Governo de Minas realiza nova reunião de avaliação do período chuvoso

Próximas ações desenvolvidas serão focadas na reconstrução das cidades afetadas pelas chuvas e na prevenção para evitar desastres nos próximos anos

Carlos Alberto/Imprensa MG
O encontro foi promovido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais
O encontro foi promovido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais

O Governo de Minas realizou, nesta segunda-feira (13), na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), na Cidade Administrativa, a oitava reunião quinzenal de avaliação do período chuvoso no Estado. O encontro promovido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) definiu novas ações de resposta aos eventos adversos causados pelas chuvas – tanto para o atendimento emergencial quanto para o apoio operacional nas eventuais ocorrências.

Dentre elas, destaca-se o auxílio dado pelo Governo de Minas aos municípios que decretaram situação de emergência, para captação de recursos para a realização de obras de reconstrução das cidades junto ao governo federal. A Sedru, em parceria com a Cedec-MG, durante a última semana, prestou apoio técnico a 103 prefeituras para a elaboração e envio do Plano de Trabalho com as demandas de necessidades para recuperar os estragos causados pelas chuvas.

Ao todo, os municípios enviaram uma demanda de R$ 199,5 milhões em investimentos, que será apresentada e negociada, na próxima quarta-feira (15), em Brasília, pela Força Tarefa do Governo de Minas, comandada pelo Secretário da Sedru, Bilac Pinto. A Força Tarefa é encarregada de captar recursos para obras de prevenção de riscos e de recuperação dos estragos das chuvas no Estado, junto à Secretaria Nacional de Defesa Civil.

Ainda durante a reunião, foi apresentado o plano de capacitação técnica, que será implementado durante este ano, para que os municípios mais afetados pelas chuvas tenham condições de desenvolver e implementar seus planos e projetos específicos de recuperação e prevenção. O plano consiste na realização de dois cursos, um voltado para a realização de vistorias em locais atingidos por desastres e o outro para o planejamento de ações preventivas e de captação de recursos.

Para o secretário-adjunto da Sedru, Alencar Viana, o objetivo é que estas ações, realizadas em conjunto pelos diferentes órgãos do Estado, resultem em menos prejuízos e trabalho nos próximos períodos de chuva. “Os encontros promovidos pela Cedec-MG são importantes para que o Estado se alinhe para executar essas ações tão necessárias nas nossas cidades. Com o engajamento de vários órgãos do governo estamos voltando a uma normalidade e já pensando nas ações pros próximos anos, para diminuir a ocorrência de novas tragédias”, disse.

As reuniões técnicas da Cedec-MG fazem parte do conjunto de ações previstas no Plano de Emergências Pluviométricas (PEP) 2011/2012, lançado em outubro de 2011 pelo Governo de Minas. O PEP abrange detalhes sobre os recursos humanos e logísticos de todos os órgãos do Estado envolvidos no enfrentamento ao período chuvoso, com constante apoio às prefeituras.

Chuvas dão trégua

A previsão do tempo para os próximos dias aponta a diminuição de chuvas em todo o Estado. De acordo com o instituto Minas Tempo, a partir da próxima quarta-feira até o final do mês, a tendência é de que haja sol entre nuvens e pancadas de chuvas isoladas no fim do dia.

Mesmo com a trégua dada pela chuva, a Defesa Civil de Minas Gerais continua atenta para novas ocorrências, uma vez que o período chuvoso vai até o final de março. “Embora a meteorologia aponte um período de calmaria nos próximos dias, a Defesa Civil vai continuar focada em todas as ocorrências”, destacou o Diretor de Controle de Emergências da Cedec-MG, capitão BM Paulo Afonso Montezano.

Além da Sedru, participaram da reunião, representantes do Corpo de Bombeiros, das Polícias Militar e Civil, da Cemig, Copasa, Feam, Igam, Emater, Ruralminas e das secretarias de Estado de Transportes e Obras Públicas, Saúde, Planejamento e Gestão, Meio Ambiente, Desenvolvimento Social, e dos Vales Jequitinhonha, Mucuri e do Norte de Minas. Desde agosto do ano passado, o grupo promove reuniões de avaliação das ações do Governo de Minas durante o período de chuvas.

