Governo de Minas: Filme Girimunho estreia em BH após várias premiações internacionais

Longa metragem patrocinado pelo projeto Filme em Minas, do Governo do Estado, tem como cenário o Rio São Francisco

Divulgação / SEC
Filme retrata vida de comunidades no entorno do rio São Francisco
Filme retrata vida de comunidades no entorno do rio São Francisco

Após conquistar prêmios dos festivais de Veneza, Nantes, Havana, Mar Del Plata, o filme Girimunho, de Clarissa Campolina e Helvécio Martins Jr, estreia neste fim de semana em Belo Horizonte. Além de ser genuinamente mineira, tanto na temática quanto na produção, a obra foi realizada com recursos oriundos de dois editais do Filme em Minas (produção e distribuição), programa da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) voltado para o setor áudio visual.

Depois de estrear em festivais internacionais de cinema, o filme foi exibido no Brasil, pela primeira vez, no Festival do Rio e depois participou das mostras de São Paulo, Tiradentes e da Janela do Recife. Neste mês de abril, o longa-metragem inicia seu percurso no circuito comercial dos cinemas brasileiros. Na capital mineira, ele ficará em cartaz no ‘Cine Belas Artes’ a partir dessa sexta-feira (27) , com exibições às 15h30 e 19h30. No sábado (28), terá exibição especial para a comunidade da cidade de São Romão, Norte de Minas, onde foi rodado.

Tendo como cenário os entornos do Rio São Francisco e a cidade de São Romão, no Norte de Minas, o filme começou a ser gestado há oito anos, quando os diretores trabalhavam no projeto Cinema no Rio, que tem a proposta de introduzir as comunidades ribeirinhas do São Francisco no universo cinematográfico, levando até essa população curtas e longas-metragens. Inseridos e familiarizados já com as paisagens e costumes locais, os diretores iniciaram as filmagens de Girimunho.

No enredo da obra, os contrastes estão em evidência. A dualidade da vida é exposta, denotando o movimento ao qual estamos todos regidos ao longo do caminho. Essa bilateralidade é percebida pela trajetória das personagens ‘Bastu’ e ‘Maria do Boi’.

É também marcante no filme a exaltação da vida pitoresca do sertão brasileiro de Guimarães Rosa, que é explicitada com carga subjetiva, pela vivência rica das personagens, que comungam de uma sabedoria ímpar calcada nas experiências empíricas adquiridas durante o percurso da vida, e somada ao aprendizado obtido nas tradições das gerações anteriores.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/filme-girimunho-estreia-em-bh-apos-varias-premiacoes-internacionais/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s