Governo de Minas: Agostinho Patrus Filho participa de abertura oficial do Brasil Sabor

Festival vai movimentar o turismo e a economia da capital e do interior

Divulgação / Setur
O secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, e o presidente da Abrasel MG, Fernando Junior, durante abertura oficial do Brasil Sabor
O secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, e o presidente da Abrasel MG, Fernando Junior, durante abertura oficial do Brasil Sabor

O secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, participou, na noite desta quarta-feira (03), da abertura oficial do festival gastronômico Brasil Sabor. Com o tema “Quem tem boca vai a Roma”, a sétima edição do festival conta com a participação de mais de 80 estabelecimentos, em 19 cidades, abrangendo 12 Circuitos Turísticos Mineiros. Até o dia 3 de junho, os restaurantes participantes do Brasil Sabor têm o desafio de fazer pratos que homenageiam a Itália, abusando da criatividade.

Agostinho Patrus lembrou que Minas Gerais é um destino turístico reconhecido nacional e internacionalmente por sua culinária e parabenizou a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) pela realização do festival. “Além de incrementar o calendário de atividades dos municípios, eventos como este nos capacitam cada vez mais para receber com qualidade o exigente turista internacional que estará aqui nos próximos anos para eventos como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo”, destacou.

O secretário ainda ressaltou a importância da imigração italiana no Estado. “O tema deste ano é uma homenagem que vem unir ainda mais brasileiros e italianos, que tem uma longa história juntos”. De acordo com a Câmara Italo Brasileira de Comércio, Indústria e Artesanato de Minas Gerais, já são mais 30 milhões de descendentes de italianos no Brasil. Em Minas, vivem 1,5 milhão deles, representando cerca de 7,5% da população do Estado. Em Belo Horizonte, 30% da população descende de italianos.

De acordo com o presidente da Abrasel MG, Fernando Junior, o objetivo do evento é valorizar, além da culinária regional, a miscigenação de raças que compõe o povo brasileiro. “Temos uma grande quantidade de imigrantes italianos no Brasil, e isso fez com que nossa culinária tenha fortes influências da ‘terra da bota’. O intercâmbio entre países sempre traz um ganho a mais para nossa gastronomia local”, afirmou.

Brasil Sabor

Com a participação de 83 restaurantes de Minas, o Brasil Sabor também pode ser uma boa opção para fazer turismo e conhecer a culinária local de algumas cidades. Além da capital, participam estabelecimentos de Alto Caparaó, Barbacena, Betim, Conselheiro Lafaiete, Contagem, Diamantina, Itaúna, Juiz de Fora, Monte Verde, Nova Lima, Ouro Preto, Sabará, São João del-Rei, Tiradentes, Florestal, Varginha, Lima Duarte, Brumadinho e Cachoeira do Campo.

Para orientar e facilitar a escolha dos restaurantes pelo público será distribuído um guia com a relação de todos os estabelecimentos. O roteiro traz os nomes e endereços dos restaurantes e uma breve descrição das iguarias. As casas também investiram em treinamento para os funcionários, que informarão ao visitante sobre o prato da casa selecionado para o evento.

Os pratos inscritos no festival serão comercializados a preços diferenciados. Em Minas, o valor médio é de R$48,50 com variação entre R$10 e R$87. A expectativa é de que sejam vendidos mais de 30 mil pratos, e que seja gerada uma movimentação financeira de cerca de R$ 1,5 milhão em Minas.

Confira a lista dos estabelecimentos participantes no site: www.brasilsabor.com.br 

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/agostinho-patrus-filho-participa-de-abertura-oficial-do-brasil-sabor/

Governo de Minas: cidades mineiras se preparam para Conferência da Pessoa com Deficiência

Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até 30 de abril, conferências municipais ou regionais

Os municípios mineiros estão se mobilizando, desde março deste ano, para promover melhorias das políticas públicas destinadas às pessoas com deficiência. Mais de 50 cidades estão envolvidas e vão promover, até o dia 30 de abril, conferências municipais ou regionais para discutir e elaborar propostas a serem apresentadas no encontro estadual, marcado para 19 a 21 de junho, em Belo Horizonte.

Com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), os municípios provocam discussões divididas em quatro eixos: Educação, esporte, trabalho e reabilitação profissional; acessibilidade, comunicação, transporte e moradia; saúde, prevenção, reabilitação, órteses e próteses; segurança, acesso à justiça, padrão de vida e proteção social adequados.

