Governo de Minas: atividades educativas e culturais marcam o mês da Mulher em Minas

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social realiza, ao longo deste mês, várias atividades para lembrar o Dia Internacional da Mulher

Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulheres (Cepam) e do Conselho Estadual da Mulher (Cem), realiza, ao longo deste mês, várias atividades para lembrar o Dia Internacional da Mulher. Muitos avanços foram alcançados, porém especialistas reconhecem que a luta contra a violência e desvantagens na carreira profissional em relação aos homens são alguns dos desafios a serem superados.

Para a subsecretária de Direitos Humanos, Carmen Rocha, é preciso focar as ações de promoção, proteção e restauração dos direitos humanos para superar os desafios.  É justamente buscando esse foco que a Sedese está promovendo atividades também no interior. “Essas ações servem como momento de reflexão sobre os avanços e desafios da questão da garantia dos direitos da mulher”, ressaltou.

Entre as ações previstas está o lançamento da Rede de Educação em Direitos Humanos, nesta quinta-feira (8), às 14h, na Cidade Administrativa (Palácio Tiradentes, Sala Cláudio Manoel, 3° andar). A iniciativa vai levar, por exemplo, a Lei Maria da Penha e os direitos da mulher para as escolas públicas de todo o Estado. O intuito é promover ações de efetivação da educação em direitos humanos por meio de cursos, capacitações e campanhas mediadas por recursos didáticos.

Também nesta quinta (8), as mulheres do Presídio Bicas II serão inseridas em atividades para reinserção social, informadas sobre a Lei Maria da Penha e os direitos da mulher. No próximo dia 13, as detentas do Complexo Penitenciário Estevão Pinto, em Belo Horizonte, terão a mesma oportunidade.

Já em Conceição do Pará, no Centro-Oeste de Minas, a Cepam participa da inauguração do Núcleo Produtivo Viva Vida, no dia 27. A unidade será utilizada para o trabalho e geração de renda para costureiras.

Serviços

Um dos caminhos para denunciar os crimes contra mulheres é o Disque Direitos Humanos (0800 031 1119), serviço gratuito e sigiloso do Governo de Minas que, em 2011, recebeu 59 denúncias, sendo 51 para relatar agressão e maus-tratos.

As mulheres também podem recorrer diretamente aos serviços públicos. Um exemplo é o Centro Risoleta Neves de Atendimento (Cerna), que atendeu quase 1.600 mulheres nos 12 meses do ano passado. A unidade, que funciona na Rua Pernambuco, 1000, Savassi, presta atendimento gratuito psicológico, jurídico e social.

8 de março

Há 155 anos, em 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, entraram em greve por melhorias nos salários, diminuição da carga horária e, acima de tudo, igualdade trabalhista entre os sexos. A manifestação foi reprimida com violência e as mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Cerca de 130 tecelãs morreram carbonizadas. Hoje, mais de um século e meio depois do massacre, a data é lembrada mundialmente como marco na luta pela igualdade de direitos.

No ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o dia 8 de março passaria a ser o Dia Internacional da Mulher, em homenagem às mulheres que morreram em 1857. Somente no ano de 1975, por meio de um decreto, a data foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte: Agência Minas

Blog do Anastasia – Gestão eficiente: alerta da Defesa Civil ajuda Conceição do Pará a se precaver contra cheia de rio

CONCEIÇÃO DO PARÁ (05/01/12) – Um alerta da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG), na noite do último domingo (1º), foi o suficiente para que a Defesa Civil de Conceição do Pará começasse a avisar a população sobre a elevação do rio Pará, que passa pelo município do Centro-Oeste do Estado. A afirmação foi feita pelo coordenador da Defesa Civil da cidade, Genário Carlos de Faria, que desde a última segunda-feira (2) atua juntamente com a Polícia Militar e voluntários na conscientização da comunidade do município.

Como esperado, o rio Pará marcou sete metros acima do seu nível nessa quarta-feira (4), atingindo e alagando cerca de 40% de Conceição do Pará. “O alerta da Defesa Civil Estadual foi muito importante, já que carecemos de informações precisas como as que nos foram repassadas. Na terça- feira (3), quando o rio Pará atingiu 5 metros acima do seu nível, emitimos um alerta máximo em toda a cidade. Nesta quinta (5), 20% da cidade está alagada e o rio já baixou 1,5 metro. Com o alerta, conseguimos realocar as 50 famílias atingidas a tempo”, disse Faria. Além do trabalho da Defesa Civil municipal e da Polícia Militar, desde essa quarta-feira (4) duas viaturas do Corpo de Bombeiros do 10º Batalhão de Divinópolis estão de prontidão no município.

