Governo de Minas: Circuito Praça da Liberdade participa da Semana Nacional de Museus

Serão oferecidas atividades culturais gratuitas e ações educativas

O Circuito Cultural Praça da Liberdade preparou uma série de atividades especiais para integrar a programação da 10ª Semana Nacional de Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Os eventos acontecem entre os dias 14 e 20 de maio e incluem atividades externas, como a Expedição Circuito Cultural Praça da Liberdade e as intervenções artísticas na praça, além de eventos que ocorrerão dentro dos equipamentos, como exposições, palestras, debates, oficinas, exibição de filmes, shows e visitas educativas.

A expedição é uma ação desenvolvida conjuntamente pelos setores educativos dos diferentes espaços que compõem o circuito. O objetivo é incluir públicos diversos no projeto, através do mapeamento das instituições e pessoas que já ocupam o território do entorno da praça. Foram identificados previamente oito grupos, de faixas etárias e classes sociais diferentes, que circulam pela região, seja em uma relação de trabalho, lazer, estudo ou moradia.

Compõem estes grupos: pessoas com deficiência visual que frequentam o setor Braille da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, “boys” e “girls” da que trabalham na região fazendo entregas, idosas da Casa Santa Zita (instituição mantida pela PBH e Paróquia da Boa Viagem), idosos do “Cabeças de prata” do Minas Tênis Clube, alunos do curso de Gestão Cultural da UNA, crianças da Escola Casa da Gente (escola particular da região), adolescentes da Escola Estadual Afonso Pena e operários da Retec (construtora responsável pela construção do CCBB).

Estas pessoas foram convidadas pelos educadores a desenvolver, durante a Semana de Museus, uma investigação do território do Circuito Cultural Praça da Liberdade, tendo como ponto de partida um mapa e suas próprias lembranças. A proposta é que elas construam assim mapas afetivos individuais e coletivos da região, que serão vivenciados ao longo da semana.

A Expedição Circuito Cultural Praça da Liberdade continuará nos próximos meses até setembro, quando será feita uma troca dos mapas construídos pelos diferentes grupos, durante a Primavera de Museus.

Atividades dentro e fora dos museus

Além da expedição, os museus e espaços que integram o circuito desenvolverão durante a Semana de Museus uma série de atividades na Praça da Liberdade. Serão atividades culturais diversas, ligadas à fotografia, música, literatura, história e artes plásticas. Os eventos serão gratuitos e abertos a toda a população.

No dia 15 de maio, a partir das 17h30, uma intervenção musical inusitada vai chamar a atenção dos visitantes. Vários músicos, com instrumentos diferentes, irão se concentrar em diferentes pontos da praça e tocar para o público. Ao final, todos se encontrarão no coreto para uma grande apresentação.

No dia 19 de maio, sábado, a praça será ocupada por um grupo de fotógrafos que irá transformar o local em um grande estúdio, com a participação do público. A intervenção foi planejada pelo Memorial Minas Gerais-Vale, em parceria com a Associação de Fotógrafos Fototech – regional Minas.

E dentro dos museus, a programação da Semana de Museus também trará eventos para todos os gostos e idades. Haverá exposições, palestras, debates, oficinas, exibição de filmes, shows, lançamentos de livros, contação de histórias e visitas educativas, voltadas tanto para crianças como para adultos. Assim como as atrações da praça, todos os eventos internos também serão gratuitos. A programação completa dos museus está disponível no site do IBRAM.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/circuito-praca-da-liberdade-participa-da-semana-nacional-de-museus/

Gestão Anastasia: Torpedo Minas Legal distribui prêmio de até meio milhão de reais

Compras do Dia das Mães podem render prêmios aos contribuintes mineiros Ao pedir a nota fiscal, consumidor contribui com arrecadação e pode se inscrever no Torpedo Minas Legal

O Dia das Mães será no próximo domingo (13) e os consumidores mineiros estão animados para presentear as mães esse ano. A Secretaria de Estado de Fazenda lembra que todo cidadão deve pedir a nota fiscal ao fazer suas compras já que, além de contribuir para o aumento da arrecadação, o consumidor também pode concorrer a prêmios de até meio milhão de reais, participando da promoção Torpedo Minas Legal.

Segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Minas Gerais (Fecomércio-MG), cerca de 86% das pessoas pretendem comprar presentes, indicador mais otimista dos últimos cinco anos na capital mineira. Na comparação com o ano passado, a quantidade de consumidores dispostos a comprar subiu 26,47%.

De acordo com 41,9% dos entrevistados, o valor médio para os presentes deve ficar entre R$ 50 e R$ 100. A pesquisa mostra ainda que 4,7% dos entrevistados preferem presentear com flores. Porém, o que lidera a intenção de compras são as roupas, com 38,7%, e apenas 15,7% dos entrevistados aproveitarão a redução do IPI da linha branca (geladeiras, fogões e máquinas de lavar) para presentear as mães.

O cartão de crédito segue com destaque na opção de pagamento do consumidor. A pesquisa mostrou que 54,4% dos entrevistados pretendem parcelar as compras e 33% dos entrevistados preferem pagar à vista.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/torpedo-minas-legal-distribui-premio-de-ate-meio-milhao-de-reais/

Governo Anastasia: programa Curta da Rede Minas completa 13 anos e estreia série

Curtas-metragens vão mostrar a qualidade e a diversidade desse tipo de produção no país

Rede Minas / Divulgação
Apresentadora e diretora do programa, Mariana Tavares, discute a formação destes profissionais, no Estado
Apresentadora e diretora do programa, Mariana Tavares, discute a formação destes profissionais, no Estado

No ar desde 1998, o programa Curta, da Rede Minas de Televisão, contará com uma novidade a partir deste sábado (12). A atração apresenta, em quatro programas, a evolução da animação em Minas e no Brasil. De 12 de maio a 02 de junho, o telespectador vai assistir a curtas-metragens do Brasil. O objetivo é mostrar a qualidade e a diversidade desse tipo de produção no país.

O primeiro episódio aborda as produções em Minas Gerais. A apresentadora e diretora do programa, Mariana Tavares, discute a formação destes profissionais no Estado. Na edição, o telespectador vai assistir, também, a uma matéria sobre o projeto Universidade das Crianças, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG, que criou pequenas animações a partir de perguntas feitas pelos pequenos. E, ainda, o curta Castelos de Vento, da mineira Tânia Anaya. O Curta vai ao ar todos os sábados, às 18h30.

No segundo episódio, o Curta Animação irá exibir trabalhos inéditos do novo talento da animação em Minas: Leonardo Cata Preta. Seu curta-metragem “O céu no andar de baixo” foi selecionado para o principal festival de curtas no mundo, o de Clermont-Ferrand na França, em fevereiro do ano passado. Logo depois, em um caminho oposto ao de Cata Preta, o Curta também vai apresentar a produção do animador Juliano Castro, diretor do estúdio “Animassauro”, que vem produzindo comerciais para TV, além da participação em pitchings e seminários internacionais sobre animação.

No Curta Animação haverá, ainda, produções de animadores como Marão (SP) e César Cabral (SP), que prometem agitar as tardes de sábado no mês de maio. Os programas vão ar nos dias 12, 19 e 26 de maio e 02 de junho, sempre às 18h30.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programa-curta-da-rede-minas-completa-13-anos-e-estreia-serie/

Gestão da Saúde: SES promove pesquisa para mapear a saúde bucal da população do Estado

Exames clínicos e questionários vão permitir a caracterização do nível de utilização de serviços odontológicos e dos riscos à Saúde Bucal dos mineiros

links relacionados
Pedro Cisalpino
SB Minas Gerais mapeia a condição da saúde bucal da população mineira
SB Minas Gerais mapeia a condição da saúde bucal da população mineira

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) está realizando uma pesquisa que tem como objetivo mapear as condições de saúde bucal da população mineira, o SB Minas Gerais. Por meio do projeto, a SES-MG pretende identificar os problemas bucais mais frequentes na população, a fim de diagnosticar as necessidades e, formular ações que contemplem prevenção, tratamentos e reabilitação adequados à realidade das comunidades.

