Governo de Minas: Anastasia volta a defender novo pacto federativo para o país

Governador participou do II Congresso Internacional de Direito Administrativo e Administração Pública, em Brasília (DF)

O governador Antonio Anastasia voltou a defender, nesta terça-feira (24), em Brasília (DF), um novo pacto federativo para o Brasil. Anastasia participou, ao lado do governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e do ex-ministro da Defesa, Nelson Jobim, do II Congresso Internacional de Direito Administrativo e Administração Pública, organizado pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).

O governador de Minas Gerais afirmou que a descentralização de poderes e competências da União, com autonomia maior de estados e municípios, é fundamental para o desenvolvimento mais equilibrado do Brasil.

“É claro que a federação só pode ser altiva, montanhesa, verdadeira e inclusiva quando os estados federados tiverem condições de autonomia, condições de sobrevivência, e para isso dependem de recursos financeiros, de autonomia legislativa de seus assuntos, e é claro, daquele princípio singelo das outras federações, que é permitir que os estados cuidem dos seus próprios serviços. Claro que com acompanhamento do Senado, que vela pelos estados, do Supremo Tribunal Federal, que cuida da Constituição, das cláusulas pétreas que são exatamente o que mantém o equilíbrio e autonomia dos estados”, afirmou o governador.

Anastasia citou como exemplo a malha rodoviária federal em Minas, que poderia estar em melhores condições se a sua manutenção estivesse sob a responsabilidade do Estado.

“Nós temos em Minas Gerais a maior malha rodoviária brasileira, inclusive federal. E nós estamos, há muitos anos, solicitando que essa malha seja estadualizada. Somente pelo fato da proximidade de competências, facilitaria os processos de conservação e aprimoramento dessa malha rodoviária. Isso porque é evidente que o Ministério dos Transportes tem muito mais dificuldade em conhecer os danos da realidade dessas estradas porque ele não consegue estar no dia a dia. São exemplos como esse que demonstram à sociedade que nós precisamos reverter esse quadro federativo”, disse Anastasia.

O governador destacou, também, que a revisão do pacto federativo é fundamental para a melhoria dos serviços públicos prestados aos cidadãos.

“Para que o cidadão usufrua um serviço público de melhor qualidade, a decisão tem que estar cada vez mais descentralizada, mais próxima de onde ocorre o problema. Atualmente, isso não ocorre porque há concentração não só de recursos, mas mesmo de competências na esfera federal, não só no Poder Executivo, mas também no Legislativo e no Judiciário”, ressaltou Antonio Anastasia.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-volta-a-defender-novo-pacto-federativo-para-o-pais/

Governo de Minas: camarotes para a Copa são apresentados a empresários mineiros

16h50m – 24 de Abril de 2012 Atualizado em 19h10m

Anúncio foi feito durante evento organizado pela Secopa e pela Fiemg, em Belo Horizonte

Alexandra Martins/Secopa MG
Secretário Sergio Barroso e o diretor financeiro da Fiemg, Lincoln Gonçalves Fernandes
Secretário Sergio Barroso e o diretor financeiro da Fiemg, Lincoln Gonçalves Fernandes

Detalhes sobre a venda de camarotes do Mineirão para a Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014 foram anunciados, na noite dessa segunda-feira (23), a empresários de Minas Gerais. O anúncio foi feito durante a apresentação do Programa Comercial de Hospitalidade da Fifa pela empresa Match, em evento organizado pela Secopa e pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), na sede da Fiemg, em Belo Horizonte. Designada pela Fifa, a empresa é responsável pelo chamado setor de Hospitalidade em Copas, que compreende as áreas de passagem aérea, hospedagem e ingressos.

Seis jogos serão disputados no Mineirão, sendo quatro na primeira fase, um nas oitavas de final e outro na semifinal. “Essa é uma oportunidade para que o empresário mineiro tenha oportunidade de conhecer o plano de hospitalidade da Fifa e a estrutura dos novos camarotes para assim definir o que melhor atenderá a seus clientes”, disse o secretário Sergio Barroso.

Existem três categorias de camarotes e cada uma delas comercializa diferentes tipos de produtos. A Luxury oferece os pacotes Match Private Suite e o Bossa Nova Studio; a Business oferece o Match Business Seat e o Match Pavilion; e a Leisure tem disponível o pacote Match Premier. Os pacotes se distinguem pela oferta de serviços oferecidos, tais como alimentação, estacionamento, assistência multilíngue e estrutura mobiliária. Os preços variam entre US$ 2,3 mi, envolvendo 19 partidas, e US$ 4.600, para seis jogos.

