Governo de Minas: exportações mineiras de carne suína batem recorde no trimestre

Receita cresceu 218,3% em relação à registrada em 2011

A receita das exportações mineiras de carne suína alcançou US$ 24,7 milhões no primeiro trimestre de 2012, aumento de 218,3% em relação à cifra de 2011. Os dados são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e foram analisados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

O valor médio da carne exportada foi recorde: US$ 2,7 mil a tonelada, aumento de 11,1% ante o registrado há um ano, informa a assessora técnica Márcia Aparecida de Paiva Silva, da Superintendência de Política e Economia Agrícola (Spea). Já o volume embarcado (9 mil toneladas) apresentou crescimento de 186,4% na comparação com o acumulado de janeiro a março de 2011.

Márcia diz que o comportamento das exportações mineiras de carne suína foi superior ao registrado pelo Brasil. “Entre o primeiro trimestre de 2011 e o de 2012, as exportações brasileiras de carne suína ficaram praticamente inalteradas, com incremento de 1,3%. Dessa forma, entre os dois períodos, a participação de Minas nas exportações brasileiras de carne suína  passou de 2,5% para 8,0%”, afirmou.

Recuperação

O bom desempenho das exportações mineiras de carne suína em 2012 mostra a recuperação do segmento diante dos resultados negativos do ano anterior. Segundo Márcia Silva, em 2011, embora as exportações agregadas do agronegócio tenham registrado recorde, as vendas externas de carne suína não obtiveram resultados animadores.

No primeiro trimestre de 2012, o aumento das exportações foi beneficiado por fatores como a ampliação do valor médio e o aquecimento das compras dos mercados de destino. “Houve também o crescimento do número de importadores. Entre os primeiros três meses de 2011 e 2012, o número de países de destino da carne originária dos frigoríficos mineiros passou de 18 para 21”, informou a assessora.

Além do maior número de países compradores houve significativa expansão do montante dos principais importadores. A Rússia, que foi o principal país de destino em 2012, expandiu suas importações da carne suína mineira em 2.928,9%, que atingiram US$ 11,3 milhões.

O Estado de Minas Gerais não foi afetado pelo embargo da Rússia, deflagrado em junho de 2011, que afetou as plantas frigoríficas do Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Paraná.

Os países que seguiram a Rússia no ranking dos principais destinos – Hong Kong, Ucrânia e Albânia – também registraram individualmente um incremento nas compras. Os quatro principais mercados citados, juntos, somaram 90,0% da receita de vendas externas de Minas Gerais.

No grupo dos produtos que compõem o segmento de carne suína, a carne congelada respondeu por maior participação, referente a 93,0%, e a receita de vendas chegou a US$ 23,0 milhões. A cifra é 235,4% superior à obtida no primeiro trimestre de 2011.

Entre os primeiros três meses de 2011 e 2012, a participação de Minas no ranking dos principais Estados exportadores da carne suína congelada passou de 2,8% para 9,3%. Com essa evolução, o Estado deixou o sétimo lugar para ocupar o quarto entre os maiores exportadores.

Os problemas decorrentes dos embargos comerciais como da Rússia e, recentemente, da Argentina não afetaram as vendas externas dos frigoríficos mineiros, acrescenta Márcia Silva. “Esse fato é positivo para o mercado estadual, uma vez que o embargo à carne resulta em aumento da disponibilidade de produto no mercado interno, que pressiona as cotações para baixo. Assim, os produtores sofrem prejuízos pela perda de mercado e pela menor remuneração de seus produtos”, finalizou.

Carne suína/MG: vendas aquecidas

Exportações janeiro-março: US$ 24,7 milhões

Aumento de 218,3%

Preço médio: US$ 2,7 mil a t (+11,1%)

Embarques: 9 mil t (+186,4%)

Principal destino, Rússia: US$ 11,3 milhões

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/exportacoes-mineiras-de-carne-suina-batem-recorde-no-trimestre/

Gestão Anastasia: apoio do Governo de Minas assegura bom desempenho da Seleção Mineira de Xadrez

Com recursos da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, equipe conta com treinamento on-line

SEEJ / Divulgação

Recursos da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte – benefício concedido pelo Governo de Minas – estão assegurando a participação da Seleção Mineira de Xadrez em competições nacionais e internacionais. Formada por 16 atletas, a equipe mineira conta com o apoio financeiro da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ), por meio da Lei de Incentivo, criada para alavancar as atividades desportivas e a formação de novos atletas em Minas Gerais.

