilos nesta segunda-feira (12) em sua casa, em Montes Claros, entregue pela funcionária Adriana Manzela.

Na véspera, em Bonito de Minas, também município da Regional Montes Claros da Cohab, o mutuário João Paulo Oliveira tinha sido o primeiro a receber o prêmio  – no caso, um aparelho de som microssystem –, entregue pelo assessor Magid de Figueiredo Ali.

Nos próximos dias, também receberão seus prêmios outros oito mutuários sorteados, que moram em conjuntos habitacionais de outras quatro regionais em que se organiza a promoção e a Cohab tem representação: Santa Luzia e Piumhi, na Regional Central; Itabirinha e Conselheiro Pena, na Regional de Governador Valadares; Abadia dos Dourados e Lagoa Formosa, na Regional Uberlândia; e Ilicínea e Conceição da Aparecida, na Regional de Itajubá.

Além do microssystem e da lavadora de roupas semiautomática, os prêmios incluem fornos micro-ondas de 18 litros; câmaras fotográficas digitais de 14 megapixels e fogões quatro bocas com acendimento automático. Todos os premiados serão informados sobre a data e o local da entrega do prêmio, em carta enviada pela Cohab Minas.

O resultado do primeiro sorteio da promoção, divulgado no site da Cohab, saiu no último sábado de fevereiro (dia 25),  de acordo com a combinação de algarismos dos três primeiros prêmios da extração da Loteria Federal. Concorreram os mutuários que estavam pontuais com a sua prestação de fevereiro, até 3 dias antes do sorteio.

Desconto

A Cohab Minas já oferece também aos seus mutuários o Prêmio por Pontualidade, que beneficia, com desconto nos juros cobrados nos financiamentos, aqueles que mantiverem em dia o pagamento da prestação. O desconto é maior para as famílias com menor renda. Além de constituir um benefício social para o próprio mutuário, o Prêmio por Pontualidade realimenta o Fundo Estadual de Habitação com recursos que financiam a construção de novos conjuntos residenciais por todo o Estado.

Fonte: Agência Minas

Gestão em Minas: Cohab começa a entregar prêmios da campanha “Eu pago em dia, e você?”

Promoção incentiva a adimplência nos financiamentos habitacionais com a companhia

O mutuário João Paulo Oliveira, de Bonito de Minas, no Norte do Estado, será o primeiro sorteado a receber o prêmio da campanha “Eu Pago em Dia, e Você?”, promoção feita pela Cohab Minas para incentivar a adimplência nos financiamentos habitacionais com a companhia. O prêmio – no caso de João Paulo, um aparelho de som micro system – será entregue neste sábado (10), na casa do mutuário.

Ainda da Regional da Cohab em Montes Claros, Antônio Márcio Reis Nascimento também receberá seu prêmio nos próximos dia: uma lavadora semiautomática de 6 quilos. O resultado do primeiro sorteio da promoção saiu no último sábado de fevereiro (dia 25), de acordo com a combinação de algarismos dos três primeiros prêmios da extração da Loteria Federal. Concorreram os mutuários que estavam pontuais com sua prestação de fevereiro, até três dias antes do sorteio.

Os demais oito mutuários da Cohab Minas premiados moram em conjuntos habitacionais de outras quatro regionais em que se organiza a promoção e a Cohab tem representação: Santa Luzia e Piumhi, na Regional Central; Itabirinha e Conselheiro Pena, na Regional de Governador Valadares; Abadia dos Dourados e Lagoa Formosa, na Regional Uberlândia; e Ilicínea e Conceição da Aparecida, na Regional de Itajubá.

Os dez prêmios sorteados incluem, além de aparelho de som microsystem e lavadora de roupas semiautomática, fornos microondas de 18 litros; câmaras fotográficas digitais de 14 megapixels e fogões quatro bocas com acendimento automático. Todos os premiados serão informados sobre a data e o local da entrega do prêmio, em carta enviada pela Cohab Minas. O resultado do sorteio foi divulgado no site da companhia.

Condições

Os mutuários recebem no boleto da prestação os seus cinco números da sorte, definidos todo mês, aleatoriamente, por computador. A cada mês, até três dias antes do sorteio, aquele que tiver débitos anteriores poderá quitá-los juntamente com a parcela vincenda.

