Governo de Minas: Belo Horizonte contará com um Centro de Treinamento Esportivo de padrão internacional

Com investimentos de cerca de R$ 70 milhões do Governo de Minas, centro de treinamento na Pampulha será um dos melhores do país

Com investimentos do Governo de Minas, está sendo construído em Belo Horizonte, em parceria com a UFMG, um Centro de Treinamento Esportivo de padrão internacional. O complexo fica na região da Pampulha, próximo ao estádio Mineirão.

O Centro de Treinamento Esportivo ocupa uma área de 13.800 metros quadrados. A nova unidade será, ao mesmo tempo, um presente para atletas profissionais e um centro de estudos para pesquisadores do esporte.

Segundo o secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, o centro de treinamento na Pampulha será um dos melhores do país, com uma estrutura esportiva completa para a preparação de atletas de diversas modalidades.

O investimento total é de R$ 70 milhões. A pista de atletismo ficará pronta até o fim do mês que vem. O Centro de Treinamento na Pampulha deverá ter as obras concluídas até 2014.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/belo-horizonte-contara-com-um-centro-de-treinamento-esportivo-de-padrao-internacional/

Gestão Anastasia: Jogos Escolares de Minas Gerais mobilizam alunos-atletas em todas as regiões do Estado

Evento abrange 686 cidades, com participação de mais de 160 mil estudantes de Minas

Filipe Diniz
Etapa microrregional dos Jogos Escolares foi aberta nesta terça-feira em Muriaé
Etapa microrregional dos Jogos Escolares foi aberta nesta terça-feira em Muriaé

Foi aberta nesta terça-feira (08), em Muriaé, na Zona da Mata, a etapa microrregional dos Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg 2012). Além da cidade-sede, o torneio conta, ainda, com atletas de Antônio Prado de Minas, Barão do Monte Alto, Eugenópolis, Laranjal, Miraí, Palmas, Patrocínio do Muriaé, Rosário da Limeira, Santana de Cataguases, São Francisco do Glória, São Sebastião da Vargem Alegre e Vieiras.

São mais de 400 alunos-atletas, representando 22 escolas da região da Zona da Mata, que disputarão provas até o próximo sábado (12). As microrregionais, que também são realizadas em outros 55 municípios de Minas Gerais, são fases classificatórias para a fase regional da competição.

A abertura da etapa microrregional dos Jogos Escolares, em Muriaé, foi realizada pelo secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, acompanhado do prefeito de Muriaé, José Braz. “Trata-se do maior e mais importante programa esportivo-social de Minas Gerais e este ano comemoramos a marca histórica de municípios inscritos nos jogos”, explicou o secretário.

São 686 cidades participantes na competição, com mais de 160 mil alunos representando suas escolas e municípios e oito mil professores envolvidos. “Esses números demonstram a grandiosidade do JEMG 2012 e o comprometimento do Governo de Minas Gerais em contribuir com a qualidade de vida de nossos jovens, com a formação de atletas”, disse Braulio Braz.

Segundo o secretário, torneios como o JEMG e os Jogos de Minas desempenham papéis importantes na economia local, gerando renda aos comerciantes e emprego aos moradores. “Neste ano, só nos jogos escolares, serão três mil empregos diretos e oito mil indiretos”, afirmou.

“A expectativa é que os jovens desenvolvam o espírito de equipe e representem seus municípios com dignidade”, destacou a superintendente Regional de Ensino de Muriaé, Maria Bernadete Monteiro de Castro.

Etapas

O Programa Jogos Escolares de Minas Gerais (Jemg) é uma das vertentes do Programa Estruturador Minas Olímpica, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ). A ação conta com a parceria da Secretaria de Estado de Educação e das prefeituras que sediam as etapas.

Os Jogos acontecem em quatro etapas – municipal, microrregional, regional e estadual – e os alunos-atletas são divididos em dois módulos, de acordo com a idade. Participam do módulo I os alunos de 12 a 14 anos e do módulo II, alunos de 15 a 17 anos.

