Gestão Anastasia: governo de Minas entrega mais 120 casas populares a famílias do Norte e Noroeste

Investimento total nas construções das casas foi de R$ 2,86 milhões, dentro do programa Lares Gerais

Divulgação / Cohab-MG
Famílias de baixa renda receberão neste fim de semana novos imóveis dentro do programa Lares Gerais
Famílias de baixa renda receberão neste fim de semana novos imóveis dentro do programa Lares Gerais

Mais 120 famílias de baixa renda do Norte e Noroeste do Estado recebem do Governo de Minas, por meio da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab-MG), neste fim de semana, as chaves da casa própria. As entregas vão ser realizadas nas cidades de Chapada Gaúcha, Santa Fé e Arinos, dentro do programa Lares Gerais Habitação Popular, em parceria com o programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal.

Na sexta-feira (20), às 18h, serão entregues 30 novas unidades dos conjuntos habitacionais Planalto III e IIIA para famílias do município de Chapada Gaúcha, no Norte de Minas.  O investimento do Governo de Minas na obra foi de R$ 1,12 milhão.

Já no sábado (21), às 16h, será a vez de mais 30 famílias de Santa Fé de Minas, também na região Norte, receberem suas novas moradias no Conjunto Habitacional Cristo Rei. O investimento do Tesouro Estadual no empreendimento foi de R$ 597 mil.

Em ambas as cidades, as chaves serão liberadas pelo gerente de Serviços e Logística da Cohab-MG, José Hertz Cardoso, representando o presidente da Companhia, Octacílio Machado Júnior. Também participarão da solenidade os prefeitos José Raimundo Ribeiro Gomes (Chapada Gaúcha) e Ronaldo Soares Campelo (Santa Fé de Minas).

Arinos

No domingo (22), às 10h, serão entregues outras 60 casas para famílias de baixa renda da cidade de Arinos, no Noroeste de Minas. As novas moradias compõem os conjuntos habitacionais Mais Crescer II e III, que também foram construídos por meio do programa Lares Gerais Habitação Popular da Cohab-MG. Duas dessas unidades são especiais e serão destinadas a pessoas com deficiência física.  O Governo de Minas aplicou na construção dos dois conjuntos R$ 1,14 milhão.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-entrega-mais-120-casas-populares-a-familias-do-norte-e-noroeste/

Governo de Minas: Cohab Minas entrega casas a 178 famílias do Sul do Estado

 

Trinta famílias de Ibiraci e 148 de Poços de Caldas receberão as casas do Estado

Trinta famílias de Ibiraci e 148 de Poços de Caldas receberão, nesta quarta (11) e sexta-feira (13), respectivamente, as chaves da casa própria nos conjuntos habitacionais construídos pela Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab Minas) nos dois municípios do Sul de Minas.

Em Ibiraci, o Conjunto Habitacional Residencial Carloto Ferreira, com 30 unidades, será inaugurado às 17h30. Em Poços de Caldas, a solenidade acontece às 10h, quando o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, e o presidente da Cohab Minas, Octacílio Machado Júnior, entregam as 148 casas do Conjunto Habitacional Loteamento Vila Matilde.

Das 148 unidades do novo conjunto de Poços de Caldas, 99 foram financiadas por mulheres responsáveis pelo domicílio e 31 por pessoas idosas, que também têm prioridade, segundo os critérios de seleção de candidatos à aquisição das casas ofertadas pelo Lares Geraes Habitação Popular, programa habitacional do Governo de Minas. Na construção do Conjunto Habitacional Loteamento Vila Matilde, o Governo de Minas investiu R$ 4.566.452,21. Em contrapartida, a prefeitura aplicou R$ 444.000,00 na doação do terreno e nas obras das redes de água, esgoto e energia elétrica.

Já em Ibiraci, 22 unidades foram adquiridas por mulheres e uma por idoso do total de casas do Conjunto Habitacional Residencial Carloto Ferreira. O investimento na construção feita pela Cohab Minas foi de R$ 1.019.930,70, sendo R$ 539.930.70 em recursos do Governo de Minas; R$ 390.000,00, do programa federal Minha Casa, Minha Vida; e R$ 90.000,00, da prefeitura municipal em doação e urbanização do terreno.

Sul de Minas

No ano de 2011 foram entregues no Sul de Minas 741 casas, em 19 municípios. Em 2012 já receberam novos conjuntos os municípios de Conceição da Aparecida; Alterosa; Itamonte; Piranguinho; Lambari e Serrania, totalizando outras 141 moradias, fora as 148 unidades de Poços de Caldas e 30 em Ibiraci.

De 2006 até agora, foram investidos R$ 183 milhões na construção de 7.432 casas (7.014 já entregues e 418 concluídas), sendo 6.827 do PLHP – Programa Lares Geraes Habitação Popular; 591 da parceria do PLHP com o Minha Casa, Minha Vida; e 14 da parceria com o FNHIS – Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social. Ao todo, 95 municípios da região já foram atendidos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cohab-minas-entrega-casas-a-178-familias-do-sul-do-estado/

Cohab Minas lança mutirão da escritura em Varginha e entrega títulos em Veríssimo e Três Corações

Objetivo é atender proprietários de imóveis quitados em conjuntos habitacionais dos municípios mineiros

A Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab-MG), com apoio da Câmara Municipal de Varginha, lança nesta quinta-feira (2) o Mutirão da Escritura no município do Sul de Minas. Com potencial para entrega de 756 documentos de posse definitiva dos imóveis, o mutirão chegará ao município com 351 escrituras para assinatura pelos proprietários. Os demais 405 donos de imóveis receberão ofício, solicitando documentos para elaboração e emissão das escrituras por parte da companhia.