Até novembro, inclusive, haverá o sorteio mensal de dois prêmios por região. Em dezembro, serão três ganhadores por região, e os prêmios, ainda melhores: aparelhos de TVs de LCD 32 polegadas; computadores e home theaters. A promoção é autorizada pelo Ministério da Fazenda, com o Certificado de Autorização SEAE/MF nº 01/0522/2011. Os números premiados devem ser conferidos conforme combinação que constam do regulamento publicado no site da Cohab Minas.

Desconto

A Cohab Minas já oferece também aos seus mutuários o Prêmio por Pontualidade, que beneficia, com desconto nos juros cobrados nos financiamentos, aqueles que mantiverem em dia o pagamento da prestação. O desconto é maior para as famílias com menor renda. Além de constituir um benefício social para o próprio mutuário, o Prêmio por Pontualidade realimenta o Fundo Estadual de Habitação com recursos que financiam a construção de novos conjuntos residenciais por todo o Estado.

Fonte: Agência Minas

Gestão Anastasia: detentos de Itajubá ganham 220 novos postos de trabalho e uma escola

Presos atuarão em diferentes atividades, desde a construção civil até a fabricação de componentes eletrônicos

Lívia Machado
Durante solenidade, foi anunciada construção do segundo endereço da Escola Estadual Major João Pereira
Durante solenidade, foi anunciada construção do segundo endereço da Escola Estadual Major João Pereira

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) firmou, nesta quinta-feira (1º), quatro termos de cooperação técnica que, juntos, darão oportunidade de trabalho a até 220 detentos do Presídio de Itajubá, na região Sul de Minas Gerais. Eles atuarão em diferentes atividades, desde a construção civil até a fabricação de componentes eletrônicos, e receberão, pelo trabalho, ¾ do salário mínimo e remissão de pena – a cada três dias trabalhados, um a menos no cumprimento da sentença. As atividades fazem parte do Programa Trabalhando a Cidadania, da Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi).

Uma das parcerias é com a empresa de telecomunicação e eletrônica Multitok, que fabrica desde ferros de passar roupa até Circuitos Fechados de Televisão (CFTV). Atualmente, seis detentos estão trabalhando na decapagem de fios, mas a ideia é que em três meses a empresa monte um galpão e instale uma linha de produção completa dentro do presídio, o que poderá dar emprego a até 50 presos.

Outros 50 detentos poderão trabalhar na fabricação de calças, jalecos e bolsas ecológicas, por meio da parceria firmada com a empresa Moletok, especializada na produção de uniformes. Hoje, sete presos já estão empregados por meio desta parceria. A previsão é que, nos próximos meses, a empresa também instale um galpão de trabalho na unidade prisional e comece a realizar, internamente, trabalhos de serigrafia.

O terceiro convênio foi assinado com a empresa Tigre, que produz tubos e conexões para construção civil e que já é parceira da unidade prisional. Atualmente, há 13 detentos trabalhando nesta atividade, mas a previsão é que se chegue a 50, com a montagem de uma linha de produção dentro de um dos pavilhões.

Por fim, foi assinada, também, a prorrogação do convênio com a Prefeitura Municipal de Itajubá, que oferece postos de trabalho a 69 presos. Eles atuam em atividades variadas, como construção civil, reflorestamento e limpeza urbana, além de lavarem as roupas utilizadas nos postos de saúde do município.

O superintendente de Atendimento ao Preso da Suapi, Helil Bruzadelli, lembrou que Minas Gerais é hoje o Estado que tem, proporcionalmente, o maior número de presos trabalhando. “Já são mais de 400 parcerias de trabalho. Todos os presos que estiverem aptos e interessados em trabalhar e estudar terão essa oportunidade”, afirmou. Em Itajubá há, atualmente, 120 detentos trabalhando. Em todo o Estado de Minas Gerais o número chega a quase 12 mil.

Estudo

Durante a solenidade, também foi ressaltado o início da construção do segundo endereço da Escola Estadual Major João Pereira, que terá uma unidade dentro do presídio. Serão quatro salas que, em diferentes turnos, permitirão que até 240 detentos estudem enquanto cumprem pena. A previsão é que a escola esteja pronta para receber alunos ainda este ano.

“Mais uma vez estamos investindo na ressocialização por meio do trabalho e estudo, que são os pilares para a recuperação do indivíduo no sistema prisional mineiro”, disse o subsecretário de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira.