As modalidades oferecidas são atletismo, atletismo PCD (pessoa com deficiência), bocha, futsal, futebol de cinco, futebol de sete, ginástica rítmica, ginástica de trampolim, handebol, judô, natação, natação PCD, peteca, taekwondo, tênis de mesa, tênis de mesa PCD, tênis em cadeira de rodas, vôlei, vôlei sentado e xadrez, nos naipes masculino e feminino.

A etapa regional acontece de 25 a 30 de junho em seis municípios do Estado. Na Região Central do Estado, o torneio será em Sete Lagoas e na Zona da Mata, em Cataguases. Já no Sul de Minas, os jogos serão realizados em Passos e no Norte, em Montes Claros. João Monlevade sediará a etapa na Região do Vale do Aço. No Triângulo, o local ainda será definido. Além das modalidades coletivas, participam dessa fase os alunos-atletas do atletismo. A etapa estadual será de seis a 11 de agosto de 2012.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/jogos-escolares-de-minas-gerais-mobilizam-alunos-atletas-em-todas-as-regioes-do-estado/

Gestão Anastasia: etapa Microrreginal dos Jogos Escolares de Minas será em Muriáe

O maior programa esportivo-social de Minas Gerais bateu o recorde esse ano com 686 municípios inscritos

A etapa microrregional dos Jogos Escolares de Minas Gerais – JEMG 2012 será a partir de terça-feira (8), em Muriaé, com a participação de treze municípios: a cidade-sede, Laranjal, Rosário da Limeira, Santana de Cataguases, São Francisco do Glória, São Sebastião da Vargem Alegre, Antônio Prado de Minas,Barão do Monte Alto, Miraí, Vieiras, Patrocínio do Muriaé, Eugenópolis e Palmas. Ao todo participam alunos-atletas de 22 escolas.

A cerimônia será na quadra da Escola Estadual Olavo Tostes, localizada na Rua Dr. Marcos Tarcísio, s/nº, no bairro Barra. O evento contará com a participação do secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz.

No sábado (12) serão definidas as equipes classificadas para a etapa regional do JEMG.

JEMG

O Minas Olímpica/Jogos Escolares de Minas Gerais − JEMG/2012 é o maior e mais importante programa esportivo-social de Minas Gerais. É uma competição esportiva-educacional da qual podem participar as escolas públicas e particulares de ensino dos 853 municípios mineiros.

Os Jogos acontecem em quatro etapas – municipal, microrregional, regional e estadual, os alunos-atletas são divididos em dois módulos, de acordo com a idade. Participam do módulo I os alunos de 12 a 14 anos e do módulo II, alunos de 15 a 17 anos.

Os 686 municípios inscritos no JEMG deste ano – recorde na história dos Jogos – serão divididos em 56 microrregionais, que apontarão os classificados para as etapas regionais.

No JEMG/2012 serão realizadas competições de atletismo, atletismo PCD (pessoa com deficiência) , bocha, futsal, futebol de 5, futebol de 7, ginástica rítmica, ginástica de trampolim, handebol, judô, natação, natação PCD (pessoa com deficiência),peteca, taekwondo, tênis de mesa, tênis de mesa PCD (pessoa com deficiência), tênis em cadeira de rodas, vôlei, vôlei sentado e xadrez, nos naipes masculino e feminino.

A etapa regional acontece em seis municípios do Estado, no período de 25 a 30 de junho de 2012. Além das modalidades coletivas, participam os alunos-atletas do atletismo.  A etapa estadual será de 06 a 11 de agosto de 2012.

