Gestão Eficiente: caravana Mães de Minas chega a Belo Horizonte

Gestantes, mães com crianças até um ano de idade e familiares poderão participar de diversas oficinas e atividades de formação e sensibilização voltadas ao acompanhamento da gravidez e da criança

Entre os dias 30 de março e 1º de abril, Belo Horizonte vai receber a segunda parada da Caravana Mães de Minas, parte do Programa Mães de Minas, iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) para redução da mortalidade materna e infantil no Estado. O evento ocorrerá das 9h às 17h30, na Escola Municipal Professora Isaura Santos, localizada à Rua Roffma, 80, Bairro Miramar, Barreiro.

Para o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, a caravana será fundamental para unir esforços que garantam a prioridade da causa em Minas. “Ao cuidarmos da concepção ao primeiro ano de vida, buscando mobilizar a sociedade para transformar a maternidade no maior patrimônio dos mineiros, nós estamos plantando uma infância mais saudável. E quem planta uma infância mais saudável, terá adiante uma sociedade mais saudável”, destacou.

Gestantes, mães com crianças até um ano de idade e familiares poderão participar de diversas oficinas e atividades de formação e sensibilização voltadas ao acompanhamento da gravidez e da criança. A caravana é um espaço composto por nove estandes, nos quais o público terá acesso ao cadastramento no 155; à oficina de aleitamento materno; à oficina de cuidados com o bebê e com a gestante; à oficina sobre o parto normal; às oficinas de brinquedos; à cabine de vídeo e foto; à roda de memória; e à exposição do “túnel da vida”.

“Percebemos que a maior parte das mães carentes está nas vilas e favelas. Muitas vezes as pessoas não sabem como e onde procurar auxílio, por isso a SES está mobilizando essas mulheres para que elas possam interagir com o Programa Mães de Minas, que vai ao encontro das reais necessidades desse público”, destacou o responsável pela Assessoria de Assuntos para Vilas e Favelas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Weslei Morais.

O superintendente da Regional de Saúde de Belo Horizonte, Paulo de Tarso Auais, enfatiza o empenho do Governo de Minas na promoção da saúde da mulher. “O programa estruturador Viva Vida, que tem ênfase na saúde materna e infantil, é fortalecido pelo Mães de Minas, e a caravana é mais uma ação de mobilização que reforça a necessidade da parceria constante entre Estado, município e cidadão”.

Caravana

A ação constitui importante frente de mobilização do Programa Mães de Minas e visitará 12 municípios mineiros até o dia 26 de setembro, permanecendo em cada cidade durante três dias. São elas: Belo Horizonte, Divinópolis, Juiz de Fora, Varginha, Diamantina, Ribeirão das Neves, Governador Valadares, Montes Claros, Teófilo Otoni, Patos de Minas, Uberaba e Uberlândia.

A caravana é formada por uma equipe de 15 pessoas, entre técnicos da área de saúde, lideranças comunitárias e profissionais com experiência em trabalhos voltados para a mulher.

A capacitação foi acompanhada pela SES e pela Unicef, instituição que também desenvolve ações em parceiras com o Governo de Minas no combate à mortalidade infantil e materna no Norte e Nordeste do Estado.

Para a mobilização e divulgação da ação, a SES conta também com o apoio da Sedese, que atua na região do Barreiro no intuito de acionar as principais redes de lideranças comunitárias para a causa e de conscientizar as gestantes e mães.

Mães de Minas

Em 2003, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais implantou a Rede Viva Vida, que reúne uma série de medidas com a finalidade de oferecer atenção integral às mulheres e crianças e, também, de reduzir as taxas de mortalidade infantil e materna no Estado.

Para o ano de 2012, foi estruturado o Programa Mães de Minas, que constitui um recorte e diferencial da Rede Viva Vida de Atenção Integral à Saúde da Mulher e da Criança e, como tal, deverá estimular um processo de mobilização social que contemple monitoramento e acompanhamento das mães e de seus filhos até um ano de idade, pelo sistema telefônico. Esse processo deverá envolver Estado e sociedade civil na direção de unir esforços com vistas à redução da mortalidade infantil e materna.

Serviço 155

Para ser acompanhada e garantir uma gravidez saudável, a gestante assistida pela rede pública e particular deve ligar para o call center 155 e se cadastrar no Sistema de Identificação da Gravidez. Já foram cadastradas 1.286 gestantes, de 43 municípios mineiros. Feito o cadastro, as mulheres passam a ser acompanhadas.

A equipe de atendentes é formada por avós e mães treinadas para oferecer atendimento humanizado. Elas checam se a gestante foi à consulta agendada; e ligam para saber sobre o parecer médico, resultado de exames e, por exemplo, se foram diagnosticadas com gravidez de risco.

Fonte: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/caravana-maes-de-minas-chega-a-belo-horizonte/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s