“Belo Horizonte é uma das cidades mais importantes neste Mundial. Prova disso é que o Mineirão vai abrigar seis partidas, sendo uma na semifinal, que é uma fase que atrai muitos visitantes, independente dos times que jogarão no estádio. Queremos que os clientes tenham uma experiência única com as facilidades oferecidas”, destacou o diretor executivo da Match, Ray Whelan.

O diretor financeiro da Fiemg, Lincoln Gonçalves Fernandes, defendeu a iniciativa como uma oportunidade de estreitamento dos procedimentos preparativos para a Copa de 2014. “BH é uma das cidades do país que mais respondeu às necessidades da hotelaria, com boa infraestrutura esportiva, para ser uma excelente anfitriã”, disse.

Estratégias comerciais, como a de oferta de camarotes a clientes, é uma boa ferramenta publicitária que reforça marcas. A diretora-presidente da Vert Hotéis, Érica Drumond, reitera a ideia. “Copa é oportunidade para fazer negócios, exibir sua marca a públicos nacionais e estrangeiros, dependendo de sua estratégia. Oferecer camarote de uma Copa a seu público na sua cidade é uma chance única”, comentou a empresária.

A mesma motivação tem o gerente de receptivo da empresa Viagens Master, Lucas Davis. “Seguramente, vamos adquirir pacotes tanto no Mineirão para a Copa, como também para o Independência, durante os campeonatos mineiro e nacional”, adianta.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/camarotes-para-a-copa-sao-apresentados-a-empresarios-mineiros/

Gestão Anastasia: Santo Antônio do Monte recebe unidade do Sine do Governo de Minas

A unidade se soma a outras 131 já existentes no Estado

Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego (SETE), em parceria com a Prefeitura Santo Antônio do Monte, no Centro-Oeste de Minas, inaugurou nesta terça-feira (24) uma unidade de atendimento ao trabalhador do Sine na cidade, conhecida como a “Cidade dos Fogos”, pela presença de 91 fábricas de foguetes.

A unidade, que se soma a outras 131 já existentes no Estado, vai prestar os serviços de intermediação de mão de obra, emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social, habilitação e postagem do seguro-desemprego, oferta de cursos de competências básicas para o trabalho e cursos de qualificação profissional.

“O trabalhador de Santo Antônio do Monte agora não precisa mais sair da sua cidade para solicitar o seguro-desemprego. Não precisa mais bater à porta de cada empresa a procura de um trabalho. Temos aqui um excelente espaço, com profissionais capacitados, que prestará toda a assistência aos santo-antonienses, com a oferta de vagas, oferta de cursos de qualificação e a prestação de tantos outros serviços. E continuamos firmes na meta do governador Antonio Anastasia para oferecer emprego digno e de qualidade a todos os mineiros”, afirma o secretário Adjunto de Estado de Trabalho e Emprego, Hélio Rabelo.

Para a coordenadora da unidade, Liliane Rosa Paulino, a expectativa é de que sejam colocados mais de 90% dos trabalhadores encaminhados ao mercado de trabalho, com captação de cerca de 200 vagas mensais. “Estamos muito otimistas com a implantação da unidade, pois temos vagas disponíveis e trabalhadores desempregados prontos para ocupá-las. O Sine é o espaço que vai viabilizar esse casamento”, comemora.

O prefeito de Santo Antonio do Monte, Leo Camilo, agradeceu o empenho da SETE e celebrou a parceria. “Essa é uma tarde muito importante para nós. Agora estamos inseridos numa rede nacional de emprego e ampliando as oportunidades dos nossos trabalhadores”, conclui o prefeito.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/santo-antonio-do-monte-recebe-unidade-do-sine-do-governo-de-minas/

Governo de Minas: Câmara Multissetorial debate agenda regional e intersetorial do Estado em Rede

Encontro avaliou andamento de ações estratégias e prioridades regionais pactuadas no Acordo de Resultados 2012

José Carlos Paiva / Secom MG
Câmara discutiu assuntos estratégicos das regiões do Rio Doce, Zona da Mata e Norte de Minas
Câmara discutiu assuntos estratégicos das regiões do Rio Doce, Zona da Mata e Norte de Minas

A Câmara Multissetorial do Estado em Rede se reuniu pela quarta vez, nesta terça-feira (24), no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa. Na reunião, foram apresentadas algumas das principais estratégias debatidas nas regiões de Minas onde o programa Estado em Rede já está em desenvolvimento.