Medidas preventivas

Desde o início de 2011, o Governo de Minas vem realizando uma série de ações preparatórias para o enfrentamento ao período chuvoso, com foco nas medidas preventivas. A capacitação de agentes para atuação em situações de risco e os treinamentos para criação de Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec) nas cidades mineiras estão entre as principais providências tomadas pelo Estado.

Nos últimos oito anos, o número de Comdecs quase dobrou em Minas – saltando de 374, em 2004, para 696 atualmente. Apenas em 2011, o Governo de Minas estruturou a criação de 15 Comdecs. Além de oferecer a estrutura necessária para que todas as cidades mineiras criem coordenadorias locais, o governo oferece cursos de capacitação para agentes municipais e disponibiliza suporte técnico permanente a todas as Comdecs do Estado.

As ações do Estado também incluem a prorrogação de prazo para recolhimento do ICMS e a remissão do pagamento de IPVA, além de inúmeras facilidades para pagamento das contas de água e luz de moradores das cidades atingidas pelas chuvas. O Governo assegurou ainda a reconstrução de pelo menos 650 casas destruídas pelas enchentes, criou linhas de crédito especiais do BDMG para empresários e produtores rurais que sofreram prejuízos em decorrência dos temporais e decidiu adiantar os recursos do Piso Mineiro de Assistência Social aos municípios em situação de emergência.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: campanha de arrecadação para vítimas das chuvas recebe 1,2 mil toneladas em donativos

Nos últimos 30 dias, milhares de mineiros atenderam ao chamado de solidariedade e ajudaram com 1,2 mil toneladas em donativos para as famílias desabrigadas pelas chuvas no Estado

O Movimento Minas Solidária – representado pelo Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) –  agradece a cada um dos mineiros que têm participado do esforço de arrecadação de donativos e, nesse momento, solicita que sejam interrompidas as doações de roupas e utensílios domésticos, tendo em vista o grande volume já arrecadado.

A campanha continua recebendo doações financeiras em duas contas bancárias: Bradesco – Agência 3421-5 – Conta Corrente 49.709-6; Banco do Brasil – Agência 1229-7 – Conta Corrente 64529-X. Esses recursos serão utilizados com o acompanhamento do Ministério Público do Estado de Minas Gerais para apoiar as pessoas no retorno à sua rotina familiar. A destinação dos recursos será tornada pública.

Medidas preventivas

Desde o início do ano passado, o Governo de Minas vem realizando uma série de ações preparatórias para o enfrentamento ao período chuvoso, com foco nas medidas preventivas. A capacitação de agentes para atuação em situações de risco e treinamentos para criação de Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec) nas cidades mineiras estão entre as principais providências tomadas pelo Estado.

Nos últimos oito anos, o número de Comdecs quase dobrou em Minas – saltando de 374, em 2004, para 696 atualmente. O Governo disponibiliza suporte técnico permanente a todas as Comdecs, além de promover reuniões técnicas quinzenais para avaliação das medidas de enfrentamento às chuvas. Em outubro do ano passado, o Governo de Minas lançou o Plano de Emergências Pluviométricas 2011/2012, que abrange detalhamentos sobre os recursos humanos e logísticos de todos os órgãos do Estado, com constante apoio às prefeituras.

As ações do Estado também incluem a prorrogação de prazo para recolhimento do ICMS, a remissão do pagamento de IPVA e inúmeras facilidades para pagamento das contas de água e luz nas cidades atingidas pelas chuvas. O Governo assegurou, ainda, a reconstrução de pelo menos 650 casas destruídas pelas enchentes, criou linhas de crédito especiais do BDMG para empresários e produtores rurais e decidiu adiantar os recursos do Piso Mineiro de Assistência Social aos municípios em situação de emergência.

