Antonio Anastasia homenageia Oscar Niemeyer

Governador Antonio Anastasia rende homenagem a Oscar Niemeyer

Durante velório do arquiteto, Anastasia lembrou o seu legado deixado em Minas e a vida dedicada ao interesse público

midia.audio.title
ÁUDIO: Depoimento de Antonio Anastasia em homenagem a Oscar Niemeyer

Raphael Lima/Prefeitura do Rio
Rodrigo Lopes, Maristela Kubitscheck, governador Antonio Anastasia e prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda
Rodrigo Lopes, Maristela Kubitscheck, governador Antonio Anastasia e prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda

O governador Antonio Anastasia compareceu, nesta sexta-feira (07), ao velório do arquiteto Oscar Niemeyer, no Rio de Janeiro. Durante entrevista, o governador lembrou o grande legado deixado por Niemeyer em Minas, especialmente em Belo Horizonte, onde o arquiteto deixou obras reconhecidas internacionalmente, como o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, construído por Juscelino Kubitscheck na década de 1940.

“Estou aqui, em nome de todos os 20 milhões de mineiros, para prestar um tributo, uma homenagem, ao grande gênio Oscar Niemeyer, para lembrar que ele foi muito associado a Minas Gerais, especialmente a Belo Horizonte. Lá está, talvez, a sua primeira obra internacionalmente reconhecida, que é a nossa tão conhecida Igreja da Pampulha”, afirmou.

Ao lado do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, e de Maristela Kubitscheck, filha do ex-presidente Juscelino Kubitscheck, Anastasia destacou uma das últimas grandes obras de Niemeyer inaugurada em 2010, a Cidade Administrativa Presidente Tancredo de Almeida Neves, sede do Governo de Minas.

O governador de Minas também ressaltou, além das obras arquitetônicas de Niemeyer, a vida dedicada ao interesse público.

“Além de tantas e tantas obras, é sempre bom lembrar a imagem de Oscar Niemeyer ao longo de toda a sua vida – uma longa vida, mas uma vida ávida, dedicada ao interesse público, à ciência, à arquitetura; ele foi, sobretudo, um ser humano querido por todos. Então, fica aqui o respeito, a homenagem e, sempre, a memória do povo de Minas Gerais ao grande Oscar Niemeyer”, declarou o governador.

O arquiteto carioca Oscar Niemeyer morreu na noite da última quarta-feira (05), aos 104 anos.

Anúncios