Governo Anastasia apoia iniciativa cultural: Muro vira painel de arte na Escola Nossa Senhora do Belo Ramo, em Belo Horizonte

As aulas de artes na Escola Estadual Nossa Senhora do Belo Ramo, em Belo Horizonte, não se limitam à sala de aula. Os alunos aproveitam a disciplina para deixar mais bonito o próprio espaço da escola. Com o projeto “Dos Muros Sai Vida”, a professora Vilma Oliveira Coelho ensina técnicas de artes aos estudantes e ainda aproveita para revitalizar os muros da Belo Ramo. Com técnicas de pintura e modelagem em concreto, a professora e os estudantes já coloriram os muros com vários desenhos e fizeram desse espaço um verdadeiro cartão de visitas. “Estamos desenhando girassóis, cujas pétalas são todas em alto-relevo, e colocando um pouco de cor nos muros da escola”, explica Vilma.

Participam da revitalização do muro apenas estudantes do projeto Escola de Tempo Integral, que aproveitam a atividade no contraturno para mudar a cara da escola. São estudantes do 6º ao 9º ano, que fazem ao menos uma visita ao muro por semana e já colheram diversos elogios de funcionários e moradores da região. “A escola ganhou cor, ganhou vida e a pintura está causando um impacto enorme. A população toda se manifestando. Quase todos os dias eu recebo elogios dos vizinhos da escola, das pessoas que passam e até dos demais colegas”, conta Vilma. A professora contou também com a ajuda de pintores voluntários, que se prontificaram a fazer a pintura de partes mais altas do muro.

Dentro da escola a revitalização influenciou outros profissionais. Segundo Vilma Coelho, professores e funcionários de outras áreas já estão de olho em formas de melhorar seus ambientes de trabalho. “O trabalho mudou mesmo a energia das pessoas, todo mundo se mostrou mais interessado em melhorar a escola. O professor de Educação Física aproveitou que a gente estava mexendo com o muro e cuidou da tela da quadra. A bibliotecária também já me propôs um projeto para melhorar o espaço”, conta Vilma, que também estuda um projeto de horta e um projeto de paisagismo para a escola. “Os estudantes também estão gostando muito. Ficaram muito animados com a oportunidade de enfeitar a escola”, completa.

Projeto possível

O projeto “Dos Muros Sai Vida” foi idealizado pela professora Vilma, mas sua realização foi possível por meio de recursos liberados pela Secretaria de Estado de Educação (SEE). A professora apresentou a proposta à equipe do projeto Escola Viva, Comunidade Ativa, que aprovou e liberou cerca de R$ 15 mil para viabilizar a revitalização dos muros. “Se o projeto tiver uma boa justificativa, for bem elaborado e estiver bem elaborado a gente consegue a aprovação. A SEE sempre tem esse interesse em apoiar projetos que auxiliem a educação”, aconselha a professora.

O trabalho no muro segue até o final de outubro e deve terminar somente no início do mês seguinte. A direção da escola já está planejando uma festa de inauguração para comemorar o término do trabalho. A professora vai manter um portfólio com as fotos de todas as etapas da revitalização para servir de arquivo e orientação nas futuras intervenções no espaço da escola.

Endereço da escola

Escola Estadual Nossa Senhora do Belo Ramo

Rua Sebastião de Barros, nº 151, bairro Nova Granada, Belo Horizonte

Secretaria de Educação de Minas prorroga prazo para quem quer participar do Concurso de Redação, Frases e Desenhos

Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), por intermédio da Subsecretaria de Políticas Antidrogas, prorrogou para o dia 16 de novembro a entrega dos materiais do 13º Concurso de Redação, Frases e Desenhos – Viva Feliz sem Drogas, realizado em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE) e com o Comando Geral da Polícia Militar de Minas Gerais.

Este ano, o concurso tem como tema Esporte 10 X Drogas 0 – Neste Jogo Quem Ganha é Você. Podem participar alunos de escolas estaduais, municipais e particulares de todo o Estado, nas categorias redação, desenho, desenho especial, grafitismo, frase e desenho com frase. As escolas devem enviar o material selecionado até o dia 16 de novembro, conforme disposto no regulamento do concurso.

