Ao lado de Aécio Neves, Anastasia anuncia incentivos para o desenvolvimento da Zona da Mata

Antonio Anastasia garante que Zona da Mata terá áreas com incentivos para acelerar o desenvolvimento regional e geração de empregos

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Em visita a Muriaé e Manhuaçu, governador afirmou que novos empregos serão gerados nas cadeias do café e leite e na indústria, setores tradicionais na região

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, visitou Muriaé e Manhuaçu, na Zona da Mata, nesta quarta-feira (08/09) ao lado dos candidatos ao Senado da Coligação “Somos Minas Gerais”, ex-governador Aécio Neves e ex-presidente Itamar Franco. Anastasia garantiu que, reeleito, criará as Zonas de Desenvolvimento Regional na região da Zona da Mata para atrair mais empresas e empregos relacionados aos setores tradicionais da economia local, como a indústria pesada e as cadeias do leite e do café. Nas Zonas de Desenvolvimento Regional, empresas que se apoiam nas vocações econômicas específicas de cada região receberão incentivos do Governo do Estado.

O governador Antonio Anastasia destacou que, nos últimos anos, a preocupação do Governo do Estado foi com a modernização da infraestrutura da Zona da Mata, fundamental para a atração de novas empresas. De 2003 a 2009, o Governo de Minas aplicou R$ 11,8 bilhões na região, em investimentos em estradas, aeroportos; construção, reforma e modernização de escolas, hospitais e postos de saúde; cursos de ensino profissionalizante para jovens, além de ampliação dos serviços de tratamento de água e esgotamento sanitário.

“Temos a obsessão de trazer mais empregos de qualidade e, para isso, nosso programa de desenvolvimento regional que, certamente, vai beneficiar muito a Zona da Mata, não só agregando valor ao café – produto importantíssimo aqui da região -, como ao leite e, é claro, sempre trazendo indústrias que possam ser âncoras de uma cadeia produtiva, gerando empregos. A infraestrutura necessária para esse ambiente foi feita ao longo dos últimos anos, pelo governador Aécio e, agora, na minha continuidade, com o objetivo de trazer mais empregos para a região”, disse Antonio Anastasia, em entrevista, durante visita a Manhuaçu.

Fundo Estadual do Café
Anastasia também reafirmou que, reeleito, implantará em Minas o Fundo Estadual do Café para garantir a renda dos cafeicultores, evitando perdas provocadas pelo excesso de oferta e queda de preços do produto. Minas é o maior produtor (23 milhões de sacas neste ano) e exportador de café do Brasil, gerando 1,2 milhão de empregos diretos. A Zona da Mata responde por quase 30% da produção estadual de café. A cidade de Manhuaçu foi a 4ª maior produtora do Estado, em 2009.

“Vamos criar em Minas o Fundo Estadual do Café com recursos do Tesouro do Estado. O objetivo é exatamente ajudar o cafeicultor. Isso está no nosso Plano de Governo. Sabemos que o grosso da política é nacional, mas o Estado pode colaborar não só naquilo que já faz hoje, assistência técnica, tecnológica, mas também pode, com esse Fundo do Café, ajudar nas questões de garantia e do seguro. Ajudando, especialmente, no momento da queda do preço”, explicou Anastasia.

Continuidade dos avanços
Em Muriaé e Manhuaçu, Anastasia, Aécio e Itamar foram seguidos por milhares de apoiadores em carreatas e caminhadas que fizeram pelas duas importantes cidades da Zona da Mata. O ex-governador Aécio Neves destacou que a reeleição de Anastasia significa a continuidade dos avanços obtidos por Minas Gerais nas áreas econômicas e sociais nos últimos anos.