Os municípios de Varginha, Timóteo, Governador Valadares, São Tomé das Letras, Araguari, Três Corações e Itabira já realizaram suas conferências e apresentaram demandas que podem ser transformadas em políticas públicas em prol das pessoas com deficiência de todo o Estado.

“Com a apresentação das propostas, vamos saber o que os municípios precisam e querem do Estado. Além disso, teremos discussões importantes para a elaboração do Plano Estadual de Políticas para Pessoas com Deficiência”, destacou a coordenadora Especial de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência, Ana Lúcia Oliveira.

Cada conferência elege delegados para representarem os respectivos municípios na III Conferência Estadual ‘Um Olhar para a Convenção Sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência’. O evento será promovido pela Sedese, por meio da Coordenadoria de Apoio e Assistência à Pessoa com Deficiência (Caade), e pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conped).

O encontro estadual visa o processo de construção e reestruturação das Redes Estadual e Nacional de Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, além de identificar avanços, desafios e priorizar as demandas no âmbito estadual e federal. A expectativa é que cerca de 40 propostas, oriundas da conferência estadual, sejam levadas à Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília, de 3 a 6 de dezembro.

Próximas conferências

24 de abril – Limeira, Rosário de Limeira, Sabará, São Lourenço, Três Marias e Martinho Campos

25 de abril – Itajubá, São Tomé das Letras, Uberlândia.

26 de abril – Araxá, Barbacena, Capelinha, Cássia, Cláudio, Coronel Fabriciano, Lassance, Lavras, Piraúba, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, Uberaba.

27 de abril – Brumadinho, Cataguases, Guarani, Itapecirica, Ouro Preto, Poços de Caldas, Santa Luzia e São João do Paraíso.

28 de abril – Divinópolis, Ipatinga,

30 de abril – Piumhi, São João del-Rei.

Informações sobre as conferências municipais devem ser solicitadas por meio do e-mail: conferenciapcd@social.mg.gov.br.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/cidades-mineiras-se-preparam-para-conferencia-da-pessoa-com-deficiencia/

Governo de Minas: Inhotim em Brumadinho é o segundo museu mais visitado do Brasil

O Centro Cultural Banco do Brasil lidera a lista com 4,5 milhões de vistantes em 2011. Em segundo, o Inhotim recebeu 768 mil visitantes.

O levantamento é do Instituto brasileiro de museus (Ibram)

Veja a matéria completa no site de O Globo

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/inhotim-em-brumadinho-e-o-segundo-museu-mais-visitado-do-brasil/

Gestão Antonio Anastasia: Minas Gerais será referência em tecnologias da saúde

Complexo tecnológico vai reunir grandes instituições da área de biotecnologia da saúde na RMBH

O Estado lidera a discussão para ser cluster também de inovação em tecnologias para a saúde dentro do projeto Polo de Excelência em Inovação Ambiental.  Um passo importante foi dado nesta semana, quando a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Inhotim, Cetec-Senai, Labtest e o Centro de Pesquisa René Rachou se reuniram, sob coordenação da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), para elaborar o planejamento estratégico do Complexo Tecnológico da Saúde, que será instalado no município de Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

“O Governo de Minas tem se pautado na excelência pelo planejamento, e dentro do portfólio de ações consideradas prioritárias para alavancar o desenvolvimento do Estado, a inovação ambiental está incluída. Sabemos que é um desafio, não só por se falar em meio ambiente, mas no que toca a nossa inserção na economia verde, dentro de uma nova perspectiva de mundo. O mercado é único e global e estamos inseridos nesse contexto comprometidos com a questão ambiental”, disse o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação Social, Vicente Gamarano.

O Complexo Tecnológico da Saúde (CTS) integrará o Polo de Excelência em Inovação Ambiental, projeto do Governo de Minas em parceria com o Inhotim que busca criar novas oportunidades de negócios em economia verde ou de baixo carbono, reunindo massa crítica e expertise. A iniciativa envolve a inovação em um conjunto de atividades produtivas de bens e serviços relacionados à biotecnologia, produção e distribuição de medicamentos, vacinas e reagentes para diagnóstico, que são de importância fundamental para o projeto nacional de desenvolvimento.

“A reunião desta semana tem como ponto central a apresentação da estruturação do Complexo a parceiros estratégicos, para que o seu posicionamento, no contexto brasileiro, seja feito de modo a criar movimentos novos e não duplicar estruturas. Nesse primeiro momento, faremos uma discussão mais ampla do que os parceiros enxergam como necessário ao mercado e a situação brasileira hoje na área de saúde”, explicou o diretor-presidente do grupo Horizontes Inhotim, Rodrigo Oliveira.

