Anastasia aos eleitores no Debate da Globo: comparem propostas e julguem avanços de Minas

Aécio, Anastaia e Márcio Lacerda

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

 

Em debate da Rede Globo, governador alerta eleitores sobre falsas promessas feitas às vésperas das eleições

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, pediu aos mineiros ainda indecisos sobre o voto para governador do Estado que aproveitem os últimos dias de campanha eleitoral para comparar as propostas dos candidatos e julgar tudo que foi feito nos últimos anos pelo Governo do Estado. Anastasia participou do debate promovido pela Rede Globo de Televisão, na noite desta terça-feira (28/09), quando mostrou com clareza seus compromissos para manter os avanços sociais e econômicos conquistados por Minas Gerais durante o seu governo e do ex-governador Aécio Neves.

“É o eleitor mineiro soberano, autônomo, com base na sua história e trajetória que de maneira livre vai decidir o nosso futuro. Compare as propostas, julgue o que fizemos ao longo dos últimos oito anos e tenho certeza que, lá dentro, você vai perceber que Minas avançou muito. E vai avançar mais ainda”, disse Anastasia.

O governador Antonio Anastasia também aproveitou o último debate antes das eleições do próximo domingo (03/10) para agradecer o imenso apoio que ele e seus candidatos ao Senado, Aécio Neves e Itamar Franco, vêm recebendo dos mineiros. Mesmo na liderança em todas as pesquisas eleitorais, Anastasia voltou a pedir o voto dos mineiros pela sua reeleição.

“Quero agradecer a você que me recebeu na sua cidade de maneira tão carinhosa e amiga. Juntamente com Aécio e Itamar Franco corremos toda Minas, mostrando as nossas ideias, as nossas propostas, o que fizemos. O nosso estímulo, agora, nessa candidatura à reeleição, é continuar avançando, continuar fazendo por Minas Gerais aquilo que sentimos que é a grande necessidade. É o avanço fundamental nas diversas políticas sociais, econômicas e de infraestrutura. Por isso mesmo, peço seu voto, seu voto de confiança para Minas e pelo Brasil”, disse Anastasia.

Avanços conquistados

Durante o debate, o governador mostrou ser o candidato mais preparado para colocar em prática propostas e programas com o objetivo de acelerar o crescimento econômico e as melhorias sociais do Estado. Nestes últimos anos, durante os governos de Anastasia e Aécio, Minas Gerais apresentou crescimentos na geração de emprego, no Produto Interno Bruto (PIB) e nas exportações acima da média nacional. A redução da mortalidade infantil, da desnutrição infantil e da pobreza em Minas também foi maior do que no restante do país.

“Isso demonstra que estamos no caminho certo. Não podemos retroceder, não podemos voltar para trás. Temos que continuar avançando e, por isso mesmo, nesse avanço é que estamos apresentando essas novas ideias, sabendo que muito foi feito, mas ainda há muito o que fazer. Por isso, eu espero sempre a confiança dos mineiros para continuar a bela obra realizada em Minas pelo governador Aécio Neves e por toda a nossa equipe”, afirmou Anastasia.

Falsas promessas e má fé

O governador também alertou sobre a tentativa de outros candidatos de lançarem falsas promessas na tentativa de iludir o eleitorado mineiro. Anastasia também lamentou a postura de candidatos que se utilizam da má fé para desrespeitar o que foi feito pelo Governo do Estado nos últimos anos.

“As candidaturas não podem querer destruir, porque só podemos pensar na boa política se percebermos o avanço positivo e não criticando, destruindo, porque a crítica demasiada, ela desqualifica quem o faz, ela torna, na verdade, a inverdade uma realidade. É desconhecimento misturado com a má fé de tentar iludir as pessoas nesse momento eleitoral. Mas eu confio nos mineiros, porque eles conhecem a verdade e sabem o que foi feito”, afirmou.

