Blog do Anastasia – Para o senador Aécio Neves governo do PT se exime de investir em Saúde – Dilma veta emendas da oposição

Gestão da Saúde, gestão sem eficiência, caos na Saúde

Fonte: Artigo de Aécio Neves – Folha de S.Paulo

Oportunidade perdida

Volto aqui ao tema da emenda 29, cuja regulamentação acaba de ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff com um desfecho frustrante para uma iniciativa que levou mais de uma década tramitando no Congresso Nacional.

Um dos artigos vetados na sanção previa mais recursos para a saúde sempre que houvesse ganhos para a União, a partir da revisão positiva do PIB nominal. Antes, a base governista já havia impedido que o governo contribuísse com pelo menos 10% da sua receita, o que teria significado mais R$ 31 bilhões para o setor no ano que passou.

Já os Estados e os municípios tiveram fixados seus pisos mínimos de investimento de 12% e 15% de suas receitas, respectivamente. A situação é ainda mais grave diante da regressiva participação financeira federal nas despesas da área há vários anos, e, como consequência, o aumento da parcela de Estados e municípios.

A União se eximiu, assim, da sua responsabilidade, deixando para governadores, prefeitos e para as famílias brasileiras o ônus pelo equacionamento dos problemas do setor.

Levantamento do Ibope, feito para a CNI (Confederação Nacional da Indústria), mostrou que 95% da população reivindica mais recursos para a saúde e 82% avaliam que esses recursos podem ser obtidos sim, não criando impostos, mas pondo um fim aos desvios da corrupção.

O governo federal descartou uma oportunidade histórica de criar as bases para que pudéssemos enfrentar, de forma definitiva, o desafio da saúde. Esse é um exemplo concreto de oportunidade perdida, de agenda mais uma vez adiada. Em vez de demonstrar comprometimento com a questão, recuou o máximo que pôde.

Cabe agora à oposição tentar derrubar no Congresso os vetos feitos pela presidente à regulamentação da emenda 29, mesmo diante do rolo compressor da base governista. Esse episódio tira a máscara daqueles que sempre fazem muito alarde sobre si mesmos como detentores do monopólio de defesa dos mais pobres. Na verdade, o governo federal virou as costas para a saúde.

Pesquisa do IBGE, divulgada na última semana, mostra que as despesas das famílias brasileiras com bens e serviços de saúde, em 2009, foram de R$ 157,1 bilhões (ou 4,8% do PIB), bem superior aos R$ 123,6 bilhões (3,8% do PIB) da administração pública.

Ocorre que a rede pública é o único ou o principal fornecedor de serviços de saúde para 68% dos brasileiros e é considerada “péssima” ou “ruim” por 61%, conforme o levantamento da CNI. Nada menos que 85% dos entrevistados não viram avanços no sistema público de saúde do país nos últimos três anos. Ao que tudo indica, se depender do governo federal, continuarão, lamentavelmente, sem ver.

AÉCIO NEVES escreve às segundas-feiras nesta coluna.

Datafolha mostra crescimento de Antonio Anastasia, que passa Hélio Costa; instituto confirma Ibope do início da semana

Anastasia cresce e passa Costa em Minas

Fonte: Evandro Spinelli – Folha de S.  Paulo

Governador tucano cresceu 4 pontos nas intenções de voto, mas disputa com peemedebista continua indefinida

Desde julho, candidato de Aécio Neves (PSDB) já ganhou 22 pontos; índice de indecisos (14%) ainda é grande

Antonio Anastasia (PSDB) voltou a crescer nas intenções de voto para o governo de Minas Gerais, passou numericamente Hélio Costa (PMDB) pela primeira vez, mas a disputa no Estado continua indefinida, segundo pesquisa Datafolha.

Anastasia, atual governador e candidato apoiado por Aécio Neves (PSDB), passou de 36% para 40%. Ele está tecnicamente empatado com Costa, senador e ex-ministro das Comunicações, que oscilou de 39% para 37%.

A margem de erro máxima da pesquisa é de dois percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi feito na segunda e terça-feira desta semana com 1.837 eleitores de 83 municípios.
Anastasia cresceu 22 pontos desde julho. O candidato tucano ao governo era vice-governador e assumiu a titularidade em abril após a renúncia de Aécio, seu padrinho político, para disputar uma cadeira no Senado.

De acordo com o Datafolha, se a eleição fosse hoje Anastasia terminaria com 50% dos votos válidos, em situação de empate técnico com Costa, que atinge 46%.
Ou seja, não é possível atestar que a eleição terminaria no primeiro turno. Mesmo tendo apenas dois candidatos competitivos, a soma dos votos dos candidatos “nanicos” pode levar a eleição para o segundo turno.