A implantação do Complexo Tecnológico da Saúde será iniciada a partir do que for considerado como prioritário pelos parceiros. Eles já entraram em acordo da necessidade de se criar um repositório internacional de células e agentes infecciosos oriundos das várias regiões do Brasil e do mundo. Este espaço será instalado no CTS e será desenvolvido em parceria com instituições internacionais.

“O repositório é de fundamental importância para o desenvolvimento da pesquisa brasileira e mundial, sendo também estratégico para a segurança nacional. Será um dos grandes atrativos para o desenvolvimento de projetos e programas em cooperação nas várias áreas da ciência”, esclareceu o coordenador do Polo de Excelência em Inovação Ambiental, Filipe Barros.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-gerais-sera-referencia-em-tecnologias-da-saude/

Governo de Minas: Centros Vocacionais Tecnológicos qualificam cidadãos e fazem trabalho social

Unidades voltadas para qualificação profissional consolidam parcerias com entidades para desenvolver seus trabalhos sociais

Divulgação/Sectes MG
Funcionária do CVT de Patos de Minas ministra palestra sobre qualificação profissional para jovens de escolas públicas de Presidente Olegário
Funcionária do CVT de Patos de Minas ministra palestra sobre qualificação profissional para jovens de escolas públicas de Presidente Olegário

A Rede CVT Mineira tem expandido suas ações para toda a comunidade. Nos últimos meses, várias unidades formalizaram parcerias com instituições locais e nacionais com o intuito de ampliar o trabalho que fazem para desenvolver a inclusão social.

O Centro Vocacional Tecnológico (CVT) de Brumadinho, localizado na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), e a empresa de medicamentos LG Farma, realizou ação itinerante na zona rural de Melo Franco. O objetivo foi atender à comunidade carente com serviços de saúde, nutrição e orientação de causas jurídicas. O projeto Reciclando com Arte – promovido pelo CVT desde 2011 e formado por artesãs da região – organizou oficina. “Iniciativas como essa, possibilitam que o CVT de Brumadinho desenvolva ações fora de seu espaço, abrangendo assim um público diversificado”, esclareceu a coordenadora do Núcleo de Apoio ao Empreendedor (Nae) do CVT de Brumadinho,Mariza Elizaria.

Em Formiga, no Oeste de Minas, a equipe do CVT reafirmou parceria com o Tiro de Guerra TG 04030. Em 2011, o CVT recebeu atiradores para realizarem os mais de 40 cursos de ensino a distância que a unidade oferece, além das capacitações presenciais, como eletricidade básica e manutenção de computadores. Neste ano, a unidade de Formiga espera receber mais integrantes do Tiro de Guerra 04030, por isso reuniu-se, neste final de mês, com o Subtenente de Engenharia, Nilson Alcântara, o 1º Sargento de Infantaria, Alessandro Marcos de Pádua, e alguns atiradores para divulgar os cursos ofertados na unidade. A equipe expôs os serviços disponíveis no portal do Governo de Minas, como a emissão do documento de arrecadação estadual (DAE) para produção da Carteira de Identidade – 1ª e 2ª via – e a emissão de boletim resumo para renovação de CNH.

O combate às drogas foi o que mobilizou o CVT de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, a trabalhar junto com o Conselho Municipal de Assistência Social e o Instituto Social Viva a Vida (Sovida). As entidades organizaram no CVT palestra sobre o Programa de Auxílio Comunitário ao Toxicômano. Durante oito horas, o palestrante, Padre Vitor Hugo, especialista em fazendas terapêuticas, orientou profissionais no exercício de combate às drogas. Temas como esse e o papel da família na prevenção, recuperação e ressocialização do dependente químico foram discutidos com as mais de 50 profissionais, entre médicos, assistentes sociais, psicólogos e pedagogos. “O nosso foco é possibilitar que entidades municipais trabalhem com a recuperação de dependência química para consolidar uma rede de parcerias e autoajuda para enfrentar o problema das drogas em Ituiutaba”, destacou o coordenador geral do CVT de Ituiutaba, André Luis de Oliveira.