O prefeito Jorge Renó Mouallem ressaltou o papel das unidades prisionais. “Necessitamos de um sistema prisional eficiente, seguro e que reintegre os detentos à sociedade. Hoje eles cumprem pena com dignidade e têm oportunidade de trabalhar e estudar. O principal objetivo é oferecer oportunidade para que os presos reconstruam suas vidas e de suas famílias”, disse.

Também foi inaugurada uma sala destinada especialmente aos defensores públicos que irão à unidade mensalmente para realizarem atendimento jurídico aos detentos. A sala foi cedida e mobilhada pela própria unidade prisional.

Linha de ônibus facilita acesso de familiares ao presídio

A partir desta quinta-feira (1º), familiares terão mais facilidade para visitar detentos no Presídio de Itajubá. Uma linha de ônibus regular da empresa Valônia chegará até bem próximo à unidade. Os ônibus circularão aos finais de semana, de hora em hora, beneficiando os parentes dos presos, e durante a semana nos horários de chegada e saída dos funcionários da unidade.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas inaugura anexo da Penitenciária de Três Corações

O Governo de Minas investiu R$ 1,3 milhão na contrução do espaço, que conta com 148 novas vagas
Secretário Lafayette Andrada disserra a placa do anexo da unidade prisional
Secretário Lafayette Andrada disserra a placa do anexo da unidade prisional

A Penitenciária de Três Corações, no Sul de Minas, ampliou em 148 vagas sua capacidade. O secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, e o subsecretário de Administração Prisional, Murilo Andrade de Oliveira, inauguraram nesta quarta-feira (15), o anexo da unidade. Além de pátios para banho de sol e local para visita, o espaço conta com uma cela destinada a presos com necessidades especiais. Para a construção do novo espaço, o Governo de Minas investiu cerca de R$ 1,3 milhão.

Para Lafayette Andrada, a humanização do sistema prisional e a ressocialização dos presos passa, necessariamente, pelos investimentos nessa área. “Minas Gerais é o Estado que mais avançou em termos de qualidade do sistema prisional no Brasil ao longo desses últimos anos”, disse.

O secretário destacou ainda que o Estado tem conhecimento da realidade do Sul de Minas e que novas vagas estão previstas. “Estamos com um projeto avançado no Ministério da Justiça, em que buscamos recursos com o Governo Federal para a construção de mais três unidades prisionais na região, uma em Poços de Caldas, uma em Lavras e outra, possivelmente, em Machado, além da ampliação do presídio de Itajubá,” concluiu.

No próximo mês, está prevista também a inauguração do presídio de Oliveira, com capacidade para mais 116 vagas.

Anexo
A nova estrutura da Penitenciária de Três Corações atenderá os presos do regime provisório do município. O anexo é composto por 17 celas, equipadas com beliches e divididas em três alas. Um alojamento, que corresponde a 20 vagas, será destinado aos presos albergados.

O local conta ainda com duas celas para visita íntima, uma para portadores de necessidades especiais, dois pátios, guaritas externas, sete salas destinadas a atendimentos administrativo, odontológico, médico, jurídico e de assistência social e psicológica, além de um parlatório, duas salas de revista, um espaço destinado à inspeção de alimentos e uma portaria.

“O Sul de Minas é uma das regiões com maior número de unidades prisionais do estado. Com a inauguração do anexo da penitenciária, vamos oferecer uma melhor condição de custódia para os presos”, destacou o subsecretário.

História

A Penitenciária de Três Corações, com capacidade para 396 vagas, foi inaugurada em março de 2006. Para sua construção, foram investidos R$ 14,8 milhões, sendo R$ 10,4 milhões em recursos estaduais e R$ 4,4 milhões em recursos federais.

Atualmente, a unidade oferece trabalho a 280 presos e conta com seis parceiros nesse projeto.  A empresa Tigre, de Pouso Alegre, já é parceira da penitenciária há cerca de três anos e leva tubos para serem montados lá dentro.  Há, também, parcerias com a Prefeitura Municipal e com o Corpo de Bombeiros, que oferecem aos presos oportunidade de trabalho fora da unidade.

A Escola Estadual Hebert de Souza, que fica dentro da unidade, tem, atualmente, 310 alunos. Para as detentas há, inclusive, professoras de artes, música e teatro.