A solenidade de lançamento acontecerá às 18h, no Ginásio do Sesi, e terá a participação do diretor Fradique Gurita (DHB); do presidente da Câmara, Verdi Lucio Melo; e outras autoridades municipais. Uma equipe da Câmara ficará responsável pela entrega dos ofícios, coleta e recebimento dos documentos, envio desses documentos à Cohab e coleta de assinatura nas escrituras.

O Mutirão da Escritura em Varginha atenderá aos proprietários de imóveis quitados em cinco conjuntos habitacionais (Centenário I, Centenário II, Sion, Tancredo Neves e Catanduvas). De acordo com a Gerência de Financiamento da Cohab, há 937 unidades habitacionais quitadas, todas passíveis de receberem a escritura. Os demais 181 imóveis quitados têm a documentação sob análise na gerência, para elaboração da escritura ou do ofício, caso necessário. Para o gerente Thieres Cordeiro, o número de documentos levados para o lançamento do mutirão é expressivo e fruto da experiência acumulada pela companhia e do empenho da equipe da GFI e parceiros. A Gerência de Patrimônio Imobiliário também é acionada nos mutirões da escritura, para fornecer dados dos imóveis que entram na elaboração dos documentos. “Será uma abertura de sucesso”, prevê Thieres

Veríssimo

Em Veríssimo, no Triângulo Mineiro, o mutirão da escritura se encontra em fase adiantada. Na sexta-feira (3), o diretor Fradique Gurita e a funcionária da Cohab Minas Vânia Tavares conduzirão, junto com o prefeito Luiz Carlos da Silva e vereadores, a entrega de 50 escrituras definitivas, uma vez que já foram assinadas pelo proprietário e retornaram para assinatura de diretores da companhia. No município há 90 unidades habitacionais quitadas no Conjunto Habitacional Ana Cláudia. O evento acontecerá às 19h, no Centro de Convivência do município.

Três Corações

Outro mutirão em andamento é o de Três Corações, no Sul de Minas, para o qual já estão prontas cerca de 100 escrituras definitivas. No município existem unidades quitadas nos conjuntos habitacionais Rio do Peixe, Peró I e Peró II. A entrega dos títulos oficiais de propriedade deve acontecer em 9 de fevereiro.

Fonte: Agência Minas

Blog do Anastasia – Governo de Minas: Cohab Minas recebe maior número de cotas do programa federal de habitação

BELO HORIZONTE (29/12/11) – Com um total de 3.711 cotas, a Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab Minas) fechou com sucesso o ano de 2011, ao obter, dentre as Cohabs de todo país, o maior volume de recursos do Minha Casa, Minha Vida 2, na oferta pública realizada pelo programa federal. Para a construção de casas em municípios com até 50 mil habitantes, durante os anos de 2012 e 2013, a companhia recebeu o equivalente a R$ 92,7 milhões, mais de duas vezes e meia o que conseguiu em 2009, quando captou R$ 37,7 milhões, valor correspondente a 2.645 cotas.

Com o número alcançado este ano, a Cohab Minas teve 12,66% das cotas distribuídas à região Sudeste e 3,45% das 107.348 que atenderão todo o país. Cada cota equivale ao subsídio de R$ 25.000,00. O custo de cada casa no MCMV 2 deverá variar entre R$ 38 mil e R$ 40 mil. A diferença  será coberta pela contrapartida de recursos do Fundo Estadual de Habitação, do Governo de Minas, que é fonte de 71% dos investimentos totais feitos até agora na construção de casas em Minas Gerais.

O presidente da Cohab, Octacílio Machado Júnior, atribui o expressivo aumento de cotas deste ano ao mérito da empresa em aumentar o número de casas construídas, somando os subsídios federais aos recursos destinados pelo Governo de Minas ao Lares Geraes Habitação Popular. Para o presidente, o resultado do leilão reforça o trabalho realizado pela Cohab Minas na primeira etapa do MCMV. “É um grande reconhecimento, embora seja insuficiente para o custeio da companhia nos próximos dois anos. Vamos trabalhar parcerias com o objetivo de atingir até 11 mil cotas para executar um programa mais consistente e que atenda a demanda que chega à Cohab Minas”, disse.

O diretor Administrativo e Financeiro da Companhia, Paulo Roberto Delgado, também considera que o resultado “vem com um bônus de eficiência à Cohab”. Segundo ele, em função do déficit habitacional, a empresa esperava em torno de 3.200 cotas. Ele lembra ainda que a companhia ampliou o número de casas construídas a partir do último leilão, levantando 2.816 cotas em parceria com o banco Bonsucesso.

O gerente de desenvolvimento da Diretoria de Desenvolvimento e Construção da COHAB, Cláudio Bisinoto, frisa outro aspecto positivo do repasse de recursos. “A casa a ser construída teve melhorias, e o valor da cota foi elevado do máximo de R$ 16 mil para R$ 25 mil”.

Fonte: Agência Minas