“Minas caminha para decidir não apenas uma eleição, mas o seu próprio destino. A política é a arte da solidariedade. E estamos aqui agora reafirmando esse nosso compromisso com toda a Zona da Mata, de continuar trazendo investimentos que busquem mais empregos de qualidade. Minas vem sendo, proporcionalmente, o estado que mais emprega no Brasil. Nosso PIB vem crescendo mais que a média. Voltamos a ter a melhor educação fundamental do Brasil, segundo o MEC. Há um conjunto virtuoso de ações ocorrendo em Minas que queremos que tenha continuidade com a eleição do governador Antonio Anastasia. Não podemos interromper esse ciclo tão positivo por que passa Minas”, disse Aécio Neves.
O ex-presidente Itamar Franco, tradicional líder político da Zona da Mata, pediu o voto dos mineiros dessa região para a reeleição de Antonio Anastasia. Para ele, o apoio da região é fundamental para que Anastasia saia vitorioso nas eleições de 3 de outubro.

“Ao longo de minha vida pública sempre estive aqui. Hoje, tenho a alegria de estar acompanhando Aécio e Anastasia. Dentro do plano geral, a candidatura está indo bem. Segundo pesquisas, já ultrapassou o outro candidato. Vamos nessa caminhada final, que dependemos muito da nossa região da Zona da Mata”, disse o ex-presidente.

Recepção nas ruas
A visita dos candidatos nesta quarta feira à Zona da Mata começou pela cidade de Muriaé. Logo que desembarcaram na cidade, Antonio Anastasia, Aécio Neves e Itamar Franco participaram de carreata, acompanhados do ex-ministro e ex-embaixador de Cuba, Tilden Santiago, segundo suplente de Aécio Neves na chapa ao Senado Federal.

Anastasia, Aécio e Itamar também fizeram caminhada pela rua Dr. Silveira Brum, onde moradores e comerciantes saíram às ruas para ver de perto os candidatos. Durante o percurso, eles pararam na lanchonete e restaurante Bate-Bocas. Eles tomaram água e refrigerante e brindaram à campanha da coligação “Somos Minas Gerais”. Em seguida, foram recepcionados na Praça João Pinheiro por cerca de 500 pessoas, de acordo com a Polícia Militar. Um grupo de crianças presenteou os candidatos com o artesanato local e soltou balões coloridos.

Depois da visita a Muriaé, os candidatos seguiram para Manhuaçu onde também tiveram uma recepção entusiasmada da população. Assim que saíram do aeroporto, Anastasia, Aécio e Itamar foram seguidos por dezenas de carros até a Praça 5 de Novembro, no Centro da cidade.  No quarteirão da rua Amaral Franco, eles fizeram caminhada com centenas de eleitores. Do alto dos prédios, os moradores promoveram uma chuva de pétalas de flores e papel picado em homenagem aos candidatos.

Lideranças Municipais
Os investimentos realizados pelo Governo de Minas na Zona da Mata foram destacados pelos prefeitos da região, inclusive de partidos que fazem parte de coligações adversárias. O prefeito de Miraí, Sérgio Luiz Resende (PMDB), afirmou que a principal razão para apoiar o governador Anastasia é a parceria desenvolvida entre o Governo do Estado e as prefeituras, sem distinção partidária.

“Estou com ele porque sei que estou trilhando o melhor caminho para os mineiros. Todos os municípios têm ligação asfáltica, telefonia celular, Programa de Saúde da Família (PSF). Não existe um município, dos 853 de Minas, que não teve apoio desse governo”, afirmou o prefeito.

O prefeito de Muriaé, José Braz (PP), também manifestou apoio à reeleição do governador para garantir a continuidade dos avanços obtidos nos últimos anos. “O melhor para Muriaé é Antonio Anastasia, com apoio de toda nossa população”, declarou.

O prefeito de Manhuaçu, Adejair Barros (PSDB), afirmou que a Zona da Mata reconhece o esforço de Aécio Neves e do governador Antonio Anastasia em trazer mais desenvolvimento para a região.