Fonte: Agência Minas

 

Governo de Minas: ações humanitárias da Defesa Civil Estadual recebem mais um importante reforço

Telefônica/Vivo cede aparelhos celulares para apoio operacional em regiões atingidas pelas chuvas em Minas
Osvaldo Afonso/Imprensa MG
E/D: Major Edylan; diretor da Vivo, Carlos Cipriano; coronel Luís Martins; coronel Fabiano e o assessor do governador, José Emílio
E/D: Major Edylan; diretor da Vivo, Carlos Cipriano; coronel Luís Martins; coronel Fabiano e o assessor do governador, José Emílio

As ações de enfrentamento ao período chuvoso em Minas contam agora com mais um importante reforço. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec-MG) recebeu, nesta quinta-feira (2), a doação de 20 aparelhos celulares da operadora Telefônica/Vivo. A empresa de telefonia já é parceira da Cedec-MG desde setembro de 2011. Além dos aparelhos, a Telefônica/Vivo repassará, pelo período de três meses, créditos mensais a cada linha cedida à Defesa Civil.

Desde o início do período chuvoso no Estado, a Telefônica/Vivo gerencia um sistema especial de envio de mensagens em formato SMS com alertas meteorológicos, tanto para clientes da operadora, quanto para agentes de Defesa Civil de municípios espalhados por todas as regiões de Minas.

Os serviços já prestados pela companhia representam um importante aliado nos trabalhos desenvolvidos pela Cedec, conforme afirma o coordenador estadual de Defesa Civil e chefe do Gabinete Militar do Governador, coronel Luis Carlos Martins. Segundo ele, essa nova parceria estabelecerá, no Estado, um novo marco no auxílio às missões humanitárias da Cedec.

“As ações da Defesa Civil serão potencializadas significativamente por meio desta iniciativa, que trará mais agilidade à comunicação junto aos municípios”, afirmou o coronel Martins, que recebeu, nesta quinta-feira, o diretor regional da Telefônica/Vivo em Minas Gerais, Carlos Cipriano, em reunião no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa.

De acordo com o diretor, essa nova parceria tem o objetivo de se somar às ações realizadas pela Defesa Civil Estadual, sobretudo, junto aos moradores de cidades atingidas pelas chuvas. “Essa não é primeira vez em que nos aliamos ao poder público em prol da sociedade. Desde outubro, a operadora está encaminhando SMS aos clientes com alertas meteorológicos, conforme parceria firmada com a Defesa Civil até abril. Já foram enviados mais de 600 mil mensagens de mobilização. A operadora é ainda, parceira, da Secretaria de Estado de Saúde em diversas ações de combate à dengue”, disse.

Cipriano destacou ainda que a Telefônica/Vivo está mobilizada para dar sua contribuição à rede de solidariedade às vítimas das chuvas em Minas. “Esta parceria faz com que a companhia esteja ao lado do cidadão até em momentos adversos. A proatividade do Governo de Minas é um estímulo para que a empresa continue exercendo seu papel social junto à população mineira”, completou.

Os aparelhos cedidos pela companhia telefônica serão distribuídos aos agentes da Defesa Civil, tanto para o atendimento emergencial quanto para o apoio operacional nas eventuais ocorrências. “Temos conseguido minimizar os danos em períodos adversos, mesmo diante de um volume de chuvas sem precedentes na história. Os aparelhos celulares serão essenciais para dar mais agilidade às medidas preventivas, já que representam um auxílio para a comunicação entre a Cedec e os órgãos públicos municipais”, destacou o coronel Martins.

“A Telefônica/Vivo dá mais um importante passo para que, inclusive, outras empresas possam se sensibilizar com este tipo de iniciativa. Ao colaborar com as ações da Defesa Civil, a empresa pratica o pleno exercício da cidadania”, enalteceu o coronel. Além da Telefônica/Vivo, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil mantém parcerias com a Coca Cola Femsa e o Grupo Iveco.

Medidas preventivas

Desde o início do ano passado, o Governo de Minas vem realizando uma série de ações preparatórias para o enfrentamento ao período chuvoso, com foco nas medidas preventivas. A capacitação de agentes para atuação em situações de risco e os treinamentos para criação de Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec) nas cidades mineiras estão entre as principais providências tomadas pelo Estado.

