Governo de Minas: municípios do Vale do Rio Doce recebem Caravana Solidária BDMG

Reuniões serão em Governador Valadares, Conselheiro Pena, Aimorés e Resplendor

Divulgação/BDMG
Desde o mês passado, equipes do BDMG têm percorrido municípios atingidos pelas chuvas
Desde o mês passado, equipes do BDMG têm percorrido municípios atingidos pelas chuvas

A Caravana Solidária do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG) visita, nesta semana, entre os dias 8 e9, as cidades de Governador Valadares, Conselheiro Pena, Resplendor e Aimorés, na região do Rio Doce. O objetivo é divulgar entre empresários, cooperativas e produtores rurais o BDMG Campo Solidário, linha destinada aos produtores rurais que tiveram prejuízos com as chuvas, e o Programa Emergencial de Socorro a Empresas e Cooperativas com Empreendimentos Afetados por Chuvas Intensas (Fundese Solidário VI).

O Fundese Solidário VI – que tem este nome porque está na sexta edição – é destinado a empresas e cooperativas que estão localizadas nos municípios declarados em situação de emergência e que sofreram danos em decorrência das chuvas.  Além dos documentos de praxe, os interessados devem agregar ao processo um laudo da Defesa Civil, estadual ou municipal, comprovando o prejuízo causado. O financiamento tem carência de até seis meses para o início do pagamento, que pode ser feito em até três anos, com juros de 6% ao ano. Podem ser financiados de R$ 5 mil a R$ 100 mil por empresa, com valor limitado a 20% do faturamento anual.

Os recursos poderão ser usados em investimentos fixos como realização de obras físicas, reparos de ativos danificados e também para recomposição de capital de giro, para cobrir gastos com a folha de pagamento, fornecedores, impostos, taxas, aquisição de insumos, mercadorias para revenda e material de consumo. Os pedidos de financiamento devem ser encaminhados ao BDMG até o dia 31 de maio de 2012 e a documentação solicitada até 30 de junho.

BDMG Campo Solidário

Este ano, o BDMG oferece também, pela primeira vez, uma linha de financiamento para socorrer os produtores rurais que tiveram prejuízos com as chuvas. O BDMG Campo Solidário financia até R$ 15 mil por produtor, com prazo de pagamento de 36 meses, incluindo seis meses de carência, e juros anuais de 6,75%. Os financiamentos serão feitos por intermédio das cooperativas do Sistema Sicoob. Detalhes sobre as linhas de financiamento estão disponíveis na página do Banco na internet: http://www.bdmg.mg.gov.br.

Caravana Solidária do BDMG na região do Rio Doce:

Data: 08/02

Local: Governador Valadares

Endereço: Auditório da FIEMG, Av. Brasil 4000, Centro

Horário: 9h

Data: 08/02

Local: Conselheiro Pena

Endereço: Salão Social da Associação Comercial, Av. Getúlio Vargas, 1404, Centro

Horário: 17h

Data: 09/02

Local: Resplendor

Endereço: Salão Paroquial, Rua Moraes de Carvalho, 456, Centro

Horário: 9h30

Fonte: Agência Minas

Anastasia abre portas na Índia

Fonte: Estado de Minas

Anastasia abre portas na Índia

Governo de Minas quer estreitar as relações do país com o Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG) para estimular novos negócios com os indianos

O governador Antonio Augusto Anastasia (PSDB) iniciou a agenda oficial ontem em Mumbai, capital comercial da Índia, com uma visita à sede do Tata Group, maior conglomerado industrial daquele país, que atua nos segmentos de automóveis, consultoria, energia e química. O tucano foi recebido pela diretora de Estratégia e Desenvolvimento de Negócios, Janaki Chaudhry, e percorreu um showroom da empresa. Também conheceu o Tata Nano, carro popular produzido pelo grupo.

“Tivemos contatos importantes e vamos ver agora se conseguimos confirmar convites futuros para associações econômicas de relevo”, afirmou Anastasia. Janaki retribuiu dizendo que o Brasil é um mercado-chave para o grupo.

Pela manhã, Anastasia se reuniu com dirigentes do Exim Bank (Export-Import Bank of India), principal banco de fomento da Índia, responsável pela promoção de exportação e importação. O governo mineiro quer estreitar as relações do país com o Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG) para estimular novos negócios com os indianos. O governador e sua comitiva foram recebidos pelo diretor executivo, Prabhakar Dalal, e outros integrantes da diretoria. Assistiram a uma apresentação de dados da economia indiana em que foram mostrados os principais produtos do comércio externo e analisadas as áreas potenciais de incremento de negócios entre Brasil e Índia – mineral, energia e agronegócio.

“As potencialidades e afinidades são muitas e buscaremos aproveitá-las da melhor maneira. O Exim Bank já desenvolve parcerias com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES ) e nosso propósito é estreitar as relações envolvendo o BDMG para estimular empresas brasileiras e mineiras que queiram fazer negócios na Índia e aquelas empresas indianas que queiram levar para Minas Gerais seus negócios”, afirmou o governador.

O diretor do Exim Bank ressaltou que o desenvolvimento similar entre Brasil e Índia estimula novas linhas de financiamento para investir no mercado brasileiro. “A partir desse encontro as portas estão abertas para trabalharmos juntos e levarmos adiante as propostas de negócios”, disse.