Gestão da Educação: diretores de escolas estaduais são capacitados em oficinas e atividades lúdicas

Diretores de todas as escolas da rede estadual discutem temas relacionados ao ambiente escolar

Divulgação/SEE
Ao todo 3.762 gestores participam do encontro
Ao todo 3.762 gestores participam do encontro

Licitações, projeto pedagógico e organização do quadro de pessoal são alguns dos assuntos presentes no dia a dia dos diretores de escolas estaduais e que estão sendo discutidos durante toda essa semana, em capacitação organizada pelas Superintendências Regionais de Ensino (SREs). “O objetivo da capacitação é promover o desenvolvimento das competências dos diretores com vistas na elevação dos níveis de eficiência e eficácia da gestão escolar”, ressalta superintendente de Recursos Humanos, Fátima Perillo. Ao todo 3.762 gestores participam do encontro que termina nesta sexta-feira (27).

As capacitações estão sendo realizadas pelas diretorias de financeiro, pedagógico e de pessoal das superintendências. “Houve um envolvimento de todos os setores da Secretaria de Estado de Educação (SEE) para preparar os gestores das SREs para trabalharem como multiplicadores oferecendo aos diretores das escolas estaduais, sejam eles novatos ou reconduzidos, temas diretamente ligados a gestão da escola”, conclui Fátima.

Na Superintendência Regional de Ensino de Conselheiro Lafaiete, a divulgação das regras de utilização do recurso financeiro dos termos de compromisso será feita por meio de um teatro, como explica a diretora Administrativa e Financeira, Elaine Aparecida de Souza. “Temos uma legislação que regulamenta a utilização do recurso público no âmbito da caixa escolar. Já fizemos diversas capacitações e oficinas sobre o tema e dessa vez, além da explicação vamos vivenciar a realidade da caixa escolar por meio de um teatro. Vamos falar, por exemplo, como funciona uma licitação e encenar os erros mais comuns. Com isso, vamos tentar deixar tudo mais claro. A intenção é ensinar”. Na Superintendência, 60 diretores participam do encontro.

O diretor da Escola Estadual Monsenhor Horta, no município de Conselheiro Lafaiete, Paulo Roberto Tavares Batista, ressalta a importância da capacitação. “A capacitação está ajudando bastante. Eles acharam um bom caminho para o repasse das informações”. Paulo atua como diretor da escola desde 2004.

Já na SRE de Patos de Minas as orientações para os gestores estão sendo repassadas por meio de oficinas. “Tentamos buscar atividades práticas que ressaltassem o papel do gestor. Por meio de oficinas e dinâmicas estamos atendendo aos diretores novatos e reconduzidos. Por exemplo, teve uma oficina em que os gestores foram levados para o laboratório informática do Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE) e entraram no site do Sistema Mineiro de Administração Escolar (Simade) para conhecer as possibilidades do site”, ressalta a diretora da Superintendência, Susie Adriane Silva Pereira.

Durante essa semana, as capacitações estão acontecendo em 42 Superintendências Regionais de Ensino. Nas demais, cinco SREs o encontro não puderam ser realizado por causa de logística ou agenda. Essas Superintendências têm até o dia 31 de maio para realizar a capacitação.

Processo de indicação de diretores

Apesar de ser um cargo de confiança, cuja nomeação é de competência exclusiva do governador, a comunidade escolar teve a oportunidade de indicar os nomes de servidores de sua preferência que atendiam às normas estabelecidas pela SEE para a direção de sua escola. Em processo de consulta, organizado pela Secretaria de Estado de Educação, servidores das escolas, pais e alunos deram suas sugestões por meio do voto.

O resultado do processo de indicação foi apurado pelas comissões organizadoras de cada escola, encaminhado às Superintendências Regionais de Ensino e inseridos em sistema online da secretaria. Pela 7ª vez, a comunidade escolar foi consultada e teve a opção de sugerir os nomes de preferência, antes da nomeação oficializada pelo governador. Em janeiro de 2012, mais de 3700 gestores assumiram a direção das escolas.

Certificação Ocupacional de Dirigente Escolar

Em Minas Gerais, todos os educadores que queriam participar do processo de indicação de diretores de escolas estaduais devem participar do processo de Certificação Ocupacional de Dirigente Escolar. Ao participar do processo, os educadores fazem provas que têm seus conteúdos baseados no Programa de Capacitação a Distância para Gestores Escolares (Progestão). A certificação é concedida ao candidato que obteve o percentual mínimo estipulado para cada competência. A certificação é válida por quatro anos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/diretores-de-escolas-estaduais-sao-capacitados-em-oficinas-e-atividades-ludicas/

Governo de Minas: Antonio Anastasia toma posse na Academia Nacional de Economia

Governador foi eleito por unanimidade e passa a ocupar a cátedra que tinha como titular o jornalista Roberto Marinho

Wellington Pedro/Imprensa MG
Antonio Anastasia vai ocupar cadeira que pertencia a Roberto Marinho
Antonio Anastasia vai ocupar cadeira que pertencia a Roberto Marinho

O governador Antonio Anastasia tomou posse, nesta quarta-feira (25), no Rio de Janeiro, como membro titular imortal da Academia Brasileira de Ciências Econômicas, Políticas e Sociais – Academia Nacional de Economia (ANE). Anastasia foi indicado por um dos membros da Academia e foi escolhido por uma comissão de seleção por seu currículo, segundo os critérios do estatuto social e do regimento, e eleito por unanimidade pela instituição para ocupar a Cátedra número 4.

Durante seu discurso de posse, o governador ressaltou que aceitou o convite para tomar assento em uma das cátedras da Academia como uma homenagem a Minas Gerais.

“Minas jamais refugou diante dos desafios e das missões que lhe atribuiu a Pátria. Jamais desertamos da causa única da República: a Liberdade. Liberdade que é o tônico da política e o bálsamo da economia”, disse.

A cátedra número 4 tinha como titular o jornalista Roberto Marinho, cujo patrono é o político, escritor e jornalista Aureliano Cândido Tavares Bastos, considerado um precursor do federalismo, destacado por sua luta contra a excessiva centralização administrativa durante o segundo reinado (1840-1889).

Lembrando seu patrono, o governador mais uma vez se colocou contra o centralismo político administrativo, a favor de uma forte e verdadeira federação.

“Do patrono desta cátedra tomo a medida de minha responsabilidade. É preciso urdir um sistema de colaboração institucional entre os diversos atores do cenário político nacional, para permitir que o Estado e seus governos convivam harmoniosamente, assim como previu a Constituição. É apenas essa harmonia que permite que governos e mercados mantenham uma coexistência saudável e progressista”, declarou Anastasia.

Academia

Fundada em 1944, a Academia Nacional de Economia é uma sociedade particular, com caráter científico e cultural, com sede no Rio de Janeiro. Tem por finalidade estimular o progresso e desenvolvimento das Ciências Econômicas, Políticas e Sociais, estudando e discutindo os assuntos dessas áreas. Busca também preservar a história e a memória das ciências e profissões afins e estimular a reverência e a homenagem aos colegas profissionais importantes do passado e do presente.

Podem ser membros titulares acadêmicos da Academia Nacional de Economia, os brasileiros que tenham inquestionável notoriedade – profissionais de notória competência e saber –, em qualquer das ciências ou profissões abrangidas pela sociedade.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/antonio-anastasia-toma-posse-na-academia-nacional-de-economia/