O diretor geral, Leonardo Brocaneli Fagundes, está à frente da unidade há cinco anos e meio e consegue visualizar melhoras significativas alcançadas desde então. “No começo houve muita resistência da população, mas graças aos investimentos nas áreas de segurança e ressocialização, hoje a cidade tem outro olhar para a penitenciária”, avalia. “O nosso objetivo é fazer com que o preso possa cumprir sua pena com dignidade”, finalizou.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Estado autoriza liberação de recursos para construção da aeronave Tupã

Primeiro avião a ser construído no Polo de Tupaciguara poderá voar em 2013
Divulgação/Sectes
Secretário Nárcio Rodrigues se reúne com as universidades federais de Itajubá e de Uberlândia para discutir o Complexo Aeronáutico
Secretário Nárcio Rodrigues se reúne com as universidades federais de Itajubá e de Uberlândia para discutir o Complexo Aeronáutico

Dentro das ações de concepção e instalação do Complexo Aeronáutico de Minas, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes) deu mais um passo importante esta semana para fazer avançar o Polo Aeroespacial de Tupaciguara. O secretário Narcio Rodrigues assinou documento em que determina, conforme entendimentos anteriores com a presidência da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), a liberação de R$ 3,050 milhões para que a AXIS Aeroespacial possa concluir a construção do mock up da aeronave Tupã.

De acordo com o engenheiro Daniel Marins Carneiro, diretor da AXIS, o mock up é imprescindível, pois representa parte da aeronave em escala real. Ele é feito para antecipar possíveis problemas ainda numa fase primária do projeto. É capaz de antecipar problemas estruturais localizados; avaliar a ergonomia e a visibilidade ótica do cock pit (cabeça) do piloto, entre outros. O engenheiro explicou que a partir da conclusão do mock up inicia-se o projeto de construção do protótipo que terá também recursos federais. A previsão inicial é que ele esteja pronto para voar até o final de 2013.

Segundo o secretário Narcio Rodrigues, o projeto do Complexo Aeronáutico de Minas Gerais representa muito para o Estado, uma oportunidade única de juntar o potencial existente com novas indústrias e expansão do que já existe, além de ampliar a formação de mão de obra por meio dos cursos superiores e pós-graduação, e dos cursos técnico-profissionalizantes por meio do Programa Brasil Profissionalizado.

O Complexo Aeronáutico de Minas Gerais envolve cinco polos previstos: Itajubá com a Helibras na indústria de asas rotativas; Tupaciguara com asas fixas; Lagoa Santa com o Centro de Capacitação; Zona da Mata com o aeroporto regional localizado em Goianá (próximo a Juiz de Fora para atender ao Pré-Sal); e a transformação do Aeroporto Internacional Tancredo Neves em Aerotropolis (cidade-aeroporto).  Esse conceito visa ao desenvolvimento do Vetor Norte, que compreende 13 municípios do entorno do aeroporto atraindo empresas de alto conteúdo tecnológico, como já ocorreu em alguns lugares, como Cingapura, Dubai e outros.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: cinco detentos de Minas passam no vestibular e vão cursar faculdade em 2012

Os novos universitários vão fazer cursos presenciais e também na modalidade de ensino a distância

Divulgação/Seds
Sobe para 17 o total de detentos mineiros matriculados em faculdades e universidades
Sobe para 17 o total de detentos mineiros matriculados em faculdades e universidades

O sonho de cursar o ensino superior se transformou em realidade, neste ano, para cinco detentos do sistema prisional de Minas Gerais. Eles foram aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os novos universitários vão fazer cursos presenciais, em faculdade, e também na modalidade de ensino a distância. Todos iniciam as aulas ainda neste mês. Com o ingresso dos cinco presos no ensino superior neste ano, sobe para 17 o total de detentos do Estado matriculados em faculdades e universidades.

Dos cinco aprovados, quatro cumprem pena na Penitenciária José Maria Alkimin, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Os detentos estudam na Escola Estadual César Lombroso, que funciona dentro da unidade prisional. O quinto aprovado está detido no Presídio de Pouso Alegre, no Sul de Minas, e por ter conseguido boas notas, recebeu a bolsa integral do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Para o secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, o resultado reflete o investimento do Governo de Minas na humanização do sistema prisional, por meio do estudo e do trabalho. “Temos investido fortemente na ressocialização dos detentos, para que eles estudem e trabalhem e nunca sejam um peso para a sociedade. Aprendendo um ofício, seja pela profissionalização dentro das unidades prisionais, seja pelo aprendizado de um ensino superior, estes presos poderão ter um futuro diferente quando cumprirem suas penas”, destacou o secretário.