“Tudo que tem na nossa região vem do governo estadual e tudo que vem do governo estadual tem a mão de Aécio Neves e de Anastasia. Se você vai a Lajinha, Durandé, Luisburgo, todos os lugares da nossa região têm asfalto, um sonho que a gente não acreditava que um dia poderia ser realizado. Manhuaçu não fica atrás. Já temos um pacote de obras de R$ 3 milhões que veio do governo estadual. Com certeza, o desenvolvimento chegou e vamos ter muito mais ainda se elegermos novamente Anastasia para o Governo do Estado”, afirmou.

O prefeito de Martim Soares, Valdimir Roela da Silva Júnior (PSDB), disse que os prefeitos da Zona da Mata estão empenhados para levar as propostas de Antonio Anastasia à população. “Vamos arregaçar as mangas para eleger Anastasia. O que é bom tem que continuar. A gente vai trabalhar com muita força e vontade para o governador Anastasia. Se a gente ficar contra o Anastasia estaremos na contramão, porque ele e Aécio colocaram Minas Gerais nos trilhos”, afirmou.

O prefeito de Sericita, Antônio Sérgio da Cruz (DEM), destacou a competência administrativa do governador que se empenhou para garantir recursos para obras de infraestrututura dos municípios. “Anastasia representa o que há de mais moderno na administração pública. Homem competente, foi o braço direito de Aécio Neves e fez uma administração muito boa nos últimos oito anos. Se nós temos asfalto hoje agradecemos ao Proacesso, que beneficiou muitas cidades na Zona da Mata”, disse.

Economia forte: PIB de Minas bate novamente o PIB nacional

PIB de Minas, pela segunda vez no ano, bate novamente PIB nacional

Fonte: Coligação “Somos Minas Gerais”

Governador Antonio Anastasia anuncia novo salto da economia de Minas Gerais no 2º trimestre

Pela segunda vez consecutiva no ano, o Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais, o principal indicador do desempenho da economia, obteve melhor resultado do que o país. Dados da Fundação João Pinheiro (FJP), divulgados nesta quarta-feira (08/09), mostraram que o PIB mineiro cresceu 11,2% no segundo trimestre de 2010, em relação ao mesmo período do ano passado e superaram o PIB brasileiro, que avançou 8,8% no mesmo período. No primeiro trimestre de 2010, o crescimento do PIB mineiro foi de 12,2% e também superou o nacional, de 9%.

“Estamos muito orgulhosos do desempenho da economia mineira que, dando continuidade ao que aconteceu no primeiro trimestre, superada a crise econômica, Minas Gerais está com um desempenho econômico excepcional. O Brasil cresceu muito, inclusive nesse segundo trimestre, 8,8%, mas nós superamos e fomos a 11,2%. Como no primeiro trimestre subimos 12,2%, significa que estamos em indicadores que são chamados de chineses”, destacou o governador em entrevista concedida à imprensa, nesta quarta-feira, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa.

Antonio Anastasia atribuiu boa parte do desempenho do PIB mineiro ao planejamento do Governo do Estado nos últimos anos, como o Choque de Gestão, que saneou as finanças do Estado e possibilitou ao poder público uma aplicação melhor dos recursos, além de atrair mais investimentos privados para o Estado. Segundo destacou o governador, os resultados também mostram que o Governo está acertando nas políticas de geração de emprego formal.

“Significa a recuperação econômica do Estado. Apostamos certo. Apostamos no planejamento, na parceria e no florescimento econômico de Minas Gerais. O mais importante é que esse PIB representa, sob o ponto de vista concreto, a criação de empregos, que tem sido nossa obsessão. A Grande BH, de acordo com a própria Fundação João Pinheiro, já é a região metropolitana que tem o menor índice de desemprego de todas e a nossa renda, dos trabalhadores aqui, já é a segunda melhor do Brasil, só perdendo para o Distrito Federal, que tem as suas condições excepcionais, e superou São Paulo. Então, são indicadores excelentes, que refletem nesse número do PIB. Estamos no caminho e estamos agora colhendo todo aquele esforço dos últimos anos”, reforçou o governador.

