Antonio Anastasia visita Festival do Japão em Minas 2012

O governador de Minas participou da cerimônia de encerramento do Painel Econômico Minas-Japão 2012 e da posse do novo cônsul-geral honorário do Japão em Belo Horizonte, Wilson Brumer
Gil Leonardi/Imprensa MG
O governador degustou comidas típicas e visitou estandes no Pavilhão I do Expominas
O governador degustou comidas típicas e visitou estandes no Pavilhão I do Expominas

O governador Antonio Anastasia participou, nesta sexta-feira (3), da cerimônia de encerramento do Painel Econômico Minas-Japão 2012, seminário econômico que integra a programação do Festival do Japão em Minas 2012. O evento, no Expominas, é promovido pela Associação Mineira de Cultura Nipo-Brasileira e Consulado Geral Honorário do Japão em Belo Horizonte. Na ocasião, o ex-presidente da Usiminas e ex-secretário de Desenvolvimento Econômico em Minas, Wilson Brumer, assumiu o posto de cônsul-geral honorário do Japão em Belo Horizonte.

O governador, acompanhado do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, do embaixador do Japão no Brasil, Akira Miwa, do cônsul-geral do Japão no Rio de Janeiro, Masaru Watabane, dentre outras autoridades, participou da cerimônia do Kagami Wari, tradicional em festividades no Japão, na qual se quebra o tampo de um barril de sakê, o que significa na cultura nipônica a abertura de caminhos e a busca de paz.

Anastasia também assistiu a uma apresentação artística japonesa, degustou comidas típicas e visitou estandes instalados no Pavilhão I do Expominas. Ao destacar as relações culturais e econômicas entre o Japão e Minas Gerais, Antonio Anastasia ressaltou que a presença do país asiático em Minas foi fundamental para o desenvolvimento do Estado.

“Apesar da presença mais numerosa da colônia japonesa, por exemplo, em São Paulo e no Paraná, a presença econômica do Japão em Minas Gerais foi decisiva para o nosso desenvolvimento, em diversos setores e, o mais importante, na tecnologia, tanto industrial como no campo rural”, disse o governador, em pronunciamento.

Anastasia aproveitou o momento para desejar sorte ao novo cônsul-geral honorário do Japão em Belo Horizonte, Wilson Brumer. Ele substitui Rinaldo Soares, falecido no ano passado. “Com a posse de Wilson Brumer, vamos adensar ainda mais as relações culturais entre Japão e o nosso Estado”, completou.

Relações comerciais

O Japão é o segundo principal parceiro comercial de Minas,considerando o valor das exportações em 2011. No ranking das importações feitas pelo Estado, o Japão é o sexto país. No ranking de estados brasileiros, Minas é o que mais exporta para o Japão e o quarto que mais importa.

A corrente de comércio em 2011 foi de US$ 3,75 bilhões, um aumento de 30,9% em relação a 2010. No ano passado, Minas Gerais exportou cerca de US$ 3,28 bilhões e importou US$ 474 milhões. O superávit comercial foi da ordem de US$ 2,8 bilhões.

No total, 200 empresas exportaram para o Japão em 2011. As principais foram a Vale, CBMM e Cenibra. Na outra ponta, 436 empresas importaram produtos japoneses com destaque para Usiminas, Fiat Automóveis, Vale e Sumidenso do Brasil.

Festival

Inédito em Belo Horizonte, o Festival do Japão em Minas, realizado até domingo (5), tem o objetivo de preservar, fomentar e divulgar a cultura japonesa para os mineiros, nipo-brasileiros e turistas. Em sua programação, concentrada no Pavilhão I do Expominas, será dada ênfase à diversidade cultural envolvendo apresentações de músicas instrumentais, danças e comidas típicas, exposições e oficinas de arte.

O evento conta com 24 apresentações culturais, incluindo grupos de Minas e São Paulo. O destaque são as atrações de músicas instrumentais, como o Taiko de Okinawa (tambores japoneses). O público terá oportunidade de visitar a exposição de calendários do Japão, preparada pelo Consulado Geral do Japão do Rio de Janeiro, e também de participar da tradicional arte da “Cerimonia do Chá”, promovida pelo Centro de Chado Urasenke do Brasil.

A área de artesanato reunirá 18 expositores com produtos típicos japoneses. O setor de gastronomia também será outra grande atração, oferecendo pratos tradicionais da culinária japonesa, tais como sushi, e os populares yakisoba e harumaki. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada para menores de 21 anos, estudantes e idosos).

Participaram da solenidade os secretários de Estado Elmiro Nascimento (Agricultura e Pecuária), Adriano Magalhães (Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), Dorothea Werneck (Desenvolvimento Econômico), Eliane Parreiras (Cultura), o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, o presidente da Fiemg, Olavo Machado Junior, e o presidente da Usiminas, Julian Eguren.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s