Desde o final de abril, moradores de 60 municípios mineiros estão participando do inquérito epidemiológico. Em cada município serão feitos cerca de 100 exames, totalizando, aproximadamente, seis mil exames no Estado. De acordo com a diretora de Saúde Bucal da SES-MG, Daniele Lopes Leal, a pesquisa vai fortalecer a Política de Saúde Bucal, que vem sendo delineada no estado.

“O SB Minas Gerais vai trazer como resultado o diagnóstico epidemiológico de Saúde Bucal da população mineira, a partir do qual serão formuladas ações que contemplem esta população com o desenvolvimento de programas de âmbito estadual”, explica.

Durante a pesquisa, além dos índices tradicionais de medição dos agravos bucais, será aplicado, também, um questionário aos indivíduos examinados.  Dessa forma, serão analisadas as condições de problemas como cárie, doença periodontal, oclusopatias, fluorose (intoxicação pelo flúor e seus derivados), dentre ouras, no sentido de se verificar, além da prevalência, a extensão da gravidade das doenças bucais.

Segundo a diretora, Daniele Leal, a Política Nacional de Saúde Bucal determina a realização de estudos epidemiológicos desse porte como parte componente da Vigilância em Saúde. “A nossa proposta é realizar pesquisas desse tipo a cada 10 anos, com o intuito de avaliar as alterações no quadro epidemiológico da população”, afirma.

O projeto terá financiamento da SES-MG, através da Diretoria de Saúde Bucal, no valor de R$168 mil, sendo que cada município participante vai receber R$ 2.800,00 para pagamento de pessoal e ressarcimento de despesas de deslocamento, além de receber todo o material para realização dos exames.

“Os municípios investem disponibilizando os profissionais para a pesquisa. E o Ministério da Saúde é parceiro no processo, uma vez que toda a metodologia do projeto é do Ministério”, acrescenta a diretora de Saúde Bucal, Daniele Leal.

Participação dos municípios

Para que houvesse representatividade em todo o território do estado de Minas Gerais, os municípios participantes do projeto SB Minas Gerais foram sorteados, seguindo um processo de amostragem probalística.

Nesse processo, foram considerados os grupos etários e o fator de alocação dos municípios, definidos a partir da associação dos índices de necessidade em saúde e de porte econômico, que levam em conta variáveis epidemiológicas e socioeconômicas, além da capacidade do município financiar, com recursos próprios, os cuidados com a saúde dos cidadãos.

Para execução do projeto, os municípios participantes contam com um examinador, um anotador e um coordenador municipal, sendo que os exames são realizados por Cirurgiões Dentistas e os anotadores são profissionais de nível médio, geralmente técnico em Saúde Bucal (TSB) ou auxiliar em Saúde Bucal (ASB), das Secretarias Municipais de Saúde dos próprios municípios.

“As equipes de campo foram treinadas, em oficina com duração de 24 horas, onde foi possível discutir a operacionalização das etapas do trabalho e as atribuições de cada participante, a fim de assegurar um grau aceitável de uniformidade nos procedimentos”, esclarece a diretora de Saúde Bucal da SES-MG.

Metodologia de pesquisa

Durante a pesquisa, o cirurgião dentista vai percorrer a cidade e examinar, em domicílio, o morador que se interessar em participar voluntariamente do Projeto, sendo aptas a participar da pesquisa, pessoas com idades de 05 e 12 anos, 15 a19 anos, 35 a 44 anos e 65 a74 anos.

O voluntário deverá, também, responder um questionário, composto por perguntas subjetivas que vão ajudar na compreensão do processo saúde/doença bucal. “O questionário vai contribuir para a avaliação das condições socioeconômica e de utilização dos serviços, sendo fundamental para a estruturação da Rede Assistencial em Saúde Bucal”, afirma Daniele Leal.

