Governo de Minas: jovem de Juiz de Fora pode ser primeiro mineiro na NBA

Fabrício Melo vai estar no processo de seleção de jovens jogadores, o draft, para a próxima temporada

 

O pivô de basquete Fabrício Melo, de 21 anos, pode ser o primeiro mineiro a participar da liga profissional norte-americana, a NBA. Natural de Juiz de Fora, ele vai estar no draft 2012, que é o processo de seleção de jovens jogadores para os times. Fab, como é conhecido, joga desde 2008 no basquete universitário dos EUA. Informações são do Estado de S. Paulo.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/jovem-de-juiz-de-fora-pode-ser-primeiro-mineiro-na-nba/

Gestão em Minas: Governador em exercício preside assinatura de acordo com o CNPq

Acordo prevê a liberação de bolsas de estudo para o Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas

O governador em exercício, Dinis Pinheiro, presidiu, nesta sexta-feira (04), no Palácio Tiradentes, solenidade de assinatura de acordo de cooperação entre o Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas (Unesco-Hidroex), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Instituto de Educação para as Águas da Unesco (IHE). O acordo autoriza a liberação de um edital do programa Ciência sem Fronteiras voltado para as águas.

O plano de trabalho firmado com o Ciência sem Fronteiras prevê a oferta de 68 bolsas de estudos a estudantes brasileiros e pesquisadores estrangeiros, que se interessarem em desenvolver atividades no IHE, em Delft (Holanda), e na Cidade das Águas, em Frutal, no Triângulo Mineiro.

“Esse acordo prevê o que é preconizado pelo governador Antonio Anastasia que é o de qualificar cada dia mais o nosso povo e buscar o aprimoramento do ser humano. Por meio do conhecimento, buscaremos dias melhores e assim elevaremos o desenvolvimento da nossa sociedade. Não há desenvolvimento sem atitudes e sem a educação do nosso povo. Somente o conhecimento nos apresentará novos rumos”, afirmou o governador em exercício, Dinis Pinheiro.

Para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), Nárcio Rodrigues, Minas sai na frente ao realizar parceria com governo federal por meio do programa Ciência sem Fronteiras.

“Tivemos a preocupação, ao elaborar a nossa proposta, de escolher a água, que é um tema universal, a gestão de recursos hídricos, o tratamento da água como elemento de vida e conseguimos realizar uma parceria internacional muito importante com a Unesco”, enfatizou o secretário.

O Ciência sem Fronteiras é um programa do governo gederal que fomenta a internacionalização da ciência e tecnologia brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional. Ele foi criado pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e Educação (MEC), por meio do CNPq e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O acordo de cooperação vai agilizar o intercâmbio de técnicos, estudantes, professores e pesquisadores do Brasil para áreas de excelência em águas no exterior, bem como de especialistas de outros países para a Cidade das Águas, em Minas Gerais.

O diretor do CNPq, Paulo Sérgio Beirão, ressaltou que o acordo de cooperação com o Governo de MInas traduz o objetivo do programa Ciência sem Fronteiras que é o de trabalhar com áreas que são de interesse estratégico do país, no caso a água. “O acordo é importante para o país e principalmente para Minas Gerais”, pontuou Beirão.

Reitor do Instituto de Educação para as Águas da Unesco (IHE), András Szöllösi-Nagy, destacou a importância do intercâmbio de conhecimento previsto no programa. “A ciência e a água não têm fronteiras, temos que compartilhar conhecimentos”, disse Nagy.

Cidade das Águas

Com inauguração prevista para 2014, a Cidade das Águas Unesco-Hidroex é uma iniciativa do Governo de Minas frente ao desafio de conservação da água. Em setembro de 2011, o vice-governador Alberto Pinto Coelho lançou oficialmente o projeto durante a inauguração da nova sede do Unesco-Hidroex em Frutal.

O Unesco-Hidroex foi criado em 2009 pelo Governo de Minas, com o objetivo de planejar, coordenar, executar, controlar e avaliar programas e projetos de defesa e preservação do meio ambiente, relativos à gestão das águas e dos recursos hídricos. Também se dedica à capacitação de recursos humanos e à prestação de serviços de interesse público.