Segundo a presidente da Federação Mineira de Xadrez, Luciene Sepúlveda, os enxadristas da Seleção Mineira dispõem, agora, de recursos para participação em diversas competições. Com o incentivo, eles pagam a inscrição dos atletas nos torneios, o transporte, a alimentação e hospedagem. Por meio do benefício, a federação recebeu, em agosto de 2011, recursos da ordem de R$ 120 mil, provenientes de incentivos fiscais concedidos para empresas inscritas na dívida ativa do ICMS, e, como contrapartida, investiu outros R$ 14 mil.

“Diante disso, alcançamos vitórias expressivas, como a de Frederico Gazel, que conquistou o torneio de Blitz do 11º Aberto Internacional da República Tcheca de Xadrez”, afirmou Luciene Sepúlveda. Ela explica que antes de receber os recursos, “pouquíssimos atletas podiam competir nacionalmente e internacionalmente”. “Com o apoio do Governo de Minas, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, nossa realidade mudou. Hoje contamos com treinadores como os grandes mestres Darcy Lima e Everaldo Matssuura, e o mestre internacional Roberto Molina, além de outros professores competentes para treinar nossa equipe”, destaca.

Os atletas mineiros contam, ainda, com aulas on-line. Os treinamentos dos enxadristas e dos professores acontecem uma vez por semana. “Os enxadristas entram em um site e disputam partidas virtuais com pessoas do mundo todo. Depois disso, eles encaminham o relatório da partida ao seu treinador, que faz uma análise das jogadas e apresenta o que ele fez de certo e o que poderá ser melhorado”, explica Luciene. A próxima etapa de treinamentos serão as aulas presenciais, que acontecerão nos dias  26 e 27 de maio, em Belo Horizonte, e em São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas. Ao todo, serão 18 horas/aula.

Equipe

A Seleção Mineira de Xadrez é formada pelos atletas Frederico Gazel, Lucas Crespo de Oliveira, Arthur Gontijo Chiari, Fernanda Rodrigues dos Santos, Igor Silva Mota, Gabriela Marques, Amanda Cordeiro e Gênesis Martins Borges, todos de Belo Horizonte, e Gerson Peres Batista, Erlon Cesar Braghini, João Paulo Marques, de São Sebastião do Paraíso, Ezequias Pereira, de Machado, Mariana Teixeira, de Formiga, Marina de Aguiar e Lucas rocha, de Nova Resende, e Ana Clara Gonçalves, de Itaúna. Para integrar a equipe, esses enxadristas participaram de uma seletiva, realizada no ano passado, e foram os melhores em suas categorias.

Envio de projetos

O Diretor de Desenvolvimento de Programas e Projetos da Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude, Antônio Eduardo Viana Miranda, informa que mais de R$ 1 milhão estão disponíveis a entidades que desejam receber investimentos para projetos esportivos aprovados nos termos da Lei de Incentivo.

Podem pleitear recursos instituições de direito civil sem fins lucrativos que estejam em pleno e regular funcionamento e que possuam titulação de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) ou tenham sido declaradas de utilidade pública por lei municipal, estadual ou federal. Os projetos podem ter duração inferior ou superior a um ano.