Números do programa em 2012

•             Mais de 160 mil alunos

•             Oito mil professores

•             16 mil profissionais envolvidos

•             Três mil empregos diretos

•             Oito mil indiretos

•             Cerca de 500 mil espectadores

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/etapa-microrreginal-dos-jogos-escolares-de-minas-sera-em-muriae/

Governo de Minas: Anastasia lança, em Juiz de Fora, Programa Ambiente de Paz

Governador diz que segurança é responsabilidade de todos, prefeitura, Polícia Militar, comunidade e governo estadual

Omar Freire/Imprensa MG
O Programa Ambiente de Paz vai beneficiar 25 mil pessoas em sua primeira fase
O Programa Ambiente de Paz vai beneficiar 25 mil pessoas em sua primeira fase

O governador de Minas, Antonio Anastasia, participou, nesta quinta-feira (3), do lançamento do Programa Ambiente de Paz, uma parceria entre a 4ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) e a Prefeitura de Juiz de Fora, com o objetivo de reforçar a segurança das famílias que vivem nos principais bairros daquela cidade da Zona da Mata. A primeira região a receber o programa foi o bairro Benfica, na zona Norte do município.

Em cerimônia na praça Coronel Geremias Garcia, o governador entregou ao coronel Ronaldo Nazareth as chaves de duas viaturas para serem utilizadas pela Polícia Militar no programa, que deverá beneficiar 25 mil pessoas em sua primeira fase. A Prefeitura de Juiz de Fora investiu R$ 130 mil na construção da unidade do Programa Ambiente de Paz. O Governo de Minas, além das novas viaturas, destinou coletes e armamentos e equipou a unidade com equipamentos como rádio e computadores.

Antonio Anastasia disse que, para atrair empregos de qualidade, é preciso investir em uma boa estrutura social, a começar pela segurança pública.

“Uma das primeiras perguntas que empresários me fazem quando vão investir no Estado é como está a segurança pública na determinada região. Em Juiz de Fora, que tem bons indicadores, temos que continuar melhorando ainda mais. Este programa é muito positivo, porque é fundamental a integração entre a polícia e a comunidade”, afirmou Anastasia.

O prefeito Custódio Matos disse que a implantação do novo modelo de segurança será possível graças à parceria com o Governo de Minas e a comunidade.

“Queremos sinalizar com esse ato que segurança pública é uma tarefa, uma responsabilidade de todos, incluindo prefeitura, Polícia Militar, comunidade e governo estadual”, afirmou.

Também participaram da cerimônia, o presidente da Assembleia Legislativa, Dinis Pinheiro, o secretário de estado de Governo, Danilo de Castro, e o secretário de Estado de Esportes e Juventude, Bráulio Braz.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-lanca-em-juiz-de-fora-programa-ambiente-de-paz/

Gestão Anastasia: Vice-governador lança edição do Programa Minas Olímpica Oficina de Esportes

Até o final do ano, o Governo de Minas vai investir R$ 700 mil na formação de 500 atletas

Omar Freire/Imprensa MG
Alberto Pinto Coelho durante pronunciamento no lançamento do Minas Olímpica
Alberto Pinto Coelho durante pronunciamento no lançamento do Minas Olímpica

O vice-governador Alberto Pinto Coelho lançou, nesta terça-feira (24), no Palácio Tiradentes, a edição 2012 do programa Minas Olímpica Oficina de Esportes. O objetivo da iniciativa é investir na formação de atletas das categorias de base para aumentar a representatividade de Minas Gerais nas principais competições esportivas nacionais e internacionais.

“Esse programa forma cidadania, criando oportunidades para futuras gerações por meio do esporte, com atletas que representem o nosso Estado em competições nacionais e internacionais. O Minas Olímpica Oficina de Esportes dá oportunidade para a formação sadia de nossa juventude. O Brasil está vivendo uma década de ouro com a realização de dois grandes eventos esportivos mundiais e, naturalmente, esse programa é uma contribuição para a formação de atletas olímpicos”, destacou Alberto Pinto Coelho.