Os governos mineiro e federal já investiram R$ 80 milhões na elaboração de projetos, intercâmbios e na infraestrutura do Hidroex e do campus da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) em Frutal, que já atende aproximadamente 1.500 alunos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-em-exercicio-preside-assinatura-de-acordo-com-o-cnpq/

Gestão Anastasia: Governo de Minas e parceiros mostram sequenciamento do zebu leiteiro

O projeto, inédito no mundo, significa informações expressivas para o melhoramento genético dos rebanhos

Divulgação/Sectes MG
Criadores  e pesquisadores assistem à apresenção do sequenciamento do genoma do zebu leiteiro
Criadores e pesquisadores assistem à apresenção do sequenciamento do genoma do zebu leiteiro

Apesar da forte tradição, Minas Gerais sabe que pode avançar ainda mais em muitas áreas ao agregar conhecimento e tecnologia aos produtos. Na genética bovina, sob a liderança do Polo de Excelência da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes), foi apresentado, nesta sexta-feira (4), durante a 78ª Expozebu, em Uberaba, Triângulo Mineiro, o sequenciamento do genoma do zebu leiteiro. O projeto, inédito no mundo, significa informações expressivas para o melhoramento genético dos rebanhos.

O Governo de Minas investiu R$ 1,3 milhão desde 2009 no projeto, por meio da Sectes e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). A parceria na execução do projeto contou com uma rede de pesquisadores da Embrapa Gado de Leite, Centro de Bioinformática (Cebio/Fiocruz Minas), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Associação dos Criadores da Raça Guzerá (ABCG) e Associação de Criadores da Raça Gir (ABCGIL).

O estudo foi apresentado pelos pesquisadores Marcos Vinicius Barbosa (Embrapa Gado de Leite) e Guilherme Oliveira (Fiocruz Minas). Eles expuseram a utilidade do sequenciamento para a pecuária leiteira nacional, visando a uma maior eficiência do setor. Guilherme Oliveira ressaltou que o trabalho não se encerra com uma versão apenas, e lembrou que o genoma humano já se encontra na versão de número 37. Explicou também que todo o processamento de bilhões de informações está sendo possível, por meio da infraestrutura construída na Fiocruz Minas (Cebio), com boa parte dos recursos do governo mineiro.

A gerente executiva do Polo de Genética, Beatriz Cordenonsi, disse que a obtenção do genoma do zebu leiteiro representa um marco na história da pecuária brasileira, pois vai permitir, num futuro próximo, a identificação de genes de relevância econômica para incrementar os sistemas de produção nacional. O chefe geral da Embrapa Gado de Leite, Duarte Vilela, e o diretor de Relações Internacionais da ABCZ, Rafael Cunha Mendes, expuseram a parceria no projeto e reconheceram a importância dele para o Brasil ganhar mais competitividade e qualidade no seu rebanho.

Representando o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, a superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação Ambiental, Déa Fonseca, homenageou pesquisadores integrantes da rede que estavam presentes no evento. Ela falou sobre a importância do Governo de Minas apoiar a ciência para entregar os produtos à sociedade, mas não se esqueceu de valorizar as parcerias com instituições e entidades para grandes conquistas como a do sequenciamento genético do zebu leiteiro.

Lançamento do livro

Também foi lançado pelo Polo de Excelência em Genética Bovina da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o livro “Genética Bovina Brasileira: Mercado Internacional e Mapeamento das Competências e Tecnologias Mineiras”. A publicação estará disponível para os interessados na sede do Polo em Uberaba. Posteriormente também estará em formato eletrônico na internet.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-e-parceiros-mostram-sequenciamento-do-zebu-leiteiro/

Gestão da Saúde: população de Ipatinga será beneficiada com UPA

O investimento irá beneficiar mais de 200 mil habitantes da região

O Governo de Minas irá investir mais de R$2,3 milhões na construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e compra de equipamentos. Isso foi definido por um acordo entre prefeitura de Ipatinga e o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques.

“Estamos dando um passo importante para a melhoria dos serviços de saúde, que são prestados no município. A efetivação da proposta será possível graças à parceria do Governo Federal e da prefeitura de Ipatinga. É um trabalho em conjunto”, afirmou o secretário Antônio Jorge.