Presidida pela Ouvidora Geral do Estado, Célia Barroso Pitchon, a reunião teve coordenação da secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, e da secretária de Estado da Casa Civil e Relações Institucionais, Maria Coeli. O encontro contou ainda com a presença de todos os secretários adjuntos de cada pasta, ou seus representantes indicados.

O Estado em Rede trabalha a regionalização da gestão governamental, uma das prioridades do governador Antonio Anastasia, e já se encontra em desenvolvimento em seis regiões do Estado: Rio Doce, Norte de Minas, Zona da Mata, Jequitinhonha/ Mucuri, Sul de Minas e Triângulo.

As estratégias apresentadas envolvem a agenda de prioridades regionais, pactuadas junto às secretarias no Acordo de Resultados 2012 – uma iniciativa do Governo de Minas que busca garantir que os objetivos estratégicos traçados pela administração pública para a melhoria da vida do cidadão sejam, de fato, alcançados. Elas também tratam da agenda intersetorial, que envolve ações relevantes já pactuadas entre órgãos e secretarias estaduais.

Temas

Durante a reunião, secretários adjuntos e representantes de diversas áreas discutiram temas como a Integração da Secretaria de Estado de Educação (SEE) ao Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) no Rio Doce; a atenção prioritária às cidades com maior escassez de água, no Norte de Minas; e a reestruturação do fluxo de implantação dos aterros sanitários, na Zona da Mata.

Na próxima reunião da Câmara Multissetorial, prevista para julho, serão discutidas, além do acompanhamento das agendas regionais e intersetoriais dos comitês já implantados, também algumas das estratégias debatidas nos quatro novos comitês que tomam posse em junho (Noroeste, Alto Paranaíba, Centro-Oeste e Central), totalizando a formação de comitês regionais nas dez unidades de planejamento do Estado.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/camara-multissetorial-debate-agenda-regional-e-intersetorial-do-estado-em-rede/

Gestão Anastasia: Governo de Minas inicia capacitação de servidores em gestão de riscos

A importância de prever e gerenciar problemas para diminuir impactos no resultado é tema de palestra

Osvaldo Afonso/Imprensa MG
Palestra sobre gestão de riscos em projetos é ministrada pelo especialista Roberto Gattoni
Palestra sobre gestão de riscos em projetos é ministrada pelo especialista Roberto Gattoni

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) iniciou terça-feira (24) a capacitação de equipes do Governo de Minas em gestão de riscos em projetos com palestra ministrada pelo especialista na área e professor da Fundação Dom Cabral, Roberto Luís Capuruço Gattoni.

A palestra, realizada no Auditório JK da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, integrou o 3º Fórum de Planejamento e Gestão. Cerca de 150 servidores das superintendências de Planejamento e Gestão, das assessorias de Gestão Estratégica e Inovação e Recursos Humanos dos órgãos do Governo de Minas, participaram do evento.

O mestre em Ciência da Informação e PMP (sigla em inglês para a certificação de gerente profissional de projetos), Roberto Gattoni, explicou que todos os projetos em todos os setores – público ou privado – estão sujeitos a riscos. “Prever e gerenciar os problemas para reduzir seus impactos é o mais importante”, afirmou. Gattoni também ensinou aos servidores técnicas de identificação, análise e controle dos riscos.

De acordo com o assessor-chefe de Melhoria da Gestão, da Subsecretaria de Gestão da Estratégia Governamental (Suges), Rodrigo Guerra Furtado, a palestra foi o ponto de partida para os treinamentos que serão realizados a partir de maio. “Realizaremos cursos, workshops e outras ações para trazer a cultura da gestão de risco em projetos para o Governo de Minas”, afirmou.

Riscos no setor público

Para 90% dos gestores públicos do mundo, a gestão de riscos é essencial, mas 63% querem melhorar sua relação com os riscos estratégicos em projetos, revelou uma das mais recentes pesquisas sobre o tema, realizada pelo instituto Ipsos Mori.

Roberto Gattoni avalia que, em alguns aspectos, o setor público gerencia com muita eficiência os riscos, ainda que não tenha noção de que está fazendo isso. “A elaboração de um edital de licitação é um trabalho apurado de gestão de riscos”, exemplifica. Segundo ele, a partir do edital, a maioria dos órgãos públicos de todo o mundo não gerencia possíveis erros na execução dos serviços contratados.

Ele lembra que o Governo de Minas tem uma relação mais próxima com práticas de gestão de riscos por causa dos processos adotados a partir do Choque de Gestão, iniciado em 2003.

