Gestão Anastasia: Conselho capacita 2.500 mulheres em Minas Gerais

A capacitação busca fortalecer a organização social e política das mulheres mineiras

O Conselho Estadual da Mulher de Minas Gerais (CEM), vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), em parceria com o Movimento do Graal no Brasil, está qualificando cerca de 2.500 mulheres, em Minas Gerais, no curso de Capacitação de Conselheiras Municipais de Direitos da Mulher. O projeto é realizado em dez macrorregiões do Estado, por meio de teleconferências nos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs), da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia e Ensino Superior (Sectes).

A capacitação busca fortalecer a organização social e política das mulheres, com a perspectiva de trabalho em rede, cooperativo e solidário na busca da efetivação de seus direitos. Estão sendo promovidas ações nas quais o público feminino pode debater e refletir sobre como se organizar e fortalecer seus espaços, com a criação de Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher, associações e até mesmo a formação de grupos para implementação e fomento de políticas públicas para as mulheres e o combate às desigualdades de gênero.

Estão sendo beneficiadas com a qualificação: conselheiras municipais dos Direitos da Mulher, lideranças femininas e comunitárias, representantes do poder público, bem como da sociedade civil organizada. Os cursos, que estão sendo levados a 250 municípios mineiros, tiveram início na segunda-feira (23), na região Sul do Estado.

A qualificação já foi estendida às regiões Norte, Nordeste, Vale do Jequitinhonha, Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba, Centro Oeste e Zona da Mata. Nesta quinta-feira (26), as teleconferências serão levadas também à região Central e ao Vale do Rio Doce.

A capacitação a distância está sendo feita pela coordenadora do projeto Centro da Mulher do Graal, Maria Beatriz de Oliveira, e pelas técnicas do Movimento, Maria Aparecida da Silva, Alejandra Gavilanes e Maria Luiza Maia, além da conselheira do CEM, Kátia Ferraz Ferreira, representante da Sectes, e pela presidente do CEN, Jovita Levi Ginja.

Em sua exposição na teleconferência, Jovita Levi enfatizou a necessidade de união das mulheres para a criação dos Conselhos Municipais dos Direitos da Mulher. “Este é um momento muito importante para a criação desses instrumentos democráticos de parceria entre poder público e sociedade civil, para o monitoramento e implementação das políticas públicas para as mulheres, pois uma voz sozinha não encontra eco”, enfatizou.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/conselho-capacita-2500-mulheres-em-minas-gerais/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s