A unidade, que será construída no terreno doado pela prefeitura, beneficiará cerca de 240 mil habitantes da região, podendo atender até 450 pacientes por dia. Para isso, ela contará com uma equipe de profissionais de no mínimo seis médicos por plantão, além de enfermeiros, farmacêuticos, técnicos de enfermagem e radiologia, entre outros.

Segundo o coordenador da Rede de Urgência e Emergência da SES-MG, Rasível dos Reis, a UPA é um estabelecimento de saúde de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou Saúde da Família e a Rede Hospitalar. “A principal missão da UPA é atender aos Usuários do SUS portadores de quadro clínico agudo de qualquer natureza, dentro dos limites estruturais da unidade, durante 24 horas, 7 dias da semana em caráter de urgência, com atendimento nas especialidades de clínica médica”, explicou.

A estrutura física da unidade segue o padrão estipulado pela SES-MG, apresentando como diferencial a tecnologia de gestão da clínica, padrões de sustentabilidade e a agilidade na construção. Ela contará com setores como pronto atendimento, atendimento de urgências, apóio diagnóstico e terapéutico e sala de observação.

“Essa unidade será um ganho imensurável para a saúde do município, portanto, não mediremos esforços para que aconteça o mais breve possível”, finalizou o secretário municipal de saúde de Ipatinga, Arlen Ferreira.

Mais investimentos

Desde 2011, o governo de Minas já investiu mais de 20 milhões na construção de nove UPAs nos seguintes municípios: Varginha, Vespasiano, Sabará, Sete Lagoas, Patos de Minas, Diamantina, Divinópolis e Barbacena.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/populacao-de-ipatinga-sera-beneficiada-com-upa/

Gestão da Saúde: Governo de Minas investe R$ 1,79 milhão na construção do centro de hemodiálise de Patrocínio

Na inauguração, secretário Antônio Jorge firmou convênios para aquisição de equipamentos para a rede pública de saúde local

Henrique Chendes
Solenidade de inauguração foi conduzida pelo secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques
Solenidade de inauguração foi conduzida pelo secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques

O Governo de Minas inaugurou, nesta sexta-feira (04), o Centro de Hemodiálises da Irmandade Nossa Senhora de Patrocínio, no Alto Paranaíba. A nova unidade possui 800 metros quadrados e funciona anexo ao hospital. A construção recebeu R$1,79 milhão do Governo de Minas. O Centro de Hemodiálises possui 20 equipamentos, sendo um na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), um para reserva e 18 para os demais atendimentos. A capacidade de atendimento é de até 108 pacientes em três turnos.

A solenidade de inauguração foi conduzida pelo secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques. A unidade vai atender aos pacientes da microrregião de Patrocínio e Monte Carmelo, o que inclui as cidades de Patrocínio, Monte Carmelo, Guimarânia, Cruzeiro da Fortaleza, Serra Do Salitre, Irai de Minas, Abadia dos Dourados, Douradoquara, Grupiara, Estrela do Sul, Coromandel e Romaria.

“O recurso vem atrás de bons projetos. O governador Antonio Anastasia é, acima de tudo, um municipalista. É onde tudo acontece. Para que o nosso plano de governo atinja êxito é preciso destacar a parceria com os municípios, na união pelo bem comum” explicou o secretário Antônio Jorge. Durante a inauguração, o secretário assinou convênios destinados à aquisição de equipamentos oftalmológicos para o centro Hiperdia de Patrocínio, além de um videolaparascópio e material para esterilização, totalizando investimentos de mais de R$ 900 mil do Governo de Minas.

Conquistas

Para o provedor da Santa Casa de Patrocínio, Ricardo dos Santos Bartholo, “toda a população da microrregião está muito orgulhosa com a entrega da obra”. “Já estamos atendendo 62 pacientes do SUS e quatro por meio de convênios. São pacientes não só de Patrocínio, mas também das cidades vizinhas, o que ajuda a desafogar o fluxo na região. O projeto aguardou cerca de 12 anos para ser concluído, mas agora é uma realidade. Estamos todos muito satisfeitos” declarou Bartholo.