Fórum

O Fórum de Planejamento e Gestão é uma iniciativa das três Subsecretarias da Seplag – de Gestão da Estratégia Governamental, de Planejamento, Orçamento e Qualidade do Gasto e de Gestão de Pessoas. Ele foi criado com o objetivo de integrar e aproximar ainda mais as áreas de finanças, gestão estratégica e recursos humanos do Governo de Minas no momento em que o Estado inicia a terceira fase do Choque de Gestão.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governo-de-minas-inicia-capacitacao-de-servidores-em-gestao-de-riscos/

Governo de Minas: Fapemig realizará Oficina de Prioridades de Pesquisa do Edital PPSUS Redes

Comunidade científica poderá contribuir para a definição dos cinco temas prioritários

Uma edição especial do Edital PPSUS, que será lançado em breve e contemplará a área de Gestão em Saúde, receberá R$ 8 milhões. A comunidade científica poderá contribuir para a definição dos cinco temas prioritários. Para isso, será organizada nesta sexta-feira (27) a Oficina de Prioridades de Pesquisa – Edital PPSUS Redes, promovida pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e o Ministério da Saúde. O evento acontece, a partir das 9h, no auditório Carlos Ribeiro Diniz, rua Raul Pompéia, 101, bairro São Pedro, Belo Horizonte.

Durante todo o evento os pesquisadores terão a oportunidade de debater com as equipes técnicas das três instituições e contribuir para a definição das linhas de pesquisas do edital PPSUS Redes. Além disso, será ministrada a palestra: “Desafios do SUS em Minas gerais: uma visão a luz dos instrumentos de gestão e da legislação vigente.”

O programa

O PPSUS é um programa de incentivo à pesquisa, viabilizado por meio da parceria entre instâncias estaduais e federais de saúde e de ciência e tecnologia. O seu principal objetivo é financiar pesquisas referentes a temas considerados como prioridades para a saúde, cujas estratégias desenvolvidas sejam capazes de dar resposta aos principais problemas de saúde da população que necessitam do conhecimento científico para sua resolução.

A cada dois anos, um edital é lançado no Estado para financiamento de pesquisas conforme a temática definida para aquele período. Para o ano de 2012, foi definida a temática: Redes de Atenção à Saúde.

Serviço:

Oficina de Prioridade Científica

Data: 27/04/2012

Local: Auditório Carlos Ribeiro Diniz, Rua Raul Pompéia, 101, São Pedro, Belo Horizonte.

Informações e confirmação de presença (31) 3280 2102 / (31) 3916 0684

flaviafaria@fapemig.br / helton.barros@saude.mg.gov.br

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/fapemig-realizara-oficina-de-prioridades-de-pesquisa-do-edital-ppsus-redes/

Gestão da Saúde: Dengue Móvel reforça combate à dengue na cidade de Fronteira

Veículo que troca lixo reciclável por material escolar ficará por dois dias na cidade do Triângulo

Divulgação / SES
Dengue Móvel recolhe lixo reciclável e troca por material escolar
Dengue Móvel recolhe lixo reciclável e troca por material escolar

O município de Fronteira, no Triângulo Mineiro, recebe nos dias 25 e 26 (quarta e quinta) a visita do Dengue Móvel. O caminhão realiza a troca de lixo reciclável (latas, garrafas pets e pneus) por material escolar (borrachas, lápis e cadernos). A presença do veículo faz parte da Força Tarefa de Combate à Dengue da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que está no município para conscientizar os moradores da importância do trabalho de prevenção à doença.

Nesta quarta-feira, o Dengue Móvel vai estar no bairro Vila Reis, próximo ao posto do Programa Saúde da Família, das 8h às 11h. À tarde, das 14h às 17h, o veículo vai recolher o material reciclável no Centro de Fronteira. Já na quinta-feira, o Dengue Móvel ficará no bairro Jardim Ângelo Passuelo, de 9h às 12h.

O objetivo da ação é reforçar o combate à dengue por meio da divulgação de informações e estimular a participação ativa da população que pode colaborar na eliminação dos possíveis focos da doença em suas residências. Profissionais também estão percorrendo casas, lojas comerciais e lotes baldios para eliminar os possíveis criadouros do Aedes Aegypti. A mobilização, que vai até sexta-feira, conta com o trabalho de 26 agentes e é feita em parceria com a prefeitura local.