Competência comprovada

O governador Antonio Anastasia relembrou que o seu governo e de Aécio Neves demonstraram, nos últimos anos, competência na gestão dos recursos, de programas sociais e nas obras públicas. Segundo ele, isso credencia o Governo do Estado a propor alternativas ao governo federal para tirar do papel obras paralisadas, como a duplicação da BR-381, a recuperação do Anel Rodoviário de Belo Horizonte e a retomada do metrô da capital, todas de responsabilidade exclusiva da União.

“Temos aqui a responsabilidade de todos os mineiros, da bancada federal, do governador do Estado, de apresentarmos as propostas e as alternativas. No caso do Anel Rodoviário, por exemplo, houve um problema recente na licitação, por parte do DNIT. Imediatamente, como governador de Minas, fiz contato com o ministro dos Transportes, oferecendo que o Estado possa fazer a licitação. Porque mostramos competência, fizemos a Linha Verde, a Cristiano Machado, a Antônio Carlos, o Boulevard Arrudas, tudo de acordo com as melhores técnicas e em pouco tempo. Então, temos condições de fazê-lo”, explicou Anastasia.

Novas propostas para as estradas

Em relação à BR-381, conhecida como a “rodovia da morte”, de responsabilidade do governo federal, o governador afirmou que continuará cobrando a sua duplicação, mas já colocou em seu Plano de Governo propostas alternativas.

“Lamentavelmente, o governo federal ainda não conseguiu apresentar o modelo adequado. A licença ambiental, por exemplo, foi concedida pelo Estado há três anos e estamos ainda aguardando o início das obras. Coloquei em meu plano de governo, inclusive, a possibilidade de termos estradas estaduais alternativas, enquanto essa obra federal não se realiza”, ressaltou.

Anastasia também fez um balanço das obras do Estado nas rodovias mineiras e apresentou propostas para melhorar ainda mais a qualidade da malha viária sob responsabilidade do Governo de Minas.

“Temos estradas federais e estaduais. Nas estaduais, ao longo dos últimos anos, com o governador Aécio Neves e, agora comigo, fizemos uma verdadeira revolução. Fizemos o Proacesso, que levou pavimentação a 200 municípios que não tinham ainda ligação por asfalto. E fizemos o Pro-MG, para a recuperação das estradas estaduais em toda Minas. Ao mesmo tempo, estamos preparando agora o Caminhos de Minas, para interligar todo o Estado”, ressaltou.

Avanços sociais

Durante o debate, Anastasia também aproveitou para apresentar suas propostas nas áreas sociais e apontar os avanços conquistados nos últimos anos. Segundo ele, melhorar os indicadores da saúde, educação, segurança e saneamento será o grande desafio para os próximos quatro anos.

“Esse é o grande desafio. Agora, é bom lembrar que tudo isso se fez sob a égide do social, o social verdadeiro, o social que apresenta resultados, com ousadia, com metas, com programa bastante efetivo. E não o social do discurso, que aparece agora na hora da campanha”, afirmou.

O governador destacou que nos últimos anos o Estado aumentou em 700% os recursos alocados na saúde. Ele lembrou que este aumento de investimento possibilitou a reforma de 130 hospitais regionais, o aumento na distribuição gratuita de remédios, a construção de unidades básicas de saúde e resultados como a redução da mortalidade infantil em 22%.

“Vamos continuar evoluindo bastante. A saúde é prioridade máxima do nosso governo. Foi de Aécio, é minha e será minha também no próximo mandato. Sabemos que podemos e vamos continuar avançando. O nosso processo de descentralização já avançou demais. Vamos continuar fazendo as parcerias com as prefeituras, construindo os hospitais regionais e municipais, que vão atender de maneira muito efetiva a população, para permitir que as pessoas tenham a saúde mais próxima de sua casa”, propôs.

Geração de empregos

Anastasia voltou a defender a geração de empregos de qualidade como a melhor forma de conquistar avanços sociais. Segundo ele, durante o seu governo e de Aécio Neves, o primeiro passo foi feito: dotar Minas Gerais de “infraestrutura social”.