O programa

Até o final do ano, o Governo de Minas vai investir R$ 700 mil para aumentar o rendimento de 28 equipes que treinam em 20 núcleos em atividade em Araxá, Belo Horizonte, Betim, Ipatinga, Itanhandu, Lagoa da Prata, Lavras, Poços de Caldas, Uberaba, Uberlândia, Varginha e Viçosa. Os núcleos foram selecionados por edital e têm histórico de participação e bons resultados nas principais competições esportivas realizadas no país e no mundo.

Para o secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, o programa mostra a opção do governo estadual em investir no desportista e na juventude de Minas Gerais. Segundo ele, o programa, criado em 2006, já recebeu investimentos de R$ 5 milhões, beneficiando 25.369 cidadãos mineiros.

Na edição 2012, o programa vai  beneficiar 500 atletas, com idade entre 7 e 23 anos, que praticam esporte em 11 modalidades: atletismo, basquete, futsal, ginástica artística, goalball, handebol, judô, levantamento de peso, natação, taekwondo e vôlei. Algumas modalidades, como o atletismo, judô e natação, são oferecidas também para atletas com deficiência.

Durante o evento, o Governo de Minas assinou convênio com o Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado de Minas Gerais (Silemg) e com o Laticínios Verde Campo, que irão fornecer bebida láctea como suplemento nutricional para os atletas do programa.

Melhores condições

Representando os municípios beneficiados pelo Minas Olímpica Oficina de Esportes, o prefeito de Itanhandu, Evaldo Ribeiro de Barros, destacou a importância do programa em sua cidade. “Temos alcançado resultados brilhantes. O objetivo deste programa é investir no potencial esportivo”, disse o prefeito da cidade sul-mineira.

Com os recursos repassados pelo programa, cada unidade selecionada contribui para a evolução do nível técnico dos atletas, por meio da oferta de melhores condições de equipamentos, uniformes, materiais e recursos humanos. Além disso, o programa possibilita viagens para treinamento e competição.

O Minas Olímpica Oficina de Esportes é uma das vertentes do Programa Estruturador Minas Olímpica, criado em 2005, com o objetivo de contribuir para a promoção da saúde e a inclusão social por meio de programas esportivos. As outras vertentes são Bolsa Atleta, Jogos Escolares (Jemg), Jogos de Minas, Geração Esporte e Minas Paraolímpico.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/vice-governador-lanca-edicao-do-programa-minas-olimpica-oficina-de-esportes/

Governo Anastasia: gestores de Juventude de Curitiba e de Alagoas vêm a Minas conhecer programas

Visita teve como objetivo conhecer de perto as ações desenvolvidas pelo Governo de Minas

Leonardo Távora
Representantes de outros estados estão em Minas para conhecer programas voltados para a juventude no Estado
Representantes de outros estados estão em Minas para conhecer programas voltados para a juventude no Estado

secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, juntamente com o secretário-adjunto da Pasta, Rogério Romero, e os subsecretários de Esportes, Adenilson Sousa, e da Juventude, Gabriel Azevedo, receberam nesta quinta-feira (22) o secretário municipal de Esportes, Lazer e Juventude de Curitiba (PR), Marcello Richa, e o Superintendente da Juventude de Alagoas, Leonel Teotônio.

O objetivo foi conhecer de perto os programas e as ações desenvolvidos pelo Governo de Minas nas áreas de esporte e juventude e estudar a possibilidade de implantá-las em seus respectivos estados. “Reconheço o pioneirismo e a iniciativa deste Governo e, por isso, assim que assumi minha gestão na prefeitura de Curitiba, vim a este Estado conhecer as experiências exitosas aqui adotadas. Nos sentimos tão interessados, que agora retornamos com técnicos da área para conhecer a dinâmica de funcionamento do programa Plug Minas”, disse o secretário de Juventude de Curitiba.