O projeto segue a metodologia do SB Brasil 2010, do Ministério da Saúde, e conta com a colaboração da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), que vai avaliar os resultados através do Conselho de Ética em Pesquisa. Outra instituição a avaliar o resultado da pesquisa será o Comitê de Ética em Pesquisa cadastrado junto à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).

Municípios Participantes

Guaxupé, Conselheiro Lafaiete, Capela Nova, Betim, Contagem, Itabirito, Sabará, Igarapé, Coronel Fabriciano, Pingo-D’água, Naque, Diamantina, Jenipapo de Minas, Serro, Divinópolis, Lagoa da Prata, Onça de Pitangui, Governador Valadares, Central de Minas, Peçanha, São José da Safira, João Monlevade, Virginópolis, Centralina, São Romão, Varzelândia, Juiz de Fora, Arantina, Cataguases, Simonésia, Pedra Bonita, Montes Claros, Janaúba, Monte Azul, Capitão Enéas, Padre Carvalho, Rio Pardo de Minas, Piumhi, Patos de Minas, João Pinheiro, Águas Vermelhas, Santa Maria do Salto, Santa Fé de Minas, Paula Cândido, Santa Rita do Sapucaí, Turvolândia, Piedade do Rio Grande, Sete Lagoas, Teófilo Otoni, Machacalis,Crisólita,Malacacheta, Ubá, Rosário da Limeira, Araxá, Perdizes, Uberlândia, Unaí, Boa Esperança e Varginha.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/ses-promove-pesquisa-para-mapear-a-saude-bucal-da-populacao-do-estado/

Governo de Minas: animação fotográfica mostra abertura do Independência

Trabalho do fotógrafo Sylvio Coutinho retrata de maneira diferente o dia do primeiro jogo do novo estádio

Sylvio Coutinho
Câmera fixada no ponto mais alto do estádio captou as imagens do dia da inauguração
Câmera fixada no ponto mais alto do estádio captou as imagens do dia da inauguração

Às vésperas da disputa pelo título do Campeonato Mineiro entre América e Atlético, a Arena Independência vai conquistar ainda mais o coração do torcedor. A nova animação fotográfica “Dia do Independência”, realizada por Sylvio Coutinho, fotógrafo contrato pelo Governo de Minas para acompanhar as obras do Independência e Mineirão, traz imagens em time-lapse do dia da abertura do novo templo do futebol mineiro. A trilha foi criada especialmente para o trabalho no Estúdio Acústico. A versão de Heitor Villa-Lobos da música “Trenzinho Caipiria” é assinada por Daniela Rennó e Marcio Villa Bahia. “Dia do Independência” pode ser visto pelo canal da Secopa no Youtube.

O processo time-lapse utiliza técnica fotográfica para edição de vídeo com a imagem acelerada. Foram feitas fotos com câmera posicionada no setor mais alto do estádio a cada 15 segundos, das 4h30 até as 22h do dia 25 de abril. Foram 17 horas e meia de imagens para edição da animação de 2 minutos e 16 segundos. As belas imagens do amanhecer aos poucos se fundem com a festa de abertura do Independência.

Para o fotógrafo, o time-lapse gera interface com várias áreas, especialmente com a física. “É a captura de um lapso de tempo. Você acompanha o movimento de tudo que é dinâmico, acompanhado pela luz daquele momento. Quando você acelera as imagens, o efeito é maravilhoso”, diz Coutinho, que usou uma lente grande angular nesse trabalho.

O secretário da Secopa, Sergio Barroso, também registrou as imagens da festa. “O dia 25 de abril ficará marcado no coração de todo o povo mineiro”, diz Barroso. A empresa Arena Independência vai gerir o estádio durante os próximos 10 anos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/animacao-fotografica-mostra-abertura-do-independencia/

Gestão Anastasia: Governo de Minas promove seminário sobre integração para o desenvolvimento regional

Participantes vão discutir temas como o fortalecimento do planejamento como estratégia para tornar as regiões mais competitivas

Já estão abertas as inscrições para o seminário “Desenvolvimento Regional: Conexões para Políticas Integradas”, que será realizado no dia 30 de maio, das 9h às 17h, na Sala de Conferências do 9º andar do Edifício Minas, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte.

Promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), o encontro tem apoio do Ministério da Integração Nacional e vai reunir autoridades, especialistas e técnicos das esferas federal, estadual e municipal, que debaterão novas iniciativas para reduzir as disparidades entre as regiões de Minas.

Os participantes vão discutir ainda temas específicos, como o fortalecimento do planejamento e desenvolvimento regional como estratégia para tornar as regiões mais competitivas e a interação das políticas nacional e estadual de desenvolvimento regional, além de novas articulações e parcerias para impulsionar iniciativas concretas.

Além de palestras, o seminário terá a apresentação do “Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional Edição 2012: homenagem a Rômulo de Almeida”; lançamento oficial da “Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional” e da publicação “Plano de Desenvolvimento do Alto Paraopeba”. Também está prevista a assinatura de termo de cooperação técnica entre a Sedru e o ministério para o desenvolvimento de ações na área de desenvolvimento regional.

Para o secretário de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, deputado Bilac Pinto a construção de redes de apoio intergovernamentais tem evidenciado a importância das questões regionais. Segundo ele, diante da heterogeneidade das regiões e dos desafios, a ideia de soma de esforços emerge naturalmente, levando os gestores públicos a repensar tentativas de desenvolvimento. “O Governo de Minas busca envolver todos os atores no processo de desenvolvimento, incluindo a sociedade e a iniciativa privada”, destaca.

Ampla participação

Foram convidados para o seminário representantes de secretárias estaduais, do Ministério da Integração Nacional, da Associação Mineira de Municípios, das associações microrregionais de municípios, das prefeituras, da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, do Ministério Público, Sebrae-MG, universidades, faculdades e centros de pesquisas, além de empresas públicas e privadas.

O encontro pretende reunir também pesquisadores ligados a instituições de ensino superior; pessoas vinculadas a instituições públicas, privadas, entidades de classe, agências e companhias que promovam o desenvolvimento regional e a instituições da sociedade, como ONGs, Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips), organizações sociais, cooperativas, associações, consórcios e conselhos.

A subsecretária de Desenvolvimento Regional, Beatriz Morais, explica que mudanças socioeconômicas vêm provocando reconfigurações em Minas, criando estruturas diversificadas de desenvolvimento. “O ritmo desigual do crescimento implica exclusão de sub-regiões no processo desenvolvimentista, pois enquanto algumas avançam outras ficam estagnadas, acirrando as diferenças sociais e regionais e desencadeando fluxo migratório para os grandes centros”, salienta.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail desenvolvimento.regional@urbano.mg.gov.br e também pelo site http://www.urbano.mg.gov.br. Outras informações estão disponíveis pelo telefone (31) 3915-9212.

Serviço:

Seminário Desenvolvimento Regional: Conexões para Políticas Integradas

Local: Plenária do 9º andar do Edifício Gerais, na Cidade Administrativa

Data: 30 de maio

Horário: 9h às 17h

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-promove-seminario-sobre-integracao-para-o-desenvolvimento-regional/

Gestão Anastasia: escola de Saúde Pública de Minas promove curso inédito em hemoterapia

Educação técnica de nível médio vai qualificar servidores da Fundação Hemominas

Marcos Pereira
Iara Machado Avelar, que é técnica em patologia, vê o curso como uma oportunidade de ampliar os conhecimentos
Iara Machado Avelar, que é técnica em patologia, vê o curso como uma oportunidade de ampliar os conhecimentos

Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), em parceria com a Fundação Hemominas, dá início, nesta segunda-feira (14), ao Curso Técnico em Hemoterapia, inédito em Minas Gerais.  Na quarta-feira (16), às 18h, no auditório da sede da ESP-MG,  avenida Augusto de Lima, 2061, Barro Preto, em Belo Horizonte, a hematologista e presidente da Hemominas, Júnia Guimarães Cioffi, profere aula especial com o tema “A hemoterapia compartilhada no Estado de Minas Gerais”.