Para o subsecretário de Políticas Antidrogas, Cloves Benevides, a realização de mais uma edição do concurso comprova a eficácia desta ferramenta de trabalho na prevenção ao uso e abuso de drogas. “Com esta ação o Governo de Minas oferece muito mais que uma informação. É um espaço para ouvir o jovem sobre o que ele entende do assunto (drogas) e sobre a qualidade de vida sem o uso de substâncias. Estamos trabalhando, em parceria com o jovem, uma forma de diálogo sincero, transparente e dinâmico”, afirma o subsecretário.

Lembrando que o crescimento do uso e abuso de álcool, tabaco e outras drogas é uma questão que tem preocupado e mobilizado a muitos, Cloves Benevides destaca, ainda, que os parceiros na iniciativa entendem que “a estratégia a ser adotada neste momento é a da prevenção, da informação, do diálogo, da troca de experiência, da construção de uma rede capaz de promover a reflexão do aluno frente ao objeto droga”.

O regulamento do 13º Concurso de Redação, Frases e Desenhos pode ser encontrado no site do Observatório Mineiro de Informações sobre Drogas e também no site da Seej.

 

Cetec Minas faz seleção para alunos do Ensino Médio para cursos profissionalizantes na área aeronáutica

Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec) inicia nesta quarta-feira (20) o processo para seleção de alunos recém-saídos do Ensino Médio interessados em atuar profissionalmente na área aeronáutica. Com a publicação  quarta-feira passada (20) de edital no jornal Minas Gerais, a instituição oficializa sua intenção de se tornar, provisoriamente, o Centro de Estudos Aeronáuticos (CEA), parte do futuro Polo Aeronáutico, que será criado pelo Governo Antonio Anastasia em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Os cursos oferecidos serão de Processos Químicos, com ênfase em problemas biotecnológicos gerados por complexos aeronáuticos; Processos Ambientais, com ênfase em problemas gerados por complexos aeronáuticos; e Fabricação Mecânica, com ênfase em materiais aeronáuticos, aeroespaciais e automobilísticos. As inscrições acontecem de 10 de novembro a 10 de dezembro. As inscrições serão feitas pelo site http://www.gestaodeconcursos.com.br e custarão R$ 70. Ao todo são 150 vagas e os estudantes começarão a estudar em março de 2011, em área do campus que está sendo adaptada especialmente para os futuros tecnólogos.

Só poderão participar do processo seletivo aqueles que fizerem a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 5 e 6 de novembro. Isso porque a seleção será feita apenas através da escolha dos melhores colocados na prova. Não haverá vestibular. Os cursos serão gratuitos e terão a duração de três anos. É a primeira graduação gratuita específica para estas áreas que é promovida por uma instituição pública em Minas Gerais. O edital também está disponível nos sites http://www.gestaodeconcursos.com.br e http://www.ceaeduc.org.

 

Iniciativa de Minas Gerais pelo patrimônio cultural ganha prêmio nacional

O sucesso da 1ª edição da Jornada Mineira do Patrimônio Cultural foi reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A estreia, em 2009, do projeto desenvolvido pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG) para promoção do patrimônio foi a ação vencedora da Categoria Divulgação do 23º Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, uma das mais importantes premiações da área. Na próxima quarta-feira (20), o presidente do Iepha/MG, Carlos Roberto Noronha, receberá em Brasília (DF), um troféu, um certificado e um aporte de R$ 20 mil para investimento no projeto.

Realizada nas diversas regiões de Minas Gerais durante todo o mês de setembro, a Jornada ganhou grande repercussão estadual, nacional e até mesmo internacional, em função de ter recebido a chancela do Ano da França no Brasil em sua primeira edição. Naquele ano, foram mais de 1500 ações de preservação e valorização do patrimônio cultural mineiro reunidas sob um grande trabalho de articulação e divulgação realizado pelo Iepha/MG.

Jornada

Seminários, apresentação de grupos de cultura popular, festivais de arte e gastronomia, exposições, visitas guiadas, educação patrimonial, oficinas e gincanas culturais foram algumas das atrações que aconteceram nas mais diversas regiões de Minas Gerais durante todo o mês de setembro de 2009. As atividades, relacionadas à preservação e divulgação do patrimônio cultural compuseram a programação da primeira Jornada Mineira do Patrimônio Cultural, um dos maiores eventos culturais já promovidos no Estado, e que já teve sua segunda edição no último mês de setembro.