Bom ambiente para os negócios e o social
O governador acrescentou ainda que o aumento do PIB no primeiro e no segundo trimestres de 2010 reforçam a preocupação do Governo do Estado com os indicadores sociais. Antonio Anastasia ressaltou que, além do aumento na geração de emprego formal, o bom desempenho do Produto Interno Bruto representa melhorias na educação, na saúde, na segurança pública e em várias outras áreas sociais.

“Estamos, agora, tendo o reflexo do chamado bom ambiente para negócios, que criamos em Minas. Para atrairmos empresas e termos aumento do nosso PIB, precisamos ter bom ambiente que significa infraestrutura, desenvolvimento social, melhor educação, melhor segurança, melhor saúde. E todos os indicadores, de todas as políticas públicas, nos últimos oito anos, têm melhorado em Minas Gerais”, reforçou Antonio Anastasia.
Desempenho positivo em todos os setores

Do ponto de vista setorial todos os setores conseguiram avançar: a indústria cresceu 19,5%, o setor de serviços 6,9%, ambos acima da média nacional, respectivamente com 13,8% e 5,6%. A agropecuária cresceu 7,1% ante um incremento de 11,4% do setor no nível nacional.

Na indústria mineira, o grande destaque continuou sendo do setor extrativo mineral (+32,2%), cujo desempenho fica em evidência, em função da grande representatividade da cadeia minero-metalúrgica na economia mineira. Apesar da magnitude da expansão deste segmento, vale destacar o desempenho da indústria de transformação, que cresceu 23,4% no segundo trimestre de 2010. Este foi o segmento que definiu a expansão do setor industrial no Estado, tendo como principal destaque o setor de máquinas e equipamentos (+111,5%), o que sinaliza a retomada dos investimentos industriais em Minas Gerais.

No setor de serviços, os destaques foram os segmentos de transportes e armazenagem (+20%), segmento fortemente ligado à produção industrial; e comércio (+9,8%) impulsionado pelo comportamento do consumo.

No setor agropecuário foi registrado um aumento de 7,1% no segundo trimestre de 2010. O resultado refletiu o bom desempenho da produção vegetal, que cresceu 5,9% entre abril e junho deste ano. Deve-se ressaltar o aumento da produção do café na safra 2010, de 18,8% e cana-de-açúcar, cujo incremento chegou a 3,2% no segundo trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Outra atividade que teve grande crescimento em Minas, neste período, foi silvicultura, que teve aumento na produção de 37,2%. Este incremento pode ser explicado pelo incremento na demanda de carvão vegetal e na produção de madeira para papel e celulose.

Antonio Anastasia retruca Hélio Costa e diz que Minas avançou graças às parcerias com o poder público e sociedade

Fonte: Estado de Minas

Farpas

Anastasia retrucou a crítica feita pelo seu adversário Hélio Costa (PMDB) de que o estado não agiu em parceria com o governo federal. O governador ressaltou que Minas foi um dos estados que mais avançou em todos os indicadores: saúde, educação, segurança, assistência social devido às várias parcerias com o governo federal, com as prefeituras e com a sociedade. Aécio também comentou o assunto: “O crescimento do estado é alardeado e a realidade comemorada por muitos membros do governo federal ao longo dos oito anos”. O ex-governador ressaltou ainda que é natural que essas críticas ocorram durante a campanha eleitoral. “Isso não muda o nosso respeito pelo presidente da república, ele será sempre muito bem vindo em solo mineiro.”

Na quarta-feira, Anastasia visitou Muriaé e Manhuaçu, na Zona da Mata, ao lado de Aécio e do ex-presidente Itamar Franco (PPS). Ele afirmou que o governo fez investimentos importantes de infraestrutura e de fomento econômico na região e que tem um programa de desenvolvimento regional. O candidato ainda ressaltou que está no seu plano de governo criar em Minas o Fundo Estadual do Café.