Os projetos desportivos poderão ser enviados à Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ) durante todo o ano. Os interessados podem acessar o link Lei Estadual de Incentivo ao Esporte ou ligar para a Diretoria de Desenvolvimento de Programas e Projetos nos telefones (31) 3915-4686 e (31) 3915-4688 para outras informações.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/apoio-do-governo-de-minas-assegura-bom-desempenho-da-selecao-mineira-de-xadrez/

Governo de Minas: detentos de Araxá recebem qualificação profissional

Os presos estão fazendo os cursos de pedreiro de alvenaria e de pintor predial

Vinte detentos do presídio de Araxá, no Alto Paranaíba, receberam uma oportunidade para mudar de vida por meio da qualificação profissional. Os presos, selecionados pela Comissão Técnica de Classificação (CTC) da unidade, por boa conduta e habilidade para o trabalho, realizam, desde o dia 19 de março, os cursos de pedreiro de alvenaria e de pintor predial. A iniciativa é fruto de uma parceria entre as Secretarias de Estado de Trabalho e Emprego (Sete) e de Defesa Social (Seds), com a Prefeitura Municipal de Araxá.

As aulas práticas dos cursos, que fazem parte do Plano Territorial de Qualificação em Minas Gerais (PlanteQ-MG), estão sendo ministradas na unidade de atendimento ao trabalhador do Sine de Araxá onde os detentos estão “colocando a mão na massa” com a reforma das instalações. Os cursos têm duração de 200 horas cada. Além dos detentos, vinte trabalhadores do município estão realizando o curso de eletricista predial e participando da reforma da unidade do Sine.

Trabalho

A capacitação vai trazer oportunidade de trabalho para os presos após o cumprimento da pena e até mesmo durante o período em que estiverem detidos. Atualmente, cerca de 120 detentos trabalham enquanto cumprem pena no Presídio de Araxá. Por meio de diversas parcerias, os presos trabalham com construção civil, jardinagem, plantação, cultivo de mudas, capina e artesanato.

Em todo o Estado, cerca de doze mil presos trabalham. Pelo trabalho, os detentos recebem redução da pena – a cada três dias trabalhados, um a menos na sentença a ser cumprida – e, em muitos casos, são também remunerados.

Sine

Atualmente existem em Minas 132 Unidades de Atendimento ao Trabalhador do Sine, coordenadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego, que prestam serviços totalmente gratuitos de intermediação de mão de obra (cadastro de empresas para oferta de vagas e cadastro e encaminhamento de trabalhadores para oportunidades de trabalho); habilitação e postagem do seguro-desemprego; cadastro e encaminhamento do trabalhador para programas de qualificação profissional e também de competências básicas para o trabalho; emissão das Carteiras de Trabalho e Previdência Social.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/detentos-de-araxa-recebem-qualificacao-profissional/

Gestão Anastasia: Rede Minas lança concurso cultural Anima Aí

O vídeo mais votado vai aparecer em matérias especiais na programação da TV

A Rede Minas lança o concurso cultural Anima Aí, que tem por objetivo divulgar os 12 curtas-metragens produzidos por alunos da Escola de Design da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG). A partir desta sexta-feira (27), as produções vão estar disponíveis no canal da Rede Minas no YouTube – http://www.youtube.com/redeminas, para votação. O concurso começa no dia 27 de abril e vai até 27 de maio.

Quem desejar participar, deve assistir a pelo menos um dos vídeos do concurso e clicar no botão “Gostei” do YouTube. O vídeo mais votado vai aparecer em matérias especiais sobre os bastidores e entrevistas com os realizadores na programação cultural da Rede Minas. Os vídeos podem ser divulgados também pelo twitter, com a hashtag #animaai.

O Anima Aí é uma parceria da Rede Minas com a Escola de Design da UEMG e envolve os alunos da disciplina “Materiais e Processo de Produção III”, ministrada pelo professor orientador do projeto, Leonardo Dutra. Os curtas são voltados para o público infantil e fazem parte da Interprogramação Infantil da Rede Minas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/rede-minas-lanca-concurso-cultural-anima-ai/

Governo Anastasia: recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos cresce 26% em Minas Gerais

Foram devolvidas 945 mil toneladas de embalagens de agrotóxicos vazias

Os agricultores mineiros devolveram 945 mil toneladas de embalagens de agrotóxicos vazias aos postos de recolhimento do Estado, de janeiro a março deste ano. O índice é 26% maior que o do ano anterior, que foi de 748 mil toneladas. Segundo dados do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), Minas foi o quinto estado a dar destinação correta aos recipientes, ficando atrás de Mato Grosso, São Paulo, Paraná e Goiás.