A ação, promovida pela Secretaria de Estado de Cultura e pelo Iepha/MG, é pioneira no país e um de seus destaques é a proposta do Patrimônio de Portas Abertas. A iniciativa permite que as pessoas tenham acesso, ao menos por alguns dias, a uma série de bens culturais tombados. Muitos destes bens, de propriedade particular ou uso restrito, permanecem fechados à visitação pública durante o ano inteiro e são acessíveis apenas por ocasião da Jornada.

Jornada 2010

Com mais de mil ações culturais novamente movimentando todo o mês de setembro, a 2ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural foi regida pelo tema Patrimônio Cultural e Cidadania. Mais uma vez, o objetivo foi sensibilizar agentes públicos, escolas, associações e população em geral para a execução simultânea de ações de preservação do patrimônio em todo o Estado.

Premiação

Sessenta e quatro concorrentes chegaram à segunda etapa de seleção do 23º Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, após passarem por uma pré-seleção, realizada em julho pelas comissões estaduais presididas pelos superintendentes do Iphan em cada estado. Antes desta primeira peneira, o conjunto de inscrições apresentadas ao prêmio chegou a 174.

Esta é a segunda vez que o Iepha/MG conquista o prêmio. Em 2002, o programa de Municipalização do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, por meio do ICMS Patrimônio Cultural, também foi reconhecido.

 

Vencedores

 

Artesanato do Vale do Jequitinhonha ganha espaço em exposição em São João del-Rei

A partir da próxima quarta-feira (20), os visitantes e turistas que estiverem em São João del-Rei, na região do Campo das Vertentes, terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história dos artesãos do Vale do Jequitinhonha.

A exposição O Barro que Encanta será realizada no Centro Cultural da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Solar da Baronesa. O evento é promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), por meio da Superintendência de Artesanato, em parceria com o Centro de Artesanato Mineiro (Ceart), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG) e a Usiminas.

A exposição está inserida dentro da programação do Congresso Nacional de Técnicas para Artes do Fogo 2010, que pela primeira vez será realizado em Minas Gerais. “Acredito que a escolha do local foi em função da tradição do artesanato mineiro e da inclusão dos cursos Arquitetura, Música e Artes Aplicadas na UFSJ”, comenta a superintendente de Artesanato, Maria Amélia Dornelles.

A superintendente de Artesanato explica que o principal objetivo da participação da Sede no evento é proporcionar boas oportunidades aos artesãos de comercializarem seus produtos. “Estamos nessa feira com uma curadoria chamada de social, levando cerca de 600 peças que serão comercializadas”. De acordo com Maria Amélia, “na maioria das vezes, os artífices apenas participam do processo de produção sem atuar diretamente na venda de seus trabalhos”.

As peças de artistas como Dona Izabel, de Santana do Araçuaí, Zezinha, de Coqueiro Campo, Ulisses Pereira, de Caraí, e Ulisses Mendes, de Itinga, estarão reunidos na exposição que revela uma das grandes identidades culturais do Estado.

A exposição O Barro que Encanta também irá proporcionar aos artesãos participantes uma troca intensa de experiências. “Durante todo o período, os artífices do Vale do Jequitinhonha terão contato com ceramistas de diversos lugares do Brasil, podendo, dessa forma, conhecer de perto outras técnicas e habilidades do artesanato brasileiro”, finaliza Maria Amélia.

Serviço:

Evento: Exposição “O Barro que Encanta”

Local: Centro Cultural da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), Solar da Baronesa

Data: 20 de outubro a 15 de novembro

Horário: Diariamente, das 8h às 20h

Entrada franca

 

Governo Anastasia: Inscritos em exame para direção escolar devem confirmar participação

Os profissionais da educação que se inscreveram para o 3º exame de Certificação Ocupacional de Dirigente Escolar de Escola Estadual devem ficar atentos. Para garantir a participação no exame todos os educadores devem confirmar a inscrição até este domingo (10), pelo endereço www.makiyama.com.br/concursos/seemg. O participante que não fizer a confirmação terá sua inscrição cancelada.