“Para o secretário Braulio Braz, ser referência em políticas públicas de juventude e despertar o interesses destes estados é uma importante sinalização de que estamos no caminho certo. Minas é mais uma vez vanguardista e tem trabalhado de maneira contínua para melhorar a vida de seus cidadãos”, declarou o secretário.

Os representantes dos dois estados continuaram a agenda, com audiência no gabinete do governador Antonio Anastasia e visita às instalações do Plug Minas– Centro de Formação e Experimentação Digital. Inaugurado em junho de 2009, beneficia jovens de 14 a 24 anos que estudam ou se formaram em escolas públicas de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Foi criado pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC), em parceria com a Secretaria de Estado de Esportes e Juventude, e a gestão do projeto é feita pela OSCIP Instituto Cultural Sérgio Magnani.

No programa, os jovens participam de atividades nas áreas da cultura digital, arte, empreendedorismo e idiomas. A ideia do projeto é ajudar o jovem a construir um caminho colocando em prática o seu direito à educação e à participação.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/gestores-de-juventude-de-curitiba-e-de-alagoas-vem-a-minas-conhecer-programas/

Governador Anastasia inaugura escola de formação para professores e profissionais da Educação em Minas

Magistra, a Escola da Escola, vai oferecer formação continuada com cursos presenciais e a distância
Wellington Pedro/Imprensa MG
Antonio Anastasia e secretária Ana Lúcia Gazzola durante inauguração da Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores
Antonio Anastasia e secretária Ana Lúcia Gazzola durante inauguração da Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores

O governador Antonio Anastasia inaugurou, nesta quinta-feira (02), a Magistra, Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores. A escola oferecerá cursos de formação e aprimoramento para professores e demais profissionais da educação, entre eles inspetores escolares, auxiliares de serviços gerais e gestores. A Magistra funcionará na antiga sede da Secretaria de Estado de Educação (SEE), no bairro Gameleira, em Belo Horizonte.

“A Magistra é algo fundamental para termos, de fato, em Minas Gerais, uma iniciativa singular para aprimorarmos ainda mais nosso sistema de ensino. Felizmente, em Minas, nós temos apresentado, nos últimos anos, indicadores extremamente positivos e auspiciosos na nossa educação pública, a despeito da enorme heterogeneidade de nosso Estado. A Magistra vem, então, para aperfeiçoar ainda mais esses resultados”, afirmou o governador, durante a solenidade.

Antonio Anastasia proferiu a aula inaugural da Magistra, quando fez um histórico da educação no Brasil, desde o descobrimento, no século XV, passando pelo início da universalização do acesso na década de 1980 e os esforços do Governo de Minas nos últimos anos para a melhoria da qualidade do ensino.

“Em Minas Gerais continuaremos a avançar, a colher números extremamente positivos em relação à educação. Sabemos que eles ainda estão aquém das necessidades internacionais, das necessidades das empresas com novas tecnologias e criam uma nova economia que nós, em Minas, estamos perseguindo à exaustão. Por isso mesmo, essas inovações são fundamentais e a Magistra será indubitavelmente a pedra fundamental sobre a qual se construirá esse novo esforço em prol da qualidade e do prestígio da nossa educação pública”, disse o governador.

Compromisso com a educação

Os cursos na Magistra serão voltados aos mais de 276 mil profissionais efetivos e designados, chegando às 3.779 escolas estaduais, espalhadas por todo o Estado. A escola atenderá também profissionais das redes públicas municipais. A secretária Ana Lúcia Gazzola falou da importância da iniciativa, fundamental para a construção de um ensino público de qualidade.

“É justamente em nossas escolas, mais especificamente nas escolas públicas, que o futuro do Estado e da nação está sendo decidido. Enquanto dirigentes da educação, a responsabilidade política que nos cabe é clara, decisiva e intransferível. Trata-se da construção continuada de um ensino público capaz de estender a parcelas sempre maiores de nossa população o direito ao conhecimento, fonte maior de cidadania na contemporaneidade”, disse a secretária.