“Temos que gerar uma infraestrutura social, econômica e física. Estradas, aeroportos, toda estrutura necessária de saneamento, de habitação. Melhorar as escolas, a saúde, a segurança. O que já estamos fazendo. Os resultados estão aí e os mineiros acompanham e aplaudem o que foi feito no governo Aécio e, agora, no meu governo. Ou seja, criamos um ambiente propício e, agora, vamos dar um passo avante”, detalhou.

Narcio desmente adversários

Fonte: Matheus Jasper Nangino – O Tempo

Presidente do PSDB dispara: candidato do PMDB ao governo inventa números e exercita a mentira. “Anastasia só ficou mais conhecido com o horário eleitoral”, analisa deputado

O presidente do PSDB em Minas, deputado Narcio Rodrigues, defendeu ontem o governo de Aécio Neves (PSDB) e a candidatura de Antonio Anastasia (PSDB), contra as acusações do candidato do PMDB, Hélio Costa. Para o deputado, o peemedebista inventa números e ignora a realidade. “O Hélio aprendeu a lidar com números como criança que brinca com espaçonave. Ele inventa números em um exercício da mentira. Se nós tivéssemos feito a campanha assim como ele diz, não teríamos a dificuldade que tivemos para dar a Anastasia a vantagem nas pesquisas”.

O deputado se referia à afirmativa de Hélio Costa de que hoje é feito no Estado uma “política mais coronelista do que há 20 anos atrás” e que o governo atual é bem avaliado “porque gastou R$ 1,2 bilhão em publicidade”. As declarações de Hélio foram dadas durante sabatina realizada pelo jornal O TEMPO.

Segundo Nárcio, Anastasia entrou em desvantagem no processo eleitoral exatamente por causa do alto grau de desconhecimento da população em relação a seu nome. Segundo o presidente do PSDB, só a partir do momento em que Anastasia ficou conhecido (por meio do horário eleitoral), começou a crescer.

“Foi só igualar as oportunidades que passamos à frente. Até então, quem vinha gastando dinheiro era o governo Lula que nunca deixou de investir em sua candidata”, afirmou Nárcio, rebatendo Hélio, segundo o qual a máquina do Estado exerce enorme influência nessas eleições a favor de Anastasia. Nárcio afirmou que o PSDB só colocou as eleições nas ruas, depois que foi aberto o período eleitoral, ao contrário de Dilma Rousseff (PT), candidata à Presidência apoiada por Lula que, segundo ele, teve um processo de divulgação muito maior antes mesmo de se tornar oficialmente candidata. “Falou-se que as eleições eram irreversíveis, mas, com o horário eleitoral, colocamos o nosso candidato (Anastasia) em condição de disputa, mostrando as qualidade que ele tem”, afirmou.

Para o presidente tucano, Anastasia é o mais preparado para conduzir o Estado e dar continuidade ao governo que fez Aécio Neves.Já Hélio estaria se mostrando “um cara que não sabe lidar com as adversidades, com os fatos reais”. “Mostra que não tem preparo para governar Minas, porque não aceita a derrota. Ele tem lutado contra um projeto que agrada o Estado. As suas aventuras não conseguiram dominar a população”, disse.

Governo

Despachos. Ontem, Anastasia reservou o dia para se ocupar com a agenda de governo. Ele realizou diversas audiências e despachos com secretários de Estado. À noite, ele participou do debate promovido pela TV Globo.

“Aécio vai se firmar grande líder nacional”

“Sem dúvida, o resultado vai consolidar Aécio como o grande líder nacional, protagonista do jogo político a partir do ano que vem, independente do resultado para a Presidência”. Essa é a opinião do presidente do PSDB em Minas, deputado Nárcio Rodrigues. Segundo ele, as eleições deste ano serão determinantes para colocar o ex-governador Aécio Neves como “ator principal” no cenário nacional.