O diretor-geral do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Altino Rodrigues Neto, salienta a importância desta ação. “O recolhimento das embalagens de agrotóxicos é de extrema importância, pois evita que este resíduo, potencialmente poluidor, contamine o solo e a água podendo causar doenças graves. Além disso, todo material recolhido é reciclado por uma empresa especializada, o que diminui os impactos ambientais”, afirma.

Após a utilização do produto, a embalagem deve ser lavada três vezes (tríplice lavagem) e inutilizada com perfurações no fundo do frasco. Também deve ser armazenada em local apropriado até que seja devolvida no prazo de um ano a uma unidade de recebimento indicada pelo estabelecimento onde foi adquirido o agrotóxico.

O recolhimento das embalagens vazias de agrotóxicos é obrigatório, previsto em lei desde o ano 2000. A destinação final das embalagens é obrigação das indústrias, mas o revendedor precisa ter um local adequado para armazenar o produto. As especificações técnicas incluem pontos como o cuidado com o chão, que deve ser impermeabilizado para evitar vazamento de resto de agrotóxico. E o agricultor deve cumprir sua obrigação, levando as embalagens vazias para os postos de recolhimento. Dessa forma, estará colaborando para a conservação ambiental.

É responsabilidade do IMA a fiscalização das revendas mineiras onde os produtos são estocados e vendidos e das propriedades rurais, para verificar se os produtores estão devolvendo as embalagens corretamente. Durante o ano de 2011 foram fiscalizados 3.738 estabelecimentos comerciais e 5.470 propriedades rurais, totalizando 9.208 fiscalizações.

Audiência Pública

Os malefícios causados pelo uso abusivo de agrotóxicos aos trabalhadores rurais, bem como aos consumidores é o tema da audiência pública que a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizará nesta sexta-feira (27), às 10h, em Belo Horizonte. Esta audiência foi proposta pelo deputado Pompílio Canavez.

O gerente de Defesa Sanitária Vegetal do IMA, Nataniel Nogueira, estará presente para apresentar o cenário mineiro com relação a fiscalização de agrotóxicos no Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/recolhimento-de-embalagens-vazias-de-agrotoxicos-cresce-26-em-minas-gerais/

Gestão Anastasia: Minas Olímpica Jogos de Minas 2012 começa nesta sexta-feira

A mais tradicional competição do esporte especializado de Minas Gerais vai começar

Nesta sexta-feira (27) tem início a etapa microrregional A do Programa Minas Olímpica Jogos de Minas, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ). A competição é uma nova versão dos Jogos do Interior de Minas (JIMI), promovido durante 28 anos.

O objetivo da mudança é tornar o evento mais dinâmico, competitivo, e buscar o desenvolvimento do esporte de rendimento no Estado; fortalecer a prática esportiva, promovendo a cidadania e disseminando os benefícios do desporto entre a sociedade, e oportunizar o intercâmbio e o maior contato entre as equipes do interior e os clubes de Belo Horizonte, que neste ano participam da competição.

Além da presença de representantes da capital, outra novidade dos Jogos de Minas é que a competição será realizada em apenas duas etapas: microrregional e estadual.

Do dia 27 até 1º de maio, será realizada a etapa microrregional em cinco sedes: Itaúna (Centro), Ipatinga (Nordeste), Montes Claros (Norte), Passos (Sul) e Cataguases (Sudeste). As microrregionais B, em outras seis sedes, e a microrregional Triângulo A, em Uberaba, serão realizadas entre 5 e 10 de junho. Belo Horizonte terá uma etapa microrregional própria, ainda sem data definida, que apontará os classificados para a etapa estadual.

Microrregionais A

Nessa fase dos jogos acontecem as competições de basquetebol, futsal, handebol e voleibol, nos naipes masculino e feminino. Serão 52 municípios envolvidos nas disputas das microrregionais A, totalizando 265 partidas programadas. As finais acontecem na terça-feira. O campeão de cada modalidade estará classificado para a etapa estadual.