Aprovados

Os presos Roberto da Silva Pereira, de 28 anos, que está no regime fechado, e Arllan Gonçalves Martins, de 24 anos, do regime semiaberto, vão cursar Ciências Econômicas na Faculdade de Estudos Administrativos (FEAD), por meio do ensino à distância. Lázaro Jordão Pimentel, 30 anos, do regime fechado, também fará a modalidade à distância, mas o curso escolhido foi o de Marketing, na Faculdade Anhanguera. Os três detentos estudarão dentro da própria unidade prisional, por meio de computadores disponibilizados pela penitenciária, com o acompanhamento da pedagoga da unidade.

Roberto da Silva Pereira concluiu o Ensino Médio na escola da Penitenciária José Maria Alkimin e agora, por meio do Enem, conseguiu a bolsa para cursar Ciências Econômicas. “Estou bastante animado para começar as aulas. É bom poder usar o tempo que estou preso para estudar, para que não seja um tempo perdido. Vou sair daqui com uma formação, o que vai ser bom para o meu currículo”, destaca.

O preso José Carlos da Silva, 44 anos, por sua vez, fará o curso presencial de Comunicação Assistiva, na PUC Minas do Coração Eucarístico, após o recebimento da autorização judicial para o estudo. José Carlos está no regime semiaberto e já tem a autorização judicial para trabalho externo.

O outro preso que começará a faculdade está detido no Presídio de Pouso Alegre, no Sul do Estado. Alexsandro Camargo dos Santos, de 35 anos, foi aprovado no Enem Prisional e selecionado para uma bolsa de estudos integral na Universidade Paulista (UNIP). O detento vai cursar Gestão da Tecnologia da Informação por meio da modalidade à distância. “Nunca imaginei que iria fazer faculdade de dentro de um presídio. Estou muito motivado e contente”, conta Alexsandro.

Segundo o diretor de Atendimento do Presídio de Pouso Alegre, Gilberto Vicente da Silva, esta foi a primeira vez que a unidade participou do Enem Prisional. “Ficamos surpresos porém satisfeitos com o resultado. Ações como essa incentivam não só a capacitação profissional, mas também a conclusão dos estudos entre os detentos”.

Estudo

Atualmente, cerca de 5.500 presos estudam enquanto cumprem pena em unidades prisionais mineiras. Pelo estudo, os detentos têm redução da pena: a cada 12 horas de estudo, um dia é reduzido da sentença a ser cumprida.

Além dos presos que começarão a faculdade este ano, outros sete detentos receberam a certificação do Ensino Médio após a realização do Enem Prisional em 2011. Nestes casos, as notas obtidas não foram suficientes para o recebimento da bolsa do ProUni, porém permitiram a aprovação no exame. Os presos aprovados no Enem estão detidos no Presídio de São João del-Rei, na região Central, na Penitenciária Doutor Manoel Martins Lisboa Júnior, em Muriaé, na Zona da Mata, no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte, no Presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, e nos Presídios de Itajubá, Lavras e Andradas, todos no Sul de Minas.

Enem Prisional

As provas do Enem Prisional foram realizadas nos dias 28 e 29 de novembro de 2011. Em Minas Gerais, 795 detentos de 43 unidades se inscreveram para o exame com o objetivo de conquistar o certificado de conclusão do Ensino Médio ou se candidatar a vagas em instituições de Ensino Superior. Dos 795 inscritos, 640 realizaram a prova.

Este foi o segundo ano em que as provas aconteceram em unidades prisionais de Minas Gerais. O número de participantes, no último ano, foi mais de três vezes maior que no ano anterior, quando 233 presos se inscreveram e 221 realizaram, de fato, a prova No primeiro dia de prova foram avaliados os conteúdos de Ciências Humanas e Ciências da Natureza e no segundo dia os conteúdos abordados foram Linguagens, Códigos, Matemática e Redação.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas investe R$ 82,7 milhões em hospitais da Macro Sul

Hospitais de 17 municípios da região foram beneficiados pelo Pro-Hosp

André Brant
Ampliação da UTI Neonatal do hospital Vaz Monteiro, em Lavras, foi uma das obras realizadas pelo Pro-Hosp no Sul de Minas
Ampliação da UTI Neonatal do hospital Vaz Monteiro, em Lavras, foi uma das obras realizadas pelo Pro-Hosp no Sul de Minas