O prefeito de Patrocínio, Lucas Campos de Siqueira, também ressaltou a importância da nova unidade de saúde. “Hoje temos sim o que comemorar. A Santa Casa faz a diferença para todo o sistema municipal de saúde. É uma enorme conquista para a área de saúde de Patrocínio e região, um bem para a população”, finalizou Siqueira.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-investe-r-179-milhao-na-construcao-do-centro-de-hemodialise-de-patrocinio/

Gestão em Minas: Iepha e Escola de Belas Artes firmam convênio para preservação do patrimônio cultural mineiro

Comunidades de Minas Gerais terão seu patrimônio restaurado com qualidade e sem custos

Izabel Chumbinho/Iepha-MG

O Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) e a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), representando a participação da Escola de Belas Artes da UFMG, firmaram um Termo de Cooperação Técnica e Científica com o objetivo de estabelecer uma agenda de trabalho conjunto entre as instituições, potencializando seus esforços em prol da preservação do patrimônio cultural mineiro.

Serão várias frentes de trabalho em cooperação. Uma delas prevê a disponibilização, pelo Iepha, de obras pertencentes ao patrimônio histórico e artístico mineiro a serem restauradas pelos professores e alunos do curso de graduação em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da UFMG. Assim, será possível atender a uma parcela maior da imensa demanda por restauração recebida todos os anos pelo Iepha, que não dispõe de recursos humanos ou financeiros para atendê-la.

A custo zero, as comunidades terão seu patrimônio restaurado com a qualidade garantida pela expertise do Cecor da UFMG, que é centro de referência em todo o país. Além da seleção das peças a serem restauradas, e de seu recolhimento e devolução junto à comunidade de origem, o Iepha se dedicará ao acompanhamento e fiscalização constante de todo trabalho junto a cada uma das obras. A gerente de Elementos Artísticos do Iepha, Ana Panisset, explica que esta frente de trabalho entrará como um “braço do Programa de Restauração de Acervos da instituição”, que este ano trabalhará outras 19 peças.

Ainda esta semana, 21 peças sacras serão encaminhadas ao Cecor para serem restauradas dentro do convênio. São 20 imagens e uma tarja de retábulo, vindos de igrejas de Sabará, Couto de Magalhães de Minas, Serro e de Conceição do Mato Dentro.

Segundo Ana Panisset, anualmente serão selecionadas de 15 a 20 obras, dependendo do tamanho das peças e do estado de conservação. Uma destas obras será recuperada como trabalho de conclusão de curso pela aluna Florence Costa, que é também estagiária no ateliê de restauração do Iepha.

Capacitação

Outra frente de trabalho conjunto viabilizada pelo termo de cooperação dará conta da capacitação do corpo técnico que atua na conservação-restauração do patrimônio mineiro, seja via entidades governamentais ou por empresas privadas. Estão previstos uma série de seminários, palestras, workshops e eventos diversos, envolvendo técnicos do Iepha, acadêmicos da UFMG e profissionais do mercado. Além disso, o convênio também prevê a oferta de oportunidades de estágio supervisionado no Iepha para os alunos da Belas Artes e o desenvolvimento de projetos de pesquisa e publicações em conjunto.

Também será montado um grupo de pesquisa que funcionará como uma comissão para discutir os parâmetros de conservação-restauração, baseado em referências internacionais, buscando unificar os procedimentos. Outra novidade será o lançamento de um laboratório móvel de análises científicas para o diagnóstico do patrimônio mineiro. Fruto de um esforço conjunto entre UFMG, Iepha, Iphan e Ministério Público Estadual, a unidade móvel percorrerá as mais diversas regiões de Minas avaliando o estado de conservação de bens culturais.

Ana Panisset explica, ainda, que o grande trunfo do convênio entre Iepha e UFMG é a “união de expertises das áreas envolvidas com o patrimônio”, unindo a esfera acadêmica e o campo de atuação prática. Para a gerente do ateliê de restauração do Iepha, a intenção principal desta cooperação é a mudança de paradigma em relação aos parâmetros de conservação, em prol de uma ação mais orientada por procedimentos críticos e científicos. “A motivação deste intercâmbio é exatamente trazermos o conhecimento e a pesquisa acadêmica para o âmbito da aplicação prática. Quem sai ganhando no final, claro, é o patrimônio mineiro”, destaca.

Restauração de acervos

Além das 21 obras que seguem para restauração no Cecor, por meio do convênio assinado entre o Iepha e a Escola de Belas Artes, outras 19 peças sacras também entram em restauro ainda este ano pelo Programa Restauração de Acervos, do Iepha.