Em um eventual segundo turno, Anastasia teria 45% dos votos contra 42% de Hélio Costa. Mais uma vez, empate técnico.
Para projetar os votos válidos, o Datafolha distribui os indecisos, nulos e brancos proporcionalmente à intenção de voto de cada candidato. Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha, lembra, no entanto, que ainda há um percentual grande de indecisos no Estado: 14%.

Vanessa Portugal (PSTU), Adilson Rosa (PCO), Fabinho (PCB), Professor Luiz Carlos (PSOL) e Zé Fernando Aparecido (PV) aparecem com 1% das intenções de voto. Edilson Nascimento (PT do B) não atingiu 1%.

Votariam nulo 3% e 1% pretendem votar em branco.

O tucano tem melhor desempenho na região metropolitana de Belo Horizonte, onde tem 46% das intenções de voto contra 34% de Costa. No interior, os dois estão empatados em 38%.A menos de 20 dias do primeiro turno, somente 21% dos eleitores sabem o número de seu candidato ou sobre como votar nulo ou branco.

Os eleitores de Anastasia são mais bem informados: 30% sabem o número de seu candidato e 68% não conhecem. Entre os eleitores de Hélio Costa, 14% disseram o número correto e 82% não souberam responder.

Pesquisa Ibope (Rede Globo/MGTV): Antonio Anastasia já abre frente de 9 pontos para Hélio Costa

Ibope: Anastasia abre vantagem sobre Hélio Costa

Fonte: MGTV/Globo Minas

Candidato do PSDB tem 41% das intenções de voto e o do PMDB, 32%

O Ibope divulgou nova pesquisa encomendada pela TV Globo e pelo Jornal O Estado de São Paulo sobre as intenções de voto para o governo de Minas Gerais. Os candidatos Antônio Anastasia e Hélio Costa permanecem tecnicamente empatados.

Segundo a pesquisa, Antônio Anastasia, do PSDB, aparece com 41% das intenções de voto. Hélio Costa, do PMDB, tem 32%. Votos em branco ou nulos somam 9%. 15% dizem não saber em quem vão votar.

os candidatos Vanessa Portugal, do PSTU e Edilson Nascimento, do PT do B, aparecem COM 1% cada. Zé Fernando Aparecido, do PV; Professor Luiz Carlos, do PSOL; Adilson Rosa, do PCO e Fabinho, do PCB, não atingiram 1% das intenções de voto.

2º Turno

O Ibope também simulou a votação no caso de um 2º turno entre os candidatos Hélio Costa e Antônio Anastasia. Se o 2º turno fosse hoje, Antônio Anastasia teria 39% dos votos. Hélio Costa teria 32% das intenções de voto.

Senado

A pesquisa Ibope apontou ainda as intenções de voto para o Senado. Em Minas, dois candidatos serão eleitos.

Aécio Neves tem 67% das intenções de voto. Itamar Franco, do PPS, tem 41%. Fernando Pimentel, do PT, tem 28% das intenções de voto. Votos em branco ou nulos somam 11%. 26% dizem que ainda não sabem em quem votar.

Zito Vieira, do PC do B, tem 2% das intenções de voto. Com 1% cada, aparecem Marilda Ribeiro, do PSOL; Betão, do PCO; Miguel Martini, do PHS; Mineirinho, do PSOL e Rafael Pimenta, do PCB. Efraium Moura, do PSTU e José João da Silva, do PSTU, não atingiram 1%.

A pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 10 e 12 de setembro. Foram entrevistados 1806 eleitores em Minas Gerais. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 70286/2010.

Link da matéria: http://eptv.globo.com/noticias/NOT,0,0,315102,Ibope+Anastasia+e+Helio+Costa+seguem+tecnicamente+empatados

Ibope confirma crescimento de Anastasia, que já registra 27%; pesquisa identifica influência do horário político

Diferença de Hélio Costa para Anastasia despenca de 18 pontos para 11 pontos em apenas três semanas –  Anastasia salta 6 pontos, de 21% para 27%.  Nada menos que 25% ainda estão indecisos.

Fonte: Portal UAI – Elaine Resende – Estado de Minas

Ibope aponta queda na vantagem de Hélio Costa para 11 pontos. Segundo a pesquisa, Hélio Costa tem 38% dos votos e Anastasia, 27%

A primeira pesquisa realizada entre os eleitores em Minas depois do início do horário eleitoral gratuito na tevê e no rádio aponta queda de 11 pontos percentuais na vantagem do candidato Hélio Costa (PMDB) em relação ao seu principal concorrente, o tucano Antonio Anastasia. Segundo pesquisa Ibope feita entre os dias 18 e 21 de agosto  e divulgada nesta segunda-feira, o peemedebista mantém a liderança no estado com 38% das intenções de voto contra os 27% alcançados pelo governador que tenta a reeleição. O levantamento mostra que o candidato da coligação “Todos Juntos por Minas” perdeu um ponto percentual comparado à última pesquisa feito pelo instituto no fim de julho. No sentido inverso, Anastasia, da coligação “Somos Minas Gerais” cresceu seis pontos no estado.