O Minas Olímpica Jogos de Minas é uma ação do Governo do Estado de Minas Gerais, em parceria com as Federações Esportivas Mineiras, as Prefeituras Municipais envolvidas. Acesse o site www.jogosdeminas.esportes.mg.gov.br e confira as tabelas, programações das cerimônias de abertura e o boletim diário dos Jogos de Minas.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/minas-olimpica-jogos-de-minas-2012-comeca-nesta-sexta-feira/

Gestão da Educação: diretores de escolas estaduais são capacitados em oficinas e atividades lúdicas

Diretores de todas as escolas da rede estadual discutem temas relacionados ao ambiente escolar

Divulgação/SEE
Ao todo 3.762 gestores participam do encontro
Ao todo 3.762 gestores participam do encontro

Licitações, projeto pedagógico e organização do quadro de pessoal são alguns dos assuntos presentes no dia a dia dos diretores de escolas estaduais e que estão sendo discutidos durante toda essa semana, em capacitação organizada pelas Superintendências Regionais de Ensino (SREs). “O objetivo da capacitação é promover o desenvolvimento das competências dos diretores com vistas na elevação dos níveis de eficiência e eficácia da gestão escolar”, ressalta superintendente de Recursos Humanos, Fátima Perillo. Ao todo 3.762 gestores participam do encontro que termina nesta sexta-feira (27).

As capacitações estão sendo realizadas pelas diretorias de financeiro, pedagógico e de pessoal das superintendências. “Houve um envolvimento de todos os setores da Secretaria de Estado de Educação (SEE) para preparar os gestores das SREs para trabalharem como multiplicadores oferecendo aos diretores das escolas estaduais, sejam eles novatos ou reconduzidos, temas diretamente ligados a gestão da escola”, conclui Fátima.

Na Superintendência Regional de Ensino de Conselheiro Lafaiete, a divulgação das regras de utilização do recurso financeiro dos termos de compromisso será feita por meio de um teatro, como explica a diretora Administrativa e Financeira, Elaine Aparecida de Souza. “Temos uma legislação que regulamenta a utilização do recurso público no âmbito da caixa escolar. Já fizemos diversas capacitações e oficinas sobre o tema e dessa vez, além da explicação vamos vivenciar a realidade da caixa escolar por meio de um teatro. Vamos falar, por exemplo, como funciona uma licitação e encenar os erros mais comuns. Com isso, vamos tentar deixar tudo mais claro. A intenção é ensinar”. Na Superintendência, 60 diretores participam do encontro.

O diretor da Escola Estadual Monsenhor Horta, no município de Conselheiro Lafaiete, Paulo Roberto Tavares Batista, ressalta a importância da capacitação. “A capacitação está ajudando bastante. Eles acharam um bom caminho para o repasse das informações”. Paulo atua como diretor da escola desde 2004.

Já na SRE de Patos de Minas as orientações para os gestores estão sendo repassadas por meio de oficinas. “Tentamos buscar atividades práticas que ressaltassem o papel do gestor. Por meio de oficinas e dinâmicas estamos atendendo aos diretores novatos e reconduzidos. Por exemplo, teve uma oficina em que os gestores foram levados para o laboratório informática do Núcleo de Tecnologias Educacionais (NTE) e entraram no site do Sistema Mineiro de Administração Escolar (Simade) para conhecer as possibilidades do site”, ressalta a diretora da Superintendência, Susie Adriane Silva Pereira.

Durante essa semana, as capacitações estão acontecendo em 42 Superintendências Regionais de Ensino. Nas demais, cinco SREs o encontro não puderam ser realizado por causa de logística ou agenda. Essas Superintendências têm até o dia 31 de maio para realizar a capacitação.

Processo de indicação de diretores

Apesar de ser um cargo de confiança, cuja nomeação é de competência exclusiva do governador, a comunidade escolar teve a oportunidade de indicar os nomes de servidores de sua preferência que atendiam às normas estabelecidas pela SEE para a direção de sua escola. Em processo de consulta, organizado pela Secretaria de Estado de Educação, servidores das escolas, pais e alunos deram suas sugestões por meio do voto.