Desde 2003, o Governo de Minas investiu cerca de R$ 700 milhões em 132 hospitais, com recursos provenientes do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais (Pro-Hosp). Do total, R$ 82,7 milhões foram destinados a 20 hospitais de 17 municípios da Macro Sul. Com a ação, foram beneficiados moradores de Alfenas, Guaxupé, Machado, Passos, Piumhi, São Sebastião do Paraíso, Andradas, Itajubá, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Baependi, Lavras, São Lourenço, Três Corações, Três Pontas e Varginha.

Apenas em 2011 foram aplicados R$ 115 milhões no programa. Para 2012, a previsão de investimentos do Pro-Hosp é da ordem de R$ 130 milhões. De acordo com o coordenador do programa, Tiago Lucas, a expansão da rede se deu por meio da inclusão de hospitais que exercem papel regional e inter-regional relevante para o Sistema Único de Saúde (SUS), por sua participação imprescindível na resolubilidade de clínicas de especialidades estratégicas, tais como cirurgia neurológica, cirurgia e tratamento em oncologia, cirurgia ortopédica e cirurgia cardiovascular.

Segundo ele, o Pro-Hosp possibilita aos cidadãos mineiros atendimento hospitalar de qualidade e com resolutividade, o mais próximo possível das suas residências. “O objetivo é que o paciente se desloque o mínimo possível de seu município para receber assistência médica necessária, evitando ter que viajar ou ser transportado para os grandes centros ou para Belo Horizonte”, explica Tiago Lucas.

Macro Sul

Situado em Lavras, o Hospital Vaz Monteiro foi uma das unidades a receber recursos do Pro-Hosp. Dentre as melhorias realizadas no hospital está a ampliação da UTI Neonatal e do centro cirúrgico, que passou de quatro para seis salas. Além disso, foram adquiridos materiais e equipamentos para unidade de internação do SUS disponível para recém-nascidos.

Dentre as benfeitorias realizadas pelo Pro-Hosp no hospital das Clínicas Samuel Libânio, em Pouso Alegre, estão a ampliação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com mais nove leitos adulto, e a construção de um banco de leite e de uma nova área de maternidade, contemplando o Programa Viva Vida, dentre outras melhorias na unidade.

Critérios para o repasse de recursos

A transferência de recursos do Tesouro Estadual para os  hospitais beneficiados pelo Pro-Hosp leva em conta a população das macro e microrregiões (base de cálculo per capita) e também a realidade socioeconômica de cada uma, buscando atender ao princípio da equidade.

Assim, nas áreas mais carentes, como nos vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce, e nas regiões Nordeste e Norte de Minas, as unidades hospitalares recebem um valor per capita diferenciado, o que, ao final, representa um maior volume de investimentos.

O Pro-Hosp se fundamenta em uma parceria entre o Estado e os hospitais públicos e filantrópicos que integram o programa, com a participação dos gestores municipais, Colegiados dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems-MG) e Conselhos de Saúde Municipal e Estadual. Por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), o Governo de Minas faz o repasse dos recursos. E as instituições, por sua vez, se comprometem a cumprir metas assistenciais e gerenciais.

Confira os 20 hospitais beneficiados na Macro Sul, por meio Pro-Hosp:

Alfenas: Casa de Caridade e Hospital Universitário Alzira Velano; Guaxupé: Irmandade de Misericórdia; Machado: Santa Casa de Caridade; Passos: Santa Casa de Misericórdia; Piumhi: Santa Casa de Misericórdia; São Sebastião do Paraíso: Santa Casa de Misericórdia: Andradas: Santa Casa de Misericórdia; Itajubá: Hospital Escola; Ouro Fino: Casa de Caridade; Poços de Caldas: Santa Casa de Misericórdia; Pouso Alegre: Hospital das Clínicas Samuel Libânio; Baependi: Sociedade Caritativa Sagrado Coração de Jesus; Lavras: Hospital Vaz Monteiro e Santa Casa de Misericórdia; São Lourenço: Casa de Caridade; Três Corações: Fundação Hospitalar São Sebastião; Três Pontas: Santa Casa de Misericórdia; Varginha: Hospital Bom Pastor e Hospital Regional do Sul de Minas.

Fonte: Agência Minas