Nos últimos oito anos, o número de Comdecs quase dobrou em Minas – saltando de 374, em 2004, para 696 atualmente. O governo disponibiliza suporte técnico permanente a todas as Comdecs, além de promover reuniões técnicas quinzenais para avaliação das medidas de enfrentamento às chuvas. Em outubro do ano passado, o Governo de Minas lançou o Plano de Emergências Pluviométricas 2011/2012, que abrange detalhamentos sobre os recursos humanos e logísticos de todos os órgãos do Estado, com constante apoio às prefeituras.

As ações do Estado também incluem a prorrogação de prazo para recolhimento do ICMS, a remissão do pagamento de IPVA e inúmeras facilidades para pagamento das contas de água e luz nas cidades atingidas pelas chuvas. O Governo assegurou, ainda, a reconstrução de pelo menos 650 casas destruídas pelas enchentes, criou linhas de crédito especiais do BDMG para empresários e produtores rurais e decidiu adiantar os recursos do Piso Mineiro de Assistência Social aos municípios em situação de emergência.

Fonte: Agência Minas

Blog do Anastasia – Governo de Minas e Prefeitura de Divinópolis criam sistema de comando de operações

DIVINÓPOLIS (05/01/12) – O Governo de Minas implementou, em parceria com a Prefeitura de Divinópolis, um sistema de comando de operações para avaliar e definir ações de enfrentamento aos danos causados pelas chuvas no Centro-Oeste do Estado. Formado por representantes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, da Defesa Civil municipal, da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e por algumas secretarias da prefeitura, o grupo se reúne diariamente em virtude da elevação do rio Piracicaba, que atingiu cerca de 20 bairros do município e parte da zona rural.

O comandante do 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, tenente-coronel Luiz Matos, explica que o sistema de comando foi criado com o objetivo de avaliar a situação dos órgãos envolvidos e se todos os atendimentos com relação ao período chuvoso estavam sendo realizados. “Classifico esse tipo de ação como indispensável em momentos como o que estamos passando em Divinópolis. O importante é que neste tipo de ação conjunta cada órgão saiba o seu papel”, destacou Matos.

A opinião sobre a importância do sistema de comando de operações também é compartilhada pelo coordenador da Defesa Civil de Divinópolis, Adilson Quadros. “A formação desse grupo facilita o nosso trabalho, diminui custos, aumenta a eficiência e evita que a mesma ação seja feita por dois órgãos ao mesmo tempo. Com certeza, a formação do sistema de comando de operações ajudou para que não tivéssemos nenhuma vítima fatal em nosso município”, frisou Quadros. O município recebe constante apoio do Governo de Minas, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

Restabelecimento da normalidade

Em Divinópolis, as águas do Rio Itapecerica chegaram a 7,5 metros acima do nível na última segunda (2) e terça-feira (3). De acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) e o Corpo de Bombeiros, a situação na cidade começou a se normalizar na quarta-feira (4) e nesta quinta-feira (5) e as águas do Rio Piracicaba já se encontram 3,9 metros acima do nível. Segundo o Corpo de Bombeiros, não há mais regiões alagadas em Divinópolis.

Desde segunda-feira (2), 71 ocorrências foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros no município. “Além de Divinópolis, atualmente estamos com viaturas de prontidão nos municípios de Carmo do Cajuru, Conceição do Pará e também no bairro Jardim Candelária, em Divinópolis”, destacou o tenente-coronel Luiz Matos.

“Continuamos com o trabalho preventivo, já que há previsão de precipitações de cerca de 100 milímetros para o próximo final de semana no município. Buscamos sempre conscientizar a população sobre a importância de se manter alerta e sobre a melhor hora de voltarem para as suas casas”, afirmou o tenente- coronel Luiz Matos, responsável pelo 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Divinópolis.

De acordo com a Copasa, cerca de 70% do município já está com o fornecimento de água restabelecido. A previsão é de que até, nesta sexta-feira (6), 100% do abastecimento de água no município já esteja restituído. Em alguns bairros da cidade, onde a água ainda não foi restabelecida, a Copasa disponibilizou sete caminhões- pipa para atender os moradores. Durante a enchente que atingiu o município 627 pessoas foram afetadas.

Fonte: Agência Minas