Pesquisas indicam que quase 90% dos focos da dengue estão dentro das casas e que as pessoas sabem o que deve ser feito para combater o mosquito, mas não colocam em prática as medidas simples. Daí a importância de um trabalho de mobilização.

Lançada em novembro de 2010, a Força Tarefa faz parte do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue. O grupo é formado por 432 profissionais, sendo 200 soldados do Exército, 40 da Aeronáutica e 192 agentes de saúde, que atuam em várias cidades de Minas ao mesmo tempo.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/dengue-movel-reforca-combate-a-dengue-na-cidade-de-fronteira/

Gestão Anastasia: Vice-governador lança edição do Programa Minas Olímpica Oficina de Esportes

Até o final do ano, o Governo de Minas vai investir R$ 700 mil na formação de 500 atletas

Omar Freire/Imprensa MG
Alberto Pinto Coelho durante pronunciamento no lançamento do Minas Olímpica
Alberto Pinto Coelho durante pronunciamento no lançamento do Minas Olímpica

O vice-governador Alberto Pinto Coelho lançou, nesta terça-feira (24), no Palácio Tiradentes, a edição 2012 do programa Minas Olímpica Oficina de Esportes. O objetivo da iniciativa é investir na formação de atletas das categorias de base para aumentar a representatividade de Minas Gerais nas principais competições esportivas nacionais e internacionais.

“Esse programa forma cidadania, criando oportunidades para futuras gerações por meio do esporte, com atletas que representem o nosso Estado em competições nacionais e internacionais. O Minas Olímpica Oficina de Esportes dá oportunidade para a formação sadia de nossa juventude. O Brasil está vivendo uma década de ouro com a realização de dois grandes eventos esportivos mundiais e, naturalmente, esse programa é uma contribuição para a formação de atletas olímpicos”, destacou Alberto Pinto Coelho.

O programa

Até o final do ano, o Governo de Minas vai investir R$ 700 mil para aumentar o rendimento de 28 equipes que treinam em 20 núcleos em atividade em Araxá, Belo Horizonte, Betim, Ipatinga, Itanhandu, Lagoa da Prata, Lavras, Poços de Caldas, Uberaba, Uberlândia, Varginha e Viçosa. Os núcleos foram selecionados por edital e têm histórico de participação e bons resultados nas principais competições esportivas realizadas no país e no mundo.

Para o secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Braulio Braz, o programa mostra a opção do governo estadual em investir no desportista e na juventude de Minas Gerais. Segundo ele, o programa, criado em 2006, já recebeu investimentos de R$ 5 milhões, beneficiando 25.369 cidadãos mineiros.

Na edição 2012, o programa vai  beneficiar 500 atletas, com idade entre 7 e 23 anos, que praticam esporte em 11 modalidades: atletismo, basquete, futsal, ginástica artística, goalball, handebol, judô, levantamento de peso, natação, taekwondo e vôlei. Algumas modalidades, como o atletismo, judô e natação, são oferecidas também para atletas com deficiência.

Durante o evento, o Governo de Minas assinou convênio com o Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado de Minas Gerais (Silemg) e com o Laticínios Verde Campo, que irão fornecer bebida láctea como suplemento nutricional para os atletas do programa.

Melhores condições

Representando os municípios beneficiados pelo Minas Olímpica Oficina de Esportes, o prefeito de Itanhandu, Evaldo Ribeiro de Barros, destacou a importância do programa em sua cidade. “Temos alcançado resultados brilhantes. O objetivo deste programa é investir no potencial esportivo”, disse o prefeito da cidade sul-mineira.

Com os recursos repassados pelo programa, cada unidade selecionada contribui para a evolução do nível técnico dos atletas, por meio da oferta de melhores condições de equipamentos, uniformes, materiais e recursos humanos. Além disso, o programa possibilita viagens para treinamento e competição.

O Minas Olímpica Oficina de Esportes é uma das vertentes do Programa Estruturador Minas Olímpica, criado em 2005, com o objetivo de contribuir para a promoção da saúde e a inclusão social por meio de programas esportivos. As outras vertentes são Bolsa Atleta, Jogos Escolares (Jemg), Jogos de Minas, Geração Esporte e Minas Paraolímpico.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/vice-governador-lanca-edicao-do-programa-minas-olimpica-oficina-de-esportes/

Gestão em Minas: produtor mineiro de amendoim prevê situação favorável em 2012

Período de festas juninas deve aquecer as vendas

O mercado já está recebendo parte da safra mineira de amendoim e as perspectivas de vendas para este ano são favoráveis, com base em dados dos produtores analisados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Embora o período seja de grande oferta do produto, o preço alcança uma cotação de até R$ 30,00 o saco, cifra cerca de 4% superior à registrada no mesmo período do ano passado.