A ação, que tem a proposta de recuperar bens de forte significado para as comunidades às quais pertencem, contou este ano com um novo critério para a escolha das peças. Como nos anos anteriores, foram priorizadas aquelas em pior estado de conservação, de acordo com o levantamento feito pelo Inventário do Patrimônio Cultural, mas a seleção, desta vez, exigia também que os bens fizessem parte de acervos protegidos pelo Programa Minas Para Sempre, o que representará a garantia de que, uma vez restauradas, as peças sacras voltarão para um local seguro.

Cinco imagens da Igreja Matriz de São José – localizada no distrito de São José das Três Ilhas, em Belmiro Braga – serão restauradas com verbas destinadas pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Difusos de Minas Gerais (Cedif) ao programa no valor de R$ 50 mil. São elas Nossa Senhora da Conceição, Santo Antônio, Santa Rita, e as imagens de São José e de Nossa Senhora que fazem parte do conjunto da Natividade do templo.

Outras 14 imagens de nove municípios serão recuperadas com investimento de R$ 350 mil proveniente do Programa Estadual Minas Patrimônio Vivo. Além da preservação material o Iepha pretende também incentivar e mobilizar as comunidades para um engajamento na conservação de seus acervos. De acordo com a gerente de Elementos Artísticos do Iepha, Ana Panisset, a duração dos trabalhos irá variar de peça para peça, dependendo do tamanho de cada uma delas e do estado de conservação.

Clique aqui e confira a lista completa de 40 peças contempladas pelo Programa de Restauração de Acervos 2012 (arquivo

PDF).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/iepha-e-escola-de-belas-artes-firmam-convenio-para-preservacao-do-patrimonio-cultural-mineiro/

Governo de Minas: Programa de Voluntariado para a Copa do Mundo de 2014 é apresentado em Manaus

Secopa-MG destaca a importância da participação de voluntários durante o evento esportivo

Portal da Copa / Divulgação
Programa Oficial de Voluntários foi apresentado pelo gerente de Voluntários do COL, Rodrigo Hermida
Programa Oficial de Voluntários foi apresentado pelo gerente de Voluntários do COL, Rodrigo Hermida

Representantes do Comitê Municipal da Copa de Belo Horizonte e da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo de Minas Gerais (Secopa-MG) participam nesta sexta-feira  (04), em Manaus (AM), do I Seminário de Voluntariado, promovido pelo Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo da FIFA 2014™. O Programa Oficial de Voluntários foi apresentado pelo gerente de Voluntários do COL, Rodrigo Hermida. A sessão também contou com a presença de Fábio Starling, gerente geral de Relações com as sedes, e Marcello Cordeiro, gerente geral de competições, do COL, além de representantes das 12 cidades-sede.

Hermida explicou detalhes do funcionamento do programa, como o processo de inscrição e seleção, requisitos para participar e iniciativas de inclusão. No período da tarde, as cidades-sede terão a oportunidade de apresentar suas propostas e esclarecer dúvidas. De acordo com estimativas da FIFA, a Copa 2014 deve contar com a participação de 18 mil voluntários. Em 2013, a expectativa para a Copa das Confederações é de 6.000 voluntários. A Secopa-MG e o Comitê da Copa de Belo Horizonte elaboram um planejamento conjunto, buscando a integração de iniciativas locais ao programa oficial de voluntariado.

A assessora da Secopa-MG presente ao encontro, Ludimila Kai, acrescentou que o trabalho com voluntários da agenda de 2013 e 2014 será fundamental em vários aspectos. “O programa vai colher resultados muito positivos porque o COL pretende realizar um trabalho integrado entre as 12 cidades-sede, reforçando a parceria necessária para o êxito dessa iniciativa que tanto mobiliza a sociedade”, disse Ludimila Kai, em Manaus.