Para a diretora da Magistra, Ângela Dalben, a incorporação da escola ao sistema de ensino público em Minas reflete o comprometimento do Governo com uma educação de qualidade como forma de melhoria da qualidade de vida da população.

“Este empreendimento reflete a importância conferida à formação dos profissionais da educação entendida na perspectiva de um bem social e de política pública. Reafirma o compromisso do Governo de Minas com uma política orgânica de formação continuada de professores, por meio da definição concreta de instâncias capazes de promover a reflexão dos problemas educacionais e mobilizar alternativas inovadoras para solucioná-los”, explicou Ângela.

Museu da Escola

Antes da solenidade, Anastasia cortou a fita inaugural do novo espaço do Museu da Escola, agora chamado Museu Ana Maria Casasanta, que conta com um acervo de cerca de seis mil peças que ajudam a contar a história da educação em Minas Gerais.

Entre as peças há carteiras, uniformes, quadros negros, cartilhas de leitura e até palmatórias. O governador também visitou, na Magistra, a antiga Biblioteca do Professor, que recebeu o nome do escritor Bartolomeu Campos Queirós. A biblioteca tem um acervo de 50 mil livros, incluindo desde títulos atuais até material de pesquisa e documentos sobre a história da educação no Estado.

Estiveram presentes à solenidade os secretários de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena; de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques; de Cultura, Eliane Parreiras; de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues; de Esporte e da Juventude, Braulio Braz; e de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira. Representantes do setor educacional, entre eles os reitores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Clélio Campolina, e da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Dijon Moraes, também participaram da inauguração.

Formação continuada

Para o desenvolvimento dos cursos presenciais, a sede da Magistra conta com quatro salas de aula que atenderão cerca de 160 educadores, dois laboratórios de informática, além de um auditório com capacidade para 98 pessoas. A expectativa é que, ainda no segundo semestre de 2012, outras seis salas de aula sejam montadas.

A escola oferecerá cursos que podem atender a necessidades gerais do Estado e outros serão criados para regiões ou temas específicos, de acordo com as necessidades detectadas.

A partir desta quinta-feira (02), já estão à disposição dos profissionais da educação 33 cursos, sendo dez na área que trabalha o Currículo Básico Comum, dez relacionados aos temas transversais, dez no campo da gestão e três abordando a vertente Escola, Família e Sociedade.

Dentre os cursos disponíveis estão “Evolução das Ideias da Física”, “Geometria por meio de atividades interacionais”, “Educação Ambiental: Possibilidades de integração das áreas de conhecimento”, “História e Cultura Afro-brasileira e Indígena”, “Identificação e enfrentamento de conflitos e violências no meio escolar”, “Desmistificando a rede: atores, entidades, programas, políticas e serviços na proteção à criança e adolescente”. O servidor interessado deve acessar o site da Magistra (http://magistra.educacao.mg.gov.br).

A partir desta segunda-feira (06), a Magistra realiza seu primeiro curso de capacitação presencial para 94 educadores, diretores e coordenadores de 11 escolas estaduais de Belo Horizonte que desenvolverão, em 2012, o projeto “Reinventando o Ensino Médio”. O curso terá a duração de uma semana, com 40 horas-aula.

Além dos cursos presenciais e a distância, a Magistra firmou parceria com a Secretaria de Estado de Saúde, permitindo que as reuniões entre educadores que acontecem na Escola de Formação, chamadas de Rodas de Conversa”, sejam produzidas no formato televisivo e transmitidas às unidades escolares e às Superintendências Regionais de Ensino, por meio do Canal Minas Saúde. Cerca de 92% das escolas públicas estaduais já instalaram as antenas que recebem o sinal do Canal Minas Saúde. Ainda neste semestre, todas as escolas deverão ter o equipamento montado.

Fonte: Agência Minas