Realizado pela primeira vez, o curso conta com 20 alunos, todos  servidores da  Hemominas, já com alguma experiência na área e que atuam em setores variados como patologia e farmácia.

O campo de atuação do profissional são os serviços de hemoterapia, tais como: hemocentros, núcleo de hemoterapia, unidade de coleta e transfusão e central de triagem laboratorial de doadores. Com carga horária de 1.445 horas, os profissionais terão atividades voltadas para a orientação prévia do cliente/paciente, coleta, processamento e análise do sangue e hemocomponentes. Também serão abordados conhecimentos sobre políticas de saúde, os princípios e diretrizes do SUS, aspectos históricos, sociais e culturais do sangue.

A técnica de patologia clínica da Fundação Hemominas, Iara Machado Avelar, conta que a maior expectativa diante do curso será nas abordagens relacionadas as etapas que o sangue segue após ser coletado. “Espero as aulas sobre fracionamento e triagem, quero ter conhecimento avançado sobre o fluxo do sangue, ter mais contato com a realidade dos variados laboratórios do Hemominas”, afirma Iara.

Com início em 14 de maio, o curso terá duração em torno de 18 meses. Os docentes/alunos da ESP-MG serão profissionais atuantes no serviço, com uma capacidade de operacionalização do curso voltado para a prática e a Escola oferta ainda o Estágio Supervisionado ao final de cada unidade didática. O estágio é baseado em coleta e triagem, fracionamento, sorologia, hematologia, controle de qualidade, distribuição e transfusão.

De acordo com a referência técnica em Hemoterapia da ESP-MG, Sheilla Coutinho, a qualificação desses profissionais da área garantirá a melhoria no processo de trabalho. “O curso se faz necessário para que o profissional tenha um maior conhecimento de todas as etapas do ciclo do sangue – etapas de processamento, coleta, armazenamento entre outras. Somente dessa maneira alcançaremos um profissional mais completo, evitando assim o trabalho fracionado e garantindo uma visão global do processo”, afirma a coordenadora.

Segundo a coordenação do curso, o profissional de nível médio com essa formação sabe identificar os objetivos e protocolos da doação de sangue, identificar e avaliar os requisitos fisiopatológicos do candidato à doação, executar e analisar testes da triagem hematológica, caracterizar os diversos tipos de anticoagulantes e conservantes, e reconhecer as técnicas de coleta. Apesar de não ser uma profissão regulamentada, o técnico em Hemoterapia é um profissional importante nos procedimentos que visam à recuperação de pacientes portadores de patologias ou desarranjos hematológicos, através da infusão de sangue e derivados.

Enfermeira e servidora da Fundação Hemominas desde 1992, Maria Aparecida Thomáz é uma das integrantes da turma piloto. Para ela a motivação de participar do curso de Hemoterapia é melhorar os conhecimentos técnicos referentes à área dando respaldo também para a Fundação. “Com o curso, vou poder melhorar meu conhecimento técnico e principalmente desenvolver minhas funções de maneira mais completa e isso não será um ponto positivo somente para mim, a Fundação também ganha, isso porque a melhor qualificação do seu funcionário garante um profissional mais completo e capacitado a trabalhar em todos os setores”, conclui a enfermeira.

Programa de Formação de Profissionais 

Planejado com investimentos do Ministério da Saúde, por meio do Programa de Formação de Profissionais de Nível Médio para a Saúde (PROFAPS), o curso integra uma das quatro áreas de formação apontadas pelo programa, que ainda incluem as áreas de Radiologia, Citologia e Vigilância em Saúde. A ESP-MG tem concentrado seus esforços e investimentos na área de Hemoterapia, realizando importante parceria com a  Hemominas. “O curso técnico em Hemoterapia vem ao encontro à meta da ESP-MG de ser referência em formação de profissionais de saúde, fortalecendo ainda mais nosso intercâmbio com a Hemominas”, salienta o Diretor-Geral da ESP-MG, Damião Mendonça.