No âmbito municipal, o projeto é coordenado pelo secretário adjunto de Lazer, Roberto Tross, representado no Seminário pelos assessores do Comitê, Alessandra Santos e Alexandre Maestrini. “A soma de esforços para a mobilização de voluntários gera um movimento muito interessante junto à população, com repercussões muito positivas, que são também uma forma de legado”, explica Maestrini

O lançamento do Programa Oficial de Voluntários será divulgado na imprensa e no site oficial da FIFA (www.fifa.com).  Somente serão aceitas inscrições realizadas online. Para participar, é necessário fazer a inscrição via internet, participar do processo seletivo e acompanhar as notícias que serão divulgadas no site.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/programa-de-voluntariado-para-a-copa-do-mundo-de-2014-e-apresentado-em-manaus/

Governo de Minas: secretarias de Estado participam do Ação Global Nacional 2012 em Betim

Cidadãos terão a oportunidade de participar programas do Governo de Minas em diversas áreas

A Fundação Ultramig, vinculada à Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (Sete), Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) , em  parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) e Rede Globo, participará do próximo “Ação Global Nacional”, que será realizada sábado (5), em Betim.

A Fundação Ultramig irá oferecer serviços gratuitos nas áreas de educação, saúde, meio ambiente, cultura, alimentação, esporte e lazer, além de cidadania.

Os psicólogos da Fundação irão aplicar testes vocacionais para a população, com o objetivo de orientar na escolha da carreira. Os cidadãos terão ainda a oportunidade de participar da “Ciranda das Profissões”, quando poderão obter informações sobre a tendência do mercado e as carreiras em alta.

Para o presidente da Fundação Utramig, José Murilo Resende, o desafio para a aquisição do primeiro emprego está na falta de profissionais qualificados para atender às demandas do mercado. “É muito importante que o profissional obtenha informações sobre as profissões, pois as vagas existem. Minas Gerais tem batido vários recordes em geração de postos de trabalho, ainda assim temos condições de ampliar mais o aproveitamento das vagas se preparamos melhor o cidadão”, completa o José Murilo Resende.

A Secretaria de Estado de Saúde irá promover serviços de saúde e diversas atividades, como a mobilização para o combate à dengue, vacinação contra a gripe e Projeto Mães de Minas que tem como objetivo a redução da mortalidade materna e infantil. No dia, a SES irá oferecer também vacinas gratuitas contra a Influenza, marcando a abertura da “14ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza”, que ocorre entre no período entre o dia 5 a 25 de maio. Trata-se de uma vacina trivalente, que protege contra três vírus diferentes, incluindo gripe sazonal e Influenza A H1N1.

Duas equipes da secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), irão participar do evento, a equipe do Poupança Jovem e a equipe do Conselho Estadual da Mulher (CEM).

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/secretarias-de-estado-participam-do-acao-global-nacional-2012-em-betim/

Gestão Anastasia: casa Civil articula apresentação de ações do Governo de Minas para ser levada à Conferência Rio+20

As ações do Governo do Estado serão definidas durante 8º Congresso do Conselho Internacional para Iniciativas Ambientais Locais

Renato Cobucci/Imprensa MG
Reunião coordenada pela Seccri para a realização do 8º Congresso do Iclei
Reunião coordenada pela Seccri para a realização do 8º Congresso do Iclei

A Secretaria de Estado Casa Civil e de Relações Institucionais (Seccri) realizou reunião preparatória para o 8º Congresso do Iclei, que é uma associação democrática e internacional de governos locais e organizações governamentais nacionais e regionais que assumiram um compromisso com o desenvolvimento sustentável. O Iclei foi lançado em 1990, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, por meio da criação do Conselho Internacional para Iniciativas Ambientais Locais.

O congresso será realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, com o apoio do Governo de Minas Gerais, entre os dias 13 e 19 de junho, quando serão definidas as propostas de Minas para a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – Rio+20. O Iclei reúne municípios de todo o mundo e seu congresso acontece a cada três anos. Esta é a primeira vez que o evento será realizado na América Latina, e Belo Horizonte foi escolhida entre 35 cidades.

Durante a reunião, coordenada pelo chefe da Assessoria de Relacionamento Institucional da Seccri, Augusto Lio Horta, foram discutidas a estrutura do Congresso do Iclei e as ações do Estado voltadas para o desenvolvimento sustentável. Segundo o coordenador, foram identificadas várias possibilidades de participação do Governo de Minas em atividades do congresso, especialmente relacionadas a temas como resíduos sólidos, eficiência energética, recursos hídricos, segurança alimentar, mudanças climáticas, energia renovável, erradicação da pobreza, economia verde e desenvolvimento.