O resultado do processo de indicação foi apurado pelas comissões organizadoras de cada escola, encaminhado às Superintendências Regionais de Ensino e inseridos em sistema online da secretaria. Pela 7ª vez, a comunidade escolar foi consultada e teve a opção de sugerir os nomes de preferência, antes da nomeação oficializada pelo governador. Em janeiro de 2012, mais de 3700 gestores assumiram a direção das escolas.

Certificação Ocupacional de Dirigente Escolar

Em Minas Gerais, todos os educadores que queriam participar do processo de indicação de diretores de escolas estaduais devem participar do processo de Certificação Ocupacional de Dirigente Escolar. Ao participar do processo, os educadores fazem provas que têm seus conteúdos baseados no Programa de Capacitação a Distância para Gestores Escolares (Progestão). A certificação é concedida ao candidato que obteve o percentual mínimo estipulado para cada competência. A certificação é válida por quatro anos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/diretores-de-escolas-estaduais-sao-capacitados-em-oficinas-e-atividades-ludicas/

Gestão Eficiente: palavra do Governador destaca o Novo Independência, primeiro estádio do país para a Copa 2014

“É um estádio histórico, não só para Belo Horizonte, mas para Minas Gerais, que servirá também como campo de apoio para a Copa do Mundo”, diz Antonio Anastasia

No Palavra do Governador desta semana, Antonio Anastasia fala sobre o Novo Independência. O Estádio, completamente reconstruído, foi reinaugurado nessa quarta-feira (25).

“É o primeiro a ser construído no Brasil nessa nova fase. O Independência que está sendo entregue agora é um estádio de padrão internacional, com quase 25 mil lugares, com todos os confortos necessários”, afirma o governador.

Anastasia destaca o compromisso de Minas Gerais com a Copa do Mundo de 2014. O cronograma de obras de mobilidade urbana na capital está em dia e o Mineirão já tem data de inauguração.

“No dia 21 de dezembro deste ano, 2012, devemos inaugurar o Mineirão, que é um grande orgulho de todos os mineiros. Um dos maiores estádios do Brasil está sendo também reconstruído e por isso o nome o Novo Mineirão. E tenho certeza que servirá de belo palco não só para a Copa das Confederações em 2013, a Copa do Mundo em 2014, mas especialmente para o futebol nos anos seguintes”, ressalta Anastasia.

Para o governador, a Copa do Mundo será uma oportunidade para todo o Estado, já que 19 cidades mineiras são candidatas a sediar um Centro de Treinamento de Seleção (CTS). “Convidamos a seleção italiana para fazer sua preparação em Minas. É bom lembrar que, depois do Brasil, a Itália é a que tem o maior número de títulos da Copa do Mundo e há uma grande colônia italiana em Minas Gerais. Pela sua localização geográfica, pelo clima, pelas instalações esportivas que temos, tenho certeza, Minas poderá ser a sede de muitas seleções estrangeiras”, conclui Anastasia.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus e de forma espontânea. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto (para jornais impressos e online), áudio (para rádio e pudicas/web) e vídeo (em qualidade HD).

Veja aqui a Galeria de Fotos do Palavra do Governador

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/palavra-do-governador-destaca-o-novo-independencia-primeiro-estadio-do-pais-para-a-copa-2014/

Gestão Anastasia: Alberto Pinto Coelho empossa o Comitê Executivo Estadual do Água para Todos

Meta é implantar ações para acesso da população à água em áreas rurais do semiárido mineiro

Gil Leonardi/Imprensa MG
Secretário Gil Pereira e o vice-governador Alberto Pinto Coelho
Secretário Gil Pereira e o vice-governador Alberto Pinto Coelho

O vice-governador Alberto Pinto Coelho empossou, nesta quinta-feira (26), no Palácio Tiradentes, os membros do Comitê Executivo Estadual do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água – Água para Todos.