A unidade de Monte Azul, no Norte de Minas, com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), da Prefeitura Municipal e da Câmara dos vereadores realizou a Rua do Lazer para as crianças do bairro Novo Alvorada. O evento possibilitou que crianças comessem e brincassem gratuitamente, além de cortarem e arrumarem os cabelos com os formandos do curso de cabelereiro do CVT. Além disso, esses alunos entregaram mais de 100 brinquedos, arrecadados durante as aulas no CVT de atendimento ao público, para as crianças. “Este dia de beleza e lazer promovido no Bairro Novo Alvorada trouxe aos moradores diversão, alegria, e, principalmente, beleza e autoestima”, ressaltou o coordenador geral do CVT, Ramon Custódio. A Rua do Lazer é um projeto do CVT de Monte Azul. Ela trabalha na divulgação dos cursos que a entidade promove e possibilita que seus alunos pratiquem o que aprenderam.

O CVT de Patos de Minas, em parceria como Senac Minas, avançou as fronteiras do município e foi a Presidente Olegário (Alto Paranaíba) para apresentar os cursos do portal da inclusão digital e ressaltar a importância da qualificação profissional, sobretudo aos jovens do ensino médio que estão em período de escolha profissional. A palestra foi realizada na carreta itinerante do Senac Minas, que recebeu mais de 300 alunos da rede pública. Além do trabalho do CVT, os jovens tiveram esclarecimentos sobre drogas e orientação profissional.

Saúde e cidadania são os temas trabalhados pelo Projeto Ação Legal, desenvolvido pelo CVT de Taiobeiras, no Norte de Minas, em parceria com a secretaria municipal de Saúde e a prefeitura local. O programa leva serviços gratuitos de saúde preventiva e cidadania, envolvendo entidades como Correios, Cartório Eleitoral, Polícia Militar e Civil, Conselho Tutelar e Antidrogas. A primeira ação foi promovida na zona rural de Lagoa Grande e na comunidade de Mirandópolis. De acordo com o coordenador geral do CVT de Taiobeiras, Welton Silveira, ao todo serão oito ações incluindo todos os bairros da cidade, numa tentativa de divulgar o CVT e estabelecer parcerias estratégicas. “Com esse projeto, queremos tornar ainda mais pública as ações do CVT e do Núcleo de Apoio ao Programa Saúde Família (Nasf), por meio dos diversos parceiros que aderiram ao projeto. Sou grato ao apoio da Prefeitura e da Câmara Municipal e, principalmente, às pessoas que estão sendo beneficiadas com os nossos serviços”, afirma Welton.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/centros-vocacionais-tecnologicos-qualificam-cidadaos-e-fazem-trabalho-social/

Governo de Minas: Programa Jovem Comunicador é lançado no município de Brumadinho

O programa é voltado para o público com idade entre 14 e 24 anos e visa proporcionar aos jovens um primeiro contato com o universo midiático

Filipe Diniz
O programa é voltado para jovens com idade entre 14 e 24 anos
O programa é voltado para jovens com idade entre 14 e 24 anos

Com o apoio da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), por meio da Subsecretaria da Juventude, o Instituto Inhotim lançou, nesta quarta-feira (14), em Brumadinho, o programa Jovem Comunicador, voltado ao público com idade entre 14 e 24 anos, residente no município da região Central do Estado.

A ideia é proporcionar aos jovens um primeiro contato com o universo midiático e, a partir dessa iniciação, incentivá-los a produzir conteúdos de acordo com suas realidades. Para a diretora-executiva do Instituto Inhotim, Roseni Rosângela de Sena, o intuito é “despertar o senso crítico e promover a formação política dos jovens”. Para isso, serão oferecidas, a partir de 21 de março, oficinas gratuitas de blogs e redes sociais, fotografia e teatro, com duração total de 12 horas/aula para cada modalidade.

“Nossa ideia não é instrumentalizar esses jovens, e sim utilizar de tais ferramentas midiáticas para formação política e para o desenvolvimento da consciência cidadã”, salienta a diretora-executiva. Ela diz ainda que, dessa maneira, eles poderão se integrar no espaço e nos grupos em que convivem, atuando de forma participativa e propositiva, “para que sejam sujeitos históricos em todos esses espaços nos quais frequentam”.

O subsecretário da Juventude, Gabriel Azevedo, explica que o mundo tem exemplos exitosos quando o assunto é o desenvolvimento de projetos relacionados à juventude, cultura, arte e meio ambiente. “Medelin, na Colômbia, e Barcelona, na Espanha, são cidades que conseguiram protagonizar o jovem utilizando estes temas e é a partir de tais experiências que iniciamos, em Brumadinho, este programa que visa contribuir com o empoderamento de nossos jovens. Inhotim, um espaço tão rico em arte e botânica, é um ambiente propício para essa experimentação”, analisa o subsecretário.