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em 2012, a produção estadual de amendoim deve totalizar 8,7 mil toneladas, volume 7,4% superior ao registrado na safra passada.

“Como o cultivo do amendoim em Minas Gerais ocorre no período de seca, os melhores resultados são registrados nas regiões onde os produtores adotam a irrigação conjugada com o preparo do solo e a adubação bem orientada”, explica o superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez.

Ele destaca a atuação do Triângulo Mineiro, responsável por mais de 90% da safra mineira de amendoim. Em Tupaciguara, a safra prevista equivale a 73,5% da colheita total de amendoim do Estado, volume que garante ao município a liderança absoluta na produção.

Outros municípios do Triângulo também apresentam números crescentes como consequência dos investimentos nas lavouras. É o caso de Iturama, onde o produtor Osmar Lorenzato informa que a sua produção neste ano deve saltar para 1,6 mil toneladas, volume cerca de 60% superior ao colhido em 2011.

Os 32 mil sacos de 50 quilos da colheita estimada serão vendidos quase exclusivamente às fábricas de doces dos municípios de Ribeirão Preto e Dumont, no estado de São Paulo.

Boas previsões

A valorização do amendoim no período inicial do abastecimento é um dos principais indicadores de boas vendas para este ano. De acordo com Lorenzato, a cotação da saca poderá alcançar R$ 35,00 a partir das festas juninas, período de referência para o aumento do consumo.

O empresário considera que a escalada dos preços do amendoim neste ano deverá estimular os produtores a investir mais nas lavouras. O próximo plantio em Minas Gerais vai começar no fim de outubro e início de novembro, e os trabalhos se estendem por quatro meses dentro do período de estiagem.

“Fazemos a semeadura principalmente em áreas onde foi colhida a cana-de-açúcar, o que possibilita o aproveitamento de nutrientes do solo. Depois da colheita do amendoim, as lavouras são novamente ocupadas pela cana-de-açúcar”, conta o produtor Osmar Lorenzato.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/produtor-mineiro-de-amendoim-preve-situacao-favoravel-em-2012/

Governo de Minas: Feira de Talentos Artesanais mobiliza servidores públicos mineiros

Todas as vagas já estão preenchidas; evento será realizado em maio na Cidade Administrativa

José Carlos Paiva / Supim MG
Na edição de 2011, Feira de Talentos Artesanais da Cidade Administrativa mobilizou 52 expositores
Na edição de 2011, Feira de Talentos Artesanais da Cidade Administrativa mobilizou 52 expositores

Dentro dos inúmeros programas de valorização do servidor público estadual, o Governo de Minas promove, entre os dias 9 e 11 de maio, a 2ª Feira de Talentos Artesanais da Cidade Administrativa. O evento será realizado nos túneis de acesso ao Centro de Convivência, entre os edifícios Minas e Gerais, na sede do Governo do Estado, em Belo Horizonte.

As inscrições para a feira tiveram início às 8h desta segunda-feira (23) e, em menos de duas horas, já haviam sido encerradas, diante da grande procura por parte dos servidores e empregados públicos. A mobilização foi tão expressiva que algumas pessoas aguardavam na fila desde as 7h para assegurar a inscrição. As 60 vagas disponíveis foram preenchidas, o que atesta o sucesso da feira.

Os expositores dos prédios Minas e Gerais integram 16 secretarias e entidades da administração pública sediadas no complexo, com destaque para a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), que terá nove participantes, Secretaria de Estado de Saúde, com oito expositores, e a Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge), com sete inscrições realizadas.

A expectativa é de que a criatividade dos produtos artesanais ofereça opções de compras variadas. Entre os produtos a serem expostos estão colchas, bordados, bijuterias, pintura em gesso, almofadas, arte em madeira, flores de tecido e alimentos como bombons, doces e linguiça defumada.

A feira faz parte do Calendário Sociocultural elaborado pela Intendência da Cidade Administrativa, cujo objetivo é promover a integração entre os servidores lotados na sede do Governo do Estado. A primeira edição da exposição foi realizada em dezembro de 2011 e reuniu 52 estandes com artigos de cama, mesa e banho, bijuterias, roupas, além de bombons, bolos e biscoitos.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/feira-de-talentos-artesanais-mobiliza-servidores-publicos-mineiros/