Para a presidente da Hemominas, Júnia Cioffi, o curso é importante devido a hemoterapia se inserir em toda as atividades de alta e média complexidade do SUS. “A hemoterapia está presente em cirurgias, transplantes, tratamentos quimioterápicos, entre outros. O curso propicia uma maior qualificação dos profissionais com o objetivo da melhoria no atendimento ao paciente”, conclui.

Conforme a especificidade dos trabalhos relacionados à Hemoterapia, desde a criação do Programa Nacional de Sangue e Hemoderivados, em 1980, a área possui necessidade de formar um maior contingente de recursos humanos especializados na área de hemoterapia. Dessa maneira, os órgãos de regulação vêm adotando uma permanente atualização das normas técnicas e da legislação sanitária no exercício das atividades hemoterápicas, exigindo assim a formação de profissionais qualificados que integrem a equipe de saúde e atuem em todas as etapas do ciclo do sangue.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/escola-de-saude-publica-de-minas-promove-curso-inedito-em-hemoterapia/

Gestão da Educação: curso de Direito da Unimontes é o quinto melhor do Estado no exame da OAB

Universidade Estadual de Montes Claros ficou atrás das universidades federais de Juiz de Fora, Viçosa, Minas Gerais e Uberlândia

O curso de Direito da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) conquistou o quinto melhor desempenho entre as instituições de Minas Gerais no último exame nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), realizado em abril. Com um índice de aprovação de 64,91%, ficou atrás apenas dos cursos oferecidos pelas universidades federais de Juiz de Fora, Viçosa, Minas Gerais e Uberlândia, conforme resultado divulgado pela OAB na última semana.

Dos 58 candidatos inscritos pela Unimontes, 37 foram aprovados na segunda etapa do exame.

No Brasil

A Unimontes alcançou a 29ª posição entre os 900 cursos com candidatos que realizaram as provas da Ordem dos Advogados do Brasil.

Para o chefe do departamento de Direito Público Substantivo, professor Leonardo Linhares Drumond Machado, “o fato comprova mais uma vez a qualidade do curso oferecido pela Unimontes”. Ainda de acordo com ele, “o resultado coloca o curso de Direito da universidade, pelo 2º ano consecutivo, entre os melhores do país”.

A professora Lúcia Teixeira de Souza, chefe do departamento de Direito Privado, observou que uma das razões da qualidade do curso de Direito da Unimontes é o fato de que 90% dos professores são egressos da própria instituição. “Por isso mesmo, se empenham e dedicam na formação de bons profissionais”, destacou. Para ela, “essa nova conquista confirma o grau de excelência do curso, reconhecido pela própria Ordem com a distinção do Selo OAB Recomenda, cujo certificado foi recentemente entregue ao reitor João dos Reis Canela, em solenidade no Distrito Federal”. A professora destacou também o recredenciamento do curso em 2012 pelo Conselho Estadual de Educação (CEE).

O diretor do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (ao qual está vinculado o curso de Direito), professor Paulo César Mendes Barbosa, ressaltou que “essa é uma conquista de toda a comunidade acadêmica, num processo que envolve o desempenho particular do aluno e o trabalho coletivo do corpo docente, todos voltados ao objetivo maior de engrandecimento de nossa instituição e, particularmente, do curso de Direito”, concluiu.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/curso-de-direito-da-unimontes-e-o-quinto-melhor-do-estado-no-exame-da-oab/

Governo de Minas: Belo Horizonte contará com um Centro de Treinamento Esportivo de padrão internacional

Com investimentos de cerca de R$ 70 milhões do Governo de Minas, centro de treinamento na Pampulha será um dos melhores do país

Com investimentos do Governo de Minas, está sendo construído em Belo Horizonte, em parceria com a UFMG, um Centro de Treinamento Esportivo de padrão internacional. O complexo fica na região da Pampulha, próximo ao estádio Mineirão.