Neste primeiro semestre, foram abertas 60 vagas destinadas aos alunos das escolas estaduais Paulina Aluotto Ferreira, Paulo Neto Alkimin e Padre Machado. As aulas serão realizadas no Centro da Juventude e no Instituto Inhotim (rua José Maria Bibiano, 381, no bairro Santa Efigênia), sempre às quartas-feiras, durante 3 meses. A analista de inclusão social e coordenadora do Jovem Comunicador, Ângela Campos, conta que os alunos terão conteúdo teórico e prático, além de infraestrutura adequada para as oficinas, com computadores, máquinas fotográficas e material didático.

José Maria Amaral Moreira Martins, de 14 anos, é um dos inscritos na oficina de teatro. “Quem fica parado não vai pra frente e por esse motivo participarei deste programa, que irá me ajudar a me comunicar melhor”, conta. Mesmo tão novo, ele já ministra palestras sobre meio ambiente e sustentabilidade na escola e participa de peças de teatro. “Meu pai é catador de papéis e, mesmo com todas as dificuldades financeiras, ele me ensinou a correr atrás. Depois desta oficina quero fazer outras”, diz o garoto.

O programa Jovem Comunicador também conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Brumadinho, por meio da Secretaria Municipal de Ação Social.

Fonte: Agência Minas

Governo de Minas: Secretaria de Estado de Turismo monitora cidades afetadas pelas chuvas

Trabalho realizado pelo Governo de Minas para divulgar situação de normalidade nos municípios turísticos minimizou prejuízos com os cancelamentos das viagens

As 27 cidades turísticas afetadas pelas chuvas no mês de janeiro vêm sendo monitoradas pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur). Estimativas apontam que a média da diminuição da taxa de ocupação hoteleira nesses municípios ficou em torno de 13,3% no último mês.

De acordo com o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, o trabalho realizado pelo Governo de Minas e parceiros para divulgação da situação de normalidade nos municípios turísticos atingidos foi importante para que os prejuízos com os cancelamentos das viagens fossem minimizados.

“Entidades do trade, prefeituras e circuitos turísticos participaram da iniciativa de informar à sociedade de que essas cidades estavam com acessos e atrativos turísticos sem restrições e, por isso, de portas abertas para receber o visitante. Sem essa iniciativa, a queda da taxa de ocupação hoteleira poderia ter sido maior”, ressalta Patrus Filho.

Casos semelhantes ocorridos no Rio de Janeiro no ano passado trouxeram prejuízos maiores às cidades atingidas pelas chuvas. Angra dos Reis, por exemplo, que passou por deslizamentos de terra com dezenas de vítimas no Réveillon, de 2010 para 2011, apresentou redução de 53% das reservas no mês de janeiro de 2011. Já o município de Petrópolis, que sofreu com a mesma situação, teve 79% das reservas do mesmo mês canceladas e 87,25% de cancelamentos no Carnaval do ano passado, segundo pesquisa do Petrópolis Convention & Visitors Bureau.

Boas perspectivas

Em Ouro Preto, um dos mais tradicionais e procurados destinos turísticos de Minas Gerais, conhecido internacionalmente por sua riqueza e arquitetura colonial de estilo barroco, houve queda no percentual de ocupação hoteleira de cerca de 20% em relação a janeiro do ano passado, devido às quedas de barreiras e obstrução das estradas no período chuvoso.

“Estamos otimistas, pois na segunda quinzena de janeiro o município já teve uma boa procura por hospedagens, principalmente por famílias. Para fevereiro, nossos 100 hotéis e pousadas de pequeno porte, que totalizam dois mil leitos, têm garantia de 60% de suas reserva”, enfatizou a presidente regional da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Regional/Circuito do Ouro (ABIH), Sônia Vianna.

O secretário municipal de Turismo de Tiradentes, Felipe Barbosa, afirma que as chuvas não trouxeram grandes danos ao turismo da cidade, de forma que a ocupação dos leitos totalizados no município não foi afetada. Segundo ele, a ocupação hoteleira da cidade gira agora em torno de 85%.