A certificação tem validade de quatro anos e habilita o candidato aprovado a exercer o cargo de diretor de escola estadual. Podem se certificar apenas os servidores estaduais efetivos ou efetivados com atuação nas carreiras de professor de educação básica ou especialista em educação básica. Além disso, o servidor deve ter formação superior voltada para o magistério e ter obtido pontuação igual ou superior a 70 pontos na avaliação de desempenho individual (ADI) de 2009 ou na última etapa da Avaliação Especial de Desempenho (AED).

A previsão é de que o exame seja aplicado no dia 21 de novembro de 2010. Os candidatos lotados em escolas vinculadas às Superintendências Regionais Metropolitanas (SRE) A, B e C farão prova em Belo Horizonte, os demais prestarão o exame nas sedes das SREs às quais estiverem vinculados. A prova terá duração de quatro horas e será composta por 60 questões de múltipla escolha, cada uma com quatro opções de resposta. O conteúdo será retirado do guia de estudos específico, organizado pela Secretaria de Estado de Educação (SEE) e disponível no site da Secretaria.

A certificação será concedida ao candidato que obtiver o percentual mínimo estipulado para cada competência. A listagem dos candidatos certificados será disponibilizada no “Minas Gerais” e também no site da SEE até o dia 15 de dezembro, de acordo com o cronograma. Embora não garanta ao candidato a nomeação/designação ao cargo de dirigente escolar pretendido, a certificação é um requisito essencial para participar do processo de indicação de diretor de escola.

Professores certificados

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) já promoveu dois exames de Certificação Ocupacional de Dirigente Escolar de Escola Estadual, nos anos de 2006 e 2007. Nas duas edições anteriores foram certificados 11.364 educadores em todas as Superintendências Regionais de Ensino do Estado. Atualmente, 851 dos 853 municípios de Minas Gerais possuem professores certificados.

 

Fundação João Pinheiro recebe inscrições para vestibular 2011 em Curso de Administração Pública

Fundação João Pinheiro (FJP) recebe, até 15 de outubro, inscrições para o Concurso Público Vestibular/2011, para o Curso de Administração Pública. O curso é mantido pela Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho e oferece 80 vagas, sendo 40 para o primeiro semestre e 40 para o segundo semestre de 2011. O Edital do concurso (nº 005/2010) está disponível no endereço www.eg.fjp.mg.gov.br.

As inscrições custam R$ 110,00 e devem ser realizadas via internet, no site www.gestaoconcurso.com.br. As provas acontecerão em duas etapas, em Belo Horizonte, nos dias 21 de novembro de 2010 e 9 de janeiro de 2011.

O curso de administração pública é gratuito e os candidatos aprovados recebem bolsa de estudos no valor de um salário mínimo, com exceção dos servidores públicos estaduais, que não têm direito à bolsa, mas poderão ser dispensados do ponto durante o período letivo, no horário escolar, tendo direito ao recebimento de sua remuneração mensal. Reconhecido pelo MEC em 1994, o curso conquistou o 1º lugar nacional na área de Administração no conceito Enade 2006 e tem cinco estrelas no Guia do Estudante Abril.

Governo Anastasia dá continuidade à produção de óperas e traz em outubro Andrea Chénier, de Umberto Giordano

Fundação Clóvis Salgado (FCS) dá continuidade à Temporada de Óperas 2010 apresentando ao público um título inédito no Palácio das Artes: Andrea Chénier, de Umberto Giordano. De 22 a 27 de outubro, o Grande Teatro vai receber a montagem que conta a história de paixão e luta de um poeta durante a Revolução Francesa.

A apresentação de Andrea Chénier marca uma nova fase da produção operística no país. As récitas da ópera na capital mineira consolidam um trabalho de diálogo da fundação com as outras instituições, que visa desenvolver, a médio e longo prazo, um sistema de coprodução e corealização desses espetáculos. Para a fundação, esse é o caminho para que sejam potencializados recursos e para que esses projetos sejam ampliados. Essa linha de ação tem ainda o objetivo de viabilizar a circulação de grandes montagens de ópera por todo o Brasil, fazendo com que o público tenha acesso a cada vez mais produções do gênero.

Esse processo tem como foco ainda a formação de público e o fortalecimento da cadeia produtiva das óperas, uma vez que as instituições poderão promover o intercâmbio não somente de recursos materiais, como também a troca de experiências e a busca de soluções coletivas para o financiamento e a realização desse tipo de espetáculo.