Representantes das secretarias de Estado de Meio Ambiente; de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior; de Desenvolvimento Regional e Política Urbana; e de Desenvolvimento Econômico, bem como da Assessoria de Relações Internacionais do governo estadual e dirigentes da Copasa também participaram da reunião. Eles falaram sobre os projetos de sustentabilidade que o Governo do Estado desenvolve e que deverão ser apresentados durante o 8º Congresso do Iclei.

O secretário de relações internacionais da Prefeitura de Belo Horizonte, Rodrigo Perpétuo, explicou que, no congresso, serão debatidos temas como economia verde urbana, cidades eficientes em recursos, cidades baixo-carbono, infraestrutura verde e cidade sustentável. De acordo com o secretário, 530 representantes de 42 países já se inscreveram para participar do evento e, entre os palestrantes, já estão confirmados o coordenador da Rio +20, Brice Lalonde, e o consultor em estratégia e inovação urbana, Jeb Brugmann, um dos fundadores do Iclei.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/casa-civil-articula-apresentacao-de-acoes-do-governo-de-minas-para-ser-levada-a-conferencia-rio20/

Gestão Anastasia: projeto piloto destina parte do salário de presos para vítimas no Sul de Minas

Parceria com Poder Judiciário de Santa Rita do Sapucaí garante ressarcimento de prejuízos causados pelos delitos

 Coordenadores de projeto piloto de ressocialização de detentos em Santa Rita do Sapucaí, Sul de Minas Gerais, encontraram uma forma de o condenado ressarcir parte do prejuízo causado pelos seus crimes. Parte do salário que os presos ganham fazendo trabalhos durante o dia, vai para a família das vítimas de seus delitos. Cinco detentos que cumprem pena no presídio da cidade e estão trabalhando na reforma do Fórum da comarca já estão inscritos no projeto. A iniciativa é realizada em parceria entre a Secretaria de Estado de Defesa Social e o Poder Judiciário.

O diretor geral do presídio de Santa Rita do Sapucaí, Gilson Rafael Silva, explica que o dinheiro para pagamento dos presos é arrecadado por meio de parcerias com empresários locais. Até que seja repassada às partes, em audiências de pagamento, a quantia fica depositada em uma conta do Conselho da Comunidade. “Até hoje, duas audiências já foram realizadas. Outras quatro ainda acontecerão”, conta.

De acordo com o juiz da comarca, José Henrique Mallmann, a iniciativa vai ao encontro do conceito de Justiça Restaurativa. “Não fica só na punição, vai um pouco adiante. Também devolve o custo que o preso tem para a sociedade. O trabalho é feito em prédios públicos e históricos, traz a ideia de preservação e pacificação social e a vítima também não foi esquecida”, explica. Apesar de ser um projeto piloto, o magistrado já avalia a iniciativa muito positivamente. “Não houve problema de disciplina e a gente percebe que a própria comunidade está elogiando o trabalho”, destacou.

A ação prioriza detentos que cometeram furtos, já que assim é possível realizar a restituição financeira da vítima. No entanto, há, também, um preso que foi condenado por tráfico. Nesse caso, metade do salário é repassada à Fazenda Esperança, que oferece tratamento a dependentes químicos.

De acordo com Gilson Silva, os detentos gostam, de forma especial, dessa nova oportunidade de trabalho. “Eles podem se desculpar pelo ato cometido às vítimas e ajudar a família enquanto estão ausentes”, afirmou. O diretor do presídio ressalta que o trabalho e o estudo durante o cumprimento da pena permitem aos presos se prepararem para o retorno ao convívio social e ao mercado de trabalho. “Eles aprendem uma profissão e tiram da cabeça aquele vício do crime”.

Atualmente, cerca de 12 mil presos trabalham e 4,5 mil estudam enquanto cumprem suas penas em unidades prisionais administradas pela Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi), da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds)..

Todos os presos que participam do projeto têm autorização judicial para trabalho externo. Eles trabalham de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e, além do salário, têm a pena reduzida – a cada três dias trabalhados, um a menos no cumprimento da sentença.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/projeto-piloto-destina-parte-do-salario-de-presos-para-vitimas-no-sul-de-minas/