O Ibope também apontou queda de 1 ponto percentual na candidatura de Vanessa Portugal (PSTU), que tinha 2% no levantamento anterior e passou para 1%. Também com 1% dos votos estão os candidatos Zé Fernando (PV) e Profesor Luiz Carlos (PSOL). A pesquisa atual foi feita com 2.002 eleitores em 110 cidades mineiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. Os dados foram registrados no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número 24481/2010.

Leia no Blog da Bertha : Polarização entre PMDB e PSDB se acentua na primeira pesquisa após horário eleitoral

Link da matéria:http://www.uai.com.br/htmls/app/noticia173/2010/08/23/noticia_politica,i=175504/IBOPE+APONTA+QUEDA+NA+VANTAGEM+DE+HELIO+COSTA+PARA+11+PONTOS.shtml

Ibope confirma crescimento de Anastasia, que já registra 27%; pesquisa identifica influência do horário político

Diferença de Hélio Costa para Anastasia despeca de 18 pontos para 11 pontos em apenas três semanas –  Anastasia salta 6 pontos, de 21% para 27%.  Nada menos que 25% ainda estão indecisos.

Fonte: Portal UAI – Elaine Resende – Estado de Minas

Ibope aponta queda na vantagem de Hélio Costa para 11 pontos. Segundo a pesquisa, Hélio Costa tem 38% dos votos e Anastasia, 27%

A primeira pesquisa realizada entre os eleitores em Minas depois do início do horário eleitoral gratuito na tevê e no rádio aponta queda de 11 pontos percentuais na vantagem do candidato Hélio Costa (PMDB) em relação ao seu principal concorrente, o tucano Antonio Anastasia. Segundo pesquisa Ibope feita entre os dias 18 e 21 de agosto  e divulgada nesta segunda-feira, o peemedebista mantém a liderança no estado com 38% das intenções de voto contra os 27% alcançados pelo governador que tenta a reeleição. O levantamento mostra que o candidato da coligação “Todos Juntos por Minas” perdeu um ponto percentual comparado à última pesquisa feito pelo instituto no fim de julho. No sentido inverso, Anastasia, da coligação “Somos Minas Gerais” cresceu seis pontos no estado.

O Ibope também apontou queda de 1 ponto percentual na candidatura de Vanessa Portugal (PSTU), que tinha 2% no levantamento anterior e passou para 1%. Também com 1% dos votos estão os candidatos Zé Fernando (PV) e Profesor Luiz Carlos (PSOL). A pesquisa atual foi feita com 2.002 eleitores em 110 cidades mineiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. Os dados foram registrados no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número 24481/2010.

Leia no Blog da Bertha : Polarização entre PMDB e PSDB se acentua na primeira pesquisa após horário eleitoral

Link da matéria:http://www.uai.com.br/htmls/app/noticia173/2010/08/23/noticia_politica,i=175504/IBOPE+APONTA+QUEDA+NA+VANTAGEM+DE+HELIO+COSTA+PARA+11+PONTOS.shtml

Ibope: 76% dos eleitores em Minas aprovam gestão de Antonio Anastasia

Governo Antonio Anastasia tem avaliação positiva de 76% do eleitorado mineiro, aponta Ibope

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Pesquisa mostra que mineiros aprovam a maneira que Antonio Anastasia administra Minas

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, obteve avaliação positiva de 76% dos mineiros entrevistados pelo Ibope, em pesquisa divulgada realizada no Estado. Com apenas quatro meses de mandato, a administração de Antonio Anastasia é considerada ótima/boa por 52% dos entrevistados e como regular por 24%.

A pesquisa Ibope mostrou ainda que 61% dos entrevistados aprovam a maneira como Antonio Anastasia administra o Governo de Minas, confirmando o Instituto Datafolha, em levantamento divulgado no dia 27 de julho que mostrou o mesmo índice de aprovação.

Na pesquisa Datafolha, Antonio Anastasia foi considerado o segundo governador mais bem avaliado do país entre os que assumiram o cargo no dia 31 de março. Esta avaliação mostrou que o índice de popularidade de Antonio Anastasia foi de 141 (em uma escala que vai de 0 a 200), o segundo mais alto do país, superado apenas pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), primeiro colocado no ranking de governadores brasileiros e que cumpre mandato desde 2006.

A pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 26 e 29 de julho de 2010, com 1.806 eleitores de diversas regiões do Estado, com idades variadas e grau de escolaridade e nível de renda diferenciados.