Para coordenar o conjunto de ações realizadas em todo o Estado, o Governo de Minas lançou, em outubro do ano passado, o Plano de Emergências Pluviométricas (PEP) 2011/2012, que leva em conta o histórico dos períodos chuvosos de anos anteriores, contendo o detalhamento sobre os recursos humanos e logísticos da Cedec e dos demais órgãos envolvidos no enfrentamento ao período chuvoso. As prefeituras de municípios afetados recebem do Estado, ainda, auxílio técnico para produzir a documentação necessária para a comunicação oficial de ocorrências em tempo hábil, tanto na esfera estadual quanto na federal.

Fonte: Agência Minas

Blog do Anastasia – Governo de Minas consegue que Bolsa Família seja pago antecipadamente a atingidos pelas chuvas

BELO HORIZONTE (05/01/12) – O Governo de Minas conseguiu que o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) antecipe o pagamento do benefício do Bolsa Família para pessoas que participam do programa e moram nas 52 cidades que decretaram estado de emergência até quarta-feira (4). O pagamento será referente aos meses de janeiro e fevereiro.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), que pediu a autorização em nome do Governo de Minas, trabalha agora para estender a antecipação para os moradores dos 19 municípios que tiveram situação de emergência decretada nas últimas horas. A liberação deve ocorrer nos próximos dias.

Com a antecipação, o pagamento de janeiro e fevereiro que são feitos de forma escalonada, de 25 a 31 de cada mês, será efetuado de uma só vez para todos beneficiários. Em janeiro, o pagamento será no dia 18, e em fevereiro no dia 14. Só nos 52 municípios, mais de 150 mil famílias recebem o benefício, que varia entre R$ 36 (mínimo) e R$ 306 (máximo).

Os moradores que perderam os documentos pessoais e o cartão do Bolsa Família terão que apresentar a “Declaração Especial de Pagamento”, expedida pelas prefeituras, por meio de uma guia individual. A declaração é mensal e servirá para o pagamento do benefício do respectivo mês. Assim, deverá ser emitida vias distintas para o pagamento de janeiro e fevereiro de 2012.

No caso de beneficiário analfabeto, a prefeitura deverá colher impressão digital do cidadão, no lugar da assinatura prevista na declaração. A equipe de assistentes sociais da Sedese  e das 19 regionais também estão fazendo contato com os municípios, para informar sobre a antecipação. Esses funcionários também embarcam para os municípios que foram mais afetados pelas chuvas, onde vão prestar atendimento às vítimas e auxiliar na organização dos abrigos e demais ações.

Municípios já beneficiados

Até o momento, os salários do programa Bolsa Família serão liberados para os cadastrados nos municípios de Mathias Lobato, Espera Feliz, São Sebastião da Vargem Alegre, Vieiras, Dom Joaquim, Leopoldina, Itamarandiba, Jequitinhonha, Faria Lemos, São Domingos do Prata, Alpercata, Abre Campo, Ponte Nova, Formiga , Buritizeiro, Mariana, Florestal, Barra Longa, Acaiaca , Belo Horizonte, Itumirim, Jacinto, Paulistas, Joanésia, Santa Rita de Jacutinga, Pará de Minas, Braúnas, Setubinha,  São João do Oriente, Raposos, Vespasiano, Conceição do Pará, Alagoa, Claro dos Poções, Timóteo, São João da Mata, João Monlevade, Lima Duarte, João Pinheiro, Juatuba, Passabem, São Sebastião do Rio Preto, Poço Fundo, Brasília de Minas, Ibirité, São João Evangelista, Itabirito, Brumadinho, Cipotânea, Raul soares, Congonhas e Guiricema.

O Governo de Minas busca a liberação para os moradores das cidades de Ouro Preto, Ubá, Santo Antônio do Rio Abaixo, Jeceaba, São Pedro dos Ferros, Tarumim, Tumiritinga, Lamim, Itanhomi, Dona Euzébia, Viçosa, Senador Firmino, Conselheiro Lafaiete, Patrocínio do Muriaé, Visconde do Rio Branco, Guaraciaba, Moeda, Senador Modestino Gonçalves e Guidoval.