Composto por 22 representantes da sociedade civil e do poder público, o comitê tem caráter deliberativo. O principal objetivo é coordenar territorialmente, em articulação com o Comitê Gestor Federal, a implementação das ações de acesso à água nas áreas de abrangência do semiárido mineiro e seu entorno.

“Para que o Estado se desenvolva como um todo, precisamos estender a mão aos mineiros e mineiras dessas regiões, e criar as condições e oportunidades que lhes possibilitem ir sempre adiante, com políticas de investimento que estão sendo implementadas pelo Governo de Minas”, disse o vice-governador, lembrando que o objetivo é reduzir as desigualdades regionais, elevando o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região.

O comitê será presidido pelo secretário de Estado de Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas, Gil Pereira. Ele destacou “a importância da participação de todos os integrantes do Comitê Executivo do Água para Todos, por causa do seu caráter deliberativo”.

Obras

Gil Pereira informou que existe perspectiva de o comitê contar com recursos da ordem de R$ 189 milhões para investimentos este ano e em 2013. Esses recursos são destinados a ações e à execução de novas obras de melhoria da infraestrutura hídrica no Norte e Nordeste de Minas.

O secretário disse que foram aprovados também mais dois projetos na última reunião do Comitê Gestor do Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais (Fhidro), no valor de R$ 39 milhões.

Com os novos investimentos no âmbito do Programa Água para Todos, a previsão é que sejam construídas 12.200 cisternas de retenção a água da chuva, 502 cisternas de produção (calçadão com projeto produtivo), 1.168 microbarragens, 180 barragens de maior porte, 1.895 bacias de captação de água de chuva, além de 600 sistemas simplificados de abastecimento de água para famílias carentes.

As ações serão implementadas por meio do Água para Todos, coordenado pela Sedvan, em parceria com os ministérios de Desenvolvimento Social e Combate à Fome e da Integração Nacional, da Cáritas Diocesana e do Fhidro.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/alberto-pinto-coelho-empossa-o-comite-executivo-estadual-do-agua-para-todos/

Gestão Anastasia: governo de Minas abre rodada de negociações com Sindicato dos Trabalhadores da Educação

Reunião inaugura agenda de encontros para discutir pauta de reivindicações apresentada pela entidade, que conta com mais de 60 itens

ACS / SEE
Reunião inicia período de negociações da pauta de reivindicações apresentada pelo sindicato trabalhista
Reunião inicia período de negociações da pauta de reivindicações apresentada pelo sindicato trabalhista

Em reunião na tarde dessa quinta-feira (26), na Cidade Administrativa, o Governo de Minas recebeu comissão do Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG). O encontro, iniciado às 16h e encerrado às 18h, é o primeiro de uma série de reuniões a serem realizadas por sugestão do Governo de Minas para iniciar o período de negociações da pauta de reivindicações apresentada pela entidade.

De acordo com os representantes do Governo, o primeiro encontro foi importante para ouvir dos representantes do Sind-UTE/MG esclarecimentos sobre a pauta. O documento conta com 64 itens e traz temas diversificados.

Pelo Governo de Minas, participaram o subsecretário de Gestão de Recursos Humanos, Antônio Musa de Noronha, e o assessor para Relações Institucionais, Felipe Estábile Moraes — ambos da Secretaria de Estado de Educação — e a subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Planejamento e Gestão, Fernanda Siqueira Neves. Pelo Sind-UTE/MG, compareceram a coordenadora Beatriz Cerqueira, e as integrantes da Comissão de Negociação, Marilda Araújo, Feliciana Saldanha e Lecioni Pereira.

Para os representantes do Governo, é consenso a importância da abertura de um espaço de diálogo permanente com as entidades sindicais, fórum este dedicado ao debate e à conversa franca, elementos que serão capazes de atender, de forma mais justa, os atores sociais envolvidos.