Além de Antonio Anastasia como sucessor de Aécio, o presidente tucano espera que a coligação eleja a maior bancada de deputados estaduais e federais, “Isso vai fazer com que Aécio exerça influência positiva na nova agenda nacional. Independente do cargo que ocupar, ele terá papel preponderante”, afirmou Nárcio. (MJN)

Leia no original: http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdEdicao=1803&IdCanal=1&IdSubCanal=&IdNoticia=152352&IdTipoNoticia=1

Anastasia consegue com TRE 7º direito de resposta no site de Hélio Costa que insiste em divulgar informações falsas

TRE-MG concede novo direito de resposta para Antonio Anastasia no site de Hélio Costa

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Justiça Eleitoral considerou que candidato adversário divulgou informação inverídica sobre ICMS cobrado no Estado

Este é o sétimo direito de resposta concedido ao governador durante campanha eleitoral por veiculação de informações falsas

Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) decidiram por maioria, na sessão plenária desta terça-feira (28/09), conceder mais um direito de resposta em favor do candidato Antonio Anastasia, em razão da veiculação de informações inverídicas pelo seu adversário Hélio Calixto Costa. A decisão de hoje refere-se à veiculação no site da campanha do candidato do PMDB, onde são feitas afirmações sobre a cobrança da alíquota do Imposto sobre Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre o álcool em Minas Gerais.

Em seu voto, a juíza Mariza Porto entendeu que houve veiculação de informação inverídica. “É inverídica a suposição de que qualquer cidadão deslocar-se-ia por grandes distâncias para abastecer seu veículo, no intento de receber benefício relativo ao valor do ICMS”.

Pela decisão, o direito de resposta terá que ser veiculado e publicado no site oficial de campanha de Hélio Costa, com duração de um minuto, pelo prazo de 10 dias.

Informações Inverídicas
Com a decisão desta terça-feira, a coligação “Somos Minas Gerais” já obteve sete direitos de resposta em razão de informações inverídicas divulgadas durante a campanha de Hélio Costa. No dia 18 de setembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considerou que houve tentativa de induzir o eleitor a erro ao prestar  informação falsa sobre a cobrança de impostos na atividade de exploração de minério de ferro.

O ministro do TSE, Marco Aurélio Mello, considerou irregular a tentativa do candidato do PMDB de responsabilizar o governador de Minas, Antonio Anastasia, pela isenção de ICMS às empresas mineradoras no Estado, quando, na verdade, o benefício foi concedido pelo governo federal.  O ministro afirmou que a falta de veracidade das informações é incompatível com o “equilíbrio que deve reinar em uma disputa eleitoral”.

De acordo com o Tribunal, o direito de resposta ao candidato da Coligação Somos Minas Gerais, primeiro a ser concedido na campanha eleitoral ao Governo de Minas em 2010, teria que ser veiculado durante o programa eleitoral de Costa, no dia 20/09 e ainda durante dez dias no site oficial do candidato do PMDB.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu também outros 5 (cinco) direitos de resposta a Antonio Anastasia, no último dia 26 de setembro, no programa eleitoral de Hélio Costa. A avaliação do ministro do TSE, Gilmar Mendes, é de que houve distorção na informação contida no programa eleitoral do candidato do PMDB ao comparar a alíquota de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) incidente sobre o álcool em Minas Gerais a dos estados de Mato Grosso do Sul e Goiás.

O ministro Gilmar Mendes destacou em sua decisão, “que é público e notório o fato de que as alíquotas do ICMS aplicadas às operações internas de circulação de mercadorias e serviços são estabelecidas e regulamentadas por leis e decretos dos Estados e do Distrito Federal. É o que se verifica, inclusive, no art. 155 da constituição federal. Nesse sentido, parece ser suficiente a consulta à legislação estadual pelos responsáveis do programa eleitoral impugnado, por se tratar de dado objetivo, específico e de fácil pesquisa”.