Para a realização de Andrea Chénier, a parceria foi estabelecida com o Teatro Municipal de São Paulo. O Palácio das Artes vai receber cenários e figurinos vindos de São Paulo, e apresentará ao público mineiro uma nova montagem, com a Orquestra Filarmônica e o Coral Lírico de Minas Gerais. Andrea Chénier tem direção musical e regência de Luiz Fernando Malheiro, direção de cena de André Heller-Lopes, cenários de Renato Theobaldo e figurinos de Fábio Namatame. O elenco conta com solistas de renome internacional: Martin Muehle e Eric Herrero (Andrea Chénier), Edna d’Oliveira e Janette Dornellas (Maddalena), Lício Bruno e Rodolfo Giugliani (Gerard), Rita Medeiros (Bersi), Luciana Monteiro (Condessa de Coigny), Igor Vieira (Mathieu / Fleville), Flavio Leite (Incredibile / Abade), Ruth Staerck (Madelon), Cristiano Rocha (Roucher), Franklin Castilho (Fouquier Tinville) e Sergio Cunha (Mordomo / Dumas / Carcereiro).

Ainda como fruto desse trabalho conjunto, a premiada ópera A Menina das Nuvens, de Villa-Lobos, encenada no Palácio das Artes em 2009, será apresentada em São Paulo, nas comemorações de 100 anos do Municipal, em 2011.

Além do Teatro Municipal de São Paulo, a Fundação Clóvis Salgado já está em contato com outras instituições culturais, como o Teatro de Manaus. A realização de Nabucco, de Verdi, em Belo Horizonte no próximo ano é mais um resultado dessa ação. A ópera será feita dentro das atividades de comemoração dos 150 anos da unificação italiana e em parceria com a Embaixada e Consulado da Itália.

Andrea Chénier

A ópera de Umberto Giordano é baseada na vida do poeta francês André Chénier (1762 – 1794), que foi executado durante a Revolução Francesa. Além de abolir a escravidão e os direitos feudais, a Revolução proclamou os princípios universais de liberdade, igualdade e fraternidade (Liberté, Egalité, Fraternité), difundidos por Jean-Jacques Rousseau.

Na ópera, Andrea Chénier é um poeta que frequentava as altas rodas da nobreza francesa. Em uma dessas festas, ele declama sobre a miséria e o sofrimento dos cidadãos comuns, criticando e ofendendo a maioria dos nobres presentes, com exceção da jovem Maddalena, por quem Andrea Chénier se apaixona. Após essa apresentação, Chénier é convidado a unir-se, de fato, ao movimento revolucionário e torna-se um homem procurado pelas tropas de Robespierre.

O poeta é aconselhado a fugir da França, mas nega-se a partir sem Maddalena. A partir daí, desenrola-se uma história de intensas lutas, perseguições e paixões.

A obra de Umberto Giordano é composta de quatro atos e tem libreto de Luigi Illica. A primeira apresentação da ópera, que trabalha de maneira quase inseparável música e texto, aconteceu no Teatro Scala, de Milão, em 1896. A música de Giordano acompanha cada passo da história, e faz com que os solistas se destaquem em diversos momentos ao longo do espetáculo. Andrea Chénier é considerada uma ópera para tenores, e entre os nomes que já interpretaram a ópera estão Maria Callas, Plácido Domingo, Renatta Scotto, Luciano Pavarotti, Carlo Bergonzi e Mario del Mônaco.

A obra tornou-se conhecida do grande público em 1993, com o filme Filadélfia, de Jonathan Demme. A produção narra o drama de um jovem advogado demitido após contrair o vírus HIV, e tem um de seus momentos fortes quando o personagem principal, interpretado por Tom Hanks, escuta a ária La Mamma Morta, na voz de Maria Callas, ao lado de seu advogado, Denzel Washington. Ao narrar o canto de Maddalena, que teve sua mãe assassinada, Tom Hanks consegue mostrar para o público toda a dor e o sofrimento que têm dilacerado sua alma na história. Em grande parte, a cena foi responsável pela indicação de Hanks ao Oscar de Melhor Ator, prêmio recebido por ele em 1994.