“Logo após as chuvas, nosso município realizou um de seus principais eventos, que é a Mostra de Cinema. A iniciativa aqueceu o movimento local, proporcionou lotação máxima da rede hoteleira e, ainda, foi uma oportunidade de mostrarmos que nossa a cidade continua linda e com todos os seus atrativos à disposição do público”, enfatizou Barbosa.

Levantamento

Das 224 cidades mineiras que decretaram situação de emergência até o momento, 27 têm o turismo como uma de suas principais atividades econômicas. São elas: Alfenas, Barbacena, Brumadinho, Capitólio, Conceição do Mato Dentro, Congonhas, Coronel Xavier Chaves, Diamantina, Divinópolis, Formiga, Governador Valadares, Itabirito, Lavras, Lima Duarte, Mariana, Moeda, Montes Claros, Muriaé, Nova Lima, Ouro Preto, Pirapora, Prados, Santa Bárbara, Santos Dumont, São João del-Rei, Serro e Tiradentes.

A situação das cidades quanto aos acessos e atrativos turísticos está disponível no endereço http://www.minasgerais.com.br .

Fonte: Agência Minas

Blog do Anastasia – Governo de Minas consegue que Bolsa Família seja pago antecipadamente a atingidos pelas chuvas

BELO HORIZONTE (05/01/12) – O Governo de Minas conseguiu que o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) antecipe o pagamento do benefício do Bolsa Família para pessoas que participam do programa e moram nas 52 cidades que decretaram estado de emergência até quarta-feira (4). O pagamento será referente aos meses de janeiro e fevereiro.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), que pediu a autorização em nome do Governo de Minas, trabalha agora para estender a antecipação para os moradores dos 19 municípios que tiveram situação de emergência decretada nas últimas horas. A liberação deve ocorrer nos próximos dias.

Com a antecipação, o pagamento de janeiro e fevereiro que são feitos de forma escalonada, de 25 a 31 de cada mês, será efetuado de uma só vez para todos beneficiários. Em janeiro, o pagamento será no dia 18, e em fevereiro no dia 14. Só nos 52 municípios, mais de 150 mil famílias recebem o benefício, que varia entre R$ 36 (mínimo) e R$ 306 (máximo).

Os moradores que perderam os documentos pessoais e o cartão do Bolsa Família terão que apresentar a “Declaração Especial de Pagamento”, expedida pelas prefeituras, por meio de uma guia individual. A declaração é mensal e servirá para o pagamento do benefício do respectivo mês. Assim, deverá ser emitida vias distintas para o pagamento de janeiro e fevereiro de 2012.

No caso de beneficiário analfabeto, a prefeitura deverá colher impressão digital do cidadão, no lugar da assinatura prevista na declaração. A equipe de assistentes sociais da Sedese  e das 19 regionais também estão fazendo contato com os municípios, para informar sobre a antecipação. Esses funcionários também embarcam para os municípios que foram mais afetados pelas chuvas, onde vão prestar atendimento às vítimas e auxiliar na organização dos abrigos e demais ações.

Municípios já beneficiados

Até o momento, os salários do programa Bolsa Família serão liberados para os cadastrados nos municípios de Mathias Lobato, Espera Feliz, São Sebastião da Vargem Alegre, Vieiras, Dom Joaquim, Leopoldina, Itamarandiba, Jequitinhonha, Faria Lemos, São Domingos do Prata, Alpercata, Abre Campo, Ponte Nova, Formiga , Buritizeiro, Mariana, Florestal, Barra Longa, Acaiaca , Belo Horizonte, Itumirim, Jacinto, Paulistas, Joanésia, Santa Rita de Jacutinga, Pará de Minas, Braúnas, Setubinha,  São João do Oriente, Raposos, Vespasiano, Conceição do Pará, Alagoa, Claro dos Poções, Timóteo, São João da Mata, João Monlevade, Lima Duarte, João Pinheiro, Juatuba, Passabem, São Sebastião do Rio Preto, Poço Fundo, Brasília de Minas, Ibirité, São João Evangelista, Itabirito, Brumadinho, Cipotânea, Raul soares, Congonhas e Guiricema.

O Governo de Minas busca a liberação para os moradores das cidades de Ouro Preto, Ubá, Santo Antônio do Rio Abaixo, Jeceaba, São Pedro dos Ferros, Tarumim, Tumiritinga, Lamim, Itanhomi, Dona Euzébia, Viçosa, Senador Firmino, Conselheiro Lafaiete, Patrocínio do Muriaé, Visconde do Rio Branco, Guaraciaba, Moeda, Senador Modestino Gonçalves e Guidoval.