Artistas mineiros destacam avanços de Aécio e Anastasia na Cultura e entregam documento de apoio

Anastasia recebe manifesto de artistas mineiros

Fonte: Estado de Minas

Mais de 500 artistas mineiros,entre os quais nomes consagrados da música,da dança e da literatura,assinam declaração de apoio à reeleição do tucano ao governo de Minas

O candidato à reeleição ao governo de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), recebeu na noite de quarta-feira um manifesto de apoio assinado por mais de 500 artistas mineiros de diversos segmentos. O documento, intitulado “Cultura está com Anastasia – Liberdade e Arte”, foi entregue ao tucano no Centro Cultural 104, na Praça da Estação, pelos próprios artistas. Além da declaração de apoio, eles destacam os avanços da área durante os oito anos de governo Aécio Neves e Anastasia. “A cultura é de fundamental importância e por isso deve receber uma atenção especial por parte dos governos. Em Minas, realizamos um forte processo de descentralização da política de apoio cultural para que ela atuasse em todo o estado e não se concentrasse apenas nos centros maiores. Essa é uma forma de democratizar o apoio aos produtores culturais e os artistas e o acesso aos bens culturais a toda a população do estado”, afirmou Anastasia.

No manifesto, os artistas ressaltam a efetivação do Fundo Estadual de Cultura e do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, além da criação de prêmios financeiros para apoiar novos nomes da música, cinema e literatura: “Nos últimos anos, com os governos de Aécio e Anastasia, Minas mudou muito. Na cultura, iniciativas significativas foram efetivadas: o Fundo Estadual de Cultura, Filme Minas, Cena Minas, Música de Minas e os Prêmios Minas Gerais de Literatura ocuparam o espaço que antes era lacuna”, diz o texto. O candidato disse que se eleito vai continuar os programas de Aécio Neves e avançar criando novos programas. “ Vamos levar cada vez mais a cultura próximo às pessoas”.

Anastasia ressaltou os feitos do governo também no campo da produção cultural voltada para a inclusão, com destaque para o programa Valores de Minas. “O Valores de Minas, programa criado em parceria com o Serviço Voluntário e Assistência Social, tem capacitado centenas de jovens estudantes para a criação e desenvolvimento de atividades de teatro, circo, dança, música e artes plásticas. Além de dar uma lição de cidadania, esse projeto tem permitido o surgimento de muitos talentos”, completou.

Entre os nomes que assinaram o manifesto estão os músicos Milton Nascimento, Flávio Venturini, Toninho Horta, Rogério Flausino, Samuel Rosa, André Valadão, Celina Borges, Cesar Menotti e Fabiano; o compositor Fernando Brant; os escritores Ângelo Machado, Sílvia Rubião, Bartolomeu Campos de Queiros, Luis Gifoni e Olavo Romano, o Grupo Galpão, Grupo Corpo e Giramundo. A entrada para o evento custou R$ 100. O dinheiro que sobrou dos gastos com a realização foi destinado à campanha.

Farpas
Anastasia retrucou a crítica feita pelo seu adversário Hélio Costa (PMDB) de que o estado não agiu em parceria com o governo federal. O governador ressaltou que Minas foi um dos estados que mais avançou em todos os indicadores: saúde, educação, segurança, assistência social devido às várias parcerias com o governo federal, com as prefeituras e com a sociedade. Aécio também comentou o assunto: “O crescimento do estado é alardeado e a realidade comemorada por muitos membros do governo federal ao longo dos oito anos”. O ex-governador ressaltou ainda que é natural que essas críticas ocorram durante a campanha eleitoral. “Isso não muda o nosso respeito pelo presidente da república, ele será sempre muito bem vindo em solo mineiro.”

Na quarta-feira, Anastasia visitou Muriaé e Manhuaçu, na Zona da Mata, ao lado de Aécio e do ex-presidente Itamar Franco (PPS). Ele afirmou que o governo fez investimentos importantes de infraestrutura e de fomento econômico na região e que tem um programa de desenvolvimento regional. O candidato ainda ressaltou que está no seu plano de governo criar em Minas o Fundo Estadual do Café.