Serviço:

Temporada de Óperas 2010

Andrea Chénier (Umberto Giordano)

Data/Horário/Valor:

22 e 2310: 20h / 24.10: 18h

Plateia I: R$70, 00 / Plateia II: R$60,00 / Plateia Superior: R$50,00

26.10: 20h

R$ 30,00 – valor único

27.10: 20h

Plateia I: R$ 60,00 / Plateia II: R$ 50,00 / Plateia Superior: R$ 40,00

Meia-entrada conforme a lei

Local: Grande Teatro do Palácio das Artes (av. Afonso Pena, nº 1537, Centro, Belo Horizonte)

Classificação etária: 12 anos

Informações: (31) 3236-7400

Governo Antonio Anastasia se prepara para receber famílias no feriado para os circuitos mineiros

Com a proximidade do Dia das Crianças, muitas pessoas pensam em como curtir o feriadão sem se deslocar para destinos distantes. Com localização estratégica, Minas Gerais é destino certeiro para quem busca diversão em apenas quatro dias de folga. O Estado oferece a diversão no Circuito das Águas, o sossego dos hotéis-fazenda e o alternativo “Mar de Minas”. Nos 42 Circuitos Turísticos existentes no Estado, o turista pode escolher aquele que mais o agrada.

Um mergulho para refrescar, brincadeiras para relaxar, um sol para se bronzear. Pode parecer enredo de praia, mas isso tudo é fácil de encontrar em Minas Gerais. As belezas naturais, os casarios seculares, a gastronomia farta, a variedade cultural e a hospitalidade dos mineiros fazem do Estado um destino único, propício para ser vivenciado ao lado da família em viagens inesquecíveis.

Minas Histórica

Para os pais que pretendem ficar perto de Belo Horizonte, mas que também não abrem mão de curtir a data ao lado dos filhos, as Cidades Históricas são uma ótima opção. Ouro Preto, Mariana, Sabará, Congonhas, São João del-Rei e Tiradentes são relativamente próximas à capital mineira e oferecem aulas de história ao ar livre.

Nos quatro dias do feriado é possível apreciar obras de arte nos museus e igrejas, como a de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, e os Profetas de Aleijadinho, em Congonhas. O passeio de Maria Fumaça entre São João del-Rei e Tiradentes e a infinidade de sabores das receitas à base de jabuticaba encontradas em Sabará, também fazem sucesso entre a criançada.

Patrimônio Natural

A empresária Lilian Chagas é apaixonada por Minas Gerais. A cada feriado, segue com a filha Lara Chagas (três anos) e o marido, Gustavo Chagas, para um destino diferente. Os preferidos são Ouro Preto, Lavras Novas, Catas Altas, Mariana, Bonfim. Este ano, para comemorar o Dia das Crianças, o casal escolheu as belezas naturais do Circuito Turístico Parque Nacional da Serra do Cipó.

A Serra do Cipó oferece várias opções de Turismo de Aventura, com destaque para canyoning, cicloturismo, alpinismo, trekking e passeio de caiaque. Ideal para famílias que gostam de aliar esportes e contemplação da natureza.

Água para refrescar

O Circuito das Águas, localizado no Sul de Minas Gerais, é famoso pelas suas estâncias hidrominerais. Tanto pais como filhos podem aproveitar o sol do feriadão nas diversas nascentes, fontes, piscinas e balneários das estações de água termais. Ricas em propriedades terapêuticas, as águas de Caxambu e São Lourenço sempre superam as expectativas dos turistas.

E por falar em águas, o turista que viajar até Poços de Caldas, no Circuito Turístico Caminhos Gerais, poderá assistir nos dias 9 e 10 a Sinfonia das Águas. Promovido pela prefeitura desde 2006, o evento é um espetáculo musical com produção que envolve a Orquestra Sinfônica de Poços de Calas, atores, bailarinos, corais, músicos e cantores líricos em meio a um show de iluminação ao ar livre. O evento acontece em frente ao Parque Afonso Junqueira, a partir das 21 horas.

Mar Mineiro

Carinhosamente apelidado de “Mar de Minas”, o município de Capitólio, no Circuito Turístico Nascentes das Gerais, Sul do Estado, abriga a Represa de Furnas, um imenso lago artificial que deu origem ao apelido da região. Frequentado por famílias em busca de diversão, segurança e conforto, principalmente nos feriados prolongados, o lugar preserva as belezas de Furnas aliadas ao requinte dos condomínios de luxo existentes na região.