Pauta extensa

A pauta apresentada pelo SindUTE-MG conta com 64 itens. São 14 temas relacionados ao item “Salário e Carreira”; 15 em relação ao tema “IPSEMG (Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais) e Previdência”; 11 relacionados aos temas “Gestão das Escolas e do Sistema e Vínculo Funcional”; 12 sobre “Qualidade da Educação”; seis demandas específicas sobre “Servidores das Superintendências Regionais de Ensino”; e seis outras demandas gerais.

Ainda que a pauta conte com mais de 60 itens, os representantes do Governo de Minas fizeram o agrupamento das reivindicações em três grandes eixos:

•  Demandas relativas ao conjunto dos servidores públicos: serão tratadas em um fórum ampliado, com a presença de todas as entidades sindicais competentes;

• Demandas específicas da Educação: serão analisadas e tratadas ao longo do processo de negociação, a partir de uma agenda de diálogo e construção coletiva. Exemplos dessas demandas são as férias-prêmio e o posicionamento de servidores; e

•  Demandas já atendidas ou sob avaliação da Justiça.

Em relação às demandas atendidas, por exemplo, encontra-se o cumprimento da Lei do Piso Nacional da Educação para o Magistério. Em Minas Gerais, o valor do piso já é pago desde a adoção do modelo unificado de remuneração. Adotado o princípio da proporcionalidade (Parágrafo 3º), o que é assegurado pela Lei 11.738, de 16 de julho de 2008, que instituiu o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público, o valor calculado para uma jornada de 24 horas seria, em Minas Gerais, de R$ 870,60. Como a remuneração inicial para o magistério na rede estadual é, desde este mês, de R$ 1.386,00, o valor instituído pelo modelo unificado de remuneração em Minas Gerais continua superior ao piso nacional. Este é 59,2% superior ao piso nacional que, com o aumento anunciado pelo MEC em fevereiro deste ano, passou para R$ 1.451,00 para uma jornada de 40 horas semanais.

Outro exemplo de demanda já atendida — proposta de capacitação dos servidores — é a criação da Magistra, escola de formação e desenvolvimento profissional, criada pela Lei Delegada nº 180, de 20 de janeiro de 2011. A instituição, que foi inaugurada este ano, tem como objetivo promover a formação e a capacitação de educadores, de gestores e demais profissionais da Educação nas diversas áreas do conhecimento e em gestão pública e pedagógica.

Também há questões, como a regularização da utilização de 1/3 da jornada para atividades extraclasses, que estão em fase de regulamentação. Hoje, Minas Gerais já dedica ¼ da jornada para as atividades extraclasse.

Há ainda itens que fazem parte da rotina da Secretaria de Educação, como a implementação de melhorias na rede física. Em 2011, foram investidos R$ 245,8 milhões na estrutura física da rede estadual. Este valor engloba desde reformas e construções de novos prédios, até compra de mobiliário e equipamento para as escolas.

Outra iniciativa são as ações desenvolvidas com o objetivo de promover uma cultura de paz dentro das escolas. Para isso, estão sendo realizados, através da Magistra, treinamentos para capacitar gestores e professores para lidar com situações de conflito nas escolas. Outros destaques nessa área são a participação da Secretaria no Fórum pela Paz, que conta com a participação de outros órgãos do Governo e entidades da sociedade, e o esutdo a ser realizado pelo Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (Crisp), da UFMG, que vai fazer um diagnóstico junto às escolas para identificar questões geradoras de violência e vulnerabilidade. Esse diagnóstico vai permitir a qualificação das ações — atuais e novas — para o estabelecimento de uma cultura da paz.

Além disso, foi lançado em março deste ano o programa Polícia e Família, com foco na atuação policial preventiva no ambiente familiar. Estão sendo instaladas bases comunitárias móveis nos bairros e desenvolvida uma ação de mobilização da comunidade, estimulando a discussão e a solução prévia dos problemas sociais e a prevenção dos delitos que têm sua origem no ambiente familiar. Estão, ainda, em processo de compra, com recursos da Secretaria de Educação no valor de R$ 3 milhões, 95 viaturas que vão atuar no programa de Patrulha Escolar.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-abre-rodada-de-negociacoes-com-sindicato-dos-trabalhadores-da-educacao/