O Centro de Treinamento Esportivo ocupa uma área de 13.800 metros quadrados. A nova unidade será, ao mesmo tempo, um presente para atletas profissionais e um centro de estudos para pesquisadores do esporte.

Segundo o secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, o centro de treinamento na Pampulha será um dos melhores do país, com uma estrutura esportiva completa para a preparação de atletas de diversas modalidades.

O investimento total é de R$ 70 milhões. A pista de atletismo ficará pronta até o fim do mês que vem. O Centro de Treinamento na Pampulha deverá ter as obras concluídas até 2014.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/belo-horizonte-contara-com-um-centro-de-treinamento-esportivo-de-padrao-internacional/

Governo de Minas: Epamig Centro-Oeste promove discussão ambiental e ações visando popularizar a ciência

Ação faz parte da Semana de Ciência e Tecnologia e visou possibilitar que a população conheça e discuta os resultados, a relevância e o impacto das pesquisas científicas e tecnológicas

Divulgação/Epamig
Os participantes conheceram a Unidade Demonstrativa de Integração Lavoura-Pecuária e Floresta na Fazenda Experimental
Os participantes conheceram a Unidade Demonstrativa de Integração Lavoura-Pecuária e Floresta na Fazenda Experimental

Terminou, nesta quinta-feira (10), a Semana de Ciência e Tecnologia realizada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) na Fazenda Experimental Santa Rita, em Prudente de Morais, região Central do Estado. O evento, cujo tema foi “Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos”, contou com atividades gratuitas, como palestras, visitas técnicas, trilha ecológica, mostras de vídeos e oficina.

Em três dias de evento, os 150 estudantes de ensino médio, universitários, pesquisadores e técnicos da área ambiental puderam conferir palestras sobre mudanças climáticas, hortaliças e resgate da biodiversidade, educação ambiental, sequestro de carbono, vulnerabilidade e impactos climáticos nos recursos hídricos e química para um mundo melhor.

As atividades visaram estimular a difusão dos conhecimentos e o debate sobre as estratégias e maneiras de se enfrentar as mudanças climáticas e de prevenir riscos decorrentes de desastres naturais e de situações criadas pela ação humana.

Alunos da Escola Estadual João Rodrigues da Silva, de Prudente de Morais, participaram da palestra “Educação ambiental e mudanças climáticas” e, em seguida fizeram trilha ecológica na Fazenda Experimental. Durante o trajeto, os estudantes puderam conhecer diversas espécies vegetais e animais. Para a pesquisadora da Epamig, Andréia Fonseca, a trilha é ótima oportunidade para estudantes perceberem a biodiversidade brasileira. “Estima-se que no Brasil existam 1,8 milhão espécies, mas apenas 200 mil foram descritas pela ciência”, afirma.

Os participantes ainda puderam conhecer a área de pesquisa em Integração Lavoura-Pecuária e Floresta (ILPF) e visitaram o Banco de Germoplasma de Hortaliças Não Convencionais da Epamig Centro-Oeste, onde os participantes conheceram as espécies cultivadas, como: araruta, azedinha, almeirão-de-árvore, cansanção, jacatupé, mangarito, ora-pro-nóbis, peixinho e vinagreira, dentre outras.

A Semana de Ciência e Tecnologia teve como objetivo possibilitar que a população conheça e discuta os resultados, a relevância e o impacto das pesquisas científicas e tecnológicas em nossas vidas e suas aplicações. O evento é resultado do projeto de pesquisa “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia para estudantes dos municípios de Prudente de Morais e Sete Lagoas de Minas Gerais”, de autoria da pesquisadora da Epamig, Nádia Nardely Parrela, com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig) e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/epamig-centro-oeste-promove-discussao-ambiental-e-acoes-visando-popularizar-a-ciencia/