Mas o turismo no local não é feito apenas de mansões luxuosas, a região dispõe de hotéis, áreas para camping e pousadas, além da infraestrutura com restaurantes, clubes, pesque e pague, dentre outros atrativos. Um dos destaques é a Lagoa Azul, com águas cristalinas e de fácil acesso. O turista que quiser fazer um passeio de escuna pelo Lago de Furnas encontrará empresas que prestam este serviço. Outra dica é o passeio de lancha, que parte do Rio Turvo até chegar à Lagoa Azul. Durante o trajeto, o visitante pode conhecer os cânions, com paredões de 20 metros nas laterais. Cachoeiras também são avistadas ao longo do passeio.

Vida Rural

É nos feriados prolongados que boa parte dos moradores das grandes cidades mineiras escapa da correria e do estresse cotidiano. Acostumados com os barulhos das sirenes, ambulâncias e trânsito, muitos fogem das metrópoles em busca de um refúgio tranquilo e silencioso. E é nos hotéis-fazenda que muitos desfrutam momentos de prazer ao lado da família. O Circuito Turístico Villas e Fazendas dispõe de boa quantidade de fazendas coloniais ainda existentes na região, em sua maioria do século XVIII.

Os visitantes podem descobrir cenários bucólicos e se encantar com a história das comunidades de lugares inspiradores, como Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Conselheiro Lafaiete e Cristiano Otoni, entre outros.

Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) preparou algumas dicas para que a viagem no dia 12 de outubro seja perfeita:

• Leve na mochila: boné ou chapéu, roupas de banho, filtro solar, lenços de papel, repelente, e cantil.

• Respeite as comunidades locais.

• Para caminhada, prefira sempre carregar objetos numa mochila, assim o peso fica bem distribuído e as mãos livres.

• Cuidado com a alimentação – alimentos muito condimentados não são aconselháveis em regiões muito quentes.

• Avalie as condições climáticas e as distâncias a percorrer.

• Ao fazer passeios de barco, certifique-se sobre as condições de manutenção e se há coletes salva-vidas disponíveis.

• Fique atento! Banhos em rios e cachoeiras oferecem risco de afogamento e acidentes.

• Não jogue lixo na mata e nos rios. Em caminhadas pelas trilhas ou nos passeios de barco, carregue sempre um saco plástico para recolher o lixo que produzir.

• Evite apoiar-se na vegetação durante as caminhadas e colocar as mãos em buracos ou fendas.

• Não caminhe rapidamente em descidas íngremes ou perigosas.

• Registre cada momento de seu passeio! As melhores condições de luz acontecem ao amanhecer e entardecer.

• E o mais importante: cuide de nossas crianças!

Governo Anastasia: Etapa estadual do JIMI 2010 terá início no dia 10 de outubro

Cerca de quatro mil atletas participarão das competições da etapa estadual do Minas Olímpica Jogos do Interior de Minas – JIMI 2010, que será realizada de 10 a 16 de outubro, em Montes Claros, no Norte de Minas.

Maior evento esportivo de Minas Gerais, o Minas Olímpica JIMI recebeu, neste ano em que completa a sua 26ª edição, em sua etapa inicial, a inscrição de atletas de 239 municípios, 64% a mais que as registradas no ano passado, para competições de basquetebol, futsal, handebol e voleibol.

Da etapa estadual participarão 4.394 atletas, 2.458 dos quais em disputa de modalidades coletivas, 1.625 em modalidades individuais e 311 em modalidades para pessoas com deficiência, representando 101 municípios, 18 deles com atletas paraolímpicos na competição. Ao todo, 158 equipes disputarão 288 jogos.

“Instrumento eficaz no desenvolvimento do desporto mineiro e na projeção dos desportistas do Estado, o Minas Olímpica JIMI, ao longo destes 26 anos, alcançou sucesso na busca da promoção, através da prática esportiva, da integração dos municípios das diferentes regiões de Minas Gerais e do oferecimento de oportunidade de aperfeiçoamento técnico e do espírito de equipe e do fortalecimento da solidariedade entre os cidadãos mineiros”, destacou o secretário de Estado de Esportes e da Juventude, Alberto Rodrigues.

A solenidade de abertura dos jogos acontecerá no dia 10, às 19 horas, no Ginásio PoliesportivoTancredo Neves.